Chael Sonnen revela que Vince McMahon já tentou sabotar evento do UFC


No mais recente episódio do podcast You're Welcome with Chael Sonnen, o lutador de MMA - que recentemente acertou seu retorno aos octógonos ao assinar com o Bellator - contou uma curiosa história sobre Vince McMahon e uma tentativa de sabotagem ao evento UFC 55, ocorrido em Outubro de 2005, coincidentemente o seu evento de estreia pela empresa de Dana White.

- Em 2005, o UFC havia começado a aparecer de uma vez. O Ultimate Fighter apareceu, foi um enorme sucesso e mudou tudo. Naquele tempo o programa era transmitido pela Spike TV nas noites de segunda-feira, logo após o RAW. Vince McMahon então fez uma ligação para Dana White reclamando do fato de que o TUF estava sendo anunciado nos intervalos do Raw. Então Vince disse "Por que alguém iria assistir ao meu show roteirizado quando eles podem simplesmente esperar e assistir ao seu show real? Pare de fazer publicidade para o meu público". Dana, então, retrucou: "Vince, eu estou na Spike, você está na Spike, é isso. Se a Spike decidiu passar minha publicidade no seu horário, não é problema meu. Não é comigo que você tem que reclamar", contou Chael.

Sonnen ainda revelou uma absurda proposta feita pelo Chairman da WWE para Mike Goldberg, na época locutor do UFC.

- Eu iria estrear naquela noite, que teria uma luta com cinturão de pesos pesados em jogo. Na época, Andrei Arlovski era o principal nome da empresa. Ele era o responsável pela venda de todos os ingressos e iria receber 18 mil dólares para lutar e mais 18 mil para o caso de vencer. Isso para estar no evento principal com o maior título dos esportes em jogo. Naquela semana, Vince entrou em contato com o Mike Goldberg e lhe disse: "Vou te dar 100 mil dólares para que você não apareça e nem dê satisfações ao UFC. E esta conversa nunca aconteceu". Goldberg então entrou em contato com Dana White e recebeu um novo contrato de meio milhão de dólares. Até que depois Dana caiu na real: "Se ele está disposto a pagar 100 mil dólares pelo meu locutor que é substituível e eu estou pagando 18 mil e possivelmente mais 18 mil para meu Main Eventer, existe um problema. Este é um nível de negócios para o qual eu não estou preparado", relatou Sonnen.

A última tratativa com relação a esta "guerra" foi a mudança de horário do The Ultimate Fighter, que passou a ser transmitido pela Spike TV nas noites de quarta-feira, sem ter qualquer confronto com o Monday Night RAW. A história na íntegra pode ser conferida no vídeo abaixo.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário