HOW Entrevista: Mário Medeiros - SWU


Demorou mas voltou, confiram mais uma entrevista da HOW

Você teve uma lesão que te deixou fora dos ringues por cerca de um ano, como foi ficar sem lutar por esse tempo?

Então cara, foi mais de um ano afastado, ao todo foram 67 seções de fisioterapia e muito reforço muscular. Perdi até 26 kg rsrs foi difícil não só fisicamente, mas também emocionalmente ver o pessoal treinando e fazendo eventos e eu ali parado, mas sou bicho ruim, não desisto fácil, no fim valeu agora de volta ninguém me para mais!

Em quem você costuma se inspirar?

Mick Foley sem dúvida foi e é minha grande inspiração

Qual é o maior desafio de um Wrestler no Brasil?

Acho que é conciliar tudo, treinos, eventos com sua vida pessoal, ter que trabalhar e se programar com as datas de show, é foda rsrs

Fale um pouco da SWU para quem não conhece

Então, a SWU está aí tentando fazer shows de qualidade para o público brasileiro que gosta de wrestling, acreditamos que esse seja um dos meios mais interessantes do entretenimento, no qual as pessoas passam torcer e se envolver, e tentamos agradar todo o tipo de público, das crianças até quem goste de lutas mais "violentas", mas tudo com responsabilidade e profissionalismo.

O que a LLN precisa fazer para voltar a crescer?

Eu acho que é uma questão Cultural mesmo, a LL se perdeu com o tempo no Brasil, por isso as equipes hoje em dia tem que trabalhar muito para mudar esse quadro, mas isso só é possível com profissionalismo, muitos colocam a culpa nos fãs e dizem que não acompanham os shows, eu acho que isso é tirar a responsabilidade de si, se mostra um material de qualidade o público vem sim, nós estamos tentando mudar isso, claro que a infraestrutura não ajuda muito, mas é questão de tempo, o trabalho não para

E quais são os pontos altos e os pontos baixos da LLN?

Pontos altos são que cada dia vejo que a qualidade dos shows aumenta de uma forma bem expressiva, não só na SWU, mas em quase todas as equipes do Brasil, os baixos é que ainda é uma coisa que ainda sofre muito preconceito

Você pretende seguir carreira fora do Brasil?

Agora não é meu objetivo principal já que voltei a lutar a pouco, mas se pintar sim porque não rsrs

Quais as suas metas para 2016? E as da SWU?

As minhas são chutar todas as bundas possíveis rsrs e as da SWU e crescer mais ainda,se profissionalizar mais e fazer muitos shows dentro e fora do RS

Uma luta memorável sua?  E outra do mundo do PW?

Minha acho que a última no AX contra o Rodrigues, porque estava esperando muito tempo por ela e porque foi a primeira da minha vida que não fui para o hospital depois no final rsrs e do PW mundial, Mick foley vs Undertaker no hell in a cell porque não ^^

Obrigado por essa entrevista, deixe um recado para os leitores...

Muito obrigado pelo espaço e não deixem de acompanhar a SWU, esse ano e nos próximos a coisa promete.

Boa sorte na carreira!!!