FloSlam declara apoio ao wrestling independente e não trasmitirá conteúdo da WWE

A nova plataforma do wrestling profissional online, Flo Slam, não vai transmitir conteúdos da WWE. Depois de várias horas esperando um comunicado oficial por parte das empresas para esclarecer o futuro da plataforma, um dos principais responsáveis pelo projeto FloSports, Jeremy Botter, publicou um comunicado de imprensa especial em que explica detalhadamente as características de seu serviço para o Wrestling Independente.

Em um princípio foi considerado a possibilidade de que o FloSlam seria uma nova ferramenta para transmitir conteúdo da empresa número um a nível mundial em questão de entretenimento esportivo, a WWE; no entanto, o Wrestling Observer desmentiu tal informação. É certo que a WWE ajudou a financiar o FloSports no verão passado com uma grande entrada de capital; mas não de maneira direta. A WWE foi somente uma das empresas que formavam parte do grupo investidor que realizou a operação. Desta maneira, é confirmado que a WWE não tem nenhum vínculo direto com o FloSports e que o FloSlam será uma plataforma totalmente independente a empresa da família McMahon.

O FloSlam nasceu com a ideia de oferecer todo o wrestling independente de panorama mundial em uma só plataforma, através de uma única inscrição mensal (US$ 20 Dólares) ou anual (US$ 150 Dólares). Dado que os fãs do wrestling independente irão gastar uma grande soma de dinheiro cada mês se desejam assistir legalmente todo os conteúdos, a equipe do FloSports decidiu ofereceu aos fãs o próprio WWE Network e Netflix, focado no mundo do pro-wrestling independente, segundo afirma Jeremy Botter.

No momento, como foi noticiado ontem à noite, o FloSlam vai transmitir todos os ventos da World Wrestling Network Family (WWNLive). Isso inclue a EVOLVE, ACW, Full Impact Pro e a empresa feminina Shine. Novas empresas que irão fazer parte desta plataforma serão anunciadas durante o decorrer das próximas semanas; mas a própria FloSlam assegurou que já chegaram a acordos internacionais com empresas japonesas, inglesas e americanas.

Duas das possíveis adições que são especulados com mais força são a AAW e a Ring Of Honor Wrestling (ROH). A segunda delas, a ROH, figurava como parte do calendário de eventos do FloSlam na noite de ontem; no entanto, já foi retirada. O acordo entre a Ring Of Honor e Flo Sports serviria, além da transmissão de eventos ao vivo, para oferecer a biblioteca clássica da empresa antes da compra da empresa por parte da Sinclair Broadcast Group (SBG), que inclue material da chamada "Idade de Ouro" com lutadores como Samoa Joe, CM Punk, Bryan Danielson (Daniel Bryan), Nigel McGuinness, entre outros.

Em relação a oferecer eventos de várias empresas independentes, o FloSlam pode parecer uma plataforma muito similar ao HighspotsWrestlingNetwork. No entanto, tendo em vista na criação de um projeto muito mais ambicioso e diferente, o FloSlam confirmou que seus funcionários viajarão pelo mundo inteiro para fazer coberturas informativas dos eventos independentes. Desta maneira, informam em seu comunicado, poderão oferecer entrevistas e documentários para que os telespectadores conheçam o produto em profundidade.

Como nota oficial, o FloSlam se comprometeu a apoiar economicamente as empresas independentes para assegurar a permanência das mesmas no mercado. "O wrestling independente não está morto", dizia Jeremy Botter, "E vamos nos certificar de que este continua [melhor do que nunca], apoiando nossos companheiros com os recursos que precisem para manter o seu modelo na planta."

Nenhum comentário:

Postar um comentário