Last 12 #6 - O ano de Hideo Itami - House of Wrestling - O melhor do Wrestling!

Last 12 #6 - O ano de Hideo Itami

Olá a todos neste dia de domingo. Como já é costume, tratei até vós mais um resumo do último ano de um certo lutador. Para hoje temos o vencedor da votação na semana passada, Hideo Itami.

Retorno ao NXT

Itami passou por uma fase difícil, pois, após algum tempo após recuperar de uma lesão, voltou a contrair a uma. Essa nova lesão ocorreu num Live Event do NXT, realizado a 12 de outubro de 2016, contra Riddick Moss. Este botchou a execução de um Powerslam, o que resultou com que Itami se lesionasse no pescoço.

KENTA, como era conhecido no circuito independente, regressou á televisão no NXT de dia 19 de abril. Bobby Roode cortava uma promo onde falava que tinha batido Shinsuke Nakamura pelo NXT Championship no Takeover Orlando quando Itami o interrompeu. Ambos ficaram se encarando até Hideo aplicar um GTS no campeão. Roode foi entrevistado na semana seguinte e disse que, se Itami quisesse uma oportunidade pelo título, teria que a merecer. Hideo venceu facilmente Kona Reeves, mas Roode continuava a não estar impressionado e, por isso, tentou convencer William Regal a não deixá-lo competir pelo cinturão. O GM disse que, para Itami ganhar essa chance, teria que derrotar Roderick Strong que estava impressionando ultimamente. Ele acabou vencendo e iria enfrentar Bobby Roode no próximo TakeOver pelo título.

No NXT seguinte, Itami interrompeu Roode, que falava sobre o seu combate. Uma brawl começou, e o japonês ficou por cima após aplicar um GTS. Apesar do bom momento por parte de Itami, Roode venceu no NXT TakeOver Chicago com um Glorious DDT.

No dia 31 de maio, no NXT, foi mostrado um momento do TakeOver onde se viu Itami e Kassius Ohno discutindo nos bastidores. No entanto parecia que tinha ficado tudo bem, pois ambos apertaram as mãos. No episódio seguinte, Itami lutaria contra Oney Lorcan. O nipónico estava tão furioso com sua derrota no PPV que aplicou vários GTS seguidos. Ohno apareceu e o interrompeu fazendo o combate terminar em No Contest. Ambos ficaram trocando empurrões no ringue até Itami decidir abandona-lo. Ele se encontrou nos bastidores com Ohno e lhe pediu desculpas, porque estava frustrado por não dar às pessoas aquilo que elas querem. Ohno aceitou as desculpas e disse estar ainda um pouco frustrado, mas que ia descontar em Aleister Black mais tarde.

No último show da marca amarela em junho, Itami voltou a enfrentar Lorcan. O combate terminaria por decisão do juíz, pois o japonês estava sangrando e, por isso, tinha que receber ajuda médica. No entendo, Itami regressou ao ringue e venceu com um GTS. Ohno apareceu e discutiu com ele, pois estava colocando em risco a sua carreira com essas suas decisões. A SAnitY apareceu e os atacou alegando acabar com a sua falsidade. Ficou marcada uma luta de duplas para o show seguinte, que terminou com vitória da stable comandada por Eric Young. Uma semana depois ambos se voltaram a encontrar nos bastidores. Itami culpou Ohno pela derrota, porém este tentou o acalmar e dizer que não pode culpar os outros pelo seu fracasso. Uma luta para ambos resolverem os seus problemas ficou marcada para duas semanas depois. Itami perdeu após chutar as partes baixas de Ohno, mas não se ficou por aí. Itami ainda aplicou dois GTS e atirou violentamente a cara do seu adversário contra as escadas de aço.

Itami queria respeito e foi até ao ringue exigi-lo. Vários árbitros tentaram fazer ele abandonar o local, porém ele não queria. Aleister Black realizou a sua entrada e ficou frente a frente com Itami. O japonês parecia ir embora, mas, de repente, se vira para atacar Black e acaba sofrendo um Black Mass. Esse confronto culminou num combate no TakeOver Brooklyn II. Black venceria com um Black Mass e, assim continuava a sua onda de vitórias.

Ohno já estava recuperado e pediu a William Regal uma luta sem desqualificações contra Itami. O GM acabou aceitando a proposta e oficializou a luta para a semana seguinte. Itami perdeu esse combate após sofrer um Rolling Elbow. Essa foi a última aparência televisionada do japonês no NXT.

Subida ao Main Roster

A 21 de novembro, uma vinheta sobre o Debut de Itami na divisão Cruiserweight foi mostrada. No Raw de 18 de dezembro, Itami surpreendeu quando apareceu e ajudou Finn Bálor contra Curtis Axel e Bo Dallas. Ficaria marcado um combate de duplas que terminou com vitória de Bálor e Itami. Na semana seguinte, seria a sua estreia oficial na divisão Cruiserweight e, Itami enfrentou The Brian Kendrick. O nipónico conseguiu a vitória após um GTS, que acabou lesionando Kendrick. Isso fez com que começasse uma pequena rivalidade contra o parceiro de Kendrick, Jack Gallagher. No dia pós-Natal, Itami derrotou Gallagher no 205 Live. O inglês pediu uma revanche para a semana seguinte, porém a luta não começou porque ele atacou Itami com o chapéu de chuva. Essa revanche só aconteceu no dia 23 de janeiro e, mais uma vez, Itami ganhou.

Itami seria anunciado como participante do torneio pelo título Cruiserweight que estava vago. No entanto, acabou perdendo para Roderick Strong na primeira ronda. Desde aí, ele só participou em um combate de duplas ao lado do também japonês Akira Tozawa que terminou com uma vitória sua.

Considerações finais

Como podemos ver, Itami não teve um grande ano. Teve um ou outro bom combate, mas foi sempre dado pouco destaque a ele. Eu esperava que ele tivesse um bom desempenho no torneio pelo título Cruiserweight, pois estava a ser promovido para tal, porém caiu logo na primeira ronda. A WWE deve estar com receio de lhe dar algum push devido à sua propensão/azar às lesões. É triste ver um talento destes sendo desperdiçado desta forma…

Hoje ficamos por aqui. Como é hábito, podem deixar nos comentários o vosso voto para a edição da próxima semana. Fiquem bem, e bom Fastlane!

Sobre / Contato / Publicidade / Disclaimer / Política de Privacidade / Press Release

online / Design por: Ericki Chites