Best For Business #10 - Shane in Hell

Eu me chamo Lucas Contiéri e chegamos a décima edição da coluna Best For Business ! 

Passei alguns dias sumido com a coluna por problemas técnicos, já resolvidos haha, enfim, como estamos em clima de Hell in a Cell quis escrever justamente sobre a temática deste combate e um personagem principal no evento deste ano, Shane McMahon!

Hell in a Cell Match - The Undertaker vs Shane McMahon; Wrestlemania 32, 2016.

Se formos fazer uma análise, Shane não é o homem que mais competiu e nem o que mais venceu dentro desta estrutura, até o momento houve 34 combates Hell in a Cell, e McMahon participou de apenas 2 desses, sendo derrotados em ambos, para a D-Generation X e The Undertaker, sendo o combate com Taker representado na foto acima, mas porque então quis trazer este tema, "Shane in Hell"? Você vai entender olhando a foto acima novamente. 

Shane realizou um mega retorno no ano de 2016, onde logo entrou em conflito contra seu pai e sua irmã, se auto titulando o instrumento da mudança dentro da WWE, Vince então marcou a Hell in a Cell no maior palco de todos, na Wrestlemania, The Undertaker vs Shane McMahon com o controle do RAW e o legado do Deadman em jogo, e meus amigos que luta foi aquela, se você olhar pela terceira vez a foto acima você ira entender novamente do que eu estou falando. 

Tenho uma coluna escrita especificamente sobre este combate onde você pode acessar:


O combate terminou com a derrota de Shane McMahon, porém o mesmo ganhou o comando do Smackdown, ainda mais respeito dos fãs e do próprio The Undertaker, o definindo como o homem que não tem medo. No comando da marca azul Shane junto a Daniel Bryan elevaram a marca, fazendo a brand azul ser o melhor produto da WWE durante o ano de 2016 e inicio de 2017.

Chegando em 2017, Shane entra em uma rivalidade com AJ Styles e é marcado um combate entre eles na Wrestlemania 33. 

Shane McMahon vs AJ Styles; Wrestlemania 33, 2017.

Shane foi mais uma vez derrotado, em um outro grande combate, com outro grande movimento que vocês podem ver na foto. Agora Shane tem seu terceiro combate individual marcado, em uma Hell in a Cell contra Kevin Owens. 

Peço agora para se atentarem as palavras que grifei nesta coluna: 

Mega retorno: Shane retornou a WWE, não só para um combate, não para tomar lugar de novos talentos, mas sim para fazer o que o mesmo disse que faria...

Instrumento da mudança dentro da WWE: O produto da WWE realmente ainda não é o melhor que temos e gostaríamos de ter, porém houve muitas mudanças significativas, mudanças para melhorar o produto, obviamente Shane não é o único responsável por tudo mas ele se tornou a imagem de mudança e oportunidade dentro da organização de Stamford. 

O Homem que não tem medo: Mesmo com o mega retorno, por todas as mudanças aplicadas com sua volta, o que realmente fez que eu me torna se fã de Shane foi estes dizeres, o homem que não tem medo, assim pude entender, Shane é um homem de 47 anos que entra em um ringue e dá tudo de si em manobras com alto nível de perigo e dano, suas lutas contra Undertaker e AJ Styles demonstram isso, eu considero como algo simplesmente incrível. 

Shane agora se encaminha para seu terceiro combate na estrutura infernal e também seu terceiro combate individual em seu retorno a WWE e eu espero mais um show, mais um grande combate com mais um grande momento, vencer ou perder não importa para Shane, o que importa em seu retorno é continuar a melhorar o negócio tanto internamente como dentro do ringue oferecendo entretenimento para todos nós, fãs da modalidade, sendo ótimo para os negócios. 

Shane McMahon; Smackdown Live, 26/09/2017.


L.C