The Cutting Edge #1: "Bob Junior - BWF"

Fala, pessoal que se liga no HOWrestling, tudo certo? Espero que sim, pois, é neste clima de ano novo e vida nova, que trago a vocês a primeira edição do The Cutting Edge, quadro mensal que conterá entrevistas exclusivas com lutadores e personalidades do pro-wrestling.

Para esta primeira edição, consegui uma entrevista com ninguém menos do que Bob Junior, presidente da Brazilian Wrestling Federation. Espero que gostem e vamos lá.

HOWrestling: Antes de mais nada, gostaria de agradecer a você Bob, por dedicar uma parte do seu tempo para colaborar com nosso projeto. No que toca a pergunta, como se sente, sendo presidente talvez da maior promotora de pro-wrestling do Brasil?

Bob: Eu quem agradeço por esta oportunidade. Eu trabalho com a luta livre a 37 anos e a BWF foi criada a 16 anos, o que posso dizer e que cada dia que passa, estamos conquistando mais espaço e a luta livre nacional vem crescendo. Me sinto satisfeito em colaborar com este crescimento. Sem me importar com qual e melhor ou maior, todas tem seu valor no cenário nacional.

HOWrestling: Quais são as dificuldades de expandir o interesse do cidadão brasileiro pelo pro-wrestling? Ainda se tem muito preconceito com o entretenimento esportivo por aqui?

Bob: Este talvez seja o maior dos desafios, a luta livre nacional ficou por um certo tempo esquecida, pelo público, e hoje corremos para recuperar este tempo perdido. O público jovem, entende como um entretenimento, mas o público mais velho ainda não entendeu desta forma, tem também um público que não acompanha pela internet, que na maioria das vezes nem imagina que ainda existe luta livre no Brasil. A nossa dificuldade e atingir a todos os tipos de público e fazê-los acompanhar a luta livre nacional.

HOWrestling: Hoje a BWF possui o torneio de "rookies", onde diversas personalidades da internet, enfim, tem a chance de mostrar o seu talento em eventos importantes como o Anime Friends e Ressaca Friends. De quem partiu a ideia de criar este tipo de conteúdo?

Bob: Foi uma ideia criada pela direção da BWF, precisávamos criar um torneio que se identificava com estes eventos que vocês citaram, assim eu e minha esposa começamos a conversar e a ideia foi surgindo. Depois passamos para alguns dos lutadores mais antigos que fazem parte da direção e fomos misturando alguns jovens talentos com algumas personalidades da internet. Esta mistura deu certo e os rookies hoje é uma das divisões mais importantes da BWF.

HOWrestling: Apesar de hoje possuir uma grande quantidade de lutadores e seu plantel e um número bastante elevado de fãs, qual a metodologia da BWF na hora de construir um evento? Vocês bolam torneios aleatórios ou tentam utilizar histórias, assim como temos na WWE, TNA e ROH?

Bob: Em todos eventos que realizamos, em algumas lutas, colocamos lutadores envolvidos em histórias para dar segmento e o público poder ir acompanhando.

HOWrestling: Ao longo de sua existência a BWF já conseguiu chamar estrelas estrangeiras de grande porte para seus eventos, assim como QT Marshall, Tim Anderson, que hoje faz parte do plantel da empresa, dentre outros nomes daqui da América do Sul. A empresa tem planos de trazer mais nomes de fora para seus futuros eventos?

Bob: Sim, 2016 foi um ano complicado para a economia brasileira, isto afetou alguns projetos, mas 2017 promete muita coisa boa e com certeza daremos andamento a estes projetos. Um deles é trazer lutadores estrangeiros para alguns eventos.

HOWrestling: Sabemos que ao lado da BWF, temos uma outra promotora bastante forte aqui no Brasil. Vocês já pensaram um dia em unir forças para se ter um conteúdo ainda mais forte e uma maior expansão aqui no Brasil?

Bob: Quando criei a BWF, esta era a minha ideia, tanto que temos parcerias com várias equipes como, Reis do Ringue, Supercatch, Abraluli, Campeões do Ringue. Com outras equipes com o tempo isto foi ficando difícil, por vários motivos, mas se for para uma maior exposição e crescimento da luta livre nacional, não vejo problemas.

HOWrestling: A BWF já participou de diversos programas de TV aqui no Brasil, principalmente no SBT como no Qual é o seu talento?, The Noite e Programa do Ratinho. Você pensa em um dia conseguir introduzir a BWF em algum canal de TV, seja ele aberto ou fechado?

Bob: Este é o nosso primeiro e maior projeto. Na hora certa ele acontecerá.

HOWrestling: Mesmo estando um pouco afastado dos ringues atualmente, no seu tempo de lutador em tempo integral, qual era a personalidade da luta-livre que você se inspirava, seja no personagem, forma de lutar e golpes?

Bob: Tive várias influências e o prazer de treinar com grandes nomes da luta livre nacional, como, Brasão, Homem Montanha, Aquiles, Bob Léo, Mister Argentina, Diabo Loiro, Neves, Índio Comanche, Caipira, Bugre, foram muitos, e tenho uma lembrança de cada um deles.

HOWrestling: Agradeço novamente a sua atenção e peço que se por gentileza, deixe uma mensagem a todos os leitores do House of Wrestling. Grande abraço e fique com Deus.

Bob: Mais uma vez, eu quem agradeço por este espaço e também pela cobertura que o HOWrestling vem dando a BWF. Peco a todos que continuem acompanhando a BWF, e podem ter certeza que é por vocês que nos esforçamos todos os dias. Um forte abraço e que Deus abençoe a todos.
______________________________________________________________________________

"That's All Folks"
Tem alguma dica de notícia ou correção? Envie-nos clicando aqui!

Leonardo Mizanin: Fundador e administrador do site, também cuida de boa parte do conteúdo, como notícias, coberturas dos shows e quadros. Recentemente iniciou um projeto no YouTube chamado Canal do Miz. - Facebook