Katsuyori Shibata: "Ainda não estou aposentado" - House of Wrestling - Tudo sobre Pro Wrestling

Katsuyori Shibata: "Ainda não estou aposentado"

O lutador da New Japan Pro-Wrestling e atual treinador-chefe do Dojo de Los Angeles, Katsuyori Shibata, realizou uma uma conferência de imprensa. Durante a mesma, Shibata falou de vários temas como a sua nova função na empresa e a sua lesão.

Sobre o seu objetivo no dojo

"Obrigado a todos pela vossa presença. Esta é a grande abertura do dojo de Los Angeles, e agora é a minha vez de ensinar e fazer os alunos aprenderem o estilo NJPW."

O que você acha de pro-wrestling americano e se há alguma coisa que você quer ensinar aos lutadores lá?

"Este é um dojo, não um Performance Center, você entende? Portanto, quero que todos os wrestlers americanos aprendam a história e o legado do pro-wrestling japonês. Eu acho que é meu dever mostrar isso a eles e que isso mude a todos."

O que o dojo pode oferecer em comparação com outras escolas pró-wrestling na Califórnia?

"Eu acho que o dojo de Los Angeles é um lugar especial para aprender pro-wrestling. Enquanto estou aqui, não quero apenas ensinar o estilo NJPW, mas também quero ensinar o estilo de Shibata ao redor do mundo."

O que é mais impressionante em morar em Los Angeles?

"O clima é bom, é sempre quente, com céu azul, eu amo Los Angeles e há menos barulho do que em Tóquio, acho que é por isso que eu posso me concentrar melhor em ensinar a todos no dojo."

Em sua transição do wrestler para treinador

"Ainda estou ativo como lutador, ainda não estou aposentado, estou recuperando de minha lesão. Quando me recuperei, ouvi a ideia do Dojo em Los Angeles, pensando que seria melhor trabalhar com novos talentos enquanto me recuperava e voltava aos ringues."

Se falaram com alguns lutadores para vir ao Dojo

"Nós conversamos com alguns, do México, Reino Unido, Irlanda, Índia ... Eu acho que Los Angeles não tem fronteiras, então podemos ver várias pessoas vindas de outros países. E eu acho que é hora de acabar com essas barreiras. Essa era acabou, agora estamos abertos a todos, a cor dos olhos, a pele, nada importa, o que importa é o espírito."

Quando acha que pode voltar ao ringue como lutador

"Realmente, agora eu não sei, porque não sei quando estarei de volta. Vou me concentrar no que posso fazer agora, não quero parar e sou imparável. Quando estou em um país pequeno como o Japão, ouço muito sobre mim mesmo. Rumores... Quando ouvi toda essa negatividade, eu fiquei deprimido, e eu não quero ficar assim. Por causa disso, eu decidi ir para Los Angeles e uma vez que eu estava aqui, com um bom clima e uma das melhores instalações que tivemos, isso me fez sentir muito confortável e ótimo."

Se você tem limitações em seus treinos

"Sim, ainda tenho várias limitações ao treinar, mas há mais coisas que posso fazer agora desde que vim para LA, então continuo treinando e me recuperando."

Se você está preocupado com problemas de segurança no treinamento

"Sim, eu estou interessado na segurança dos lutadores, então eu gostaria de continuar ensinando jovens atletas com a melhor das minhas experiências, não apenas em termos de lesões físicas, mas também em questões mentais. Tão seguro quanto possível, acho que o Dojo também é um lugar para experimentar coisas, onde um bom lutador pode praticar com alguém. "

Sobre / Contato / Publicidade / Disclaimer / Política de Privacidade

online / Design por: Ericki Chites