Previsões para o Wrestle Kingdom 12 - House of Wrestling - Tudo sobre Pro Wrestling

Previsões para o Wrestle Kingdom 12

Como já é tradição desde a nona edição do Wrestle Kingdom, o Fórum de Pro-Wresting junto à House of Wrestling trazem uma previsão para o maior evento do Puroresu do ano. Em 2018, o Renato Simões fez a gentileza de escrever um pequeno resumo do que cerca os combates do evento e o que esperar após o grande show.

Sem mais delongas, confira!

0. New Japan Rumble
À semelhança dos últimos anos, o Pre-Show do Wrestle Kingdom será preenchido pela New Japan Rumble, um combate com o funcionamento semelhante ao de um Royal Rumble da WWE. Os participantes são desconhecidos (número e identidade), mas será um misto de membros do roster regular sem lugar no card principal, como Nagata, Kojima, Tenzan, YOSHI-HASHI e Liger, com algumas lendas da New Japan e outras surpresas. O vencedor tanto pode ser o mais lógico, como Michael Elgin em 2017, ou alguém completamente inesperado, como Jado no ano anterior. Se a hora extra de sono vos fizer falta, este não será um combate "must-see", mas que traz sempre alguns momentos divertidos.

1. IWGP Junior Heavyweight Tag Team Championship: Roppongi 3K (SHO & YOH) (c) vs. The Young Bucks (Matt Jackson & Nick Jackson)
No King of Pro Wrestling de outubro, Sho Tanaka e Yohei Komatsu fizeram o seu regresso à NJPW após excursão, com novas personagens e sob a direção de Rocky Romero. Aí conquistaram o IWGP Junior Tag Team Championship na primeira oportunidade pelo título, frente a Ryusuke Taguchi e Ricochet. Poucas semanas depois, os Roppongi 3K venceram o Super Junior Tag Tournament, que normalmente serve para definir os adversários dos campeões no Wrestle Kingdom. Mas houve uma equipa que não participou nesse torneio e aproveitou para lançar um desafio aos campeões: os Young Bucks. Veteranos da divisão Junior Tag da NJPW e com muita experiência em grandes palcos como este, apresentam-se como o maior desafio de SHO e YOH até agora na NJPW. Apesar do grande push que os Roppongi 3K têm recebido, é sempre difícil apostar contra os Young Bucks, seis vezes campeões. Mas uma coisa é certa, estes quatro lutadores podem dar um dos melhores combates do PPV, ou no mínimo uma boa forma de acordar os que se levantarem cedo para assistir a este Wrestle Kingdom.

2. NEVER Openweight 6-Man Tag Team Championship - Gauntlet Match: Bullet Club (Bad Luck Fale, Tama Tonga & Tanga Loa) (c) vs. Taguchi Japan (Ryusuke Taguchi, Juice Robinson & Togi Makabe) vs. Suzukigun (Zack Sabre Jr., Taichi & Takashi Iizuka) vs. CHAOS (Tomohiro Ishii, Toru Yano & Beretta) vs. Michael Elgin & War Machine (Hanson & Raymond Rowe)
Este será um Gauntlet Match, significando que duas equipas começarão o combate, a equipa vencedora mantém-se e defronta se seguida uma nova equipa até haver um único Trio resistente. Este combate apresenta-se como uma forma de incluir no PPV alguns lutadores que, com o roster tão cheio de qualidade que a NJPW tem atualmente, não tiveram lugar em combates mais acima no card, com destaque para homens como Tomohiro Ishii, Michael Elgin, Juice Robinson e Zack Sabre Jr., que estiveram incluídos em alguns dos melhores combates de 2017. Com tanta gente no combate e que certamente não terão tanto tempo como isso para se mostrar, dificilmente este combate será melhor que razoável Tal como na grande maioria dos combates envolvendo este título, é muito difícil prever um trio vencedor.

3. Special Singles Match: Cody vs. Kota Ibushi

Originalmente, este combate teria o ROH World Championship, num desafio feito por Cody a Kota Ibushi após o Power Struggle, até no ROH Final Battle ter havido uma mudança de título para Dalton Castle. Agora este combate terá apenas "bragging rights" em jogo, apesar de poder representar a maior proximidade a uma oportunidade por um dos títulos principais da NJPW. Um ingrediente extra deste combate é o triângulo em que estes dois estão envolvidos com Kenny Omega. Nos últimos meses houve vários teases de problemas entre Cody e Omega, e a história contada é de que Omega não queria que Cody tivesse desafiado Ibushi, cuja relação com Kenny Omega tem sido bem documentada nos últimos anos apesar de ainda não se terem defrontado num ringue da NJPW. Não é segredo para ninguém a qualidade de Kota Ibushi no ringue, já Cody continua a não convencer muitos fãs da New Japan e tem aqui mais uma boa oportunidade de os calar.

4. IWGP Tag Team Championship Match: Killer Elite Squad (Lance Archer & Davey Boy Smith Jr.) (c) vs. Los Ingobernables de Japon (SANADA & EVIL)
EVIL e SANADA, representantes dos Los Ingobernables de Japon na divisão de tag team, conquistaram esta oportunidade pelos títulos ao vencer a World Tag League 2017, derrotando os Guerillas of Destiny, sendo que desde aí já perderam os títulos de Trios para a equipa dos Bullet Club. Os dois membros dos LIJ são uma lufada de ar fresco que muita falta fazia nesta divisão, que no último ano viu Killer Elite Squad, Guerillas of Destiny e War Machine envolvidos em milhentos combates. Bastante competentes dentro do ringue, credíveis não só enquanto equipa mas também como lutadores individuais, uma vitória dos LIDJ parece o desfecho mais provável para este combate.

5. NEVER Openweight Championship - Hair vs. Hair Match: Minoru Suzuki (c) vs. Hirooki Goto
No Wrestle Kingdom do ano passado, Goto conquistou o NEVER Openweight Championship a Katsuyori Shibata, numa vitória que era suposto ter significado o reerguer da carreira de Goto, que supostamente nunca conseguiria conquistar o "big one". Mas alguns meses depois viria a perder o título para Minoru Suzuki e desde aí tem feito muito pouco de relevante, tornando-se apenas alguém a fazer número nos CHAOS. Por isso a forma como este combate surgiu foi algo repentina e não agradou a muitos fãs. A história é de que Goto tentou desesperadamente nos últimos shows do ano conseguir que Suzuki lhe desse uma oportunidade pelo título, combate aceite apenas com a condição de ambos colocarem os seus cabelos em jogo. O combate terá também a particularidade de não serem permitidas interferências de CHAOS ou Suzuki-gun, o que já é um ponto positivo tendo em conta várias das defesas do título de Suzuki ao longo do ano. Este deverá ser um combate bastante físico e intenso, e tanto a vitória de um ou de outro pode dar rotas interessantes para a história dos dois lutadores em 2018.

6. IWGP Junior Heavyweight Championship - 4-Way Match: Marty Scurll (c) vs. Will Ospreay vs. KUSHIDA vs. Hiromu Takahashi
Depois da rivalidade entre KUSHIDA e Hiromu Takahashi que dominou a primeira metade de 2017, com destaque para os seus combates no Wrestle Kingdom 11 e Dominion, o título Junior tem tomado uma tragetória mais imprevisível nos últimos meses, com as conquistas de Will Ospreay no King of Pro Wrestling e depois Marty Scurll no Power Struggle. Hiromu foi quem teve a tarefa mais difícil para ter esta oportunidade pelo título, depois de várias tentativas de desafio ao campeão evitadas por Ospreay e Scurll. Muitos dirão que várias combinações destes quatro lutadores num singles match teriam maior potencial que este Four Way, mas a verdade é que com quatro dos melhores Juniors da atualidade, este tem tudo para ser no mínimo muito bom. Scurll é o campeão mas parece ser quem tem menos possibilidade de vencer, de resto este combate é bastante imprevisível. Takahashi e Ospreay têm uma feud individual a ser desenvolvida há vários meses e a vitória de um dos dois pode alimentar essa rivalidade para os próximos tempos. Já KUSHIDA também pode bem sair como campeão, porque apesar de ter estado um pouco mais na sombra nos últimos meses, é claramente alguém que a NJPW ainda vê como Junior de topo.

7. IWGP Intercontinental Championship: Hiroshi Tanahashi (c) vs. Jay White
Após uma defesa com sucesso do título por Tanahashi no Power Struggle frente a Kota Ibushi, o autor dos misteriosos vídeos "Switchblade" revelou-se como Jay White, de regresso à NJPW, aproveitando a ocasião para deixar o seu impacto ao atacar e deixar estendida a lenda na NJPW. White passou os últimos dois anos na Ring of Honor e é evidente que a NJPW tem grandes planos para ele ao trazê-lo diretamente para um combate pelo segundo maior título da NJPW no principal evento do ano. Tanahashi tem-se visto afetado nos últimos meses por várias lesões, que têm sido aproveitadas durante o build-up deste combate e que certamente farão parte da história desta contenda no dia 4. O que conhecemos do booking da NJPW faz apontar para uma vitória de Jay White, mas o mais importante será garantir que White sai do Tokyo Dome estabelecido como uma das estrelas de topo da New Japan. Ninguém tem dúvidas da qualidade de Hiroshi Tanahashi em grandes combates, mas estará o Switchblade à altura do desafio num combate muitíssimo mais importante do que algum outro na sua carreira?

8. IWGP United States Championship - No Disqualification Match: Kenny Omega (c) vs. Chris Jericho
Este é o grande destaque do evento para muita gente e razão pela qual este Wrestle Kingdom é provavelmente o show com maior mediatismo da história recente da NJPW. São cada vez mais raros os momentos verdadeiramente chocantes no mundo do pro-wrestling, mas a aparição surpresa de Chris Jericho através de um vídeo no Power Struggle foi claramente um desses momentos. Muito poucos eram os que esperavam que Jericho, há muitos anos um nome associado à WWE, alguma vez voltasse a entrar num ringue da NJPW, ainda por cima para um Dream Match como este. Toda a storyline foi muito bem orquestrada, desde as primeiras trocas de palavras na redes sociais, o ataque de Jericho no show final da World Tag League que deixou Omega a sangrar, até à brawl na conferência de imprensa do dia seguinte. Jericho volta a reinventar-se e a quer provar a todos que continua a ser o melhor do mundo, já Omega promete mostrar neste combate um lado violento de si como nunca visto. Conseguirá Jericho estar ao nível que se exige de um co-main-event do Wrestle Kingdom, tendo em conta a fasquia que tem sido colocada nos últimos anos? Apesar de o resultado mais lógico ser a vitória de Omega, caso haja planos para Jericho voltar à NJPW nos próximos meses, não se pode colocar de parte uma mudança de título, com um rematch mais à frente em 2018.

9. IWGP Heavyweight Championship: Kazuchika Okada (c) vs. Tetsuya Naito
O main-event do Wrestle Kingdom 12 coloca frente-a-frente o líder dos CHAOS, o "Rainmaker" Kazuchika Okada, contra o líder dos Los Ingobernables de Japon, Tetsuya Naito. A história deste combate vem desde 2014, quando no Wrestle Kingdom 8 ambos combateram por este mesmo título. Este era suposto ter sido o grande momento de coroação de Naito como uma das caras de topo da NJPW, mas o seu push acabou por falhar, levando a que este combate acabasse por ser despromovido a penúltimo combate do PPV, através de um fan vote. Essa derrota acabou por alimentar Naito para a sua transformação no "Ingobernable" anti-sistema que agora conhecemos. Em 2016, no Invasion Attack, Naito conseguiu finalmente conquistar o IWGP Heavyweight Championship, frente ao seu rival Okada, com ajuda dos seus colegas de stable, mas viria a perder para o Rainmaker poucos meses depois no Dominion. Okada nunca mais perdeu o título desde aí (é campeão há mais de 560 dias, o maior reinado de sempre), tem defrontado e derrotado todo o tipo de desafiadores que têm sido colocados há sua frente e volta agora a determinar o destino (no pun intended) que Okada volte a defrontar Naito, por via da sua vitória no torneio G1 Climax 27, onde derrotou Kenny Omega. O build-up deste combate viu Okada introduzir no seu arsenal um novo Cobra Clutch como contra-ataque ao Destino, finisher de Naito, mas terá também o Ingobernable as suas próprias armas secretas? O público japonês está mais investido do que nunca em Naito e isso dará a este combate uma atmosfera fantástica, sem falar da garantida qualidade no ringue deste duelo. Parece ser este o momento em que Naito finalmente fechará o ciclo que iniciou há quatro anos e é esse o resultado em que mais fãs apostam.

O Fórum de Pro-Wrestling completou nove anos de existência recentemente e para comemorar este grande feito, o maior fórum sobre a modalidade em língua portuguesa trouxe os tradicionais prêmios do Tony (onde os usuários elegem os melhores do wrestling profissional em diversos quesitos), o Melhor da FPW e o início da corrida pelo trono do rei das Apostas em 2018! Além disso, você pode conferir tudo sobre o Wrestle Kingdom 12, o Royal Rumble e muito mais!
COMENTÁRIOS

Sobre / Contato / Publicidade / Disclaimer / Política de Privacidade / Press Release

online / Design por: Ericki Chites