Last 12 #5: Edição especial - Seth Rollins e Dean Ambrose

Last 12 #5: Edição especial - Seth Rollins e Dean Ambrose

Sejam bem-vindos a uma edição muito especial do meu quadro. Para hoje, decidi abordar o ano não de um, mas de dois lutadores, Seth Rollins e Dean Ambrose. Essa decisão ocorreu pelo simples motivo de terem grande parte do período em conjunto e, deste modo, não preciso de escrever a mesma coisa por duas vezes. O mesmo acontece para vocês, que não deverão querer ler a mesma matéria por duas vezes. Dito isto, vou começar por falar um pouco sobre o ano de Ambrose, depois de Rollins e, finalmente, os dois em equipe.

Dean Ambrose

Reinado como campeão Intercontinental e transferência para o Raw

Em inícios de fevereiro do ano transato, Dean Ambrose encontrava-se como Intercontinental Champion, após ter vencido The Miz no primeiro SmackDown Live do ano. Ele estava indicado como participante do Elimination Chamber Match pelo título da WWE que pertencia a John Cena. No PPV, Ambrose aproveitou a distração de Baron Corbin com a entrada de Miz no combate para o eliminar, mas isso não correu da melhor forma para ele. O “Lone Wolf” ficou irritado e atacou-o brutalmente, dando a Miz a possibilidade de o eliminar. O campeão Intercontinental não ficou satisfeito com as ações de Corbin e, no SmackDown, procurou-o em busca de vingança. Ambrose teria um combate contra James Ellsworth, porém não participou na luta porque foi atacado Corbin antes da mesma. Ele acabou sofrendo um “Deep Six” na área de produção que o deixou em um estado ruim. Uma semana depois, ambos participaram numa Battle Royal para determinar o candidato principal ao título da WWE que pertencia a Bray Wyatt. Ambrose voltaria a eliminar Corbin porém, este voltou ao ringue e o eliminou de modo a se vingar.

Nos próximos tempos, Ambrose andaria constantemente procurando por Corbin, mas este se recusaria a aparecer por não obedecer a ordens de ninguém. No dia 7 de março, o “Lunatic Fringe” foi atrás dele nos bastidores, mas acabou por ser atacado com uma barra de ferro e esmagado por uma empilhadeira. O “Lone Wolf” mostrava querer tirar o título Intercontinental a Ambrose. Dias depois, ele aceitou o desafio para o WrestleMania e aplicou um “Dirty Deeds” nele. No kick-off do maior evento do ano, Ambrose reteu o cinturão após aplicar o seu finalizador. Ele acabou por ser transferido para o Raw devido ao Superstar Shake-up.

Retorno da rivalidade com The Miz 

Na sua primeira noite na marca vermelha, Ambrose interrompeu Miz, que também tinha acabado de ingressar no Raw, e aplicou-lhe um “Dirty Deeds”. Isso resultaria num retorno da sua rivalidade travada meses atrás. Ambrose foi convidado para o MizTV na semana seguinte, onde Miz criticou tudo nele. Miz disse que trouxe glória ao título Intercontinental e, que agora, não passa de uma mera piada. Ambrose tentou aplicar um “Dirty Deeds”, mas o “A-Lister” conseguiu fugir. Após o Payback, PPV em que Ambrose não defendeu o cinturão, foi realizada uma Triple Threat que determinaria o candidato ao mesmo. Os participantes foram Miz, Bálor e Rollins e, após interferências de Wyatt e Samoa Joe, Miz conseguiu a vitória. O próximo episódio do Raw teria Miz e Ambrose como co-GMs e, como esperado, começaram a realizar decisões para tramar um ao outro. Miz teria a sua chance no Raw, e acabou mesmo por vencer a luta, no entanto, seria só por desqualificação após Ambrose chutar as suas partes baixas. Miz pediu uma nova oportunidade no Extreme Rules em um combate em que Ambrose perderia o título caso fosse desqualificado. Miz ganhou o cinturão devido a Ambrose estar preocupado demais com a estipulação da luta, aproveitando uma distração com o juiz para aplicar um “Skull Crushing Finale”.

No Raw, Miz teve a sua celebração, onde pensava que Ambrose estava dentro de uma caixa presente oferecida por Maryse. No entanto, seria um relógio do seu avô que acabou por ser destruído. Maryse abandonou o ringue enquanto Ambrose se revelou como o cameraman e atacou Miz. Duas semanas depois, Miz realizou uma festa para pedir desculpas a Maryse, porém voltou a não correr bem para o “A-Lister”. Ambrose apareceu e fez com que Miz entornasse champanhe em cima de Maryse. No entanto, dois ursos estavam no ringue e se revelariam como Curtis Axel e Bo Dallas que atacaram ele. A revanche de Ambrose foi realizada no Great Balls of Fire e o resultado foi o mesmo da luta anterior entre ambos.

Seth Rollins

Rivalidade com HHH

Rollins tinha alguns assuntos pendentes com Triple H após este lhe custar o título Universal alguns meses antes. HHH não era visto há algum tempo e, por isso, Rollins invadiu o NXT Takeover San Antonio em busca dele. No entanto, o COO da WWE mandou alguns seguranças para tirar Seth da arena. Dois dias depois, no Raw, Stephanie e Rollins estiveram no ringue, onde o “Arquiteto dos The Shield” insultou HHH dizendo que ele não tinha b*las para aparecer na frente dele. Stephanie, já irritada, disse que o seu marido iria aparecer mais tarde para provar que Rollins está errado. HHH foi acompanhado por Stephanie até ao ringue. Hunter insinuou que Seth Rollins foi uma criação sua e que ele lhe deveria agradecer. Rollins apareceu, mas, antes de entrar no ringue, foi surpreendido por um ataque de Samoa Joe. Rollins de lesionou no joelho e ficou fora de ação por algum tempo.

Seth só voltaria a aparecer no dia 27 de fevereiro, dando uma atualização do seu estado. HHH apareceu e ambos mostraram querer se enfrentar no WrestleMania. Duas semanas depois, Mick Foley estava a ser atacado por Stephanie e Triple H devido a “problemas administrativos” e Rollins foi fazer o save. No entanto, HHH acertaria várias vezes no joelho machucado e aplicaria uma submissão com foco nele. Eles assinaram um contrato que oficializaria uma Non-Sactioned Match entre ambos. No WrestleMania, Rollins obteve a vitória com um “Pedigree”.

Rivalidade com Samoa Joe e Bray Wyatt

Enquanto Kurt Angle e Seth Rollins estavam no ringue para confirmar a continuação do “Kingslayer” no Raw, Samoa Joe apareceu para o atacar. Porém, não correu bem para Joe, visto que Rollins conseguiu revidar. Uma luta ficou marcada para o Payback. Mais uma vez, Seth conseguiu vencer num PPV. No Raw seguinte ao evento, foi realizada uma Triple Threat para determinar o candidato principal ao título Intercontinental. Rollins não conseguiu a vitória devido a um ataque de Joe. Eles voltariam a se enfrentar no Raw, com Rollins saindo novamente vencedor, desta vez após desqualificação de Joe. Este colocou o “Arquitecto” a dormir com um “Kokina Clutch”.

Kurt Angle marcou um 5-Way para o Extreme Rules com uma oportunidade pelo título Universal em jogo. Rollins enfrentaria Bálor, Wyatt, Reigns e Joe. Este último conseguiu a vitória com um “Kokina Clutch” em Bálor. No Raw antes do PPV, Reigns e Rollins travaram um bom combate entre si, tendo sido avaliado com quatro estrelas por Dave Meltzer.

 Durante uma nova luta entre Seth e Joe, Joe conseguiu a vitória após uma distração de Bray Wyatt. Essa seria a nova rivalidade de Rollins. Não seria nada de especial, pois, ela se baseou em trocas de palavras com Bray no telão e alguns ataques surpresa. No Great Balls of Fire, Wyatt conseguiu a vitória num combate fraco.

Em conjunto

Regresso às origens

No dia 10 de julho, Ambrose interrompeu uma cerimônia de entrega dos Mizzies e, isso não correu da forma como queria. Axel e o Dallas começaram a atacar ele até que…Seth Rollins aparece para fazer o save. Dean e Seth conseguiram limpar o ringue, mas, mesmo assim, Ambrose parecia não querer a parceria de Rollins. O “Kingslayer” enfrentou Wyatt nesse dia, luta essa que perdeu. Após ela, a Miztourage apareceu e o atacaram. Dean Ambrose surgiu e retribuiu o favor de Rollins. Eles abriram o Raw seguinte, Seth disse que Ambrose podia confiar nele, mas o “Lunático” parecia não acreditar. Seth disse que lhe podia bater com a cadeira, se isso o fizesse sentir melhor. Dean atira a cadeira para fora do ringue, mas ainda não confia plenamente em Rollins. O Miztourage aparece e os ataca com a cadeira que Dean largou. Na semana seguinte, os dois enfrentaram a Miztourage num Handicap e conseguiram vencer a luta. Seth esticou o punho para fazer a celebração dos The Shield, porém Dean abandonou o ringue.

Sete dias depois, Seth enfrentou Sheamus e ganhou por “Roll-up”. Os The Bar o atacaram após a luta e Dean apareceu para fazer o save. No entanto, os The Bar conseguiram dar conta do recado e aniquilaram os dois. Na semana seguinte, ambos se enfrentaram novamente, e seria tudo igual menos o save de Ambrose. Desta vez, o “Lunático” decidiu não aparecer e disse que prefere andar sozinho. No Main Event desse Raw, Dean enfrentou e venceu Cesaro. Os The Bar continuaram atacando ele, mas Seth apareceu e fez o save. Ambrose estendeu o punho, no entanto, desta vez, Seth recusou e abandonou o ringue. Na próxima semana, foi feita história ao haver uma reconciliação de ambos. Dean e Seth estavam discutindo no ringue e os The Bar apareceram para os atacar. Os Shield conseguiram contra-atacar e limparam novamente o ringue. O segmento terminou com ambos fazendo o sinal com o punho. No SummerSlam, as duas equipes se enfrentaram pelo título de duplas e, num combate com uma emoção extra, os Shield ganharam e se tornaram campeões. Durante algumas semanas, Shield e Bar travaram alguns confrontos individuais e em combates multi-tag. No No Mercy, Sheamus e Cesaro usariam a sua cláusula de revanche. Nessa luta, os Shield conseguiram novamente a vitória e, se mantiveram campeões. 

Reunião com Roman Reigns

No dia 2 de outubro, Reigns venceu uma luta contra Miz por desqualificação após ser atacado pelos The Bar. Os três lhe aplicaram um Triple Powerbomb e fizeram o festejo dos The Shield. No final desse show, foi mostrado um curto segmento entre Reigns, Ambrose e Rollins que trocaram um olhar. No Raw seguinte, Roman interrompeu uma cerimônia de entrega dos Mizzies que também contava com os The Bar. Miz acaba por perguntar porque ele apareceu, pois eram três contra um e que o regresso dos The Shield era só rumores. Reigns respondeu dizendo “Quem falou em rumores?”. Dean e Seth apareceram para se juntar a Roman, indicando um regresso do tão acarinhado trio. Eles foram até ao ringue e bateram em Miz e The Bar. Nos bastidores, Angle marcou uma luta TLC 3vs3 no PPV com o mesmo nome. Ainda nessa noite, os Shield atacaram Braun Strowman de forma a se vingarem de alguns problemas com ele no passado. Ambrose diz que não importam se são três, quatro, cinco ou sete, pois eles irão prevalecer. Miz utiliza essas palavras a seu favor e convence Angle a aceitar Strowman como membro do seu time. Na semana seguinte, Seth e Dean mantiveram os cinturões após baterem os The Bar. Reigns também enfrentou Strowman numa Steel Cage e, caso perdesse, o time Miz teria um quinto membro. Ele perdeu após interferência de Kane, que se revelou como esse novo integrante do time Miz. Reigns falharia o TLC devido a doença e foi substituído por Kurt Angle. Os Shield e Angle venceriam no PPV após aplicarem um “Cerberus Bomb” em Miz.

Duas semanas depois, em Inglaterra, Dean e Seth perderam os títulos para os The Bar devido a uma “surpresa” dos New Day. O trio do SmackDown Live apareceu insinuando um UnderSiege 2.0, o que fez com que Dean sofresse um “Brogue Kick” e perdesse a luta. Reigns regressou e se juntou a Ambrose e Rollins pela primeira vez em 3 anos. Eles derrotaram The Miz e The Bar. Reigns queria o título Intercontinental de Miz e exigiu um combate por ele no Raw. Angle oficializou esse combate contra a vontade do “a-lister”. A luta terminou com a coroação de um novo campeão após um “Spear”. Duas semanas depois, Seth e Dean invocaram a sua revanche. Eles venceriam por desqualificação intencional dos The Bar, o que fez com que Angle reiniciasse a luta como sem desqualificações. Sheamus e Cesaro retiveram os cinturões com uma interferência de Samoa Joe. No Raw seguinte, Joe e The Bar prepararam uma emboscada ao trio. Os Shield também buscariam vingança contra os New Day e os enfrentaram no Survivor Series. O trio trouxe a vitória para o lado vermelho com um “Top Rope Cerberus Bomb” em Kofi Kingston.

Seth Rollins

Lesão de Ambrose, parceria com Jordan e retorno da carreira a solo

Nas semanas seguintes, vários combates individuais contra eles foram realizados. Rollins também começou a ter algumas desavenças com Jason Jordan, que tinha custado um combate a Ambrose contra Joe. Apesar desses problemas, Jordan se juntou a Dean e Seth para enfrentar os campeões de duplas e Joe. No entanto, os faces perderam a luta após Sheamus atingir Rollins com um “Brogue Kick”. Joe foi até aos bastidores e continuou a bater em Ambrose. Este se lesionou no braço e ficará de fora por cerca de 9 meses. Jason e Seth tiveram direito a uma prenda de Natal por parte de Angle. O GM da marca vermelha, apesar das desavenças entre ambos, marcou um combate pelos títulos contra os The Bar. Jordan conseguiu a vitória após aplicar o seu finalizador em Cesaro.

No Royal Rumble, num combate em que Jordan ficou “de fora” por lesão, a dupla composta por Sheamus e Cesaro recuperou os cinturões. Duas semanas depois, ambos teriam a sua revanche, mas Angle proibiu Jordan de lutar devido a uma lesão no pescoço. Seth ficou desconfiado, porém arranjou Roman Reigns como substituto. Os The Bar venceriam após Jordan aparecer e causar uma desqualificação “acidental”. No Raw seguinte, Rollins teve um segmento com Angle dizendo que não poderia falhar o WrestleMania devido a Jordan e, que queria uma oportunidade de mostrar o seu valor. Angle colocou ele numa 5-way para determinar o último participante no Elimination Chamber Match juntamente com Wyatt, Hardy, Apollo e Bálor. O combate terminou com um empate entre Rollins e Bálor e, por essa razão, foi decidido realizar o primeiro EC disputado a sete homens.

No Raw pré-PPV, todos os participantes da luta se enfrentaram numa Gauntlet Match. Seth teve uma prestação magnífica nessa luta em que ele iniciou com Reigns. Ele venceu o seu amigo e seguiu enfrentando John Cena. Contra todas as expetativas, Rollins conseguiu o eliminar, no entanto, seria eliminado por Elias de seguida. Seth durou cerca de 65 minutos nesse combate, que foi considerado o mais longo da história da WWE com quase duas horas de duração. A liberdade concedida aos lutadores permitiram que Seth pudesse utilizar alguns golpes que não são vistos normalmente, algo que tornou o combate ainda melhor.

Seth, apesar de ter sido o lutador que mais tempo durou dentro da estrutura do Elimination Chamber, acabaria por ser eliminado por Braun Strowman após sofrer um “PowerSlam”. Agora ele está na rota pelo título Intercontinental de Miz e venceu o campeão na passada segunda-feira com um Frog Splash a cerca de 12 metros de distância.

Considerações finais

Se há algo que podemos destacar no ano de ambos os lutadores é que foi bastante positivo. Por um lado, Dean conseguiu conquistar dois cinturões, um individual e outro de duplas, pelo outro lado, Seth conquistou dois títulos de duplas. Colocando as conquistas de parte, o retorno dos The Shield foi algo que favoreceu e muito ambos os lutadores. Não considero este como o melhor ano da carreira dos dois na WWE, pois houve alguns bastante superiores. Eu espero que Dean volte como heel ou tweener, pois isso ajudaria bastante ele a se destacar com o seu personagem. Ele é visto como alguém que não se preocupa com regras e, por essa razão, deve ter uma atitude que o leva a atacar tanto heels, como faces. Já Seth tem se mostrado como um dos principais nomes do Raw neste ano. Ele conseguiu captar toda a atenção do público com as suas performances no ringue e, por isso, o considero como o próximo top babyface da empresa.

Eu termino por aqui com esta edição especial. Espero que tenham gostado de ler e que deixem o seu voto, pois ele é importante para decidir o rumo do quadro. Fiquem bem e tenham o resto de um bom final de semana.

Sobre / Contato / Publicidade / Disclaimer / Política de Privacidade / Press Release

online / Design por: Ericki Chites