HOW Star Ratings - WWE Elimination Chamber 2018

HOW Star Ratings - WWE Elimination Chamber 2018

Olá galerinha da House of Wrestling, aqui quem escreve para vocês é Josué Elias do Canal do YouTube Clube do Wrestling, e hoje eu vou trazer aqui mais uma Análise de PPV do Pro Wrestling mundial, dessa vez analisando o Elimination Chamber, PPV do WWE RAW. Numa visão mais geral do PPV, eu gostei bastante. Confesso que foi um PPV que me surpreendeu em muitos sentidos. O Card não estava tão bom. Fora as Elimination Chambers Matches, não tinha muito o que ver por ali com fizesse a gente ter expectativas pros combates. Mas mesmo esses combates sem tantas expectativas, foram melhores do que eu esperava. E as EC's Matches foram simplesmente espetaculares do ponto de vista do produto da WWE.

RAW Women's Championship Elimination Chamber Match: Alexa Bliss (c) (w) vs. Bayley vs. Mandy Rose vs. Mickie James vs. Sasha Banks vs. Sonya Deville - 4.00


Storytelling: 1.00
In-Ring Execution: 0.75
Match Psychology: 0.75
Timing: 0.75
Innovation: 0.75

Resultado de imagem para elimination chamber 2018 card

Resultado: Achei correto. Estava entre Alexa, Sasha e Bayley, com uma ligeira vantagem para a Alexa. Entre trancos e barrancos, a WWE vende uma invencibilidade em cima da Alexa quando os combates são válidos pelo título. Nada melhor para criar o cenário ideal para Asuka ter sua vitória na WrestleMania. Talvez, dentro de um outro contexto, seria muito mais interessante ver Sasha Banks, uma das mais proeminentes Female Wrestlers do mundo atualmente combater de frente com Asuka. Mas dentro do contexto atual, acredito que Alexa é a melhor opção., já que vieram construindo o terreno para esse combate a muito tempo.

Combate: Me surpreendeu bastante. Principalmente a história contada dentro do combate, que foi fatalmente o grande triunfo desse combate. Colocaram a ordem das lutadoras de forma que a história prosseguisse sem grandes pulos e avanços desnecessários. O enfrentamento inicial entre Bayley e Sasha contra Sonya e Mandy aqueceu bem o desfecho final. As eliminações foram rápidas e por conta disso, o Pacing do combate estava agradavelmente rápido, para conseguir vender bem cada eliminação. A única eliminação mal vendida mesmo foi a eliminação da Sonya, que apenas sofreu uma queda após Mickie James se jogar lá de cima da câmara em cima dela. Fora isso, o combate se desenvolveu bem. Faltou mais Spots, até porque, não tínhamos muitas Female Wrestlers boas nesse sentido com a exceção da própria Sasha Banks, que fez um feijão com arroz bem básico, tanto é que, o melhor Spot do combate foi um Twisted Bliss da Alexa na própria Sasha, que foi revertido depois no golpe finalizador dela, que permitiu um drama nas sequências finais bem satisfatório.

RAW Tag Team Championship Match: The Bar (c) (w) vs. Apollo Crews & Titus O'Neil - 2.75


Storytelling: 0.50
In-Ring Execution: 0.75
Match Psychology: 0.50
Timing: 0.50
Innovation: 0.50

Resultado de imagem para The Bar (c) (w) vs. Apollo Crews & Titus O'Neil

Resultado: O resultado foi o esperado, com Sheamus e Cesaro, a melhor Tag do Raw em 2017 levando o título até a WrestleMania. Eu gostaria bastante que eles enfrentassem Bray Wyatt e Matt Hardy (sim, os dois fazendo Tag). Não existem muitas opções boas de adversários para eles.

Combate: A química de ambas as Tags estava grande nesse combate. Cesaro conseguiu explorar bem através dos Sellings a expressividade dos golpes de Titus O'Neil. Não foi um dos melhores combates de The Bar, devido ao pouco tempo que o combate teve para desenvolver. Mas foi possível ver movimentos interessantes, com outra boa apresentação de Apollo Crews.

Single Match: Asuka (w) vs. Nia Jax - 3.25


Storytelling: 0.75
In-Ring Execution: 0.75
Match Psychology: 0.75
Timing: 0.50
Innovation: 0.50

Resultado de imagem para asuka vs nia jax elimination chamber

Resultado: Novamente outro resultado óbvio. Asuka vencendo e levando adiante a sua invencibilidade na WWE e confirmando sua presença na WrestleMania para disputar o título da Alexa Bliss.

Combate: Conseguiu ser um bom combate, principalmente porque Asuka teve uma excelente atuação na venda da superioridade física de Nia Jax. Com isso, foi-se construindo um clima tenso na Match, que fez o público se conectar com a partida de forma incisiva. O drama do combate foi muito bem adicionado mesmo com o resultado óbvio. Nia bastante agressiva, arriscando alguns Power Bombs e Slam's bem agressivos. E Asuka sempre excelente na atuação e venda natural dos golpes. Ninguém vende os golpes de forma tão natural e realista como Asuka na WWE. Novamente, um ponto muito forte no combate que conseguiu mostrar pro público que mulher também tem mão pesada na hora de bater.

Single Match: Matt Hardy (w) vs. Bray Wyatt - 2.50


Storytelling: 0.75
In-Ring Execution: 0.25
Match Psychology: 0.50
Timing: 0.50
Innovation: 0.50

Resultado de imagem para matt hardy vs. bray wyatt elimination chamber

Resultado: Um grande resultado, já que finalmente conseguiram emplacar uma vitória de Matt ''Woken'' Hardy em cima de Bray Wyatt. Sim, Bray Wyatt está sendo subestimado? Bastante. Mas já estamos tão acostumados com isso que a forma como construíram essa rivalidade até agora fizeram com que Matt Hardy tivesse uma vitória bem significante. Espero que o desfecho dessa rivalidade seja os dois se juntando para conseguir o título de Tags. Mas seguirem seus caminhos separados pode ser animador também, embora não tenha muito espaço para eles atualmente.

Combate: O combate foi bem ruim. Poderia ter sido pior, já que Matt Hardy não tem condições mais de fazer combates grandiosos. O Move Set dele está muito limitado e ainda assim Bray conseguiu extrair bastante de Hardy nesse combate. Bray até que atuou bem, tanto como personagem tanto tecnicamente. Hardy mesmo atuou bem apenas como Personagem. E para camuflar um pouco as limitações de ambos tecnicamente, focaram o combate (novamente) no embaste psicológico entre eles. Mas a baixa qualidade na aplicabilidade dos movimentos fez com com que o público não se concentrasse tanto na Match.

Man's Elimination Chamber Match: 5.00


Storytelling: 1.00
In-Ring Execution: 1.00
Match Psychology: 1.00
Timing: 1.00
Innovation: 1.00

Resultado de imagem para elimination chamber 2018 card

Resultado: Novamente, outro resultado óbvio. Roman Reigns contra Brock Lesnar é confirmado para a WrestleMania. O engraçado é que esse rumor vem sendo especulado desde antes da WrestleMania passada. Fez o resultado ser tão previsível que o hate em cima do Roman nem foi tão grande como de costume, já que a WWE deixou tudo óbvio justamente para o público ir aceitando a ideia. Eu acredito que Brock e Roman seja a melhor opção mesmo, devido a forma como todo o contexto desse reinado do Lesnar foi construído. Resta a dúvida se Roman irá realmente vencer o Universal lá na WrestleMania. O resultado desse combate na WrestleMania sim, pode nos surpreender, caso Brock retenha o título. É bem possível que a WWE possa fazer Lesnar superar o reinado do CM Punk. Tudo indica que não, mas possibilidades são possibilidades. E elas existem, a gente querendo ou não, a gente gostando ou não. Eu esperava que a WWE fosse deixar o Roman mais Over do que ele já é, para poder se comparar ao Overall de Brock Lesnar, que está fora de consideração. Mesmo o Roman tendo muito Push, a lógica da Kayfabe continua extremamente favorável ao Lesnar. Fora da Kayfabe sabemos que Roman tem condições de vencê-lo, mas dentro, a WWE poderia ter equiparado mais as forças de ambos. Essa não equiparação deixa o combate mais aberto quanto ao resultado, pois podem querer continuar vendendo a superioridade de Lesnar perante todos os Wrestlers não só da WWE, mas do mundo, já que no oriente temos um japonês fazendo milagres na NJPW.

Combate: Combate perfeito para mim. A melhor Elimination Chamber Match da história e o melhor combate da WWE nos últimos 20 anos, pelo menos na minha visão. Tudo foi absolutamente perfeito e bem encaixado. Todos os Splots, o desenvolvimento principal, a dinâmica da Match. Uma Elimination Chamber é uma estipulação que por si só obriga a WWE a fazer bons combates, caso ela queira vender cada eliminação muito bem. E quando se coloca 7 Wrestlers para combater na câmara, é uma eliminação a mais que teoricamente poderia atrapalhar no andamento do combate, mas que na verdade, a WWE soube explorar muito bem. Deram liberdade pros Wrestlers mostrarem tudo que eles sabiam, a começar numa Triple Treath inicial, onde o embate psicológico dos personagens foi bem explorado, com The Miz nos reservando algumas cenas de humor e com Seth Rollins e Finn Balor nos mostrando um bom Chain Wrestling. E o Pacing sempre bem equilibrado deixando o público com um teor de concentração na Match absurda, se conectando com cada personagem que ali se apresentava. 

John Cena entrou e recolocou o fogo que quase vinha se acabando. E a Match simplesmente não parava. A todo momento acontecia sequências de movimentos inovadores, embates físicos e mentais entre os personagens, com Seth e Cena se encarando, The Miz escancarando seu Dirty Wrestling e os estilos de cada um se encaixando numa química perfeita e o público sentindo a qualidade do combate. Depois foi a vez de Roman Reigns que com a sua velocidade e agressividade, manteve o bom ritmo da Match com mais e mais sequências inovadoras e surpreendentes com Finn Balor, embates com Rollins. Até aí, um combate que mostrava um equilíbrio total deixando todas as possíveis eliminações bem imprevisíveis. A sensação era que a Match fluía de forma natural, sem pular etapas de forma desnecessárias, algo que a WWE costuma fazer todos os anos nessa estipulação. 

Eis que entra o divisor de águas do combate, chamado Braun Strowman. Enquanto o equilíbrio reinava, Braun entraria para fazer história e eliminar 5 Wrestlers nessa Elimination Chamber Match. Gastaram quase todas as sequências técnicas antes da chegada de Braun, o que foi uma escolha perfeita, pois a partir da entrada de Braun não teria sentido manter a mesma lógica de execução que o combate vinha mantendo. O combate permaneceu rápido, só que mais brutal e a partir daí os grandes Spots começaram a vir. Eu mesmo já estava sentindo falta de alguns Spots tradicionais, o que poderia minar a perfeição da Match. Mas Braun tratou logo logo de consertar isso quando jogou Miz de cima da câmara em todo mundo que estava ladeira a baixo. E depois disso, Spot atrás de Spot, com dois que eu gostei bastante. O primeiro, o Power Bomb de Roman Reigns e John Cena no melhor estilo Shield Bomb em Braun Strowman, onde todos estavam desesperados para tirar Braun do combate. O segundo foi o Frog Splash de Seth Rollins em Strowman de cima da câmara. Além disso, algo que foi bem emocionante de se destacar, foi a sequência de Kickouts insanos de Braun Strowman a cada Spot e Finisher que ele levava.

E por falar em Finishers, as sequências principais foram perfeitamente executadas, com reversals bem encaixados e revira-voltas a todo momento, principalmente os reversals de Strowman para finalizar seus oponentes e os reversals protagonizados entre Balor e Rollins, que foram inovadores, surpreendentes, bem aplicados e encaixados na Match. A estruturação estava simplesmente bem alinhada tanto com o contexto histórico tanto com o contexto emocional da Match. As eliminações aconteceram naturalmente, os Spots vieram no momento certo e a Match vinha construindo um Clímax final na esperança da vitória de Braun Strowman, que levantou e deixou o público vidrado, já que Strowman era o único ali que tinha chances de enfrentar Lesnar na WrestleMania além de Roman Reigns. E justamente por conta disso, escolheram a história perfeita para vender a eliminação dele pelo Roman no final bem como para vender uma imprevisibilidade total sobre quem venceria.

E essa imprevisibilidade foi novamente bem explorada pelas sequências de reversals e revira-voltas de ambos no final, que introduziram ainda mais Spots, para sacramentar de vez a perfeição que foi essa Match em todos os sentidos. Juntou drama, ritmo, spots, técnica, embates físicos e psicológicos, humor, imprevisibilidade, dinâmica, inovação e estruturação. Se isso não foi um combate perfeito, eu não sei mais o que é. 


Então galera, essa foi a Análise de PPV de hoje. Ainda vou trazer a Análise do PWG Mystery Vortex V, que sacramentou a despedida de Ricochet do Indy Wrestling e o mais novo campeão da PWG, Chuck Taylor. Fiquem ligados aí no Site. Um abraço e até a próxima

Sobre / Contato / Publicidade / Disclaimer / Política de Privacidade / Press Release

online / Design por: Ericki Chites