Aprendiz: Empoderamento feminino no Wrestling

“Não somos mais vadias, somos Wrestlers”

A ascensão da mulher na sociedade está sendo pregada em vários âmbitos do entretenimento e, ano passado esse discurso foi incluso no Mundo do Pro Wrestling. É através desse assunto que se gera uma polêmica no entanto machista, equivocada e retrógrada por parte de vários fãs.

Desde os primórdios, a mulher sempre foi taxada como objeto sem valor para o homem pois alegava-se que a mesma não tinha capacidade de realizar atividades masculinas, porém com as transformações sociais mundiais os tempos mudaram  e a mulher hoje  disputa com homens e máquinas o mercado de trabalho da maioria dos países. Esse desenvolvimento feminino também aconteceu no Wrestling, é só vermos a forma como muitas mulheres eram tratadas em antigas Eras ― não só na WWE. Diante disso, abre-se uma comparação através desse artigo sobre quem eram as mulheres antes e quem são hoje.

Para entrar em empresas de PW, as mulheres tinham por obrigação mostrar sensualidade ― mesmo que algumas não tivessem beleza exterior ― para atrair o público. O maior exemplo de tática sensual carismática foi na Attitude Era da WWE e tinha como nome Strip Matches ou Bra and Panties match, que consistia em lutas femininas cujo objetivo era o arrancamento de roupas das lutadoras, quem tirasse a roupa da sua oponente primeiro  obtinha a vitória. ― O público ia a loucura com esse tipo de luta, pois aquilo naquela época chamava muita atenção. ― Torrie Wilson, Candice Michelle, Maria foram nomes importantes desse tipo de combate. Também se vivenciou os tempos em que as mulheres lutavam para posar nuas em revistas ― a TNA e a WWE eram as empresas que mais faziam parcerias com “revistas masculinas” para que suas Knockouts/Divas posassem nuas. Incrível  era o sucesso que essas revistas faziam, se esgotavam nas primeiras semanas de lançamento. O desespero de outras empresas foram tão desenfreados pra que suas mulheres conseguissem fama e carisma que precisaram fazer sextapes com elas, melhor dizendo, vídeos pornôs. Muitas delas enfrentaram também a questão do preconceito ao homossexual, ou seja, dificilmente lésbicas e transgênicos entrariam em renomadas empresas.

Com essa pequena passeada no passado das mulheres no PW acima, já se nota o quão usadas elas foram para ter a notoriedade no Universo do Wrestiling. Hoje, nos deparamos com a verdadeira abertura de várias empresas para elas, mas não para serem modelos e sim para que sejam verdadeiras Wrestlers. A WWE não foi a primeira a mudar o modo como se tratam as mulheres como se diz por aí. As primeiras empresas foram empresas Indys ― empresas seculares ―que se esforçaram para trazer o verdadeiro Wrestling feminino. Após essas mudanças acontecerem, logo se chegou a TNA e depois a WWE.  Ano passado notamos a verdadeira revolução de Wrestlling feminino por parte da WWE. As Divas pararam de lutar por motivos superficiais e se tornaram mulheres que lutam para provar superioridade tanto em ringue quanto em microfone. Além do espaço/tempo que é dado a elas que se tornou amplo para se desenvolverem. Esse desenvolvimento foi muito lento, quase não se aconteceu e ainda está sendo processado mas ainda há quem escolha o modo como elas eram tratadas.

Muitos fãs de Wrestling hoje preferem que as Wrestlers sejam tratadas como objetos para satisfazer seus desejos sexuais assim como foram antigamente, porém essa preferência é no entanto machista, equivocada e retrógrada. Machista porque o mundo não gira em torno dos prazeres masculinos, Equivocada porque as mulheres também são capazes de serem verdadeiras Wrestlers e proporcionar ótimas lutas e Retrógrada pois isso é uma ideia inválida que não serve mais como servia no Wrestling. É totalmente angustiante ver que há pessoas que não reconhece o tanto que as mulheres batalharam para serem levadas à sério, ignoram completamente o percurso delas para o estrelato.

Em contrapartida não há como não encerrar as parabenizando pelas duras lutas que elas enfrentam contra o machismo e sexismo. Elas realmente passaram por muitas coisas e hoje são poderosas no mundo do Pro Wrestling e mesmo com muitas dificuldades, elas atualmente ocupam as melhores posições da indústria do Wrestling por Entretenimento.

Pelo aprendiz: Luiz Matheus

Henrique Moura: Administrador do site. Atualmente cuida da parte de design, publicação de notícias, coberturas dos shows, além de cuidar da parte social do site. - Facebook