Carlito e Primo querem se unir na WWE novamente

Segundo informa o portal PrimeiraHora.com, os irmãos Colón Carlito e Primo querem se unir de novo na WWE. O portal PrimeiraHora entrevistou os irmãos para promover o evento da World Wrestling Council Aniversario 43, onde ambos participaram.

Segundo Carlito, o fato de voltar ou não para a WWE é devido ao pagamento de salário: "Se fosse por mim, estaria lá amanhã mesmo. Nós três juntos podemos dar competição para qualquer um, incluindo ao New Day. Para mim, isso seria o que falta agora mesmo. É o que as pessoas querem."

"Realmente o que falta resolver é a diferença econômica. Temos que chegar a um acordo que ambas as partes estejam felizes. Um tem em sua cabeça um valor que um tem. Eu quero manter esse valor e não baixar. Não me desprezar. Estou interessado em retornar a WWE, mas se não dá, pois seguirei fazendo o que estou fazendo até o momento."

Primo disse que gostaria de se aliar de novo antes da realização da WrestleMania 33 que será realizada no dia 2 de abril de 2017. "O fato de que a próxima WrestleMania seja em Orlando, onde há uma grande comunidade porto-riquenha lá e que Épico vive lá, isso cairia perfeito. Se fosse por mim, estaria ficando louco e feliz tendo a família completa alí. Parecendo como somente sabemos fazer. Seria um sonho feito realidade e já que tenho Carlito aqui comigo, vamos falar de negócio, mas a portas fechadas."

Além disso, Primo falou da mudança de personagens que tiveram, passando de Los Matadores para Shinning Stars. "É o personagem que mais por gostar estamos, muito melhores que 'Los Matadores'. Estamos representando o Porto Rico como se supõe. Estamos contentes, entusiasmados. Coisas boas se aproximam. Estivemos no Chile, Peru, Equador. Por ser latinos as pessoas nos tratam bem apesar de serem 'grosseiros'. Nos Estados Unidos nos tratam bem em cidades de muita comunidade latina, como Nova York, Pittsburgh, Filadelfia. Mas, por exemplo, quando fomos para Alabam, onde há um pouco de racismo, havia pessoas que gritavam para nós insultos por ser latinos. Eu peguei o microfone e disse a eles 'você vê que todos aqui suspenderam geografia por que se não sabiam que Porto Rico é um território dos Estados Unidos'. Valia ouro ver os rostos de chocados (risadas)".

Na noite deste sábado foi realizado o evento Aniversario 43, onde Carlito defendeu o título Universal da WWC frente a Jeff Hardy e Shinning Stars enfrentaram La Revolución pelo título de duplas. Carlito falou sobre seu combate contra Jeff e o de hoje contra Alberto El Patrón. "Faz anos que não enfrento Jeff. A última vez que estive com ele foi numa luta de cadeiras. Ele é um louco. Eu não. Não costumo fazer o dano ao meu corpo que ele faz. Mas é preciso envolver certos estilos e eu sei que vai ser uma luta louca e arriscada. Ele vai estar se jogando de qualquer poste que encontre, mas o ideal para mim será manter ele o mais perto do piso possível. É a primeira vez que enfrentarei Alberto. Nunca aconteceu na WWE, nem no México. Mas melhor porque acontecerá pela primeira vez no Porto Rico e no Aniversário."

Nenhum comentário:

Postar um comentário