Cody Rhodes: "Sair da WWE foi a melhor decisão que eu tomei na minha vida"

O ex-campeão mundial da ROH Cody Rhodes recentemente concedeu uma entrevista à filial australiana da FOX Sports a fim de promover a próxima turnê da NJPW pelo país do hemisfério sul. Durante a conversa, Cody falou sobre seu sucesso no Japão e sobre sua passagem pela WWE. Além disso, ele comentou sobre os próximos passos do canal do YouTube Being The Elite. Confira abaixo os destaques:

Apesar de nunca conseguir se estabelecer como um Main Eventer na WWE, Cody explicou que recebeu oportunidades:

"A WWE sempre lhe dá uma chance, eles têm uma marca muito grande - você está na WWE Network, no YouTube, na USA Network... em muitas plataformas, eu apenas acho que não me parecia justo. Eu não sei o que especificamente".

Sobre como o personagem de Stardust acelerou sua saída da WWE:

"Talvez eu simplesmente não estava pronto para fazer Stardust por tanto tempo. Eu lembro que trouxe algumas idéias sobre como eu me veria sendo Cody Rhodes, ou apenas Cody, o lutador. E isso realmente me atraiu de tal forma que se eu não poderia fazer isso na WWE - pensei bem, economizei dinheiro, aprendi um pouco sobre como funciona o negócio - eu iria e faria isso sozinho. No final, sair da WWE acabou por ser a melhor decisão que tomei na minha vida".

Sobre o sucesso e futuro do canal do YouTube Being The Elite, estrelado pelos membros do Bullet Club Cody, Marty Scurll, Kenny Omega, Hangman Page e The Young Bucks:

"Nós ficamos fora de controle, provavelmente teremos que fazer o que todos os programas fazem: ter reuniões de produção. Passou de ser um conjunto de idéias divertidas para uma série de linhas de história que temos que seguir... Agora, com Matt e Nick (Jackson) assumindo o comando do Being The Elite, recebemos ofertas de algumas empresas que estão interessadas em comprar e transmitir o show, acho que você vai ver um Being The Elite mais longo e melhor."

Sobre seu ataque e seu desentendimento com o líder do Bullet Club, Kenny Omega:

"Eu não sou capaz de estar em um grupo e não ser o líder. Já fiz isso antes, no Legacy, e isso foi legal porque eu era jovem e estava verde. Eu era um novato na indústria, mas agora não. Depois de um reinado como campeão mundial, você não pode chamar alguém de outro "líder" e acho que essa tensão é natural, que realmente existe, porque Kenny (Omega) tem a reputação de ser o melhor lutador do mundo, mas aqui estou eu, com esse atrativo mainstream que ajudou a conseguir um punhado de novos fãs do Bullet Club. Também há o fato de que acho que Matt (Jackson) me ama mais e Nick (Jackson) quer Kenny mais, então por que não lutar? Por que não tornar isso real?"

Diego Ceratti: Também com o cargo de administrador, é responsável por boa parte do conteúdo que se encontra aqui, tanto em notícias, coberturas, além de fazer parte do pessoal que cuida do HOW Apostas, um dos principais espaços do site. - Facebook