Pensamento Realista #01: Royal Rumble 2017

O início de ano costuma ser sempre a época que todo fã de WWE fica mais empolgado. O motivo, é claro: o começo do Road to WrestleMania, a temporada em que a empresa geralmente “investe” mais na sua programação, preparando-se para o maior evento do ano em abril. E o ponto de partida desse caminho é o Royal Rumble, que tem como atração principal o combate de mesmo nome, na minha opinião, a principal e mais divertida luta temática do ano.

A edição de 2017 teve seus preparativos iniciados com os anúncios da entrada de Goldberg na luta principal e do reencontro entre Kevin Owens e Roman Reigns. Com o passar das semanas, tivemos novas atrações confirmadas, e entre elas, não posso deixar de destacar a participação dos part-timers Brock Lesnar, Undertaker e John Cena. Muita gente critica a promoção destes, argumentando que eles tiram a oportunidade de talentos mais jovens, mas é de se concordar que suas presenças elevam a curiosidade e o peso das lutas em que estiverem. E você percebe ainda mais a necessidade de tê-los no evento quando lembra que será preciso vender uma quantidade bem superior de ingressos, uma vez que o espetáculo será realizado num local amplamente maior que o de costume (o Alamodome, em San Antonio, tem capacidade para 72 mil pessoas, contra 15 mil, em média, das arenas que a WWE sedia seus shows).

O Alamodome recebeu a edição de 1997 do Royal Rumble

Explicadas as circunstâncias, vamos falar de como eu imagino que o evento será, começando com Charlotte Flair vs Bayley pelo Título Feminino do Raw. Acredito que essa luta servirá mais para deixar uma impressão do que virá na WrestleMania e para passar a ideia de Bayley como desafiante credível ao título. Charlotte retém dessa vez, mas com certo esforço ou mesmo alguma trapaça, para que na WrestleMania seja a vez de Bayley sair por cima e ter seu grande momento.

No combate pelo Título Cruiserweight, veremos o campeão Rich Swann contra o novo #1 Contender Neville, que tem sido brilhante como heel. É incrível como uma mudança de atitude pode melhorar a perspectiva de um wrestler, se antes como ‘face’ ele era apenas o cara que fazia acrobacias e que nunca alcançaria nada, agora é o favorito a levar o cinturão para mim.

Em seguida, temos Kevin Owens defendendo o Título Universal contra Roman Reigns. É difícil comentar essa luta sem acabar falando algum clichê que todos estão cansados de ouvir. Os oficiais da WWE parecem assistir à shows diferentes de todo mundo e não percebem o quão falho é o personagem babyface de Roman Reigns. Quero ressaltar aqui que minha revolta maior não é por ele estar na disputa do título, mas sim pela insistência no personagem que não deu certo. Esse é um assunto que quero tratar mais a fundo em outra ocasião, e voltando a luta, a não ser que ocorra uma grande reviravolta, o que todos esperam deve acontecer e Reigns se tornará Campeão Universal pela primeira vez.

Roman Reigns tem grandes chances de sair do Alamodome como campeão.

Pelos lados do SmackDown, o título principal da companhia será colocado em jogo por AJ Styles contra o autoproclamado desafiante John Cena. Todos os ventos sopram a favor de Cena nesse momento e tudo parece conspirar para que o ótimo reinado de AJ chegue ao fim. Além do rumor de Styles enfrentar Shane McMahon na WrestleMania, em todas as notícias até o momento Cena aparece como campeão antes de abril, ou seja, são pequenas as chances do Phenomenal One reter o título, e se acontecer será por alguma desqualificação ou interferência.

Enfim, a luta principal. Depois de quatro edições seguidas em que o vencedor era conhecido por todos com antecedência, finalmente estou interessado pela Royal Rumble Match. Os rumores apontam mais de um nome como vencedor e existe ainda a possibilidade de outros menos cotados ganharem. Como esse é um artigo que tenta ser mais realista, vou focar nos resultados mais prováveis, sem fantasiar muito. E começo citando o que acho ser a pior escolha para vencer e que infelizmente ocorre de ser o favorito no momento: Braun Strowman. Sem experiência em situações de destaque e sem nenhuma grande luta até então, sua vitória acabaria sendo uma decepção se pensarmos no star power e nas expectativas da luta. E o pior é que isso implicaria em Reigns vs Strowman na WrestleMania pelo título, o que ninguém estará ansioso para ver.

Roman Reigns vs Braun Strowman poderá acontecer na WrestleMania 33

O segundo colocado nas apostas é a lenda viva Undertaker. Chega a ser engraçado ver o Deadman cotado para vencer uma luta que dá uma oportunidade por título. A cada ano que passa, as notícias apontam que a saúde dele ficou pior e que ele não deve mais estar presente nos ringues por muito tempo. O que é uma pena, pois eu gostaria muito de ver um último reinado dele como campeão (a carreira de Taker nunca foi baseada em títulos). Mas para isso, ele precisaria estar apto a lutar ao menos nos pay-per-views que se seguem após a WrestleMania, o que acho não ser a realidade, por isso as chances de ele ganhar diminuem drasticamente, mas é provável que durante a luta conheçamos seu oponente da WrestleMania esse ano, possivelmente alguém que o elimine de forma não convencional.

The Undertaker em mais uma edição do Royal Rumble. O Deadman é uma lenda!

O candidato seguinte é Randy Orton, o qual não colocaria minhas fichas simplesmente porque ele teria que se desvincular da Wyatt Family antes e isso só deve ocorrer na própria WrestleMania, então nada de título para Orton até lá pelo menos. E finalmente, fechando a lista dos cinco favoritos, talvez aqueles que mais agradariam o WWE Universe: Finn Bálor e Chris Jericho. Apesar de Finn não precisar da Royal Rumble Match para ter sua chance ao título, já que por justiça ele merece uma “revanche”, sua vitória seria a mais promissora, pois ele poderia desenvolver uma rivalidade tanto com Roman Reigns, como com Kevin Owens, isso é claro, se ele já estiver recuperado da lesão. E enquanto o Demon King depende de sua recuperação para poder competir (e vencer), a hipotética vitória de Chris Jericho está diretamente condicionada a permanência de Kevin Owens como campeão universal, pois não há outro cenário imaginável para Jericho na WrestleMania que não seja lutando contra seu melhor amigo. Resta saber se será pelo título ou não.

Outros nomes correm por fora como eu disse, entre eles até mesmo The Miz e, para minha surpresa, Samoa Joe. Não descarto a chance desses dois, no entanto é mais seguro apostar em alguém citado no Top 5. Como puderam ver, os cenários possíveis são amplos e por mais que alguns sejam bem desagradáveis, existe a indefinição, algo muito raro nessa era atual, da internet, e que para mim é a chave para se fazer um bom espetáculo. Por isso eu recomendo a todos que assistam o Royal Rumble. Talvez os resultados acabem não agradando a todos, mas o show tem um enorme potencial para ser entretido, no mínimo.

Perguntas:

- Quais são suas previsões para o evento?
- Quem é o principal favorito para vencer o Royal Rumble Match?
- Teremos um retorno ou debut impactante? Quem?

Avalie o artigo nos comentários, conversem, deixem suas opiniões para um próximo tema. Nos vemos na próxima edição.