Review: ROH 16th Anniversary - House of Wrestling - O melhor do Wrestling!

Review: ROH 16th Anniversary

Fala, galera, aqui é o Will e hoje estarei trazendo para vocês um review rápido e com um pequeno report do card do show da ROH, realizado na última sexta-feira.


Flip Gordon vs. Hiromu Takahashi
~Takahashi venceu com um "TIME BOMB".

No seu máximo, isso foi ok. Dada a qualidade de ambos, esperava-se muito mais, principalmente porque eles nunca conseguiram alcançar aquele algo a mais ou aquela segunda gear, como costuma-se falar. Porém, foi uma boa maneira de começar o show, com um bom e velho sprint. [***]

#1 Contender's Match - Punishment Martinez vs. Marty Scurll
~Scurll venceu após um "Craddle".

Isto foi surpreendentemente bom. Ambos trabalharam em um ritmo elevado, em um ótimo sprint de 10 minutos, que manteve a crowd investida o tempo todo. Bom nível de agressividade, com bons spots e um Scurll um pouco mais sério, visto que o mesmo não faz nada interessante ou de alto nível em pouco mais de um ano. Por outro lado, Martinez continua a surpreender, sendo um bom monster e colocando boas matches quando está frente a um adversário relativamente melhor. [***¾]


ROH World TV Championship:
Kenny King (c) vs. Silas Young
~King venceu com um "Royal Flush".

Yeap, mais uma match comum pelo TV Championship que realmente não levou ou levará a lugar algum. Sinceramente, King e Silas nunca fizeram ou irão fazer algo para realmente me manter interessado em seus trabalhos, visto que ambos não passam de wrestlers comuns em minha opinião. O post-match com o retorno de Austin Aries foi a melhor parte disso tudo. [**]

ROH World Six-Man Tag Team Championship - Las Vegas Street Fight:
SoCal Uncensored vs. The Hung Bucks (c)
~SoCal venceu após um "Sleeper Hold" e um "Boston Crab" de Scorpio e Kazarian em Matt.

Excelente e caótica match que fez jus a estipulação. A história foi interessante, visto que Joe Koff não pretende renovar com Kazarian e Daniels, então ambos fizeram de tudo dentro de seu poder para vencer o combate e se manter na empresa a qualquer custo com os títulos. Bucks e Page adicionaram e deram o prestígio aos títulos ao longo do tempo, então isto deve um bom nível de importância. A única coisa que resta que é a SoCal mantenha o nível dos títulos, que vinham tendo excelentes matches e sendo uma das melhores partes dos shows da empresa. [****]

Cody vs. Matt Taven
~Cody venceu com um "Cross Rhodes".

Cody e Taven trabalharam bem dentro de suas limitações, mas o combate em si também nunca atingiu aquela segunda gear ou um nível de heat de uma match posicionada tão alta no card. Novamente, no seu máximo, isto foi ok, com o post-match sendo mais interessante que o combate em si. [**]

ROH World Tag Team Championship:
The Briscoes vs. MCMG (c)
~Os Briscoes venceram após um "Doomsday Device".

Eu esperava muito mais, visto que ambos os times são dois dos melhores desta e da última década. No fim, ambas as tags trabalharam duro, colocando realmente uma boa spotfest, mas que contou com uma crowd morta e desinteressada após a surpreendente aparição de Kenny Omega. Com um heat decente, principalmente caso a revanche ocorra no Supercard of Honor, isto realmente pode parecer especial e ter a importância que merece. [***]

ROH World Championship:
Dalton Castle (c) vs. Jay Lethal
~Castle venceu com um "Bang-A-Rang".

Finalmente, após longos e desanimantes main events da empresa durante o último ano, por fim, algo pareceu novo e com realmente a importância de um. Desde o decepcionante reinado de Cole, o curto reinado de O'Reilly, o também decepcionante reinado de Daniels e o reinado tenebroso de Cody, Castle e Lethal se apresentaram para salvar a pátria e relembrar um pouco da empresa que teve os mais memoráveis main events da história do wrestling americano.

Lethal, que vem sendo o melhor e mais consistente performer da empresa durante 2017~2018, tendo uma lista extensa de excelentes matches e performances, por fim, retornou ao seu lugar, no que considero, a melhor fase de sua carreira. Castle, por outro lado, precisava de um combate que consolidasse seu reinado e a si mesmo como um main eventer crível, e finalmente conseguiu tal façanha. 

Lethal e Castle foram e tiveram uma das melhores matches pelo título nos últimos dois anos. Isto foi uma excelente heavyweight fight, com boa psicologia, pace, hard-hitting, importância e um bom nível de drama. O estilo mais técnico de Lethal, mesclado ao background amador de Castle, conseguiu atingir o nível que esperava. O trabalho sobre o joelho de Castle não foi extremamente focado, o que foi interessante, pois não se tornou algo excessivo, assim como selling, tendo seus momentos corretos e não se tornando algo melodramático. Absolutamente incrível maneira de fechar um show que realmente estava precisando de uma match deste calibre. [****½]



Considerações finais: Bom show, com um main event espetacular. O undercard teve problemas questionáveis, mas acabou contando com  duas boas matches. Ao que parece, levando em consideração os spoilers das gravações desta semana, o Supercard of Honor deverá ser ainda melhor.

Sobre / Contato / Publicidade / Disclaimer / Política de Privacidade / Press Release

online / Design por: Ericki Chites