Sasha Banks: "A divisão feminina funciona por ciclos" - House of Wrestling - O melhor do Wrestling!

Sasha Banks: "A divisão feminina funciona por ciclos"

Sasha Banks recentemente passou pelos microfones do podcast de "Stone Cold" Steve Austin, The Steve Austin Show, onde falou sobre seu combate na edição deste ano do Survivor Series, o funcionamente da divisão feminina e os planos que ela tem para o final de sua carreira. Confira os destaques logo abaixo:

Sobre seu combate no Survivor Series como parte da equipe feminina do RAW:

"Se eu olhar para trás, o que me custa muito considerando que sou minha maior crítica, às vezes eu tenho vergonha. Recentemente vi o Survivor Series e odeio tudo o que fiz, porque não sei se não acreditava no que estava fazendo ou estava insegura. Às vezes, eles te tiram um tempo e você pensa na melhor forma de comunicar o que você quer fazer a uma pessoa. Odeio isso. Eu odeio me ver"

Sobre o funcionamente da divisão feminina e a pressão que supõe ser parte dela:

"É muito difícil. Era muito mais difícil quando estávamos tanto no Raw como no SmackDown. Acho que agora, com a divisão de brands, está claro para você quem está no topo e, recentemente aprendi que você nem sempre pode ser a número um, especialmente na divisão feminina. Somos muito poucas. É um ciclo, e você terá a chance de voltar ao topo e voltar para baixo. É como uma roda gigante. E não é mesmo quem vai ser o número um. É quem é a campeã. E agora é Alexa Bliss, é a número um. E também a pessoa com quem você está envolvido em uma rivalidade. Essa luta principal é tudo o que elas têm. Esperemos que possamos ter título de duplas para que haja mais histórias ao mesmo tempo. Mas agora, com Paige e as novas garotas, não se trata mais tudo sobre o título, e estou interessado em saber em que direção nos estamos movendo. Não tenho nem ideia."

Sobre o que você gostaria de fazer depois da aposentadoria:

"Às vezes eu acho que eu gostaria de se aposentar e ser uma produtora. Eu amo criar combates, mas às vezes vejo como eles são feitos e eu acho que eu não iria querer. Eu não quero ser submetida a gritos e estresse envolvido, mas eu realmente gosto de organizar combaes. E eu acho que Bayley quer ser treinadora. Ela é muito boa e tem muita paciência. Ela é muito boa em explicar as coisas, e eu gosto de explicar os segmentos, então podemos ser uma boa equipe. Pode ser que esse seja um objetivo. Posso me aposentar e me sentar no sofá e não fazer nada pelo resto da minha vida. Isso é ruim?"

Sobre o momento em que ela gostaria de se aposentar:

"Não quero olhar para uma data. Será quando Deus decida, mas ao mesmo tempo não quero ser uma dessas pessoas que ficam uma vez passado seu momento, porque amo isso e isso me assusta. Mas eu não sei. Eu tenho feito muito com 25 anos e me pergunto o que mais eu poderia fazer, então eu não sei. Deixo para Deus. "
COMENTÁRIOS

Sobre / Contato / Publicidade / Disclaimer / Política de Privacidade / Press Release

online / Design por: Ericki Chites