Cody Rhodes volta a falar sobre Disco Inferno, WWE NXT e mais - House of Wrestling - Tudo sobre Pro Wrestling

Cody Rhodes volta a falar sobre Disco Inferno, WWE NXT e mais

O convidado dessa semana do X-Pac 1,2,360  foi o membro o Bullet Club, Cody Rhodes, que comentou sobre sua recente desavença com Disco Inferno no Twitter, o ROH Supercard of Honor e o WWE NXT.

Suas discussão recente no Twitter com Disco Inferno:

"Eu me arrependo de ter dado bola para Disco. Porque eu não tinha ideia que Disco estava dirigindo essa narrativa para caras trabalhando apenas por estrelas do Meltzer ou o que diabos ele estava falando. Se você seguir minha carreira, Dave Meltzer não me classifica muito. Eu gosto do Dave. Eu acho que ele é um cara muito legal... Eu acho que ele faz algo bom pelo esporte... Mas para o Disco pensar que sou um cara do Meltzer me surpreendeu. E eu dei a maldita atenção para ele e me arrependo muito... aqui estava eu me preparando para este grande confronto com Kenny Omega e me perguntei: 'Que diabos você está fazendo conversando com Disco Inferno'? Que bagunça."

Pensamento sobre o ROH Supercard of Honor enfrentar o NXT Takeover frente-a-frente:

"Kenny Omega e eu temos nossa luta no Supercard of Honor. Isso significa o mundo para mim. É o maior combate que já tive na minha vida, tudo foi construído para isso. Estou quase emocionado em pensar sobre todo o trabalho que foi feito para este combate. É uma plataforma cruzada em relação a Being The Elite, o New Japan Pro Wrestling e o Ring of Honor. Está representando várias plataformas. Eu sei do outro lado da rua está Johnny Gargano e Tommaso Ciampa no NXT. Eu sei que isso está do outro lado da rua. Eu acho que é tão bom para wrestling que estamos indo frente-a-frente. E que ambos temos arenas lotadas e quero ter certeza de que o que faço é melhor do que o que eles fazem. Eu não acho que isso seja ruim para o wrestling."

Alguns ideais que lendas e veteranos têm sobre o negócio e os fãs:

"Eu amo a indústria como ninguém, então eu tenho um grande respeito pelas lendas e veteranos, mas se você está dizendo ao público que estamos matando os negócios, que estamos expondo a indústria... Sua declaração em si não é apenas irônica, mas também está expondo o negócio que você está tentando proteger fazendo sua declaração inicial. É um processo completamente atrasado e não ajuda ninguém ... E a outra coisa para mim é que não consigo entender por que estamos tentando dizer aos nossos fãs como ser fãs ... Na economia de wrestling, nunca deveria tirar dinheiro de seu bolso, a menos que seja algo que você sinta que vai realmente entretê-lo. Que você sente que realmente vai te mover. É como qualquer entretenimento... Você dá o seu dinheiro para quem você acha que é o melhor ... Os fãs podem fazer o que quiserem. Se eles amam o que estamos dando a eles, ótimo. E se eles não estão, então precisamos dar-lhes outra coisa ... Eu odeio o processo de pensamento moderno de treinar os fãs."

Sobre pedir ajuda à Kevin Owens antes de deixar a WWE:

"Eu tive muito tempo para me preparar ... Eu meio que testei todos os recursos que eu tinha. Kevin Owens, por exemplo, é alguém para quem eu devo ter feito oitocentas mil perguntas. Sobre tudo, desde como viajar é diferente até onde perguntar mais, onde não se preocupar com o dinheiro. Uma quantidade absurda de perguntas, para o tempo, para os oponentes, para nomear, apresentação, tudo isso. Então, eu tive muito tempo para me preparar. Foi definitivamente um sentimento de medo, mas eu tenho essa regra, que se isso não te assusta, não é uma aventura."

O "NXT" inspirando os movimentos de sua carreira:
"O NXT também foi uma enorme inspiração para eu sair porque o NXT é apenas uma cena independente do Hunter, é incrível. Ele observou todos esses talentos e os fez lutar uns contra os outros, e esses foram os caras que estavam chamando a atenção da plateia, capturando a imaginação deles e eu me inspirei muito no NXT. Sei que não faz sentido sair da WWE, mas foi o que aconteceu, foi ver aqueles caras que já tinham um nome e que já faziam barulho ... algo que eu tinha que fazer."

Sobre diferentes tipos de corpo no Pro Wrestling:

"Eu tenho muita sorte, sem ferimentos, apenas pequenos machucados aqui e ali e também para não soar como um falso porque eu nunca tomei esteroides, tem sido muito útil para minha carreira... eu sou tão feliz e o wrestling está entrando neste período onde nós meio que temos todos os tipos de corpo novamente, você tem caras como Sami Zayn e então você tem esses corpos parecendo deuses gregos, Kota Ibushi, Bray Wyatt ... um espectro de físicos e vida mais saudável do que talvez em 1980."

Cody Rhodes e Kenny Omega se enfrentam no ROH Supercard of Honor no sábado, dia 7 de abril.

Sobre / Contato / Publicidade / Disclaimer / Política de Privacidade

online / Design por: Ericki Chites