O SITE ESTÁ PASSANDO POR ALGUMAS MUDANÇAS. VOLTAREMOS AO NORMAL EM BREVE!

WhatCulture #10: "10 tópicos que o novo filme de Chris Benoit deve abordar"

 Na semana passada, surgiram notícias de que a longa metragem "Crossface", um filme baseado sobre os assassinatos de Nancy e Daniel Benoit e o suicídio de Chris Benoit, estaria avançando em questão de produção. Lexi Alexander que já produziu o filme O Justiceiro: Em Zona de Guerra, desta vez vai dirigir o filme que contará a história de Chris Benoit.

Certamente, 2007 foi o pior ano para a WWE pois perdeu um de seus melhores lutadores em uma das histórias mais chocantes do pro-wrestling. Benoit dominou o ciclo de notícias nos Estados Unidos durante semanas e sua morte levou a mudanças irreversíveis na indústria do wrestling. Para muitos fãs que rotineiramente assistiam ao amado Benoit, os detalhes dos assassinatos ainda são muito dolorosos para serem lembrados.

A história, claro, é emocionante de uma maneira aterrorizante. Por essa razão, não é surpreendente que ela esteja sendo adaptada em um filme, mas a pergunta que eu faço é, que tipo de filme que vai ser? Tal série preocupante de eventos envolvendo uma indústria tão desrespeitada como pro-wrestling poderia levar o filme a ser considerado sensacionalista e insensível. Para fazer justiça à história e talvez até mesmo ensinar aos espectadores uma coisa ou outra é preciso que o filme seja produzido com cuidado.

Os acontecimentos de 22 de Junho de 2007 a 25 de junho de 2007, sem dúvidas, foram alvo de muita especulação mas muitos tópicos que antecederam os acontecimentos daquele fim de semana (e até mesmo alguns depois) precisam ser abordados com mais clareza e para isso o What Culture fez questão de postar um artigo intitulado "10 tópicos que o novo filme de Chris Benoit deve abordar".


10. The Dynamite Kid


Ainda jovem, Chris Benoit era muito diferente de outros fãs de wrestling. Enquanto muitos fãs estavam pretensos a idolatrar estrelas superiores ou até mesmo os lutadores mais temíveis no negócio, o ídolo de Benoit foi Tom "The Dynamite Kid" Billington, um homem considerado por especialistas o melhor de todos os tempos.

Quando Benoit finalmente se tornou um lutador, sua aparência e estilo praticamente era espelhado ao de The Dynamite Kid. Ele usava calças compridas e cabelo curto e ostentava músculos enormes. Entre as cordas, o uso de golpes de Dynamite Kid como o diving headbutt e o snap suplex atraiu comparações imediatas entre os dois.

Enquanto existem alguns lutadores que preparam seus personagens de seu ponto de vista, infelizmente, a história de Benoit acabou tendo paralelos estranhos com Dynamite. O uso excessivo de anabolizantes esteróides e analgésicos por parte de Bllington levou sua vida a pagar um preço enorme pelo seus erros cometidos no passado já que o mesmo foi forçado a se aposentar com uma idade considerada jovem e foi obrigado a viver na cadeira de rodas pelo resto de sua vida.

Ele também era notoriamente abusivo, vergonhosamente agredia a sua mulher e a ameaçava com uma arma.

9.Formação em Calgary


A carreira de Benoit começou em Calgary, Canadá depois que ele passou a treinar com os Harts na lendária Dungeon. Ele logo viu que estava trabalhando com a família pioneira do esporte incluindo com Dynamite Kid, que era casado com a irmã da primeira mulher de Bret Hart, Julie.

Na década de 1980, quando o tamanho era mais importante que o talento em muita das empresas mais populares do esporte, Benoit não poderia ter encontrado um lugar melhor para engatar sua carreira. Mesmo com a saída de Bret Hart para a WWE no momento em que Benoit chegou em Calgary, grandes nomes como Owen Hart e Dynamite estavam lá. Benoit formou uma dupla com Biff Wellington e se envolveu em uma longa rivalidade com Johnny Smith.

O tempo de Benoit em Calgary foi incrivelmente formativo para ele, ditanto o tipo de lutador que ele se tornaria no futuro e a reputação que ele iria sempre carregar. Ao mesmo tempo, porém, os problemas enfrentados pelos Harts ou seja a necessidade de uma base de fãs a fim de compensar sua falta de tamanho acabou atingindo Benoit também.

8. Os esteróides


Apesar de sua pequena estatura, Benoit sempre sustentou um físico muito muscular. Como Dynamite Kid, ele fez isso com uma boa dose de assistência química.

Embora que muitos fãs de wrestling associem os maiores e mais musculosos lutadores com esteróides, a verdade é que em um esporte dominado por homens grandes, eles não são os que mais precisam deles. Lutadores como Kevin Nash e The Big Show atingiram 2,13 cm sem esteróides, garantindo a eles um lugar no roster de uma grande empresa de wrestling (não estou isinuando que eles não usaram substâncias dopantes mas somente estou compartilhando exemplos). Enquanto isso, Davey Boy Smith estava com 1,80 m e 155 quilos no início de sua carreira e não era o tipo de pessoa que a WWE teria aconselhado o uso de esteróides.

Na sequência dos assassinatos de Benoit, a "roid rage" inicialmente foi apontada como a causa de tal ato feito por Benoit. Embora que após um tempo os esteróides foram amplamente descartados como uma possível explicação para a fúria de Chris Benoit, no entanto, isso ainda é uma questão de saber se realmente os esteróides usados por Benoit causaram a sua fúria. Grandes quantidades de esteróides anabolizantes também foram encontrados na cena do crime.

7. O triângulo amoroso Kevin-Nancy-Benoit


 Para ser mais do que apenas uma sensação de estilo tabloide, o "Crossface" precisa contar as histórias das vítimas da tragédia. Para isso, tem que mostrar como Chris e Nancy se conheceram.

A história, em questão de storyline, é bizarra. Benoit estava rivalizando com o lutador da WCW/Booker Kevin Sullivan, que na época era casado com Nancy. Nancy trabalhou na WCW sob o nome de "Woman", um personagem que acompanhava o seu marido até o ringue como uma valet. A fim de dar para a sua rivalidade com Benoit algo a mais, ele preparou um angle em que deixou o "The Crippler" e Nancy juntos.

Sullivan decidiu levar as coisas um passo adiante e fez Chris e Nancy viajarem juntos na estrada a fim de demonstrar mais autenticidade no angle. A proximidade de ambos levou a um romance na vida real, com Nancy traindo Sullivan com Chris Benoit.

A rivalidade ainda continuou com Benoit derrotando Sullivan como o planejado.

6. O lutador mais subestimado do mundo


Após a sua rivalidade com Sullivan chegar ao fim, Benoit se tornou uma estrela popular. Apesar de sua habilidade e reputação com os fãs, porém, a WCW não era o tipo de lugar onde um lutador como Benoit iria se tornar uma estrela de topo. Nomes como Sting, Lex Luger, Randy Savage e Kevin Nash ostentavam um alto salário dentro da WCW e estrelas como Benoit, Eddie Guerrero, Rey Mysterio e Chris Jericho permanceram no card inferior.

No entanto, Benoit se tornou muito popular com os fãs da famosa "Attitude Era. Como a WWE começou a competir cada vez mais com a WCW, com base no uso inteligente de estrelas como "Stone Cold" Steve Austin, Mick Foley e The Undertaker, os fãs começaram a se perguntar se Benoit não seria melhor valorizado em outra empresa.

Ainda assim, Benoit permaneceu na WCW, trabalhando em seu personagem no card inferior da empresa. Em 1998, ele foi eleito o lutador mais subestimado pelos fãs do Wrestling Observer Newsletter.

5. O seu primeiro título mundial conquistado


De 1988 a 2000, a WCW levou um tombo enorme. Uma vez que a maior empresa de pro-wrestling no mundo veio fortemente com o chamado "rolo compressor". Com importantes saídas na WCW, a empresa foi obrigada a tomar medidas desesperadas para encontrar o sucesso, porém, Benoit passou a ser a estrela da empresa.

No início de 2000, ele era realmente um dos melhores babyfaces da empresa. Com Goldberg na prateleira e Bret Hart forçado a deixar o WCW World Heavyweight Championship vago devido a uma concussão que acabaria causando o fim de sua carreira, Benoit ganha uma chance de disputar o cinturão.

No Souled Out 2000 Benoit derrotou Sid Vicious para conquistar o título até então vago. Pouco antes do show, o booker cabeça chave da empresa Vince Russo foi retirado do poder e substituído por Kevin Sullivan. O roteiro foi claramente escrito na última hora, e Benoit e os amigos Eddie Guerrero, Dean Malenko e Perry Saturn sentiram que não estariam de acordo com a nova gestão criativa da empresa. Todos eles decidiram deixar a empresa.

Para bajular Benoit, a WCW fez o mesmo derrotar Sid Vicious para conquistar o título mundial da empresa pela primeira vez. No entanto, Benoit decidiu deixar a WCW com seus amigos e aquela vitória ficou marcada como sua última luta pela empresa.

4. The Radicals pulam para outro barco


Chris Benoit conquistou o WCW World Heavyweight Championship no dia 16 de janeiro de 2000. Quinze dias depois, ele, Eddie Guerrero, Dean Malenko e Perry Saturn já estavam no RAW, show da até então inimiga da WCW em competição, a WWE.

Embora que The Radicalz não foram main-eventers da noite para o dia, ficou claro desde o primeiro dia que a WWE estava ciente da carga pesada de talentos que havia contratado. Todos os quatros membros do grupo mas especialmente Benoit e Guerrero recebiam push contínuo no midcard da empresa de Stamford. Benoit, em particular, foi feito para se tornar um personagem perigoso, retratando um heel agressivo após conquistar o título Intercontinental antes de rivalizar com The Rock pelo título máximo da WWE.

Mesmo que a WWE já estava massacrando a WCW, a mudança de empresa do The Radicalz foi considerado um importante ponto de viragem na guerra WWE-WCW. Depois que os quatros lutadores assinaram com a WWE, a WCW não tinha em sua posse um roster qualificado. Benoit saiu ganhando e foi para uma empresa em que ele finalmente era valorizado.

3. WrestleMania XX


Os primeiros quatro anos da carreira de Benoit na WWE foram caracterizados por altos e baixos. Embora que Benoit foi em grande parte programado para ser tipicamente uma estrela superior do midcard disputando o título Intercontinental ou até mesmo o título dos Estados Unidos, ele sofreu uma terrível lesão no pescoço, em 2001, que o manteve na prateleira por mais de um ano.

No início de 2004, Benoit estava na melhor fase de sua carreira pois estava saudável, era popular e a empresa estava pronta para investir nele. Ele ganhou a Royal Rumble Match de 2004 e depois mudou de brand para começar uma rivalidade com o atual campeão mundial de pesos pesados Triple H.

Embora que o evento principal da WrestleMania tipicamente envolva o campeão e o vencedor da Royal Rumble Match, desta vez havia um terceiro envolvido Shawn Michaels. Michaels estava rivalizando com HHH por mais de um ano e ele foi envolvido na rivalidade sem problemas. No final, uma Triple Threat Match foi oficialmente anunciada para o evento principal da WrestleMania daquele ano.

Essa luta que tocou os corações de grande partes dos fãs viu Benoit derrotar Triple H e Shawn Michaels para conquistar o World Heavyweight Championship no Madison Square Garden. Apesar do fato de que Benoit nunca alcançou a popularidade de alguém como The Rock, mas por uma noite ele estava no topo do pro-wrestling mundial. Nancy e seu filho, Daniel, se juntaram a ele na celebração no ringue.

2. A morte de Eddie Guerrero


Ao longo de sua carreira na WWE, o melhor amigo de Chris Benoit era Eddie Guerrero. Os dois descreveram-se como irmãos, e o tempo juntos na estrada demonstravam o quão perto Eddie era de Benoit.

Em 13 de novembro de 2005, Eddie Guerrero foi encontrado morto em um quarto de hotel em Minneapolis, após sofrer um ataque cardíaco em decorrência do abuso de drogas. Enquanto todo o roster ficou abalado com a perda de Guerrero, ninguém na empresa ficou mais abalado do que Benoit, Rey Mysterio e o sobrinho de Eddie, Chavo Guerrero.

Em um show tributo para Guerrero realizado na noite de sua morte, Benoit estava gritando, lamentando a perda de seu irmão. Benoit nunca iria superar a perda de seu melhor amigo, com muitos de seus colegas de trabalho, comentando mais tarde que ele nunca mais foi o mesmo. A fim de lidar com a sua dor, Benoit começou a escrever um diário em que ele escrevia cartas endereçadas a Guerrero. O último foi escrito dez dias antes de sua morte.

Em relação a isso seria impossível medir o pleno efeito que a morte de Eddie Guerrero teve sobre Chris Benoit, não há duvidas que a morte de seu melhor amigo havia afetado o ex-campeão mundial da WWE.

1. A Crônica Traumática Encefalopatia


 Há mais de nove anos depois de Chris Benoit matar sua família e se matar, a história do ex-campeão mundial da WWE ainda é incrivelmente controversa.

O maior alvoroço hoje em dia gira em torno de qual o papel que os abalos mentais tiveram na tragédia. Benoit teria sofrido muitas concussões documentadas (e provavelmente muitas indocumentadas) em sua carreira no pro-wrestling, e os testes realizados após a sua morte comprovaram que seu cérebro tinha um nível de deterioração constistente a de uma pessoa de 85 anos com a doença Alzheimer.

A controvérsia no caso se baseia no fato de que a notícia sobre o atual estado do cérebro de Benoit parece ter sido dada por duas fontes pessimistas, Por um lado, há os fãs que acreditam que as lesões de Benoit o colocaram em um estado de espírito alternativo, dispensando completamente o seu comportamento que antecederam os assassinatos. Depois, há aqueles que acreditam que a primeira opinião citada a cima são de apologistas e que Chris Benoit realmente era um assassino.

Não cabe o "Crossface" escolher um lado porque na verdade ninguém nunca vai ser capaz de saber o que levou às mortes. O filme simplesmente tem que apresentar os fatos que são conhecidos - Benoit cometeu esses crimes, e ele sofria de estas lesões - e deixar a história falar por si própria.

                                      Este artigo foi inicialmente postado em 13 de Setembro, 2016 por Scott Fried
                                                       Traduzido e editado no dia 13 de Setembro, 2016 por Diego Ceratti

Fonte: WhatCulture.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário