Daniel Bryan: ''Eu penso que há 85% de chances de voltar a lutar.''

O General Manager do SmackDown Live Daniel Bryan sentou-se com a Busted Open no jogo dos New Jersey Devils na semana passada. Durante a entrevista, que foi transmitida hoje, Bryan foi questionado sobre a possibilidade de voltar aos ringues na WWE ou assinar por outras empresas como a Ring of Honor ou a New Japan Pro-Wrestling quando o seu contrato terminar no próximo ano.

Eu penso que há 85% de chances de voltar a lutar, a minha mulher diz que é 100%. Esse não é o caso, pois se os médicos disserem que não devo voltar a lutar, então eu não voltarei a fazê-lo. Por isso penso que existem 85% de chances de voltar a lutar. Eu diria que existe uma chance a rondar os 20% da WWE me liberar para combater. É uma pequena chance, mas não é impossível. Eu sei que eles (WWE) querem que eu volte a lutar. Há muitas coisas por fazer para eu voltar aos ringues.

O maior obstáculo, caso fosse liberado para combater, seria lutar a tempo inteiro. Fiz 227 combates em 2013 pela WWE. Não quero ficar afastado da minha bebê por 227 dias mais os dias de viagem. Não quero isso! Se a WWE me liberar, deverá me dar um calendário muito mais leve que esse.

Uma das coisas acerca do calendário independente é que é muito mais fácil, mas, se a WWE me liberasse, eles me dariam um calendário mais leve. Não seria tão duro, pois, em 2013, estava participando em ambos os shows, Raw e SmackDown. Acho que agora os caras trabalham menos de 200 dias por ano, por isso seria mais fácil.

Gustavo Nunes Teixeira: Administrador do site e responsável pelas notícias da WWE. É responsável também pela condução dos quadros, "PPV's Rebound" e "Feuds que poderiam ser esquecidas", além de comandar o HOW Universe juntamente com outro colaborador. -