House of Wrestling - Tudo sobre WWE, TNA e Pro Wrestling Independente: HOW Star Ratings - NJPW Sakura Genesis 2018

HOW Star Ratings - NJPW Sakura Genesis 2018

Olá galerinha da House of Wrestling, aqui quem escreve para vocês é Josué Elias do Canal do YouTube Clube do Wrestling, e hoje trago mais um HOW Star Ratings, dessa vez analisando o NJPW Sakura Genesis que ocorreu no final de semana passado. Confiram:

Tag Team Match: Chase Owens & Yujiro Takahashi vs. The Young Bucks (w) - 3.00


Storytelling: 0.50
In-Ring Execution: 0.75
Match Psychology: 0.50
Timing: 0.50
Innovation: 0.75


Resultado: A melhor Tag do Pro Wrestling nessa década não poderia perder para qualquer um. Dito e feito, mais uma vitória de The Young Bucks. 

Combate: Foi bem rápido, mas deu para dar uma mostra dentro do ringue bem satisfatória para a abertura desse Show. Mas a Tag do Bullet Club estava muito abaixo nesse combate, não conseguiram apresentar nada de realmente empolgante e acabou que foi uma apresentação unilateral por parte dos The Young Bucks.

Tag Team Match: Toru Yano & Tomohiro Ishii (w) vs. Taichi & Takashi Iizuka - 2.25

Storytelling: 0.50
In-Ring Execution: 0.50
Match Psychology: 0.50
Timing: 0.50
Innovation: 0.25


Resultado: Em um time temos Ishi e no outro temos Taihi. Nem preciso dizer muito o porquê desse resultado ser o melhor.

Combate: Foi interessante dentro da sua proposta, mas poderia ter sido bem melhor se tivessem inovado mais nas sequências de humor que são extremamente repetidas nos últimos meses. Mas para quem curte um bom Comedy Wrestling, é uma partida divertida de se assistir.

Never Openweight 6-Man Tag Team Championship Match: Bad Luck Fale, Tama Tonga & Tanga Loa (w) vs. Togi Makabe, Michael Elgin & Ryusuke Taguchi - 3.00


Storytelling: 0.50
In-Ring Execution: 0.50
Match Psychology: 0.75
Timing: 0.75
Innovation: 0.50


Resultado: O Bullet Club enfrentou um time ''montado às pressas'' e por esse motivo não tinha precedentes válidos para eles perderem o título nesse momento. É bom que eles levem esse título adiante para que um grupo mais estabelecido da Divisão de Trios consiga o título.

Combate: Foi bom até onde poderia ir em vista das peças e do tempo do combate. Não tinha uma rivalidade bem imposta ali, uma história impactante ou algo de realmente sério. Até por isso, tentar levar esse combate para um lado mais cômico foi a saída correta para apresentar algo que realmente entretece a plateia, principalmente com as sequências protagonizadas por Taguchi.

6-Man Tag Team Match: Hiroshi Tanahashi, Juice Robinson & David Finlay (w) vs. Hirooki Goto, Jay White & Yoshi-Hashi - 2.75


Storytelling: 0.50
In-Ring Execution: 0.50
Match Psychology: 0.75
Timing: 0.50
Innovation: 0.50


Resultado: Evidentemente que essa Match não passava de uma breve apresentação para o público torcer pro Tanahashi, tanto é que ele finalizou Yoshi-Hashi para levar o público ao delírio.

Combate: Não teve grandes coisas aqui, a não ser a sequência final de Finishers (bem no estilo combate de Tags de WWE num final de Raw). Por conta disso, sem nenhuma construção de algo grandioso, o combate acaba se tornando bem monótono ao que o Show já vinha apresentando. O undercard até aqui não surpreendeu em nada.

6-Man Tag Team Match: Tetsuya Naito, Evil & Sanada vs. Minoru Suzuki, Lance Archer & Davey Boy Smith Jr. (w) - 3.50


Storytelling: 0.75
In-Ring Execution: 0.75
Match Psychology: 0.75
Timing: 0.75
Innovation: 0.50



Resultado: Foi um resultado justo na medida em que Lance Archer e Davey Boy Simith Jr. desafiaram Evil e Sanada pelo título. Nada mais do que uma vitória para por fogo numa possível disputa entre ambas as Tags. Só não acho que esses dois eram os nomes adequados pro momento pois foram eles que acabaram de perder o título no Wrestle Kingdom.

Combate: O combate começou num embate entre Naito e Suzuki que foi bem desenvolvido, com interferências dos outros participantes da luta sendo bem colocadas e os domínios sendo bem divididos. O combate conseguiu se manter movimentado do início ao fim graças a proposta inicial de Suzuki em começar atacando Naito antes do gongo tocar. Isso permitiu com que houvesse um certo interesse no embate entre ambos que pode render frutos para um combate futuro. Construíram uma expectativa pro desfecho com as diversas Holds executadas além da exploração desse embate principal que culminou na ligação entre os adversários, com os outros participantes sendo inseridos nesse contexto. Acredito que a finalização da forma que aconteceu foi meio precipitada, pois o embate entre Naito e Suzuki não havia sido resolvido. Poderiam resolver o embate ali mesmo, construindo uma sequência em que todos os Wrestlers ali presentes participassem.

IWGP Junior Heavyweight Tag Team Championship Three-Way Match: El Desperado & Yoshinobu Kanemaru (w) vs. Bushi & Hiromu Takahashi vs. Roppongi 3K - 3.75


Storytelling: 0.75
In-Ring Execution: 0.75
Match Psychology: 0.50
Timing: 1.00
Innovation: 0.75


Resultado: Nunca concordei com a vitória de Yoshinobu Kanemaru e El Desperado em cima de Roppongi 3K quando ganharam esse título. Achei cedo demais e achei que não eram os melhores nomes para aquele momento. Mas, agora que o título está com eles, é bom que eles mantenham pelo menos nas Three-Way Matches, para que a decisão da rivalidade deles com Roppongi se dê num bom palco com a vitória de Roppongi 3K.

Combate: Do início pro meio do combate foi algo bem desorganizado, fazendo com que o público não entendesse bem o que estava acontecendo. Mas aos poucos conseguiram organizar os movimentos, encaixar um bom ritmo e fazer com que a Match se tornasse maleável para o público através de sequências mais elaboradas e melhores executadas. Mesmo assim, o andamento do combate foi um pouco ruim, pois não havia uma coordenação de movimentos exemplar, principalmente de Sho e Yoh que pareciam bastante aquém na coordenação dos movimentos. O destaque vai pros elementos do Storytelling que fizeram o público se conectar ao desfecho do combate, principalmente nas interferências ilegais de Kanemaru e El Desperado quando puxaram o juiz. Ali foram picos de emoção raros durante todo o enredo que fez o combate chegar a um patamar um pouco acima do eventual ''mediano''.

IWGP Junior Heavyweight Championship Match: Will Ospreay (c) (w) vs. Marty Scurll - 4.75


Storytelling: 0.75
In-Ring Execution: 1.00
Match Psychology: 1.00
Timing: 1.00
Innovation: 1.00


Resultado: Como eu esperava, a NJPW quer dar um certo prosseguimento ao reinado de Will Ospreay para que o IWGP Junior Title ganhe mais credibilidade e se torne uma peça importante de um Card de algum PPV grande da empresa, como o Dominion ou o Wrestle Kingdom, o que aumenta uma certa expectativa de até onde Ospreay pode defender esse cinturão. Acredito que é o momento certo para se fazer isso, já que esse título foi praticamente a batata quente do ano passado. Não parava quieto!

Combate: Um combate bem primoroso tecnicamente e conceitualmente. Ambos apresentaram um combate muito além das minhas expectativas principalmente no que se refere a atuação psicológica dentro de ringue que alcançou um nível de dramaticidade alto devido ao Storytelling da Match, que passava muito pelo trabalho de Scurll na nuca de Will Ospreay, que de certa forma, foi abençoado com um corte na testa após uma ''falha'' na aplicação de um mortal para fora do ringue, que fez a parte superior do rosto de Ospreay sangrar bastante e colaborando, e muito, para a Match Psychology. Uma tacada de sorte (ou de azar). E com isso a história se desenhou praticamente inteira em torno desse trabalho de Scurll na nuca do Ospreay, com uma variação de movimentos impressionante, explorando golpes que atingissem aquela região e dando mais consistência aos Piledrivers que foram pontos chaves para o público se preocupar com a nuca de Ospreay, fazendo assim com que as sequências finais extraíssem bastante vibrações das mais diversas do público, que permanecia aflito e por vezes animados com certas progressões de Ospreay na Match. O que ficou faltando nessa Match foi apenas um envolvimento maior entre os personagens, até porque dentro do enredo eles tem uma grande história juntos que não foi muito explorada. Mas isso é apenas um detalhe subjetivo que muita gente pode não ter sentido falta para essa Match, já que a execução deles tornou uma abordagem como essa um pouco menos necessária do que o normal.

Tag Team Match: Golden Lovers vs. Cody & Hangman Page (w) - 4.25


Storytelling: 0.50
In-Ring Execution: 1.00
Match Psychology: 0.75
Timing: 1.00
Innovation: 1.00


Resultado: Acredito que tinha duas vertentes a se adotar para definir o vencedor. Dar a vitória pros Golden Lovers significa estabelecer eles como uma Tag dominante, o que seria perfeitamente razoável, caso essa Tag dure por bastante tempo. Por outro lado, dar a vitória pro Bullet Club significa estabelecer ainda mais o Cody como líder da Stable e como vilão, aumentando as expectativas para o confronto final entre Omega e Cody que ocorrerá no Supercard of Honor. Acredito que, se o Cody vencer lá na ROH, seria interessante repetirem o combate na NJPW futuramente.

Combate: Conseguiram dar uma ótima apresentação In-Ring. Movimentos sensacionais um atrás do outro, com inovação e criatividade tanto na estruturação e sequenciação tanto na questão técnica. O combate manteve um ritmo lento no início que foi aumentando aos poucos cada vez mais se tornando num Instant Classic de múltiplos Wrestlers, até adotar uma pegada mais veloz no bom estilo Spotfest para usar como desfecho do combate. A atuação dos Personagens e o envolvimento deles na história poderia ter sido bem maior em vista até mesmo da Storyline entre Cody, Omega e Ibushi. Ainda assim, as atitudes vilanescas de Cody foram bem presentes e captadas pelo público, algo que poderia ter gerado mais resposta de Omega e Ibushi. O combate ia muito bem até que foi utilizada uma forma de finalizar o combate bem precipitada e anti-climática, o que tirou a perfeição da Psicologia de toda a Match e desqualificou demais o Storytelling, pois aquele final foi simplesmente sem sentido. A gente já havia visto de tudo e a cada minuto, golpes mais interessantes iam se desenrolando no contexto da história. Todos estavam utilizando seus mais elaborados recursos para vencer a partida, para simplesmente o Cody fazer um Roll-Up comum, nada elaborado, lento e mal executado para terminar o combate. A finalização pedia por algo mais elaborado, por uma sequência nunca antes vista, para simplesmente terminar de uma forma tão broxante. Aguçaram a nossa ansiedade pro desfecho para terminarem dessa forma. Um erro que influenciou diretamente na nota do combate que poderia ser muito maior.

IWGP World Heavyweight Championship Match: Kazuchika Okada (w) vs. Zack Sabre Jr. - 4.75


Storytelling: 1.00
In-Ring Execution: 1.00
Match Psychology: 1.00
Timing: 1.00
Innovation: 0.75


Resultado: Novamente na tentativa de glorificar Okada a um nível completamente distinto de qualquer Wrestler da NJPW, ele vence o ''novato'' que bateu todos os veteranos na New Japan Cup. Era previsível que seria assim, embora restasse um pouco de medo em Zack ser campeão já que repentinamente ele venceu Drwas muito maiores que ele, e não seria novidade ele fazer isso novamente. Agora parece que Okada vai ter caminho livre para enfrentar finalmente um Draw a altura, sem novos talentos para ter que elevar somente de estarem pisando no ringue junto com ele.

Combate: Foi simplesmente espetacular. O melhor combate da noite, sem sobras de dúvida, pelo menos para mim. A forma como Okada e Zack criaram uma conexão entre si e com o público foi realmente diferenciada. Conseguiram entregar um ótimo Catch Wrestling com ambos tentando se anular, sendo essas as características. O motivo pelo qual Zack não poderia vencer Okada era justamente o fato de que o que Zack começou a fazer por agora, Okada faz a anos, que é trabalhar em cima dos pontos fracos do oponente, ou criar caminhos para vitória a todo momento. Zack teve suas qualidades bem exploradas, mas se viu a frente de alguém que é praticamente indestrutível. Mesmo sendo um Counter de muita gente, Zack não conseguiu fugir, pelo menos dessa vez, do Finisher de seu adversário, pois fugir de três Rainmakers de Okada é praticamente impossível até mesmo para ele. Embora o combate tenha sido bem próximo da perfeição, com o público bastante envolvido, o desfecho final foi bem repetido: Dois Rainmakers seguidos, reversal do terceiro, revira-volta, Tombstone e Rainmaker novamente. Já vimos isso muitas vezes e poderiam ter inovado nessa parte. Pelo fato do Zack ter aparecido bastante no combate, não podemos ver muito do Okada também nas quedas, mesmo que o Catch Wrestling tenha compensado essa ausência.


Então galera, essa foi a Análise de PPV de hoje. Fiquem ligados aí na HOW, que mais análises de PPV's serão tragas. Os PPV's da PWG serão entregues semana que vem enquanto vou fazer as Análises do NXT Take Over: New Orleans que acontecerá hoje, do Supercard of Honor que acontecerá hoje, e da WrestleMania 34 que vai acontecer amanhã. Não percam!

Sobre / Contato / Publicidade / Disclaimer / Política de Privacidade / Press Release

online / Design por: Ericki Chites