Last 12 #4: O ano do "Big Dog" - House of Wrestling - O melhor do Wrestling!

Last 12 #4: O ano do "Big Dog"

Olá a todos! Aqui estamos nós, em mais um domingo, e com uma nova edição do meu quadro. Para hoje temos um lutador que vai aos poucos conquistando o público, Roman Reigns.

Pelos caminhos do além

Reigns começou o ano passado como candidato principal ao Universal Championship que, na altura, pertencia a Kevin Owens. Os dois se enfrentaram num combate sem desqualificações no Royal Rumble, e Chris Jericho estava preso numa Shark Cage para evitar qualquer tipo de interferência por sua parte. Claro que isso não chegou propriamente a acontecer, pois ele arranjou outras maneiras de ajudar o seu “melhor amigo”. No entanto, não seria ele que custaria a vitória a Reigns, mas sim Braun Strowman. Este apareceu e aplicou um “Chokeslam” sobre a mesa de comentaristas e um “Running Powerslam” no ringue sobre outra mesa que se encontrava lá montada. Owens só teve que realizar o pin para reter o seu cinturão. Reigns apareceria mais tarde, desta vez no Royal Rumble Match. Ele seria o último participante, o que causou uma desagradável surpresa aos fãs, pois esperavam algum retorno, ou até mesmo uma nova contratação. Conseguiu eliminar três lutadores, dos quais destaco The Undertaker. Após essa eliminação, ambos trocaram um olhar, e ficou bastante claro que tinha começado uma rivalidade que culminaria na WrestleMania. Reigns chegaria ao fim do Rumble com Randy Orton e acabaria por ser eliminado.

No Raw que procedeu o PPV, Strowman lutaria pelo Universal Title de Owens, pois, este lhe tinha prometido uma oportunidade devido à ajuda no seu combate com Reigns. O “Big Dog” apareceu durante esse combate e atacou Strowman, mostrando que queria vingança. Com esses acontecimentos ficou marcado um combate entre ambos no Fastlane. Todas as semanas seguintes até ao evento terminaram da mesma forma para Reigns, que foi sempre dominado por Strowman. Ele tentaria por diversas vezes atirar o “Monstro entre Homens” ao tapete, mas sempre se levantaria e retribuia o ataque, só que de forma mais brutal. A 5 de março, no Fastlane, Reigns conseguiria alcançar a vitória após aplicar um “Spear”. Seria algo inédito, pois Strowman nunca tinha perdido um combate por pin até à data.

Strowman ainda não tinha os seus problemas com Reigns resolvidos e, por isso, o chamou ao ringue no Raw seguinte. No entanto, seria The Undertaker quem aparecia. Strowman saiu do ringue intimidado com a presença do “Deadman” mas, Reigns, que não estava assustado com a presença do além, aparece e diz que “agora aquele era o seu quintal”. Taker olhou para o sinal da WrestleMania e, de seguida, aplicou um “Chokeslam”. A 13 de março, Reigns enfrentou e venceu Jinder Mahal com muita facilidade, durante a luta, tocou o sino característico de Taker, porém este não apareceu. Depois do combate, Shawn Michaels surgiu e avisou Reigns que o Taker o iria destruir com medo. Reigns respondeu dizendo que ele seria o cara que aposentaria The Undertaker. Quando se ia embora, Strowman apareceu e o atacou violentamente. Uma semana depois, Reigns enfrentaria Strowman mais uma vez, só que desta não houve vencedor. Taker apareceu no meio do ringue e aplicou um “Chokeslam” no “Monster”. Depois de aplicar o golpe, o “Phenom” sofreu um “Spear” de Reigns, porém, quando este abandonava a arena, ele se levantou e fez o seu sinal para o samoano.

Finalmente chegamos ao maior evento do ano, e o tão aguardado combate entre Roman Reigns e The Undertaker ia acontecer. Apesar de já não existir uma Streak, a luta foi de extrema importância e chegou mesmo a ocupar o posto de Main Event. Por um lado, tínhamos Reigns a desempenhar o papel de novato que queria mostrar que era a maior força na WWE atualmente e, no outro lado, tínhamos um veterano e maior força que já existiu na empresa a tentar mostrar que não estava acabado. Esses papéis foram excelentemente bem desempenhados durante o confronto, especialmente no final. Reigns aplicaria os seus melhores golpes por várias vezes, mas Taker sempre mostrava resistência. Foram precisos três “Spears” aplicados de forma consecutiva para que Reigns conseguisse vencer. Após a luta, Undertaker protagonizou um momento em que deixava os seus pertences no centro do ringue, naquela que parecia ser a sua última batalha.

No famoso Raw pós-Mania, Reigns participou num dos melhores segmentos individuais que já assisti. Ele abriu o Raw e, devido à sua vitória, foi fortemente vaiado pelo público. Eu nunca tinha visto algo de tamanha dimensão. Ele tentava falar, mas a crowd não deixava e iniciava vários cânticos como “Você não presta” ou “Cala a porr* da sua boca”. Reigns precisou de aproximadamente dez minutos para conseguir pronunciar que aquele era o seu quintal. Ele abandonou a arena de seguida ainda sob vaias.

Rivalidade com Strowman e chance pelo ouro

Duas semanas após batalhar com o “Deadman”, Reigns estaria sendo entrevistado por Michael Cole quando seria surpreendido pelo “Monster”. Strowman atacou-o de forma tão violenta, que precisou de uma ambulância para ir ao hospital, só que não ficou por aí. Strowman, apenas utilizando a força dos seus braços, virou o veículo com Reigns no seu interior. Mesmo sem saber se o “Big Dog” estaria em condições de lutar, Kurt Angle marcou um combate entre ambos no Payback. Já no PPV, Strowman continuaria o seu domínio e venceria a luta, porém não ficaria por aí. Ele continuou atacando Reigns brutalmente com as escadas de aço. Alguns minutos depois, Reigns estava entrando na ambulância quando Strowman o ia atacar, mas conseguiu se desviar. Ambos terminaram a noite machucados e ficaram de fora por algum tempo.

Quando os dois voltaram ao Raw, tiveram mais uma brawl que terminou com Reigns dando cadeiradas no ombro de Strowman que, segundo Angle, ficaria de fora por seis meses. Brock Lesnar precisava de um desafiante ao Universal Championship e eram vários os lutadores que o queriam. Reigns era um deles juntamente com Finn Bálor, Bray Wyatt, Seth Rollins e Samoa Joe. Ficou marcado um Fatal 5 Way para o Extreme Rules em que o vencedor enfrentaria a “Besta”. Nas próximas três semanas os cinco competidores lutaram em vários combates entre si. A única dessas lutas que vale a pena referir é entre Reigns e Rollins que recebeu quatro estrelas de Dave Meltzer. Joe acabou por vencer essa luta a cinco após prender Bálor num “Kokina Clutch”.

Com algumas semanas sem estar numa rivalidade, Reigns tinha um anúncio para o SummerSlam, ele iria atrás de Brock Lesnar e do Universal Championship. Samoa Joe tinha outros planos, pois acreditava que conseguiria vencer o campeão no Great Balls of Fire. Eles se enfrentaram no Raw de dia 19 de junho e Joe conseguiu a vitória após Strowman retornar e distrair Reigns. Ele o atacou e desafiou para uma luta no PPV que seria uma Ambulance Match. Durante um segmento, o “Monstro” atira Reigns violentamente contra a ambulância e o coloca na mesma que sai da arena. Na episódio seguinte, ambos tiveram outra brawl, mas desta vez seria Reigns a ficar por cima após aplicar um ”Spear” sobre algumas mesas. No GBOF, Strowman venceria após Reigns falhar um “Spear” na direção do interior da ambulância, só precisou de fechar as portas do veículo para vencer. No entanto, Reigns conseguiria recuperar e uma nova brawl se iniciou depois da luta. O “Big Dog” colocou Strowman no interior da ambulância e chocou com ela num caminhão de produção. Apesar de tão violento embate, Strowman sairia do local por seu próprio pé.

Lesnar tinha retido o cinturão após bater Joe e estava procurando um novo desafiante. Reigns apareceu e disse que deveria ser ele, pois foi o cara que colocou Strowman fora de ação. Joe também apareceu e disse que queria um novo combate, pois sabia que poderia vencer Lesnar. Angle marcou uma luta entre os dois para a semana seguinte com o vencedor a combater pelo título. Nenhum deles venceu devido a um duplo ataque de Braun Strowman. Kurt Angle não teve outra opção senão marcar uma Fatal-4-Way para o SummerSlam valendo o Universal Championship. Num Raw antes do grande evento, Reigns venceu uma Triple Threat que contava com Strowman e Joe. A seis dias do PPV, todos os participantes da luta pelo título estiveram frente a frente pela primeira vez. Como costume, esse segmento não correu da melhor forma possível e foram precisos todos os lutadores do roster vermelho para os separar.

No SummerSlam, os quatro wrestlers proporcionaram uma das grandes lutas do ano. O combate foi o caos completo, que contou com todas as mesas de comentaristas quebradas. Brock Lesnar reteria o cinturão após aplicar um “F5” em Roman Reigns.

A ”nova cara” da WWE

No Raw posterior ao evento, Reigns teria um segmento com John Cena, uma espécie de desafio. Durante o mesmo, Miz e Joe apareceram, o que criou um desentendimento. Para essa noite ficou marcado um combate de duplas entre Cena & Reigns e Miz & Joe. A vitória foi para os faces após Cena aplicar um AA em Miz. Sete dias depois, Reigns e Cena assinaram o contrato que oficializava o seu confronto no No Mercy. Até lá só haveria trocas de palavras, e é seguro dizer que Reigns foi verbalmente humilhado por Cena.

No No Mercy, Reigns conseguiu alcançar a vitória após aplicar um “Spear” em Cena. Não foi uma luta excelente, mas pode-se dizer que foi um bom combate. Mais uma vez, Reigns provara que é o novo porta-estandarte da empresa ao derrotar um dos grandes nomes da mesma.

Reunião dos The Shield e rivalidade com Miz

O Raw procedente ao PPV começou com uma edição da MizTV com Reigns como convidado. Após uma troca acesa de palavras, ficou marcado um combate entre Reigns e Miz para o Main Event desse Raw. A vitória foi para o “Big Dog”, mas acabou sendo atacado pela Miztourage. Reigns recebeu uma chance de se tornar campeão Intercontinental na semana seguinte novamente contra o Miz. Por mais uma vez, Reigns venceria, porém seria só por desqualificação após ser atacado pelos The Bar. Eles terminaram ao aplicar o “Cerberus Powerbomb” característico dos The Shield. Ainda nessa noite, os três membros do trio se reuniram no backstage, indicando que iriam se reunir de novo.

Dia nove de outubro seria a data para esse acontecimento que animou os fãs. The Bar eram convidados do MizTV quando foram interrompidos por Roman Reigns. Quando parecia que iam começar a brigar, Ambrose e Rollins aparecem e caminham ao lado de Reigns, mostrando que os três estavam novamente em sintonia. Uma brawl se instaurou no ringue com os Shield a ficar por cima. Nos bastidores, Angle marcou uma 3vs3 em um TLC Match no PPV homónimo. O trio queria provar que era a força mais dominante da empresa e, por isso, decidiram atacar brutalmente Braun Strowman. Esse ataque resultaria em que o “Monstro” fosse adicionado à luta, tornando-a numa 4vs3. O time de Miz receberia um quinto membro após Strowman vencer Reigns numa Steel Cage, onde Kane apareceu para atacar o “Big Dog”. Ele se revelou como o novo membro do time. Reigns acabaria por ficar doente na semana do TLC, por essa razão, foi substituído por Kurt Angle. No evento, os Shield e Angle conseguiram a vitória após aplicarem uma “Cerberus Powerbomb” em Miz.

No Raw de dia 6 de novembro, realizado em Inglaterra, Ambrose e Rollins defendiam o cinturão de duplas quando foram distraídos pelos New Day que alegavam que era o UnderSiege 2.0. Essa distração custou-lhes os títulos. Reigns retornou na semana seguinte, e desafiou os New Day para um combate de trios no Survivor Series. Essa luta terminou com vitória dos The Shield, após uma “Cerberus Powerbomb” do topo do corner.

No regresso ao Raw, Reigns foi convidado para uma edição do MizTV. Miz referiu inúmeras vezes que foi por sua causa que os Shield se reuniram. Reigns acabou por desafiá-lo pelo título Intercontinental, combate esse que foi marcado por Angle. O “Big Dog” alcançaria a vitória e, consequentemente, o Grand Slam após bater Miz e se tornar campeão. Depois do Raw terminar, os Shield atacaram Miz, dando uma razão para ele ficar fora por algum tempo. Na verdade, Miz estaria gravando o seu novo filme “Marine 6” Close Quarters”. O Raw seguinte começou com um segmento onde Reigns falava sobre a sua mais recente conquista, porém seria interrompido pela Miztourage e Elias. Nesse mesmo show, defendeu o título com sucesso contra Elias. Após a luta, Reigns foi preso num “Kokina Clutch” aplicado por Samoa Joe que apareceu por trás.

Após um segmento com Angle, Joe e Jason Jordan, ficou marcado uma luta pelo título contra o “filho” de Angle. Reigns conseguiria defender mais uma vez o seu cinturão com sucesso. Na semana seguinte, seria a vez de Cesaro tentar conquistar o ouro, porém seria uma tentativa mal sucedida.

No dia de Natal, Reigns defenderia novamente o cinturão contra Joe, apesar de ter perdido por desqualificação, mantece a sua posse. Devido à forma como terminou, Joe teve direito a uma revanche na semana seguinte. No entanto, Reigns conseguiria uma vitória limpa desta vez, conquistada com um “Spear”. Miz voltou no dia 8 de janeiro e invocou a sua revanche no Raw 25 anos, onde recuperou o seu título com ajuda do Miztourage. Reigns entrou no Royal Rumble Match com o número 28 e eliminou quatro lutadores, mas acabaria sendo eliminado por Shinsuke Nakamura no final do combate. Reigns invocou sua revanche para o dia seguinte, porém perdeu de novo e afastou-se da rota pelo título Intercontinental. Atualmente, Reigns está no Elimination Chamber Match que se realiza hoje, e em que o vencedor enfrentará Brock Lesnar pelo Universal Championship no WrestleMania 34.

Considerações finais

Como podemos ver, Reigns teve um ano bastante positivo com algumas vitórias importantes que lhe definem a carreira. Apesar de não ser aceite totalmente pelo público, a WWE vê Reigns como a nova cara da empresa e substituto de John Cena como lutador de topo. Eu acredito que Reigns possa ocupar bem esse posto, porém precisa de ajuda nas suas mic skills. A meu ver, colocar Paul Heyman como seu manager seria o ideal, mas parece que esses não são os planos da empresa. Seja como for, no dia 8 de abril veremos Reigns levantando o Universal Championship no WrestleMania.

Não tenho mais nada a acrescentar, por isso dou esta edição por terminada. Como habitual, apelo ao vosso voto, pois são vocês que decidem o rumo do meu quadro. A tabela de votações estará nos comentários. O resto de um bom fim de semana e espero que se divirtam assistindo o Elimination Chamber.

COMENTÁRIOS

Sobre / Contato / Publicidade / Disclaimer / Política de Privacidade / Press Release

online / Design por: Ericki Chites