Randy Orton: "Fazer parte da Wyatt Family é refrescante"

O atual campeão de duplas do SmackDown Randy Orton recentemente concedeu uma entrevista ao jornalista Tom Clark. Durante sua entrevista, Randy Orton comentou sobre diversos assuntos como sua storyline com a The Wyatt Family e sua opinião sobre Luke Harper. Confira abaixo:

Sobre sua storyline com a Wyatt Family:

"Toda essa história com a Wyatt Family eu estou desfrutando. No início não tinha muita certeza mas agora que já estamos metidos e somos campeões de duplas os três, tudo está saindo bem. Estou fazendo o que eu mais gosto e melhor que me é dado, ser o heel. Cada semana é algo diferente. Não se torna algo repetitivo. Não tenho nada contra Sheamus, mas não é lutar contra ele cada noite durante seis meses. É como American Alpha, estive trabalhando com eles nestes eventos onde eles se unem a Kane para nos enfrentar e são surpreendentes. Eles tem muita paixão e conhecimento. Me faz ter um pouco mais de paixão porque estou com eles e quando fazem coisas erradas, eu digo e não é uma conversa que dura uma hora. Eles entendem de primeira."

Sobre sua opinião sobre Luke Harper:

"Harper é genial. Antes de ele se lesionar especulava-se que deveria lutar contra ele em combates individuais, creio que no pré-show do Hell in a Cell 2015. Mas nunca chegamos a nos encontrar, embora que tenho certeza que acabará acontecendo. Agora mesmo, meu futuro está com eles, dominando o SmackDown."

Sobre mudar o seu look:

"Sim, ser parte da Wyatt Family é refrescante. Quase quero mudar a minha roupa, mas não sei a onde ir. Preciso encontrar quem fez a roupa do Wyatt. É parecido ao que Baron Corbin carrega. De todas as forma, eu estou usando a mesma roupa durante quase uma década. Está legal ver os meninos evoluir e mudar, mas nunca serei como eles. Talvez introduza algum novo movimento ou uma nova atitude, mas estou dando conta que a criatividade não tem limites e sempre pode voltar atrás se você vê que não está conseguindo o que esperava. Eu sempre fui Randy Orton, o lutador de terceira geração. O wrestling está no meu sangue, isso é o que faço. É para o que eu nasci. Eu tenho meu próprio estilo, não sei dar cambalhotas e nem essas coisas, mas sei como contar uma história. Estar com os Wyatts agora me deu essa criativdade, sinto essa faísca, me ilude trabalhar com estes meninos."