Feuds que poderiam ser esquecidas: Matt Morgan vs. Shawn Hernández

Olá leitores do House Of Wrestling, essa é nossa segunda edição do quadro ‘’Feuds que poderiam ser esquecidas’’ junto ao Jeferson. Então sem mais nem menos, vamos dar início. A segunda escolha foi a feud entre Matt Morgan e Shawn Hernández, que aconteceu na TNA (atualmente Impact Wrestling) no ano de 2010.


O início da feud

No ‘’Genesis’’ de 2010, Matt Morgan e Shawn Hernández fizeram dupla diante dos The British Invasion (Brutus Magnus e Doug Williams), para então vencer os títulos de duplas. Após Morgan participar de um torneio que valia o #1 Contender pelo TNA World Heavyweight Championship, vencer seu até então companheiro Hernández e perder nas semi-finais para D'Angelo Dinero, Morgan e Shawn passaram a ter desavenças durante os combates com frequência. Mas essa situação durou até o Destination X de 2010, onde Matt Morgan e Shawn Hernández defenderam com sucesso seus títulos contra Beer Money, Inc. (James Storm e Robert Roode), mas após a luta, Morgan atacou Hernández com seu ‘’Carbon Footprint’’. No iMPACT! Seguinte, Matt e Hernández se enfrentaram em uma Singles Match, o combate acabou após o árbitro desqualificar Morgan por ter pressionado a cabeça de Hernández contra o post e passado dos 4 segundos, isso acabou  lesionando Shawn (kayfabe). No período em que ficou sozinho, Morgan teve uma dupla personalidade, onde chegava a se referir a sí próprio como ‘’nós’’, para defender o título de duplas, ele chamava lutadores para o ajudar, tais como Amazing Red, Jesse Neal, esses que ele atacava após vencerem os combates.


O troco de Hernández

Após ser atacado no dia 5 de Maio pelo Samoa Joe, Kevin Nash junto a Scott Hall, conquistou os títulos de duplas. Matt Morgan então tenta recuperar os cinturões, mas é determinado que seu parceiro de dupla será Hernández, que acaba por se vingar e ataca Matt Morgan antes do combate, que então perde o combate e da adeus de vez aos títulos de duplas. A feud entre ambos seguiu, no ‘’Slammiversary VIII’’ Morgan venceu Shawn por desqualificação, após Shawn atacar o árbitro. No Victory Road de 2010, Hernandez venceu  uma Steel Cage Match contra Morgan, assim encerrando a feud temporariamente.


O começo da storyline sem sentido

Em Fevereiro de 2011, eles voltaram com a feud, mas teve um grande ‘swerve’ na storyline, isso foi quando Eric Bischoff pediu para Hernandez “machucar as pessoas” em nome da sua stable, a Immortal. Isso fez com que Shawn se tornasse um heel mesmo após toda a sua volta como babyface querendo vingança, vindo a atacar brutalmente todos que cruzavam seu caminho, incluindo Morgan que estava lutando contra Mr. Anderson pelo TNA World Title. Na semana seguinte, eles tentaram consertar o booking com Hernandez explicando que mudou sua atitude porque ele era bem tratado no México – como uma estrela, segundo ele -, enquanto nos Estados Unidos, ele era tratado como um “cidadão de segunda classe”. Em algumas de suas promos como heel ele usava estereótipos latinos, dizendo que gostava de abusar sexualmente de garotas brancas e gostava de machucar pessoas.

Semanas depois ele começou a andar com Sarita e Rosita ao seu lado, em uma stable que futuramente conheceríamos como ‘Mexican America’,  que também contaria com Anarquia como quarto integrante. A feud acabou no Victory Road, onde lutaram em uma First Blood Match, match no qual foi o motivo para a criação de um quadro com esse tema.


A Match e seu final horrível

Antes de tudo, a crença na época é que eles se enfrentariam em uma Hardcore Match ou alguma coisa do tipo, mas como Bully Ray vs Tommy Dreamer já tinha essa ‘temática’, Vince Russo teve a brilhante ideia de fazer outra gimmick Match, e sabe como eles criaram o cenário para essa match pegar essa estipulação? Simples, Hernandez jogou Matt Morgan contra a escada de aço, Morgan começou a sangrar e basicamente os comentaristas do show jogaram no ar que essa seria a estipulação, basta ver a promo que passou antes da luta, a feud estava indo para um caminho oposto, mas bastou um brawl para tudo mudar.


A primeira coisa que preciso destacar nessa match é como a crowd estava morta, e eu não os culpo, eles tiveram uma Falls Count Anywhere Match entre Tommy Dreamer e Bully Ray que foi legalzinha, mas foi seguida de Sarita & Rosita vs The Beautiful People (Angelina Love & Winter) que foi um belo material de Botchamania, e com o acréscimo que só não foi a pior Match daquela noite porque o Main Event ofuscou completamente qualquer outro booking grotesco desse show.


Voltando a Match, nada fez muito sentido, Morgan foi correndo em direção ao ringue após a entrada de Hernandez e depois de alguns poucos golpes aplicados, ele já o jogou para fora do ringue tentando bater a sua cabeça contra a escada, mas é óbvio que não deu em nada na primeira tentativa, eles enrolaram mais um pouco fora do ringue pra ver se tinha alguma psicologia ou algo do gênero, mas nada adiantou, tanto que na segunda tentativa, Morgan conseguiu bater a cabeça de Shawn contra a escada. Voltando ao ringue Hernandez começou a pegar o heat na match após Morgan tirar a proteção de um corner para jogá-lo de cara nele, mas Hernandez bateu seu rosto nas ropes com um Stun Gun e logo aplicou um Spear. Nisso até teve uma coisa legal, como Hernandez quebrando um kendo stick e tentando fincar a ponta dele na cabeça de seu adversário, mas nada animava a crowd que só gritava coisas meio que por obrigação, mesmo quando Matt Morgan tentou um comeback que não deu em nada, a crowd não teve uma grande reaction. Algo que faltou nessa match foi mais sell por parte de ambos, ambos vendiam de forma muito simples, em um certo ponto que Hernandez fez um Back Rake, parecia uma Singles Match comum de iMPACT, sem contar no referee que em qualquer move, inclusive nesse Back Rake, ia sempre checar se o rosto do cara estava sangrando.


O fim da Match realmente foi algo triste, se já era ruim no papel e quando eu estava começando a escrever antes de rever a match, imagine quando eu fui assistir atrás desse PPV. Pois bem, Morgan estava prestes a aplicar o Carbon Footprint, um suposto fã encapuzado – esse homem era o Anarquia, que mais tarde iria se juntar a stable de Hernandez – entra no ringue para distrair o referee, os seguranças apareceram para tirar o homem de lá, mas o referee do nada resolve sair do ringue e ir atrás para tirar o homem dali. Hernandez acaba se aproveitando da distração e do nada ele resolve tirar do bolso uma corrente que havia escondido  (não me perguntem porque ele escondeu se a match não tinha DQ), e tentou usar em Morgan que havia se distraído com o último ocorrido, mas ele desviou e atacou o braço de Hernandez até ele soltar, logo em seguida, Shawn leva um golpe com a corrente e começa a sangrar, o que faz Matt começar a chamar o referee que misteriosamente havia sido acertado e estava agachado na rampa, Morgan então se vira e vai em  direção a Hernandez que joga sangue falso no corpo dele, mas acaba levando outro soco, fazendo Morgan mais uma vez mandar um teaser de que aplicaria seu finisher, mas magicamente o referee volta ao ringue e olha para Hernandez está com sangue saindo de sua testa, mas ele ignora e olha para Matt Morgan que só está com o peito manchado com algo vermelho e encerra a Match e dá a vitória a Hernandez que realmente estava sangrando.


Se eles já tinham perdido a crowd em uma Tag Team Match que terminou com um roll up de 10 segundos, imagine o que foi teve de gente nem reagindo a esse finish completamente mal feito no papel e na prática.

Essa foi a segunda edição, espero que tenham gostado. Caso tenha sugestões, críticas ou elogios é só deixar seu comentário abaixo, até a próxima edição.

Gustavo Nunes Teixeira: Administrador do site e responsável pelas notícias da WWE. É responsável também pela condução dos quadros, "PPV's Rebound" e "Feuds que poderiam ser esquecidas", além de comandar o HOW Universe juntamente com outro colaborador. -