A História do Pro Wrestling #2 - O Surgimento do Esporte

A História do Pro Wrestling #2 - O Surgimento do Esporte

Olá galerinha da House of Wrestling, aqui quem escreve para vocês é Josué Elias do Canal Clube do Wrestling, e venho aqui novamente para trazer o segundo episódio da Saga ''A História do Pro Wrestling''. Se você ainda não viu o primeiro episódio basta clicar aqui nesse link, que você irá ver lá quais foram as raízes e inspirações do Professional Wrestling, assim como o surgimento do conceito de Luta-Livre, Professional Wrestling e Amateur Wrestling, conceitos esses que vão ser muito importantes vocês terem familiaridade para compreender certas coisas que serão ditas nesse segundo episódio, já que vamos tratar do surgimento do Professional Wrestling e suas primeiras apresentações, que estarão no contexto da diferenciação entre esses três conceitos e suas especificações.

Luta-Livre, Professional Wrestling e Amateur Wrestling


Resultado de imagem para luta-livre

Basicamente, para resumir para vocês a diferença entre esses três conceitos, que tiveram mudanças significativas de compreendimento popular durante a história e de cultura para cultura, vou apenas trazer a definição básica de cada um. O contexto do surgimento desses três conceitos na história vocês podem conferir no primeiro episódio.

Luta-Livre: Numa conceituação mais geral, luta-livre significa ausência de restrição a movimentos de subjugação para derrotar adversários num combate. Toda luta que vende um slogan de não-restrição de movimentos com a finalidade de se sobressair sobre os oponentes pode se auto proclamar como Luta-Livre. Evidentemente que nenhuma luta tem uma ausência total de restrição de movimentos, e por conta disso não passa de um slogan. Essa ausência de restrição é apenas considerada uma forma de liberdade maior para usar mais recursos para derrotar os oponentes do que outros estilos de luta. Existem três tipos principais de Luta-Livre, que são a Luta-Livre de Vale-Tudo (que inclui o próprio MMA), a Luta-Livre Submissiva (que inclui o próprio Catch Wrestling) e a Luta-Livre Cênica (que inclui o Pro Wrestling moderno).

Professional Wrestling: No século XIX foi definido como todo tipo de luta em que os lutadores eram pagos para lutar. Hoje em dia, é uma definição mais específica para a Luta-Livre Cênica. Em suma, o Professional Wrestling foi um esporte com o propósito de formar uma indústria do entretenimento, profissionalizando o esporte de uma forma que sua prática visava muito mais o interesse do público que os assistia do que o interesse do lutador em se recrear com a luta. Hoje em dia o Professional Wrestling é muito mais uma Arte Performática do que um esporte, já que ele não é competitivo, devido ao fato de ser coreografado.

Amateur Wrestling: É como a luta greco-romana foi e continua sendo referida até os tempos atuais, principalmente pelo fato de ser um estilo de luta que machuca muito menos do que outros tipos de luta, já que são proibidos ataques diretos e a intenção é apenas derrubar o oponente. Com isso, foi um esporte em que se popularizou entre as comunidades de luta, já que poderia ser utilizado como forma de recreação. É dito como amador pois a maioria dos praticantes não são pagos para lutar, com exceção dos principais torneios de Luta Greco-Romana, e pelo fato de ser altamente praticado por amadores. Outros estilos de luta também são considerados como Amateur Wrestling, mas em bem menor proporção do que foi e ainda é considerada a Luta Greco-Romana.

Os primeiros vestígios do Professional Wrestling como Esporte Competitivo


Imagem relacionada

Os primeiros vestígios históricos sobre apresentações de Professional Wrestling datam da década de 1830, oriundos da França, onde existiam diversos Showman's que se apresentavam em itinerantes circenses e House Shows com suas famosas Gimmick's. Eles adotavam personalidades atraentes e diferentes uma das outras com apelidos intimidadores tendo um carisma que conseguia manter a plateia empolgada com as lutas. Como era um conceito novo de desafio de Lutas, várias trupes de apresentação de lutas adotaram esse método de apresentação para angariar mais público. Os lutadores geralmente se apresentavam com nomes como ''Gustave d’Avignon, o Quebra-Ossos'' e tudo que você conseguir imaginar e desafiavam pessoas da plateia a derrotarem eles numa luta de Vale-Tudo valendo 500 francos. 

Não foi atoa que rapidamente esse método se difundiu, já que o interesse do público pelas Gimmick's, o fascínio pelo carisma dos lutadores e a oportunidade de ganhar dinheiro lutando eram atrativos fortes. Porém, dentro da França, essas trupes atuavam sob a clandestinidade, já que foi proibido esse tipo de empreendimento. Por conta disso, as trupes rapidamente se desfizeram e tiveram que migrar para outros locais para conseguirem continuar atuando. Isso foi um fator muito forte para esse método de apresentação se difundisse por outros países, tanto é, que foi com esse mesmo método que o Catch Wrestling americano conseguiu se difundir através dos torneios No Holds Barred.

Com um alto índice de imigração de europeus pros Estados Unidos, o Wrestling Europeu acabou ditando todo o estilo da Luta-Livre Profissional americana. Enquanto a Luta Greco-Romana se expandia como uma luta amadora e o Collar-and-Elbow perdia popularidade após a Guerra Civil Americana, o Catch Wrestling foi o estilo de luta responsável por determinar o início de popularidade avassaladora do Professional Wrestling, através de torneios e desafios de luta por todo o país. E nesse processo de ganho de popularidade, Abraham Lincoln, o então Presidente dos Estados Unidos eleito em 1861, foi determinante para que isso fosse possível.

Em sua campanha como candidato a presidente, foi constantemente citado seu passado como Wrestler, que tinha diversas propostas para o desenvolvimento das Artes, da Cultura e do Esporte nos Estados Unidos, que incluía apoio intensivo pro desenvolvimento do próprio Professional Wrestling (assim como diversos outros esportes). Com sua vitória nas eleições presidenciais, Abraham favoreceu muito o surgimento da Indústria do Wrestling Profissional, fazendo o Estados Unidos se tornar uma potência no Catch Wrestling, fazendo com que finalmente o Catch Wrestling saísse da clandestinidade. Foi aí que começaram a surgir os primeiros Shows e Torneios legais de Professional Wrestling, fazendo assim com que muitos Showman's se tornassem ídolos em suas cidades, formando diversos campeonatos estaduais, nacionais e mundiais.

Muitos títulos e promoções de Catch Wrestling foram surgindo. Um dos principais títulos era o American Catch-as-Catch-Can Championship, o World Heavyweight Wrestling Championship e o American Heavyweight Championship. Lado a lado com outros esportes de luta, como por exemplo a Luta Greco-Romana, muitos campeonatos desses esportes tinham uma alta transição de Wrestlers, que competiam nas mais diferentes modalidades para tentar ganhar dinheiro no Wrestling. Como o método francês de difusão do esporte foi implantado no Professional Wrestling, os Wrestlers eram responsáveis por vender as suas lutas, criando rivalidades ''artificiais'' com os adversários para que os mesmos saíssem ganhando mais e mais dinheiro com as suas lutas. De fato, é um dos primeiros vestígios de atuação de Personagens por parte dos Wrestlers com a intenção de tornar suas lutas um bom produto comercial para atrair cada vez mais público em território americano.

A Primeira Grande Rivalidade do Professional Wrestling


Resultado de imagem para george hackenschmidt vs frank gotch

A partir desses eventos foram surgindo grandes rivalidades ao redor dos Estados Unidos, consagrando heróis e vilões no esporte. A primeira grande rivalidade em nível nacional foi protagonizada por Frank Gotch, considerado o primeiro herói nacional do Wrestling, e George Hackenschmidt. Frank Gotch era aluno de um famoso lutador da época chamado Martin “Farmer” Burns, e é considerado pelo Pro Wrestling Illustrated o melhor lutador de Luta-Livre Profissional do século XX. Ele nasceu em 27 de Abril de 1877 e morreu em 16 de Dezembro de 1917, aos 40 anos de idade. 

Frank Gotch que tinha ascendência alemã, começou a competir no Professional Wrestling desde a sua adolescência, e descobriu seu talento quando ele derrotou todos os moradores locais de sua região, até mesmo lutadores adultos, mas até então, lutas dentro do amadorismo. Com isso, ele construiu uma reputação e teve apoio da família para continuar competindo, em competições estaduais e futuramente nacionais, com a intenção de ganhar dinheiro lutando. 

Em sua primeira luta profissional, Gotch venceu Marshal Green em 2 de Abril de 1899, mas seu primeiro combate expressivo foi em cima de um negociante de Lu Verne, Iowa, em 16 de Junho de 1899, que o enganou e o colocou para enfrentar de cara um Heavyweight Championship da promoção local, Dan McLeod. A princípio, a lógica era que Gotch perderia o duelo rapidamente, já que ele estava apenas iniciando a sua carreira e que acabava de sofrer um calote do negociante. Mas o que aconteceu foi o contrário, e Gotch conseguiu impressionar a todos pelo seu potencial ao aguentar ficar duas horas no ringue contra o campeão, perdendo por meros detalhes. Depois disso, Gotch desafiou um ex-campeão do American Heavyweight Championship, o Martin ''Farmer'' Burns. Gotch perdeu a luta em 11 minutos, mas conseguiu impressionar a lenda do Catch Wrestling que se ofereceu para ser mentor de Frank Gotch, que aceitou a proposta com prontidão. Com a orientação de Burns, Frank Gotch não parou de vencer combates atrás de combates em Iowa e em Yukon. Em Yukon, Gotch conseguiu conquistar seu primeiro título sob a Ring Name de Frank Kennedy, e foi apelidado como ''Champion of the Klondike''. Em Yukon houveram também algumas tentativas frustradas de Frank Gotch de atuar no boxe clássico.

Quando voltou a Iowa, bem mais amadurecido e com mais experiência, Gotch desafiou Tom Jenkins pelo American Heavyweight Championship em 1903, mas perdeu a luta, que foi extremamente equilibrada e repercutida pelo público. Gotch conseguiu mais visibilidade e credibilidade, e teve sua revanche contra Tom Jenkins em Janeiro de 1904, onde ele conseguiu conquistar pela primeira vez o American Heavyweight Championship. Depois de ficar um bom tempo com o reinado, Gotch deixou o título vago para se concentrar no World Heavyweight Wrestling Championship que pertencia ao multi-campeão do Wrestling, George Hackenschmidt. Porém, o nível de popularidade de George era muito acima de Gotch na época, e com o receio de que a luta não fosse lucrativa para a sua imagem caso ele tivesse dificuldades em vencer Gotch que era dito como extremamente talentoso no Wrestling, poderia significar uma queda de credibilidade de George. Por conta disso, há relatos de que houve pressão dos promotores do título para que a luta não ocorresse, embora a história original é de que George simplesmente recusou o desafio de Gotch por conta própria.

Ali nascia a primeira tensão da maior rivalidade do Wrestling Esportivo, uma vez que, a atitude de George dividiu a opinião popular, entre os que acreditavam que George estava fugindo de Gotch e os que acreditavam que George estava poupando Gotch de sofrer uma humilhação pública. O curioso é que George havia se tornado o primeiro World Heavyweight Wrestling Championship em 1905 num torneio realizado pelo título onde na final ele venceu o próprio Tom Jenkins que há um ano tinha sido rival de Frank Gotch pelo American Heavyweight Championship. Foi a vitória de Hackenschmidt em cima de Tom Jenkins que abriu tamanha obsessão de Gotch para enfrentá-lo.

Hackenschmidt resolveu voltar para Inglaterra, impossibilitando dessa forma uma possível luta com qualquer Wrestler americano. Com isso, Frank Gotch voltou a se concentrar no American Heavyweight Championship, onde em 1906, ele novamente venceu Jenkins para conquistar o cinturão pela segunda vez. No mesmo ano ele perdeu o título para Fred Bell, no dia 1 de Dezembro. No dia 17 de Dezembro do mesmo ano, Frank Gotch reconquistou o título de Fred Bell e se sagrou três vezes American Heavyweight Champion. A conquista do terceiro reinado pelo título americano serviu para alavancar de vez o Hype que teria um futuro embate entre George e Gotch, que era cogitado por praticamente todos os fãs de Wrestling. Quanto mais Gotch crescia sua popularidade nos Estados Unidos, mais pressão sofria George Hackenschmidt para aceitar o desafio de Gotch anos antes recusado por ele. Depois de dois anos com o American Heavyweight Championship, enquanto Hackenschmidt permanecia com o seu reinado intacto e faltando apenas Gotch para ''zerar'' a cota de desafiantes, o cenário ideal pro combate era construído.

Foi assim que todos os americanos creditaram suas esperanças em Gotch para trazer o título Mundial pros Estados Unidos fazendo com que Gotch se tornasse um herói nacional. Em 1908, depois de uma forte comoção pública dos fãs de Wrestling Profissional pelo enfrentamento, o combate entre ambos foi marcado para Abril daquele ano, onde o combate foi vendido como o primeiro embate dos dois melhores Wrestlers daquela época. Gotch era descrito na época como um lutador extremamente forte, com uma potência e explosão absurda, além de ser bastante técnico e qualificado nos Holds, com um domínio completo de todos os fundamentos de Catch Wrestling e reflexos extremamente apurados, enquanto George era descrito como um Wrestler bastante cauteloso que trabalhava em cima dos erros dos oponentes, além de evidentemente reunir todas as virtudes que Gotch apresentava, com um destaque imenso para sua força que era simplesmente descomunal, já que ele era um dos maiores Strongman's da época. O nível de equilíbrio entre ambos era tamanho que os dois até o momento daquela luta tinham menos de 10 derrotas em cada uma de suas carreiras profissionais.

Resultado de imagem para george hackenschmidt vs frank gotch
Dados sobre Frank Gotch e George Hackenschmidt em 1908

Gotch e Hackenschmidt combateram entre si no dia 3 de abril de 1908, no Dexter Park Pavilion, em Chicago. Hackenschmidt foi considerado vilão de toda a rivalidade pois demonstrava todo o seu desprezo por Gotch, ao qual ele via como um novato, e pela luta americana em geral. Quando o combate iniciou, com o público visivelmente extasiado ao assistirem a partida, Hackenschmidt estava sendo abatido e dominado por Gotch, que usava técnicas de defesa e táticas eficientes para cansar Hackenschmidt. Enquanto Gotch tentava usar a sua juventude a favor, através da velocidade e imponência física, Hackenschmidt tentava usar a sua força para neutralizar as investidas de Gotch. Os lutadores lutaram durante duas horas até que Gotch conseguiu derrubar Hackenschmidt. A estratégia de Gotch consistia claramente em desgastar Hackenschmidt fisicamente e assim que Gotch o derrubou, ele tentou diversas técnicas de imobilização, exigindo de Hackenschmidt um grande esforço físico para tentar sair das chaves e, assim, Hackenschmidt desistiu da luta e entregou a vitória para Frank Gotch.

Após a luta Hackenschmidt falou sobre como foi lutar contra Frank Gotch: "Ele é o rei do esporte, de longe, o maior homem que já lutei. Depois de passar quase duas horas lutando com ele, meus músculos ficaram obsoletos. Meus pés também. Eu tinha treinado constantemente contra o apoio dos dedos e tinha esticado os músculos das pernas. Quando eu me encontrei enfraquecido, eu sabia que não havia nenhum jeito de continuar e que não tive chance de vencer. Foi por isso que concedi o meu título a ele. Não tenho vontade de lutar novamente. Uma Rematch não traria de volta meu título''

Frank Gotch a partir daí ficaria mais 3 anos com o World Heavyweight Wrestling Championship e venceria diversos nomes como Stanislaus Zbyszko, Ben Roller e novamente Tom Jenkins. Inclusive, no caso de Stanislaus Zbyszko, ele era simplesmente considerado uma lenda do Catch Wrestling, tendo tido mais de 900 vitórias na carreira profissional. Na luta de Gotch contra ele foi simplesmente uma Squash Match de 30 minutos, onde em menos de 6 segundos Gotch conseguiu o primeiro pin, e com 27 minutos conseguiu o segundo, tendo dominado a partida do início ao fim. Desse modo, a popularidade de Frank Gotch como herói nacional crescia cada vez mais fazendo ele se tornar um dos principais símbolos do entretenimento esportivo do início do século XX.

Mas em 1911, a rivalidade entre Frank Gotch e Hackenschmidt reascenderia novamente, numa tentativa de Hackenschmidt em contradizer suas palavras passadas de que uma Rematch não traria seu título de volta. Foi-se falado que Hackenschmidt estava treinando a muito tempo formas para poder vencer Gotch, traçando uma estratégia bem específica para derrotá-lo. Com um reinado grande e tendo derrotado praticamente todos os adversários credíveis do mundo, Frank Gotch se encontrava na mesma situação que George estava em 1908, onde todos estavam ansiosos para ver se alguém teria capacidade de tirar o título dele. Hackenschmidt era a última alternativa dos promotores. Entretanto, George Hackenschmidt se encontrava mais velho do que estava em 1908, mas também se dizia muito mais experiente e preparado, fazendo com que muitos acreditassem em sua vitória. Dessa vez, respeitando muito mais Frank Gotch e o Wrestling Americano, Hackenschmidt conseguiu reascender a rivalidade de uma forma que, ambos conseguiram lotar um estádio em Chicago com mais de 30 mil pessoas presentes para assistir a luta.

O combate infelizmente não cumpriu com o esperado devido ao desempenho inferior de Hackenschmidt que estava fisicamente incapaz de oferecer qualquer risco ao reinado de Gotch. Foi relatado nos noticiários da época que o motivo foi devido ao fato de Hackenschmidt ter se lesionado nos treinamentos semanas antes da luta, comprometendo seu desempenho físico. Mas existiram rumores de que isso foi uma desculpa de Hackenschmidt para justificar a derrota em apenas 30 minutos para Gotch. O que de fato pesou na luta foi o envelhecimento de Hackenschmidt que não tinha qualquer condição de acompanhar o vigor físico de Gotch, como acontecera em 1908.

Foi assim que Gotch se estabeleceu como uma unanimidade no esporte e conseguiu ter o direito de ser convidado pelo então presidente dos Estados Unidos, Theodore Roosevelt, a visitar a Casa Branca em frente a uma ovação do público presente. Gotch ainda se arriscou a lutar contra lutadores de outros esportes, como por exemplo, East Hall que era um especialista de Submission Wrestling Japonês. Frank Gotch conseguiu vencer com extrema facilidade.

Tendo uma carreira brilhante, em 1913, Frank Gotch decidiu se aposentar do Wrestling Profissional, mesmo estando no seu auge físico e podendo lutar por pelo menos mais uns 10 anos (caso ele não tivesse morrido em 1917 por infecção urêmica) . Ele se aposentou deixando o World Heavyweight Wrestling Championship vago depois de ter derrotado o estônio Georg Lurich. Uma curiosidade interessante sobre esse reinado de Gotch é que apenas outros três Professional Wrestlers conseguiram ter um reinado maior que o dele com algum título Mundial, que foram Bruno Sammartino, que teve um reinado do WWF World Heavyweight Championship de 7 anos e 8 meses, Lou Thesz, cujo seu reinado pelo NWA World Heavyweight Championship durou 7 anos e 7 meses e Verne Gagne que manteve o AWA World Heavyweight Championship por 7 anos e 3 meses.



Então galera, esse foi o segundo episódio da série ''A História do Pro Wrestling'' onde pudemos descobrir em tese como foi o surgimento do Pro Wrestling como esporte. No próximo episódio, vou tratar acerca da queda de popularidade que teve o Pro Wrestling no mundo e principalmente nos EUA, que forrou o contexto para a Luta-Livre Cênica poder surgir se estabilizando como uma grande indústria do Entretenimento Esportivo no formato e modelo que conhecemos atualmente. Se quiserem acompanhar mais conteúdos como esse, se inscrevam no meu Canal do Youtube Clube do Wrestling  que eu trago lá diversos outros quadros interessantes de Pro Wrestling em geral. Um abraço e até a próxima!

Sobre / Contato / Publicidade / Disclaimer / Política de Privacidade / Press Release

online / Design por: Ericki Chites