Hora da Coruja: Contratar ou não?

Eae, galera ligada na House Of Wrestling! Sejam bem-vindos ao Hora Da Coruja. Neste quadro iremos falar sobre os shows da GFW, notícias que merecem atenção e algumas curiosidades sobre o passado da empresa, tudo isso com a opinião do maior amante da famigerada coruja e famoso comentarista do site, Manuel Victor Victor.

Nesta edição eu vou abordar o assunto: Contratar ou não contratar wrestlers ex-WWE, Lucha Underground do dia 27/09 e o Impact do dia 28/09.

Contratar ou não contratar, eis a questão....

Há sempre uma dúvida entre os fãs do Impact que não assistem o produto da WWE: Vale a pena ou não contratar ex-WWE e se eles vão realmente trazer algum retorno.

Na história da TNA/IW tivemos um histórico bastante negativo nesse quesito, nomes como RVD, Kevin Nash, Mick Foley, MVP, Hulk Hogan, Damien Sandow e outros passaram por lá sem sucesso algum e fez os fãs terem essa dúvida.

Nos melhores anos da TNA/IW o roster era composto de 70 a 80% de lutadores oriundos das indys e parcerias internacionais.

Na minha opinião a empresa deve evitar ao máximo trazer um ex-WWE, primeiro eles pedem um salário alto, segundo não tem certeza se ele trará um retorno (retorno no sentido de vendas altas de produtos e que ajuda a encher arenas) e por fim alguns vem preguiçosos depois da cansativa rotina de anos e anos na WWE.

Por fim acho que a empresa deve avançar em wrestlers das indies com bastante talento e relativamente novos, nomes como Keith Lee, WALTER, Matt Riddle e Jeff Cobb são melhores opções do que muitos ex-WWE, tem o salário mais baixo e vem com bastante vontade para subir na empresa.

Acredito que quando alguém vai assistir o IW, espera ver um produto diferente da WWE, histórias diferentes, lutadores diferentes, por isso acho que esse deve ser o caminho adotado pela empresa. A empresa deve avançar em criar suas próprias estrelas, como fez com EC3 e está fazendo com Eli Drake, LAX e Rosemary.

A exceção é se a caso sair uma grande estrela da WWE como Bryan Danielson, aí você deve realmente fazer um esforço para trazê-lo para a empresa.

Análise do Lucha Undergorund do dia 27/09:

No dia 27/9, teve inicio um especial de fim de temporada da LU, chamado de ultima lucha três, que teve/terá a participação de wrestlers que lutam na IW por meio dessas alianças entre empresas como a The Crash.

Esse especial tem quatro partes, ele se destaca por ter combates com estipulações e por encerrar as principais histórias do programa.

Texano vs Famous B e Dr Wagner Jr: Combate mediano, a história era que Famous B queria Texano como seu cliente e o mesmo se recusava. Com a vitória de Famous B e Dr Wagner Jr, agora Texano é cliente de Famous B. Bem, isso se tiver uma 4 temporada do programa, algo bem incerto no momento.

Hell of War (Three Stages of Hell) Match: Killshot vs Dante Fox:

1° estipulação: First Blood Match
2° estipulação: No Disqualification.
3° estipulação: Ambulance Match

Grande main event, acho que foi um dos melhores combates dessa temporada até agora e parabéns ao público que deu um show durante o combate. Se você gosta de combates hardcores moderados, esse é feito especialmente pra você, onde se usou algumas "armas" como vidro e mesa com arame farpado. No geral foi um dos melhores episódios dessa temporada, Nota 8/10.


Análise do Impact do dia 28/09:
X-Division Championship Match - Trevor Lee vs Petey Williams: Bom combate de abertura, Trevor Lee manteve o titulo com a ajuda de Caleb Konley. Gostei por o final do combate ser limpo, mais uma boa defesa do Trevor Lee nesse terceiro reinado com o X-Dvision Championship.

Obs: Sonjay Dutt não saiu para ajudar Petey Willians igual a ele no combate de 2 semanas atrás...

Allie, Rosemary & Gail Kim vs Taryn Terrell, Taya Valkyrie & Sienna: Combate com um bom tempo de duração, podemos ver algo a mais de Taya e Allie, realmente a rivalidade entre elas vai ficar ainda mais interessante até o Bound For Glory. Sienna conseguiu a vitória encima de Allie, fazendo o pin se apoiando nas cordas.

Ótima promo entre James Storm, Texano e El Hijo Del Fantasma, essa rivalidade tem tudo para ser um ponto alto do Bound For Glory. Detalhe que o EC3 e Storm até pouco tempo eram inimigos e agora vão ter que se aliar contra Texano e El Hijo Del Fantasma.

GFW Tag Team Championship Match - LAX vs oVe: Gostei bastante do combate, realmente foi a primeira vez que a oVe mostrou potencial em ringue, melhor combate deles na empresa, aliás. Porém, achei a conquista do titulo prematura, já que a oVe até aquele momento só tinha participado de squash matches, mas como a LAX conseguiu reter no México, vale a pena arriscar e continuar essa rivalidade. LAX é com certeza uma das melhores tag teams do mundo, estou ansioso pelo confronto entre as duas duplas no Bound For Glory já que a chance deles "roubarem o show" é alta. 

GFW Global Championship Match: Eli Drake vs Johnny Impact: Apesar das interferências, foi um bom combate, o reinado de Eli Drake vai ser similar ao do Bobby Roode em 2012, usando de tudo para vencer. Tenho certeza que Eli Drake vs Johnny Impact no Bound For Glory sem interferências vai ser melhor ainda e tem um grande potencial para ser o melhor combate do PPV.

Após o fim do combate, Eli Drake ao lado de Chris Adonis continuou a atacar Johnny Impact, até Garza Jr aparecer para tentar ajudar, mas logo foi atacado pela LAX. Durante esse ataque Konnan agrediu um “fã” e o final do show foi com essa grande confusão e Eli Drake comemorando sua vitória.

No geral foi um Impact com uma qualidade ótima em relação aos combates, a partir de agora as coisas começarão a se definir para o Bound For Glory. No geral dou uma nota 8/10. Até a próxima edição, amantes da coruja!

Luiz Guilherme Justt: Administrador do site e aficionado pelo pro-wrestling japonês. Sigam-me em @YoungBucks4Life, as vezes falo o que penso por lá. -