HOW About This? #63: "A terra da oportunidade"

Fala, galera. Tudo bem com vocês? Espero que sim. Eu sou Elyas Correa Nogueira e lhes recebo na coluna mais duradoura desse blog, o "HOW About This?". Na nossa edição passada, fizemos uma análise sobre o grande reshape pelo qual a WWE está passando. Na sexagésima-terceira edição, vamos dar uma olhada diretamente em quem poderá ser beneficiado por tais mudanças. 

Como eu já disse, as mudanças na WWE foram assunto da última edição. O roster da companhia foi dividido em RAW e SmackDown, títulos foram definidos para cada brand, assim como PPVs e blábláblá... Desde o início, o objetivo central que levou a Brand Split 2.0 foi um só: conseguir utilizar os talentos da empresa de uma maneira mais ampla. Ao que parece, o RAW teve uma leve vantagem na divisão. O SD ficou com um considerável star power com Cena, Orton e Styles, mas o RAW ficou com muitos wrestlers da altíssima qualidade, como Bálor, Rollins, Owens, Zayn, Cesaro e por aí vai.

Embora isto não esteja entre meus feitios mais corriqueiros, hoje farei um Top 7 com as estrelas que mais podem ser beneficiadas com essa divisão das brands.

7. Becky Lynch (SmackDown)


Com a divisão das brands, a irlandesa Becky Lynch tem um território bem fértil para crescer na WWE. Ela já teve seus 'pushes' desde que subiu para o main roster no meio de 2015, mas a competição com outras estrelas como Charlotte e Sasha Banks meio que impediram que Lynch ficasse estabelecida no topo da divisão feminina.

Com o Draft, Becky é o maior nome entre as wrestlers do SmackDown .Se a Brand Azul chegar com seu próprio título feminino e o efeito da marijuana que os oficiais da WWE fumaram passar (tu precisa estar MUITO drogado para considerar Eva Marie dominando a divisão), a divisão das brands poderá estabelecer Becky como um forte nome caminhando para a possível Four Horsewomen Fatal 4-Way no Survivor Series ou na Wrestlemania.

6. Cesaro (RAW)


O suíço Cesaro já deveria ter ganhado um push decente há muito tempo. Pode parecer puxa-saquismo (e é), mas é muito difícil achar alguém com um talento in-ring como Cesaro. O ponto fraco do "Swiss Superman" é sua skill de fazer promos mas sua 'pipebomb' mostrou que ele consegue despejar suas frustrações de uma maneira bem fácil de compreender.

O suíço está no RAW e, embora eu ache que seu lugar é no SmackDown, ele pode tirar muito proveito dessa situação. Colocar Cesaro para dividir o ringue com Finn Bálor, Seth Rollins, Kevin Owens, Sami Zayn e etceteras pode jogar o suíço no holofote que ele tanto merece. Está sendo um processo meio lento mas será muito bom quando der certo.

5. Luke Gallows & Karl Anderson (RAW)


"Heeeeey man... We came to make Roman look strong." Gallows e Anderson não tiveram um começo muito bom na WWE (vocês se lembram, né? Boot of Doom + 2 Styles Clashes = Kickout). A feud com John Cena não foi tão diferente assim. Anderson e Gallows foram praticamente 'squashados' por Cena no RAW e no SD. Contudo, a aliança com AJ Styles formava um time excelente. Então, eles foram separados no Draft.

O Club está indo muito bem no RAW pós-Draft até aqui. Embora tenham perdido para a New Day, eles exterminaram a descendência de Big E e, com o último 'lesionado', os títulos de dupla seriam defendidos por Kingston e Woods, ficando mais fácil para os Good Brothers. A possibilidade de uma união com Finn Bálor aumenta minhas expectativas ainda mais. Será que o Club vencerá os Tag Titles no Summerslam e, no main-event, ajudarão Finn Bálor a derrotar Seth Rollins, criando assim um novo Club? Quem sabe...

4. Bray Wyatt (SmackDown)


Eu acho que Wyatt está lesionado então isso fica mais na teoria. Bray Wyatt é a definição de 'bateu na trave'. Pareceu que ia decolar em 2014, derrotou Daniel Bryan em um combate incrível no Royal Rumble mas algo aconteceu para que seu momentum parasse. *cough* John Cena *cough* Wrestlemania 30 *cough*. Mas então, a Wyatt Family se separou, depois reuniu, Braun Strowman chegou, Luke Harper se lesionou e Strowman saiu pelo Draft.

Wyatt é um dos astros que eu sempre disse que seria beneficiado pela divisão das brands. Com dois títulos mundiais e a possibilidade de um melhor desenvolvimento para as storylines, o "Eater of Worlds" poderá despontar como um dos próximos WWE Champions, dividindo o posto de top heel do SmackDown com o "Phenomenal One" AJ Styles.

3. Finn Bálor (RAW)


NXT Champion com maior duração do reino, 5º Pick Overall no Draft, debutou no RAW no dia de seu aniversário e derrotou Roman Reigns de maneira limpa. Preciso falar mais algo? Bálor seria um astro de destaque grandioso assim que subisse. Já temos uma possível Match of The Year guardada para o Summerslam e é só o começo.

Como eu já disse, Bálor seria uma estrela de topo sem a Brand Split, mas a existência da última pode ajudar ainda mais o irlandês. Com a perspectiva de que ele poderá ser o primeiro WWE Universal Champion (embora eu ache que Rollins vai levar essa), o futuro parece bem promissor para Finn Bálor.

2. Kevin Owens (RAW)


Derrotando John Cena de maneira limpa em seu primeiro combate na WWE, Owens também parecia muito promissor. Embora tenha perdido os dois outros combates para SuperCena, o "Prizefighter" logo venceu o título Intercontinental e transformou a porra toda no The Kevin Owens Show. Cada vez que sai uma notícia relatando a possibilidade de um grande push para Owens, eu tenho um ataque do coração.

A Brand Split, mais precisamente o WWE Universal Championship, ajudará Owens de uma maneira incrível. Ele tem que estar entre os dez primeiros Universal Champions. Ele tem a capacidade de ser o top heel da WWE. É simplesmente perfeito nas promos, um ring-worker sensacional e por aí vai. Sim, eu sou muito puxa-saco do KO.

1. AJ Styles (SmackDown)


Ele mesmo, o fenomenal AJ Styles. A feud do "P1" com Reigns foi boa (tirando o kickout dos Styles Clashes) e sua Dream Match com Cena foi muito boa. Embora o The Club tenha perdido para Cena & Co. no Battleground, ainda teremos o combate decisivo entre Styles e Cena no Summerslam. É incrível que um cara que fez grande parte de seu nome da TNA esteja ganhando tanto destaque na companhia do Tio Vince, mas se tratando de Styles, dá pra entender.

Para o "Phenomenal", a Brand Extension abriu um leque de oportunidades. Se Styles vencer Cena no Summerslam, seu próximo alvo será o WWE Champion, sem sombra de dúvida. E é muito provável que ele venha a ganhar essa possível feud. Sem a divisão/dois títulos mundiais, a WWE não colocaria seu título mundial em Styles esse ano. Então, para a alegria dos fãs, estamos no lucro.

"E você? Quem você acha que ganhará território com a Brand Extension?"

Bom galera, vou ficando por aqui. Deixem suas sugestões e opiniões nos comentários. Para reclamações, o choro é livre para todos os públicos. Fiquem com Deus e até semana que vem.

"Thanks for reading and have a nice day."