O SITE ESTÁ PASSANDO POR ALGUMAS MUDANÇAS. VOLTAREMOS AO NORMAL EM BREVE!

Pensamento Feminino #47: "WWE Extreme Rules 2016"

Falaaa galera, tudo bem com vocês? No último domingo tivemos a edição desse ano do Extreme Rules e como eles dizem é aquela noite do ano em que a WWE vai ao extremo. Não criei muitas expectativas sobre o evento e no final acabei me surpreendendo.

Antes dos combates tivemos aquele pequeno segmento envolvendo The Dudleys Boyz e Big Cass. Gostei bastante da postura da WWE de deixar Big Cass bem ativo nesse tempo em que Enzo esteve fora, isso fez com que o público não se esquecesse dos dois (como se isso fosse possível kkk). Eu gosto bastante da SAWFT, na minha opinião eles tem tudo para ser tornarem uma das maiores tag teams da história da WWE e essa feud com os Dudleys deve culminar em um combate bem interessante no MITB.

Baron Corbin é outro que tem um futuro promissor na empresa (se ela quiser, é claro). A luta contra Ziggler no kickoff show foi curta e, apesar de ser uma no disqualification match, ou seja, uma luta em que os caras podiam usar e fazer de tudo, não tivemos nada, a não ser o golpe baixo de Corbin, fora do normal. Uma pena. Agora eles vão se enfrentar novamente no próximo RAW. Ou essa feud irá acabar de vez (já passou da hora), ou ela vai durar até o MITB. Se este for o caso espero que os dois tenham um combate bem fantástico no pay-per-view.

A Tag Team Tornado Match entre The Usos e The Club foi bem acirrada e muito boa. Penso que com o rompimento de AJ Styles com Karl Anderson e Luke Gallows, os dois devem buscar por vingança nos próximos shows. Isso encerra, mesmo que momentaneamente, a feud com os Usos. Vi rumores que Finn Bálor poderia fazer a sua debut no roster principal e virar membro do The Club, ocasionando assim um possível combate com Styles no MITB. Seria ótimo? Seria, com certeza. E eu acho que todos esperam por isso, mas não penso que ele vá aparecer até acertar as contas com Samoa Joe no NXT TakeOver, então meus amigos, a nossa espera continua.

Fiquei me perguntando porque Rusev não apareceu no Raw de ontem, afinal de contas ele se tornou o novo United States Champion no último domingo. A luta contra Kalisto foi bem intensa e não foi ruim como imaginei que seria, fiquei até surpresa. Um possível motivo da ausência do campeão no show de ontem é a volta de Cena na próxima semana. Os dois, certamente, vão se enfrentar mais uma vez e, mais uma vez, teremos aquele discurso chato de patriotismo do Cena e blá, blá, blá. O herói da nação vai voltar e é claro que eles precisam de um vilão estrangeiro para ser derrotado, de preferência um bem grande e búlgaro.

Vamos combinar que a New Day está cada dia melhor, foi incrível a virada de jogo que eles conseguiram dar nos personagens. De caras bonzinhos, mas chatos a heels bem-sucedidos e agora faces bem legais. Isso é o que eu chamo de um case de sucesso. O combate contra Simon Gotch e Aiden English foi muito bom e pensou eu que essa feud ainda vai render alguma coisa.

A Fatal 4-Way Match foi, com toda a certeza desse mundo, a melhor luta da noite. Aquilo nem foi um combate, foi uma guerra. Não dava nem para piscar os olhos. Miz, KO, Cesaro e Sami Zayn deram de tudo no ringue. Eles mereciam um prêmio por luta da noite. Sabe aquela premiação que o UFC dá para os lutadores que fizerem a melhor luta do evento? Pois é, a WWE devia fazer a mesma coisa. Os caras detonaram geral e eu estou até sem mais adjetivos para descrever o show que eles deram. Infelizmente, depois daquela luta insana, o Miz saiu vencedor. Tudo bem que qualquer um merecia ser campeão depois daquilo, mas vamos combinar que o Miz vira e meche se torna IC Champion e já passou da hora de termos um novo campeão. Agora a atenção está voltada para a Ladder Match no MITB em que teremos a presença de três dos quatro competidores que deram show na fatal 4-way.

Sem perder o pique já tivemos a primeira Asylum Match entre Chris Jericho e Dean Ambrose. Quase todo mundo achou um porre. Eu digo quase porque eu gostei. Achei a luta longa demais? Sim. Todos sentiram falta daquele ritmo insano que havíamos visto na luta anterior, mas pensem comigo: com todo aquele arsenal de “armas” disponível para a luta é claro que todas elas seriam usadas. Além do mais não tem graça punir o seu adversário se a punição for muito rápida, tudo bem que nesse caso ela foi até um pouco longa demais, mas vocês entendem o meu ponto de vista. O final do combate foi surpreendente. Eu não imaginei que a WWE deixaria que tachinhas fossem usadas na luta. Quando Dean as esparramou pelo ringue eu pensei “ah, elas vão ser se para enfeite, como a ‘Barbie foi’”. Para a felicidade geral, de menos a do Jericho, eu estava errada. Tenho a certeza que aquilo doeu em cada um só de assistir, mas que foi sensacional foi.

A submission match pelo WWE Women's Championship foi outro combate ótimo com um resultado ruim. Na minha opinião Nattie merece ser campeã mais uma vez. Já falei isso antes. Infelizmente não aconteceu no Extreme Rules, mas penso que um dia ainda a veremos como Women's Champion. Gostei muito da luta, elas deram um show de técnica e a união de Charlotte com Dana Brooke é algo que me agrada. Daí deve sair algo bem legal. Principalmente agora que Ric Flair não está mais ao lado da campeã.

O main event me surpreendeu. Que luta! Roman Reigns e AJ Styles se superaram. A crowded vez ou outra começava com uns cânticos de “You can’t wrestle” para o Roman. Eu já falei sobre isso no último post e vou repetir: é um exagero. O cara não é o mais querido entre os fãs, mas ele provou várias vezes, incluindo no Extreme Rules, que consegue fazer performances incríveis. A prova disso é que ao final do combate, antes de Seth Rollins fazer seu retorno, quase não se ouvia vaias para a vitória de Reigns, o público reconheceu que ele e AJ fizeram um combate extraordinário. A questão é que o WWE World Heavyweight Champion precisa de um heel turn o mais rápido possível, mas a WWE (leia-se Paul Levesque) fica insistindo nele como face.

O combate foi muito bom e melhor ainda será a batalha entre Rollins e Reigns no MITB. Já AJ Styles deve entrar em feud com seus antigos parceiros do The Club, mas isso só por enquanto. Penso que ele deve voltar a disputar o título em breve, mas dessa vez contra Seth Rollins que, imagino eu, vá recuperar o cinturão também em breve.

Update - Canal no YouTube: na última edição do Pensamento Feminino eu disse que estava colocando em prática o projeto de criação de um canal no YouTube, se lembram? Pois é! Em breve teremos o primeiro vídeo. Já está gravado, só falta editar ;)

É isso aí galera. Até a próxima!


Sugestões, críticas ou elogios? É só comentar aqui em baixo que eu leio tudo! Meu twitter é @poobitencourt, o Facebook é Pollyana Bitencourt para quem quiser me seguir. Abraço!