Jay Lethal revela o que faria se não fosse um lutador e conta detalhes de sua infância - House of Wrestling - Tudo sobre Pro Wrestling

Jay Lethal revela o que faria se não fosse um lutador e conta detalhes de sua infância

O ex-campeão mundial da Ring of Honor, Jay Lethal, recentemente conversou com o site oficial da empresa, onde teve a oportunidade de falar sobre quem foi o lutador que lhe deu o melhor conselho bem como qual foi o seu momento mais constrangedor de sua carreira no wrestling professional, entre outros assuntos. Confira abaixo os principais destaques da entrevista:

Qual é a sua primeira lembrança do wrestling professional?

"A primeira lembrança que tenho do wrestling professional é estar sentado na cama da minha mãe com meu irmão e esperando a programação começar. Eu acho que foi um sábado, eles estavam transmitindo os desenhos animados 'X-Men'. Me lembro de estar muito entusiasmado com o wrestling. Eu acho que também estava entusiasmado porque meu irmão mais velho também estava".

Todos sabem que você fez imitações de Randy Savage e Ric Flair. Você fez mais um outro personagem do wrestling?

"Eu acho que são os meus melhores, mas eu gosto de pensar que posso fazer uma boa imitação de Jimmy Hart, mas preciso do megafone (risadas)".

Se você não fosse um lutador profissional, o que você acha que faria para ganhar a vida?

"Eu poderia ter sido um carpinteiro como meu pai. Antes de ter tido a oportunidade de me tornar um lutador profissional, fui com meu pai trabalhar às vezes. Algumas das melhores lembranças que tenho são quando eu trabalhei com ele. Me lembro de quando ganhei minha primeira furadeira. Ele estava tão orgulhoso de mim como está agora".

Você começou na ROH quando era adolescente. Agora você é um dos mais antigos lutadores do vestiário. O que você oferece nesse papel?

"Eu não me considero ser mais ou menos do que ninguém do roster. Estamos todos na mesma liga, todos nos esforçamos todos os dias para fazer a Ring of Honor melhor do que foi ontem".

Qual foi o melhor conselho que você recebeu na indústria e quem lhe deu?

"Kevin Nash me disse:'se você não está se divertindo, então, qual é o motivo disso aqui?' Eu não consegui nada até depois de alguns anos percebi que eu posso me divertir e trabalhar ao mesmo tempo".

Sobre o que você mais gostaria de conhecer?

"Eu gostaria de saber mais sobre o sentimento pessoal quando você ganha cada título disponível da Ring of Honor (risos)".

Qual foi o momento mais constrangedor que você teve no negócio?

"Aconteceu durante a minha primeira luta, minha música tocou, minha família estava gritando pela minha entrada, esperei até o momento perfeito da música, e uma vez que passei por essa cortina, escorreguei em um grande poço de água. Meu adversário saiu diante de mim e ele estava suando muito, então ele fez o chão ficar muito escorregadio".

Você tem um vídeogame favorito?

"Eu amo vídeogames. Os meus jogos favoritos são a série 'Mass Effect' seguido por 'The Witcher 3'. Desde criança, eu joguei todos os jogos de wrestling que saia. Meu irmão, meus amigos e eu tivemos guerras."

Como você se sente sendo rotulado como "The Brand" da ROH? É algo que te pressiona?

"Realmente, eu gosto de ouvir isso. Quando comecei a assistir a ECW, eu era um grande fã de Shane Douglas, isso me faz lembrar disso, não sinto nenhuma pressão por isso, mas, honestamente, sempre senti a pressão para manter o que a Ring of Honor construiu".

Recentemente você conquistou o título mundial de ROH novamente. Se Dalton Castle está lendo isso, qual mensagem que você teria para ele?

"Pare de me ligar e mandar mensagens, não quero te adicionar no Facebook".

Sobre / Contato / Publicidade / Disclaimer / Política de Privacidade

online / Design por: Ericki Chites