House of Wrestling - Tudo sobre WWE e Pro Wrestling em geral: Cobertura: WWE Hall of Fame 2018 - Great stories!

Cobertura: WWE Hall of Fame 2018 - Great stories!

Nesta noite, a WWE transmite diretamente do Smoothie King Center mais uma cerimônia do WWE Hall of Fame. Este que pela segunda vez será realizado na cidade de Nova Orleans, que sedia a WrestleMania 34 no próximo domingo.

Como principais destaques da noite de gala, teremos a introdução de nomes como Goldberg, Mark Henry, Kid Rock, Jeff Jarrett, The Dudley Boyz, Ivory, entre outros.

Você pode acompanhar a cobertura de toda cerimônia aqui na House of Wrestling a partir das 21h!

Cobertura:

A cerimônia WWE Hall of Fame 2018 começa com um gráfico em memória ao Hall of Famer Johnny Valiant, que faleceu na quarta-feira aos 71 anos. Nós vemos um vídeo de abertura para cerimônia de hoje à noite.

Estamos ao vivo da Smoothie King Center em Nova Orleans. O membro do Hall of Fame da WWE, Jerry Lawler, é apresentado como o anfitrião desta noite. Lawler nos recebe e fala sobre os nomes de hoje a noite. Lawler nos mostra um vídeo dos The Dudley Boyz.

Lawler apresenta Christian e o WWE Hall of Famer Edge. Christian começa a falar sobre o Hall of Fame. Edge lembra Christian que ele está aqui para induzir, não ser induzido. Christian diz que eles vieram aqui ao som da música de Edge e agora ele tem que constrangê-lo na frente de todos os seus amigos. Os fãs cantam "você merece" para Christian. Christian diz que eles estão aqui para induzir a maior equipe de tag na história da WWE. Edge brinca com alguns fãs da internet reclamando sobre Paul Heyman não ter induzido os Dudley Boyz. Edge brinca com Heyman e diz que uma razão pela qual eles estão fazendo a indução é porque eles não devem dinheiro a Dudleyz. Edge menciona a ECW. Eles falam sobre o que o sDudleyz fizeram na ECW. Edge diz que ele e Christian estavam tentando fazer a mesma coisa na WWE com dois caras chamados Matt Hardy e Jeff Hardy. Nós vemos os Hardy sentados juntos. Edge diz que eles sempre souberam que o Dudleyz acabariam na WWE. Edge diz que os Dudleyz logo se juntaram a eles e os The Hardys para ajudar a transformar uma onda em um tsunami. Edge diz que nada seria igual se não fossem os Dudleyz.

Christian agora fala sobre como eles criaram um combate que se tornou lendário - TLC. Eles continuam e Edge menciona como os Dudleyz ganharam mais títulos do que todos na companhia. Eles se viram de costas para a crowd e voltam com os óculos de Dudley. Eles fazem mais um pouco de comédia e anunciam os Dudleyz.

D-Von diz que os Dudleyz chegaram ao Hall of Fame. D-Von diz que isso é uma honra, mas Bubba o interrompe. Bubba brinca que depois de 25 anos, o D-Von ainda não entende - tudo o que ele tem a dizer é "testemunhe!" e é isso. D-Von diz que não tem certeza se Bubba recebeu o memorando. D-Von diz que ele pode ter conseguido mesas por anos, mas agora ele diz a Bubba o que fazer. D-Von diz a Bubba para parar com sua bunda. Bubba brinca dizendo que às vezes ele recebe mensagens de dizendo "D-Von é meu produtor ... LOL!" Eles brincam sobre D-Von trabalhar como produtor da WWE. D-Von fala sobre crescer quando criança e assistir WWE, vendo Hulk Hogan e querendo ser como ele. Bubba cutuca D-Von após ele falar algumas coisas engraçadas e D-Von ameaça expulsá-lo do palco. D-Von também nomeia Roddy Piper, Randy Savage, Ricky Steamboat e Andre the Giant como caras que ele assistiu na sua infância. Ele diz que sabia que queria ser como eles, então foi isso que ele fez, treinou com o membro do Hall of Fame Johnny Rodz. D-Von, em seguida, olhou nos olhos de seus filhos, que estão na crowd e disse-lhes que ele não teve um pai presente, mas ele vai estar lá para cuidar deles. D-Von diz que ele poderia continuar a falar sobre sua mãe criando-o e zombando do longo discurso que o Sr. T fez quando foi induzido.

D-Von diz que ama sua mãe e agradece a ela, ele também grita para seus filhos e eles se levantam no meio da multidão. Ele menciona como eles estão lutando agora. D-Von também agradece a Bubba e diz que ele só poderia ter feito história com ele. D-Von se orgulha de dizer que Bubba é seu irmão nos negócios e na vida real. D-Von dá permissão a Bubba para falar agora. Bubba fala sobre como eles sempre falavam sobre suas famílias na estrada. Ele diz que gostaria que seus pais estivessem aqui para vê-lo, mas eles não estão mais aqui, então ele trouxe duas pequenas fotos deles. Bubba também fala sobre assistir WWE quando criança no Madison Square Garden e em outros locais. D-Von lembra Bubba que ele não pode dizer "a palavra Fuc*" e Bubba se desculpa. Bubba se lembra de seu pai perguntando-lhe sobre um show, e Bubba prometeu que seria ele lá um dia. Bubba grita para seu seu tio que também está no meio da multidão. Ele lembra que seu tio também estava em suas lutas quando ele era mais novo. Bubba diz que eles fizeram muito por ele e por sua carreira. Bubba diz que eles estão orgulhosos de serem os primeiros membros originais da ECW a serem induzidos. Bubba diz a todos para dizer olá a Tommy Dreamer, que também está no meio da multidão.

Bubba agradece a todo o elenco do ECW, todos os homens e mulheres que entraram no ringue com eles. Ele também agradece a Paul Heyman por ouvi-los quando eles vieram com a ideia de ser uma tag team. Eles agradecem a Spike Dudley em seguida e continuam falando sobre a ECW. D-Von diz que não pode expressar tamanha a gratidão que ele tem por Spike. Eles o amam e agradecem pelo que ele fez para ajudar a criar os Dudley Boyz. Bubba diz que quando agradecem a Spike, eles estão realmente agradecendo a todos que entraram no ringue com eles porque todos nós sabemos que você não pode se colocar no ringue sem um oponente. Bubba diz que tudo o que eles precisavam era de química e de um finalizador infernal, o 3D. D-Von fala mais sobre Dreamer e o que ele fez por eles ao longo dos anos. D-Von diz que agradece Dreamer do fundo do seu coração e diz que há muitos lutadores aqui esta noite que Dreamer fez a mesma coisa e ele fez isso porque se importava. Bubba concorda com D-Von e diz que Dreamer é seu melhor amigo, ele o ama. Bubba também dá um grito para a futura Sra. Dudley, Velvet Sky. Bubba continua e diz que você nunca esquece a primeira vez que conhece Vince McMahon. Bubba se lembra de conhecer Vince e Linda McMahon em um aeroporto em Nova York anos atrás. D-Von diz que o Dudleyz foi testado pela APA quando eles vieram para a WWE. Ele brinca que Simmons sempre o chamava de Devon. Ele também fala sobre como JBL e Simmons lhes deram um selo de aprovação nos bastidores, algo que naquela época era muito importante.

Bubba também agradece Mae Young e diz que sente falta dela. Ele fala sobre como Mae lhe ajudou durante anos. Bubba menciona o ataque a Mae e diz que ela veio até ele e disse para ataca-la como um lutador. Bubba diz que Mae foi a pessoa mais durona que ele já conheceu. Bubba fala sobre os combates TLC e diz que precisamos ter um momento que não aconteceu a mais de 15 anos. Ele chama Edge, Christian, Matt e Jeff para o palco. Bubba diz que significou muito para ele e D-Von terem os Hardys, Edge e Christian, porque eles fizeram história. D-Von brinca com Edge sobre um outro combate TLC ocorrer no domingo. Os Hardys, Edge e Christian saem enquanto D-Von brinca um pouco mais. A música dos Dudleyz toca e eles param o discurso. Um funcionário aparece com um fone de ouvido e exalta que eles passaram do tempo no discurso. Bubba agarra o funcionário e pergunta se ele está louco. Bubba manda D-Von pegar uma mesa. D-Von agarra a mesa e levanta-a ao lado do palco. Bubba então aplica o Powerbomb na mesa para encerrar a indução.

De volta de uma pausa e Lawler mostra um vídeo de Hillbilly Jim. Lawler então apresenta o membro WWE Hall of Famer Jimmy Hart para fazer a indução. Hart fala sobre como a música fazia parte da vida de Jim antes dele entrar no wrestling. Ele entrou no wrestling e finalmente recebeu o telefonema da WWE. Hart fala sobre alguns dos singles musicais de Jim, suas aparições no Hee-Haw e o sucesso que ele fez. Hart diz que Jim estava a caminho do topo quando sofreu uma lesão no joelho em San Diego. Os médicos lhe disseram que seria um milagre se ele lutasse novamente, mas isso aconteceu e ele esteve na WrestleMania 3. Hart também fala sobre o papel que Jim desempenhou em sua vinda para a WWE e diz que eles são amigos há mais de três décadas. Hillbilly Jim vem ao palco.

Jim menciona como ele tentará ser breve, mas ele tem algumas coisas importantes para falar, sobre alguns nomes que conhecemos e alguns que não conhecemos. Ele fala sobre ser abordado por um wrestler chamado "Beautiful" Bruce Swayze, que sugeriu que ele entrasse no negócio. Hillbilly também fala sobre como as palavras do membro do Hall da Fama da WWE Jim Ross lhe trouxeram oportunidade. Jim diz a todos que aproveitem as oportunidades, porque elas batem à sua porta e não voltam se você não atender. Jim fala sobre entrar no negócio e se tornar um bom amigo de Bruce Hart desde o início. Hillbilly também fala sobre Jerry Lawler e Jerry Jarrett. Ele fala sobre trabalhar lá com Jimmy Hart, Rick Rude, Koko B. Ware, o holandês Mantel

Jim diz que sempre fez o melhor que pôde para representar o Kentucky. Ele espera que tenha feito um bom trabalho para as pessoas de seu estado. Ele espera que ele tenha ficado orgulhoso com o estado porque teve orgulho de ter a chance de representá-lo, e isso significou muito para ele. Ele agradece aos amigos que conheceu. Ele fala sobre as oportunidades. Ele fala mais sobre seus amigos no negócio e espera que eles compartilhem a indução com ele. Jim diz que os fãs o aceitaram desde o primeiro dia e eles nunca o deixaram. Jim diz que não se importa se os fãs estão na Escócia, Austrália, Canadá, América do Sul, Japão ou Malásia, as pessoas o fizeram se sentir em casa, não importa onde ele fosse, porque eles o amavam. Jim diz que as últimas semanas e meses foram intensos para ele. Mark Carrano da WWE ligou para ele ... ele menciona como ele não tem um celular ou um computador. Ele diz que foi perguntado por um escritor como ele quer ser lembrado quando ele deixar a Terra. Ele imediatamente respondeu - não é sobre como eu quero ser lembrado, é sobre ser lembrado. Jim diz que muitas vezes pensa sobre as pessoas que não estão aqui, incluindo o membro do Hall of Fame Johnny Valiant, que acabou de falecer na quarta-feira. Ele sempre pensa em Andre, Lorde Alfred Hayes, Gorilla Monsoon, Bobby Heenan, Freddie Blassie, Lou Albano, Jimmy Snuka, Randy Savage e outros. Jim diz que nunca se recuperou de perder seu amigo e seu parceiro na Legends House, Roddy Piper. Os fãs cantam "Roddy" agora. Jim continua e diz a todos para curtir o maravilhoso fim de semana da WrestleMania. Jim termina seu discurso "boa noite".

De volta de uma pausa e Lawler nos mostra um vídeo sobre os membros deste ano. Lawler nos mostra agora um vídeo de indução para Ivory em seguida. Lawler então apresenta Molly Holly para fazer as honras.

Molly diz que se sente honrada em induzir uma mulher com uma carreira que durou mais de 20 anos. Ela fala sobre como Ivory fez as coisas para as mulheres no ringue e fora do ringue. Ela também fala sobre ser amiga de Ivory quando os ataques de 11 de setembro aconteceram. Superstars tiveram a opção de competir no SmackDown naquela semana ou não, mas Ivory escolheu competir duas vezes naquela noite para colocar sorrisos necessários no rosto das pessoas. Molly fala sobre como Ivory recentemente fez uma conta no Twitter para se conectar com os fãs para se preparar para esta noite, ela não tinha nada para promover ou se conectar com os fãs. Molly apresenta Lilian Garcia para ajudá-la a induzir Ivory. Lilian aparece e diz que é uma honra apresentar Ivory. Ela vem até o palco.

Ivory diz que é bom ter amigos como Molly e Lilian. Ela fala um pouco sobre ambas e agradece-as novamente. Ivory fala sobre como Molly foi uma ótima parceira de viagens. Ivory canta para Nova Orleans em seguida. Ela fala de ter vindo a Nova Orleans nos anos 80 para uma reunião de executivos da TV, tentando vender o programa de TV GLOW, e ela está de volta à cidade para ser introduzida no WWE Hall of Fame. Ela diz que ela e Nova Orleans passaram por bons e maus momentos juntos. Ela fala sobre o furacão Katrina em 2005. Ela diz que estava em um show indie e usou esse show naquela noite para arrecadar dinheiro para os animais que foram pegos nas enchentes. Ela então dirigiu naquela noite com um membro da família para trabalhar com animais que foram feridos pela tempestade. Ela diz que mudou sua vida e ela ainda está trabalhando com animais nos dias de hoje. Ela agradece a New Orleans por sediar a WrestleMania e diz que está tão animada com para o domingo. Ela está esperando para ver as Superstars femininas derrubarem a casa. Ela diz que o NOLA percorreu um longo caminho, mas as Superstars femininas da WWE realmente também percorreram um longo caminho. Ela diz que as coisas eram realmente diferentes, enquanto as mulheres trabalhavam uma vida difícil com pouca remuneração, competindo por vagas em um esporte dominado por homens. Ela continua falando mais sobre GLOW e a divisão feminina da WWE, nomeando estrelas como Trish Stratus, Lita, Jazz, Stephanie McMahon, Terri Runnels, Gail Kim e outras. Ela diz que trabalhou duro para inspirar a próxima geração de mulheres. Ela diz que a divisão continua brilhando e crescendo, e ela está orgulhosa de fazer parte disso. Ela agradece e agradece à WWE pela revolução que levou a uma evolução. Ela aplaude a WWE e chama isso de incrível. Ela continua e agradece aos fãs novamente e diz que não teria coragem de estar aqui esta noite se não fosse pelos fãs que a ajudaram nos últimos meses.

Ela compara isso a se casar e diz que ela nunca foi casada.  Ivory diz que em muitos aspectos é como a sua experiência no casamento. Ela diz que foi chamada por Mark Carrano. Ela foi então fechou um contrato e a WWE disse para ela ir comprar um vestido para a noite. Ivory brinca e diz que então ela fez isso, mas havia um pequeno problema, porque "vestido da noite" significava algo diferente na Atitude Era. Ela diz que Molly seria sua dama de honra. Ela continua brincando.

Ivory diz que está pronta para seus votos finais agora. Ela agradece a todos. Ela novamente agradece a todos por terem sido sua testemunha. Ivory sopra a todos um beijo e agradece-os novamente enquanto sua música toca.

De volta de uma pausa e Lawler nos mostra um vídeo de Kid Rock na Celebrity Wing. Lawler então introduz Triple H para fazer a indução.

Triple H diz que Kid Rock está indo para a Celebrity Wing porque ele teve um grande impacto no que todos nós amamos. Triple H fala sobre o que a música faz para com as pessoas. Ele menciona a Atitude Era e diz que Kid Rock era parte disso. Ele elogia Rock por ser um Superstar de sucesso que pode fazer de tudo, de uma balada country a uma faixa de hip-hop ao rock & roll. Ele chama Rock de um verdadeiro artista que pode fazer qualquer coisa, dizendo que sua música é contundente e maior que a vida, eles fazem todos ficarem de pé, assim como a WWE. Ele menciona o single "Celebrate", de Rock, que será uma das músicas tema da WrestleMania 34 e diz que é apropriado que milhares de pessoas estejam vindo a New Orleans para fazer exatamente isso. Ele fala sobre como esta semana ficará na memória e como todos terão em sua mente a trilha sonora, do The American Badass, o WWE Hall of Famer 2018 ... Kiiiid, Kid Rock.

Rock diz que um mentor, Rev Run, disse a ele anos atrás, quando ele estava tendo dificuldades, que ele precisava ser forte. Rock diz que isso é melhor do que qualquer Grammy. Rock diz que isso foi o primeiro e não há política aqui, sem beijos no bumbum. Ele fala sobre a WWE chamando-o para a indução. Rock dá um grande grito a Vince e diz que mudou a cara do entretenimento. Rock brinca que estar ao redor de toda essa testosterona o faz querer fazer muitas coisas. Nós vemos Kurt Angle e AJ Styles rindo e batendo palmas. Alguns fãs adoram. Rock diz que ele tem amigos republicanos e democratas, e todos nós precisamos encontrar um terreno em comum. Ele fala sobre Undertaker, The Rock, Ric Flair e Hulk Hogan. Rock menciona que o estilo de vida da WWE é áspero. Ele pede uma grande salva de palmas para os Superstars da WWE atuais que fazem sacrifícios para entreter as pessoas ao redor do mundo. Rock garante que ele terá o menor discurso de hoje à noite. Ele agradece a sua família, seu filho e sua neta, sua noiva, sua extensa família de New Orleans, sua banda, seu atual gerente e os gerentes anteriores e, claro, os fãs, os fãs, os fãs. Rock agradece aos fãs por estarem lá para ele e para a WWE, por gastar seu dinheiro. Rock agradece a Jesus também. Ele gostaria de aceitar a indução em nome de Joe C., seu exímio homem que faleceu há alguns anos atrás. Rock diz que ele era um grande fã de wrestling. Rock continua e agradece a todos novamente antes de terminar o discurso.

Após uma pausa, vemos um vídeo para a indução de Jeff Jarrett. Road Dogg aparece para fazer as honras.

James fala sobre Jarrett e diz que ele tem um milhão de histórias que ele poderia contar aqui, mas ele não vai porque a WWE é PG agora e porque seus filhos estão na platéia. Além disso, a maioria dessas histórias aconteceu nos anos 90 e ele não se lembra muito delas. James diz que tem muitos relacionamentos especiais em sua vida e tem orgulho de dizer que um deles é com Jeff. Jarrett então vêm ao ringue em seguida.

Jeff aparece com um chapéu de cowboy, soletrando o nome dele como fazia anos atrás. James brinca que isso não é os anos 90. Jarrett vai ao pódio e comenta sobre ficar de pé aqui para ser introduzido no WWE Hall of Fame. Jarrett fala sobre os primeiros dias de sua carreira e elogia muito Shawn Michaels por ser o melhor de todos os tempos. Jeff agradece a Shawn pelo que ele fez por ele e pela indústria. Jarrett menciona o WWE Intercontinental Title e The Miz. Jarrett diz que será uma história diferente no domingo. Ele deseja boa sorte a Kurt Angle e Ronda Rousey. Jeff diz que tem havido um número de caras que realmente o afetaram ao longo dos anos.

Jeff conta algumas histórias de Owen Hart e nós recebemos uma rápida aparição de Edge e Christian. Jeff diz que ele poderia falar muito mais sobre sua carreira de mais de 20 anos, mas ele tem apenas mais alguns agradecimentos. Jeff agradece a sua esposa Karen e sua família, seu pai Jerry Jarrett, que  está em ascensão com estes dias, e sua avó Christine Jarrett. Jarrett diz que quer encerrar seu discurso com um poema, que ele leu na Memphis Wrestling TV aos 18 anos. Jeff encerra seu discurso mas Road Dogg aparece novamente. Road Dogg diz que não pode sair sem fazer isso.

Eles vão cantar. Eles colocam chapéus de cowboy e começam a cantar o single "With My Baby Tonight" junto a crowd e com alguns Superstars. Road Dogg & Double J retornam ao palco para terminar a apresentação, antes de saírem juntos.

De volta de uma pausa e as câmeras mostram Ronda Rousey e Kurt Angle sentados juntos, bem como Triple H e Stephanie McMahon.

Lawler volta para falar sobre o prêmio The Warrior. Lawler nos mostra um vídeo de Jarrius "JJ" Robertson que foi escolhido para este ano. Lawler apresenta a embaixadora da WWE, Dana Warrior, em seguida. Ela vem ao palco ao som do tema musical de The Ultimate Warrior.

Dana fala sobre como seu marido estava em Nova Orleans há alguns anos atrás para ser introduzido e isso é como um regresso a casa para ela e suas filhas. Ela fica emocionada quando se lembra de Warrior e suas filhas andando pelo aeroporto. Ela lembra que Warrior foi homenageado por seus irmãos e irmãs. Ela também fala sobre as últimas palavras dele no RAW naquela semana. Ela fala sobre o Warrior, o prêmio e, em seguida, o destinatário deste ano, Jarrius. Dana fala sobre os problemas de saúde de JJ e como ele ajudou a salvar uma vida. Dana apresenta JJ e sai vem o jovem de 15 anos.

JJ se aproxima do pódio e mal consegue enxergar. Ele pergunta duas vezes se temos um memorando para ele. Palestrantes trazem uma estrutura para JJ ficar em pé e podemos vê-lo agora. Ele diz que este é um dos melhores dias da sua vida. Ele fala sobre os outros ganhadores do Warrior Award e que agora ele se junta a eles. Ele fala sobre conhecer alguns de seus heróis - Roman Reigns, Zack Ryder e o United States Champion Randy Orton. Os fãs vaiam o nome de Reigns, mas JJ diz a eles para relaxarem, porque Reigns ainda é seu amigo. JJ também brinca sobre conhecer seu menos favorito Superstar, o WWE Intercontinental Champion The Miz. Ele também brinca sobre ter mais chances melhor neste momento de conseguir uma luta contra John Cena na WrestleMania 34, zombando do suposto combate de Cena com The Undertaker no domingo. Ele fala sobre seus problemas de saúde, e como os doadores salvam vidas e como um milagre de Deus o manteve vivo. JJ diz que está diante de nós hoje com um novo fígado e como membro do Hall da Fama da WWE. JJ termina seu discurso e dança com Dana enquanto a sua música toca. JJ pega o prêmio Warrior Award e vai para os bastidores.

De volta de uma pausa e Lawler retorna ao palco para nos mostrar um vídeo de indução para Mark Henry. Lawler apresenta Big Show em seguida.

Show fala sobre como Henry se tornou uma família para ele enquanto viajava ao longo dos anos. Show diz que ele sempre brinca que Henry é seu irmão de outra mãe. Show continua e diz que Henry também é um dos melhores recrutadores da WWE. Ele diz que alguns dos caras na platéia esta noite estão aqui na WWE por causa de Henry. Show diz que Henry também é o tipo de cara que você não quer testar. Ele se lembra de cartazes dizendo "sem fotos" em um show da WWE na Espanha. Show e Henry estavam conversando quando um cara apareceu com uma daquelas câmeras que tinham a lente pop-out. Henry esmagou a câmera como você ou eu esmagaria um papel. Show continua e diz que ele não pode expressar o quão humilde e honrado ele é para induzir seu amigo, seu irmão de outra mãe, o homem e o mito, Mark Henry. A música toca e sai Henry.

Henry pergunta como todo mundo está. Henry agradece Show por ser como um irmão para ele neste negócio, dizendo que tem sido uma ótima viagem. Henry diz que respeita todos que amam este negócio porque sabe o quanto é difícil viajar, esperar que voltem para casa porque sentem muita falta de suas familia. Mas hoje, Henry diz que ele está agradecido. Henry diz que também está chocado por ter conseguido 20 anos nisso. Henry começa a se emocionar antes de falar sobre sua avó levá-lo para assistir a luta livre aos 9 anos de idade. Ele fala que seu lutador favorito estava no card - Andre the Giant. Henry se lembra de correr pelo corredor com outras crianças e cair. Henry diz que Andre o pegou do chão e é por isso que ele está aqui hoje. Henry diz que ele não era o homem mais forte do mundo naquela época, ele era apenas o garoto mais feliz. Henry diz que ele não chegou aqui sozinho. Henry fala sobre sua mãe Barbara Jean e como ela lhe deu tudo quando ele era criança. Ele sabe que ela está olhando para ele sorrindo agora. Ele diz que sua mãe era uma cozinheira. Ele diz que sua mae o alimentava muito. Ele brinca que precisava daquele peso. Henry também agradece seus treinadores porque ele não poderia ter feito isso sozinho. Ele agradece a Jim e Terry Todd, que o ajudaram a entrar no levantamento de peso. Henry fala sobre a atenção da mídia sobre ele e diz que foram suas menções que lhe deram mais atenção. Ele fala sobre assistir a lutas de wrestling com sua avó e isso ajudou ele a aprender mais sobre isso. Henry usou o treinamento com pesos em seu tempo de inatividade e foi isso que fez dele quem ele é hoje. Ele diz que seguiu de perto o pro wrestling e seus ídolos foram The Junkyard Dog, The Iron Sheik e, claro, Andre.

Henry diz que se lembra de ter recebido o telefonema de Vince McMahon um dia. Ele reconheceu a voz, mas fez uma pausa e desligou o telefone, pensando que era um de seus amigos zombando dele. Ele então recebeu outro telefonema de Terry Todd, que perguntou se ele desligou o telefone na cara de Vince. Vince ligou para Henry então mais tarde. Henry diz que metade da conversa foi ele perguntando a Vince se ele poderia conhecer Yokozuna ou possivelmente lutar contra Undertaker. Henry diz que a WWE lhe rendeu muitas coisas. Ele estava determinado em conhecer Bret Hart e outros caras que ele viu na TV, então é claro que ele assinou com a WWE e nunca mais olhou para trás.

Henry diz que sabia que suas primeiras semanas na WWE seriam complicadas e algo que ele nunca tinha visto. Seu primeiro treinador foi o Dr. Tom Prichard, que sabia que Henry era um grande atleta, mas ainda um jovem que não era focado. Henry diz que não treinou como no mundo dos esportes. Henry diz que não teve o sucesso in-ring que ele deveria ter porque não estava focado, o que é necessário porque você tem a vida de outra pessoa em suas mãos. Henry fala sobre como "Big Cat" Ernie Ladd o convidou para um aprendizado. Henry diz que ouviu Ladd alto e claro, e ele sabe que Ladd está aqui em espírito conosco hoje. Henry diz que ele é um homem muito orgulhoso. Ele diz que algumas de suas maiores influências vieram de nossos vizinhos no Canadá, lembrando como ele foi banido do Canadá por ameaçar Shawn Michaels. Henry diz olá para Shawn. Henry diz que passou um ano sendo orientado pela The Hart Family e isso foi ótimo para ele. Ele aprendeu uma habilidade muito importante - como cuidar das crianças Hart, o que ajudou porque agora ele pode cuidar de si mesmo. Ele agradece à família Hart e fala sobre Owen Hart ter trazido muita alegria para sua vida.

Henry diz que deseja que Owen possa estar conosco esta noite. Ele também diz que sente muita falta dele. Henry pede que a câmera se concentre nele, pois ele tem uma mensagem para a viúva de Owen, Martha. Henry se emociona novamente. Henry diz que ele é mais conhecido como "O Homem Mais Forte do Mundo", mas ele tem que mencionar seu alter ego, Sexual Chocolate.

Henry agora entra na gimmick Sexual Chocolate e pergunta a Stephanie se ela se lembra do tempo que eles dançaram. Ele pergunta se ela é casada agora, não que isso importe, e Triple H ri. Henry deixa cair a capa e diz que foi divertido, mas que não devemos ter novas ideias porque Sexual Chocolate não está retornando. Henry também agradece Mae Young e Chyna por fazerem do Sexual Chocolate um sucesso, dizendo que sente falta de ambas. Henry menciona D-Lo Brown e The Nation of Domination, dizendo que foi divertido. Ele também agradece a Ron Simmons e The Godfather. Henry fica emocionado e agradece a Ron por ser um modelo para ele e seus filhos. Henry também agradece e elogia The Rock, dizendo que ele foi criado para isso. Henry relembra da ECW e de quando foi World Heavyweight Champion. Ele diz que ganhou o título da ECW em um combate com dois dos melhores homens do ramo, Kane e Big Show. Ele diz que essas pessoas são especiais para ele.

Ele fala que ser o quinto afro-americano a ter esse título foi seu destaque. Henry teve o prazer de estar no ringue com grandes wrestlers e pessoas ainda melhores. Ele pede desculpas se ele deixou alguém de fora. Ele é fã e vive esse sonho de lutar para sempre. Henry diz que participou de cerca de 8.000 combates e estaria fazendo um desserviço ao negócio se tentasse agradecer a todos aqui hoje à noite. Henry agradece seu irmão e sua família e todos que vieram para cá, aqueles que não puderam fazer a viagem e aqueles que estão aqui em espírito. Ele agradece a sua esposa Jana e diz que sem ela isso não seria possível. Ela está ao lado dele para uma jornada. Henry brinca que ela tem sido sua Dwayne Johnson, sua Rock (Rocha). Henry agradece a seu filho Jacob, que se alevanta. Ele está usando a infame jaqueta de salmão do falso angle de aposentadoria que ocorreu no RAW. Henry diz que Jacob já pensa que ele é um Superstar da WWE. Ele também fala sobre suas filhas Joanna. Henry diz que eles são seu coração e ele não estava lá às vezes, mas ele estava trabalhando para que eles pudessem ter mais do que ele tinha.

Henry fala sobre diversidade nos negócios. Henry diz que este planeta é um caldeirão e que o futuro será mais brilhante, dependendo de todos que vivem como um só. Antes de ele ir, só há mais uma coisa que Henry precisa fazer. Ele vira de costas para a multidão e tira o paletó. Funcionários trazem o casaco de cor salmão do angle de aposentadoria e ajudam a colocá-lo. Henry diz que ele é um menino da cidade pequena de Silsby, Texas que se sente orgulhoso. Henry diz que alguns podem pensar que isso não é fácil e alguns podem pensar que ele tem muito mais para fazer.. e ele tem!. Ele chama o WWE Champion AJ Styles e diz que ele tem um título que ele pode tirar de Styles. Ele também diz que Roman Reigns não tem um título, mas ele terá a chance no domingo. Ele tira o paletó e diz que estava brincando. Henry fala sobre estar honrado em ficar com os outros grandes nomes e ocupar seu lugar no WWE Hall of Fame. Henry fica de pé e recebe uma ovação de pé. Ele fala mais algumas palavras para encerrar sua indução.

Nós vemos um vídeo com Paige sobre o "Fighting With My Family" baseada em sua família.

Lawler volta ao palco e mostra-nos um vídeo sobre Bill Goldberg. Lawler então apresenta Paul Heyman para fazer as honras. Heyman apresenta-se como o defensor do Main Event da WrestleMania 34, que contará com Brock Lesnar vs. Roman Reigns

Heyman diz que podemos estar nos perguntando por que o fundador da ECW está induzindo a maior estrela da WCW. Em um nível profissional, Heyman fala sobre como é difícil encontrar oponentes para seu cliente Brock. Ele provoca Reigns e, em seguida, continua com uma grande introdução para Bill Goldberg. Os fãs começam a cantar o nome de Goldberg enquanto ele vem ao palco.

A câmera corta para os bastidores e vemos Goldberg caminhando para o palco enquanto as pessoas aplaudem por ele. Goldberg pergunta como diabos isso aconteceu. Goldberg nos diz para não nos preocuparmos porque isso será curto. Goldberg diz que está diante de nós em um momento de orgulho. Ele promete que isso será curto e doce. Ele fala sobre os valores que seus pais lhe ensinaram, o que lhe permitiu ser bem sucedido. Goldberg continua falando sobre entrar no futebol e diz que, no fim das contas, ele só queria ser um exemplo, era isso. Goldberg fala sobre eventualmente ter que sair do futebol. Ele fez isso por um curto período de tempo, mas ele falhou. Ele estava perdido e precisava de uma direção, não tinha trabalho e precisava de dinheiro. Ele diz que o membro do Hall of Famer da WWE, Diamond Dallas Page, o conhecia naqueles dias e conhecia seus problemas. DDP sempre o convidava para vir e lutar. Ele tinha outros laços com o negócio e assistia Wrestling no Texas quando criança. Goldberg diz que com a ajuda de muitas pessoas, ele conseguiu. Ele pergunta onde Roman Reigns está, brincando com Reigns usando o Spear. Ele fala sobre a WCW e diz que deve a Hogan muitas coisas. Ele diz que quando as coisas estavam indo tão bem na WCW ... tudo desabou. Ele vai nos poupar dos detalhes. Ele cita Kevin Nash por terminar com sua streak. Goldberg agradece a Nash e diz que também lhe deve uma.

Goldberg diz que havia tantos caras na WCW que tiveram tempo de ajudá-lo - DDP, Eric Bischoff, Jody Hamilton. Buddy Lee Parker, Arn Anderson, Kevin Sullivan, Bobby Heenan, todos nos bastidores, os treinadores, os cinegrafistas e etc. Goldberg diz que ele deve a tantas pessoas. Ele continua e agradece a Lex Luger, os irmãos Steiner, a família Guerrero, Ron Simmons. Ele diz que Rick Rude e Curt Hennig foram uma grande influência sobre ele nos primeiros dias. Goldberg diz que teve um sucesso inacreditável na WCW e que muitas pessoas foram responsáveis ​​por isso. Ele é muito grato. Ele também fala sobre Jim Ross. Ele diz que a WCW era uma força. Ele entrou no negócio e foi mimado, e sabia que havia um preço a pagar quando ele finalmente veio para a WWE. Ele se lembra de ter gritado com Triple H na frente de Stephanie em uma convenção de brinquedos em Nova York e disse que sabia que isso certamente não o ajudaria. Ele fala sobre Steve Austin e lhe agradece. Goldberg diz que percebeu que ele deve a muita gente. Ele não quer falar sobre sua primeira passagem na WWE e diz que é uma merda, vamos seguir em frente.

Ele diz que isso só pode ser tão ruim quando você começa a trabalhar com The Rock e divide um vestiário com The Undertaker, trabalha com caras como Dean Malenko e que realmente se importa com os negócios. Goldberg diz que se ressente com isso até hoje. Goldberg diz que ama Steve e ainda pode esmagá-lo, mas ele o ama. Ele continua e diz que tentou suprimir tudo. Mas ele sempre se perguntou o que seu filho pensaria sobre lutar quando crescesse. Ele diz que tudo começou com um telefonema sobre o WWE 2K17. Ele dá um grito para seu gerente, que atualmente está hospitalizado e significa muito para ele. Ele diz que parecia que o tempo havia curado todas as feridas. Uma decisão foi tomada e ele começou a treinar para o retorno à WWE. Goldberg diz que trabalhou duro porque queria isso de novo, significava algo para ele e não era apenas um trabalho. Ele ama o povo e adora ser "aquele cara" para eles. Ele fala mais sobre sua esposa e filho e agradece-lhes. Ele fez isso por seu filho e espera que ele esteja e seja feliz. Ele diz que seus filhos são seu mundo e todo mundo sabe disso.

Ele sempre jurou que não iria trazer sua família para o negócio, mas eles eram sua história desta vez. Ele agradece a sua esposa por ficar com ele durante aquele período de treinamento porque ele estava infeliz. Ele esclarece e diz que a carreira não foi miserável, foi a melhor coisa em sua vida, mas ele se sentia miserável a cada dia, porque ele estava trabalhando duro. Ele diz que sua esposa e filho o empurraram para um nível que ele não sabia que poderia alcançar, ele só queria que eles experimentassem o mundo do wrestling. Ele os agradece novamente. Goldberg avisa seu filho que é melhor ele ser um durão porque ele vai ter um alvo nas costas. Ele também agradece seus sogros. Ele também agradece a seus amigos por ficarem com ele ao longo dos anos e diz que a equipe Goldberg é muito unida. Ele diz que os fãs são a parte mais importante e ele fará qualquer coisa por eles.

Goldberg diz que não vai sair daqui sem uma história dos McMahon. Ele se lembra de Stephanie vindo até ele uma noite durante a sua primeira passagem na WWE. Ele cita Ric Flair e, em seguida, fala sobre ele fazer seu próprio retorno aos 50. Ele fala sobre Sting. Goldberg diz que o problema com a vinda até aqui é que você tende a ignorar algumas coisas. Ele continua sendo inspirado por Sting, seguindo seus passos e esperando fazer Sting orgulhoso. Goldberg diz que Sting e DDP foram instrumentais em seu sucesso. Ele diz que eles o ajudaram a crescer e ele sempre será grato por isso. Ele originalmente olhou para o wrestling como apenas um outro negócio, mas ele errado. Ele realmente adquiriu um amor pelo que faz aqui. Amor pelos fãs, amor pelos sonhos que o wrestling tornou realidade para ele e para os outros. Seu sonho original era ser introduzido no Hall of Fame da NFL, ele está aqui indo para o Hall of Fame da WWE e garante que isso tem um retorno melhor do que o Hall of Fame da NFL. Goldberg percebe mais do que nunca que é aqui que ele pertence. Ele diz que esta tem sido uma jornada infernal e enquanto ele estiver 2-1 sobre Brock Lesnar, e ter a força para um Jachammer, ele nunca dirá nunca. O que o leva à sua última pergunta ... quem é o próximo? Ele faz sua saída e a cerimônia de indução do Hall of Fame 2018 sai do ar.

Fim do Evento!

Sobre / Contato / Publicidade / Disclaimer / Política de Privacidade / Press Release

online / Design por: Ericki Chites