WWE mudou o nome da Women's Battle Royal por conta de pressão dos patrocinadores - House of Wrestling - Tudo sobre Pro Wrestling

WWE mudou o nome da Women's Battle Royal por conta de pressão dos patrocinadores

Ontem, a WWE anunciou que mudou de maneira oficial o nome da The Fabulous Moolah Battle Royal, combate especial que está programado para acontecer na WrestleMania 34. Após a controvérsia levantada com o tributo a uma figura polêmica como Moolah, a empresa oficializou a mudança do nome do combate para para WrestleMania Women's Battle Royal.

O jornalista Ryan Satin, do portal Pro Wrestling Sheet, foi o primeiro a dar a notícia, entrando em contato com oficiais da WWE que confirmaram o fato. David Bixespan, jornalista do portal Deadspin, entrou em contato com Mars Wirgley Confectionery US, a empresa dona da marca patrocinadora oficial da WrestleMania 34, Snickers, para solicitar sua posição oficial nesta controvérsia. Mars Wrigley disse o seguinte:

"Nós fomos informados recentemente de que a World Wrestling Entertainment Inc (WWE) decidiu homenagear uma antiga lutadora durante o próximo evento WrestleMania 34. Como um negócio de princípios que há muito defendeu a criação de ambientes inclusivos que incentivem e capacitam todos a alcançar seu potencial máximo, isso é inaceitável. Entramos em contato com a WWE para expressar nossa decepção".

90 minutos mais tarde, a WWE emitiu um comunicado em que comentava sobre sua mudança de decisão:

"Depois de uma consideração importante, acreditamos que é melhor prosseguir com o nome de 'WrestleMania Women's Battle Royal'. O que é mais importante é que esta luta histórica fará parte do compromisso inabalável da WWE com a Divisão das Mulheres".

Após isso, a Mars Wrigley US voltou a responder, sinalizando sua aprovação ao movimento: "Estamos felizes com a decisão da WWE de continuar com o nome de 'WrestleMania Women's Battle Royal'".

Depois de toda essa controvérsia, a WWE está removendo todo conteúdo promocional da luta com o nome de Moolah, chegando a remover o vídeo do anúncio que foi feito no RAW de suas redes sociais, como o YouTube. Além disso, Stephanie McMahon , Chefe de Marca da WWE, decidiu fazer um comentário oficial através da sua conta no Twitter:

"Obrigado ao @WWEUniverse por usar sua voz. O que importa é que a '@WrestleMania Women's Battle Royal' será um encontro histórico e faz parte da compromisso inabalável da @WWE com a Divisão das nossas mulheres. #WomensEvolution #ChangeTheName"

O anúncio do combate junto com o seu nome causou uma grande dor de cabeça para a WWE. Desde a confirmação, surgiu uma grande avalanche de críticas por parte de uma grande parte de fãs da empresa, que consideravam inadequado relacionar a figura de Moolah com o histórico e moral do combate.

Recentemente, Jeannine Mjoseth, uma das estudantes de Moolah, declarou que ela roubava dinheiro delas e oferecia elas como prostitutas a homens desconhecidos, entre outros aspectos. Além disso, o The Wrestling Outsiders, uma organização comunitária, solicitou a mudança da nomenclatura da Battle Royal, com a intenção de substituí-la por outros nomes como Chyna, Lita ou Alundra Blayze.
COMENTÁRIOS

Sobre / Contato / Publicidade / Disclaimer / Política de Privacidade / Press Release

online / Design por: Ericki Chites