Paul Heyman comenta sobre sua longevidade no pro-wrestling e mais

Paul Heyman foi entrevistado pela ESPN.com recentemente. Durante a entrevista ele comentou sobre vários temas, por exemplo, sobre o que é necessário para fazer uma boa promo.

"Credibilidade. Autenticidade. Acreditar em tudo que você está dizendo. É algo com o que algumas pessoas cresceram e não sabem como explicar isso. Outros não nascem com isso mas uma que você tem o público de seu lado, eles entendem."

Embora tenha tido seus prós e contras com a WWE, sabe que ter liberdade no microfone implica uma grande responsabilidade.

"Se de verdade você quer conseguir o 'brass ring', você precisa colocar as bolas na mesa. Eu posso sair do ponto, posso mudar as palavras ou se perder em um parágrafo, mas nunca perco de vista a mensagem. Porque quando eu passo através da cortina, se não vendi a McMahon ingressos para o PPV ou mercadorias ou a Network, isso não é sobre conseguir o 'brass ring', vão cortar meus ovos. É seu funeral, mas é um risco que você tem de tomar."

Além de wrestling, ele está em outros projetos. Ele revelou que somente dorme 3 ou 4 horas diariamente e que trabalha entre 18 e 20 horas porque ele gosta de seu trabalho.

""Eu estou envolvido em vários projetos que me fascinam e que me enche. As pessoas costumam dizer 'o trabalho me faz sentir vivo'. Bem por você, meu trabalho não me faz sentir vivo. Meu trabalho me faz sentir vivo! Eu gosto do que faço, me apaixona o que eu faço, vivo pelo o que eu faço. Todas as manhãs não posso esperar para parar de dormir, me levantar e ver o que tenho que fazer."

Embora não tenha planos de deixar o wrestling, ele admite que se surpreende por estar trabalhando para a WWE nessa altura de sua vida.

"Não entendo a razão de minha longevidade. Creio que sou a barata do entretenimento esportivo. Você pode jogar uma bomba nuclear e quem sobreviverá? As baratas. Elas herdarão a terra. Eu também sobrevivi. E o que diz as pessoas? 'Este velho segue vivo? Ninguém matou ainda? Coloque-o na televisão, talvez ele tem algo a oferecer'."

Nenhum comentário:

Postar um comentário