Brandi Rhodes fala sobre a discriminação racial e sexual no wrestling - House of Wrestling - O melhor do Wrestling!

Brandi Rhodes fala sobre a discriminação racial e sexual no wrestling

Brandi Rhodes recentemente concedeu uma entrevista ao portal WrestlingInc. Durante a entrevista, a esposa de Cody Rhodes e ex-anunciadora de ringue da WWE falou sobre determinados temas relacionados com o wrestling e o racismo. Além disso, ela também comentou sobre como o clima político afetou o mundo do wrestling.

No mês passado, seu marido Cody Rhodes disse a um fã para remover a bandeira dos Estados Conferados (bandeira ligada a atos racistas) de sua foto de perfil. Na entrevista, Brandi pronunciou-se sobre se a situação política atual criou uma nova atmosfera racista em um determinado setor do público.

"Se certas pessoas são propensas a serem racistas, elas serão, e não é algo sobre o qual você pode fazer muito. Criou-se um momento muito positivo quando Cody disse isso nas redes sociais. Você sabe, Cody é do sul e, no sul, dizem certas coisas que no norte seriam impossíveis de ouvir. Ele tem um certo vínculo com a bandeira e é algo que ele não tolera".

"Simplesmente aconteceu. Apareceu um menino dizendo que era um grande fã, e Cody disse 'ok, obrigado. Mas mude essa bandeira da imagem de perfil. O menino disse: 'Você sabe de alguma coisa? Você tem razão'. Não poderia ter funcionado melhor de qualquer outra forma. É maravilhoso, e neste caso eu acho que era uma pessoa que não queria transmitir uma mensagem racista".

Quanto à discriminação baseada em raça e sexo no wrestling profissional, Brandi disse que o negócio sempre foi conhecido por brincar com a linha tênue entre o que é politicamente certo do errado, e na Attitude Era. Ela comenta que, felizmente, não teve de lidar com o racismo em primeira pessoa, mas durante seu tempo como uma skatista profissional, conheceu como funcionava o racismo institucional e, felizmente, não viveu isso no mundo do wrestling.

"Eu cresci praticando patinação sobre o gelo e havia apenas um pequeno grupo de pessoas negras patinando comigo. Era algo que você poderia simplesmente ver: estar na última parte da lista, por exemplo, quando eu era uma das poucos patinadores que não caíam. Felizmente, é algo que não vi no wrestling".

"Por outro lado, quando se trata de falar sobre o que é politicamente correto ou não, o wrestling sempre esteve no limbo, como pode ser visto na Attitude Era. Era um tipo de produto que hoje seria impensável ver".

"Em vez disso, quando eu estava na faculdade, me monstraram em uma aula sobre o estudo das mulheres na história, um vídeo de uma briga de Bra & Panties. Uma briga onde as mulheres estavam latindo como cães e ficando de joelhos na frente do homem. Eu estava simplesmente petrificada".

"No final do dia, tudo se resumia no entretenimento. O wrestling sempre esteve à beira do abismo sobre o que é politicamente correto ou não. Eu acho que tudo depende do ponto de vista de cada pessoa, mas deve ser corrigido à medida que o wrestling se torna mais popular".

Sobre / Contato / Publicidade / Disclaimer / Política de Privacidade / Press Release

online / Design por: Ericki Chites