House of Wrestling - Tudo sobre WWE, TNA e Pro Wrestling Independente: Last 12 #10: Edição Especial - WrestleMania 33

Last 12 #10: Edição Especial - WrestleMania 33

Hoje é um dia muito especial para qualquer fã de Wrestling, pois realiza-se o maior evento do ano da modalidade, a WrestleMania. Para estar dentro do tema, não irei abordar nenhum lutador ou dupla, mas sim a edição do magno evento do ano passado.

Pré-show

O pré-show da trigésima terceira edição do evento teve duas horas de duração. Como habitual, ele começou com recapitulação das principais rivalidades e algumas apostas relativas aos combates por parte de alguns ex-lutadores convidados. Só a partir dos 40 minutos é que a ação começou no ringue.

Neville (c) Vs Austin Aries - WWE Cruiserweight Match

Neville, que atuava como campeão Cruiserweight na altura, seguia imbatível na divisão. Ele tinha conquistado o cinturão no Royal Rumble após derrotar Rich Swann por submissão usando o “Rings of Saturn”. No Fastlane, ele o reteu ao vencer Jack Gallagher. Durante os episódios do Raw entre os dois PPVs, Neville se destacava dos demais, refletindo-se também na sua personagem de “King of Cruiserweights”. Por essa razão, Neville chegou no Raw e disse que não havia ninguém suficientemente bom para lhe fazer frente. Austin Aries, que estava como comentarista devido a uma lesão, disse que não acreditava nessas palavras e atacou Neville. Aries venceu Tozawa, Brian Kendrick, Tony Nese e TJ Perkins para ganhar uma chance pelo título na WrestleMania.

A luta durou cerca de 16 minutos, dando tempo suficiente para ambos realizarem um bom combate. Eu sinto que este combate não deveria ter se realizado no pré-show, mas no show principal, porque acabou sendo um dos melhores do evento. Neville venceu com um “Red Arrow” após ter atacado os olhos de Aries.

Minha classificação: ***½ [3,5]

Andre The Giant Memorial Battle Royal

Não existe muito a contar sobre este combate. Foi fraco como a maioria das lutas com a mesma estipulação e apenas serviu para ocupar tempo e não deixar 33 lutadores fora do evento. Mojo Rawley venceu com ajuda do seu amigo Rob Gronkwoski após eliminar Jinder Mahal.

Minha classificação: *¼  [1.25]

Dean Ambrose (c) Vs Baron Corbin - Intercontinental Championship Match

Ambos os lutadores participaram no Elimination Chamber Match pelo WWE Championship. Quando Miz entrou no combate, Corbin se distraiu e foi eliminado por Ambrose. O “Lone Wolfe” atacou o campeão Intercontinental durante a luta causando a sua eliminação. Seguiram-se semanas de confrontos entre ambos, o que culminou num combate na WrestleMania. Ele foi movido para o pré-show devido a Ambrose aparecer embriagado na cerimônia do Hall of Fame.

Este foi mais um combate fraco que aconteceu no evento. Foi lento, teve pouca dinâmica e foi incapaz de envolver o público. Este apenas reagiu no final da luta e com pouca intensidade. Ainda bem que foi movido para o pré-show, pois seria um desperdício de tempo se fosse realizado no Main Show. Ambrose venceu após aplicar um “Dirty Deeds”

Minha classificação: ** [2,0]

Main Show

AJ Styles Vs Shane McMahon

Styles perdeu o WWE Championship no Royal Rumble frente a John Cena. Desde aí, o “Phenomenal One” estava em busca da sua revanche individual, mas seria sempre recusada por Shane. AJ conquistou várias vezes a oportunidade de lutar pelo cinturão, porém Randy Orton tinha vencido o Royal Rumble Match e  virado contra Bray Wyatt, o campeão. Isso resultou que Shane marcasse uma luta entre ambos em que Orton venceu. Styles ficou revoltado com as decisões de Shane e o atacou quando chegava no estacionamento. Com isso ficou marcado um combate entre ambos na WrestleMania.

Este foi, para mim, o combate da noite. Foi bem disputado, teve bons momentos e, acima de tudo, teve uma boa reação da crowd. Ocorreu um ref bump que permitiu que o combate ficasse sem desqualificações por um tempo. Isso levou a que fossem realizados alguns momentos mais hardcore como ambos tentando aplicar o Coast-2-Coast com latas do lixo. Styles conseguiu vencer com um “Phenomenal Phorearm”.

Minha classificação: **** [4,0]

Chris Jericho (c) Vs Kevin Owens - United States Championship Match

Ambos os lutadores partilharam um grande amizade que teve início a meio de 2016. KO era o Universal Champion, porém foi Jericho que aceitou o desafio de Goldberg pelo título no Fastlane contra a vontade do campeão. Foi realizado o “Festival of Friendship” no Raw (um dos melhores segmentos no ano passado), onde Owens atacou brutalmente Jericho. O Y2J regressou no Fastlane, causando a derrota de Owens que acabou perdendo o título frente a Goldberg. Jericho era o US Champ, tendo ganho o cinturão frente a Roman Reigns no final de 2016. Após alguns confrontos, foi decidido que se enfrentariam na WrestleMania pelo US Title.

Este foi um bom combate. Teve uma história fantástica em que ambos se conheciam bastante bem devido à sua amizade. Jericho tinha aplicado um “Codebreaker” e fez o pin, porém Owens escapou colocando um só dedo nas cordas, sendo um dos grandes momentos da luta. KO acabou vencendo com um “Powerbomb” na apron.

 Minha classificação: ***½ [3,5]
Bayley (c) Vs Sasha Banks Vs Nia Jax Vs Charlotte Flair - Raw Women’s Championship Match

Bayley estava participando em uma feud com Charlotte envolvendo o título. Charlotte o reteve no Royal Rumble contra a “Hugger”. Bayley se tornou campeã após batê-la num episódio do Raw com ajuda de Sasha Banks. Esta última tinha os seus problemas com Nia Jax, já a tendo enfrentado algumas vezes. No Fastlane, Bayley reteve contra Charlotte novamente com ajuda da “Boss”. Banks se anunciou como candidata ao título na WrestleMania, mas Stephanie McMahon não pensava assim. Ela colocou Charlotte na luta pelo ouro e disse que Sasha ganharia essa oportunidade caso vencesse Bayley. Nia Jax também teve essa mesma condição. Ambas derrotaram a campeã e, por isso, o combate se tornaria numa Fatal 4-Way.

Foi uma luta mediana. Durante ela, uma das proteções do corner foi mal tirada, tendo ficado ainda no sítio. Esse canto mal exposto foi crucial para as duas últimas eliminações, ou seja, acabou por tirar toda a sua credibilidade.

-Nia Jax foi eliminada após um “Triple Powerbomb”.
-Sasha Banks foi eliminada por um “Roll-up” de Charlotte.
-Charlotte foi eliminada após sofrer um “Macho Man Elbow Drop” de Bayley.
-Bayley se manteve campeã.

Minha classificação: *** [3,0]

The Bar Vs Gallows & Anderson Vs Enzo & Cass Vs Hardy Boyz - Raw Tag Team Championship Ladder Match

Gallows e Anderson se mantiveram campeões após vencer os The Bar no Fastlane. Bar e SWAFT se enfrentaram num Raw para determinar os candidatos ao título na WrestleMania, mas o Club atacou ambos. Com isso, ficou marcada uma Triple Threat Match. As três duplas tiveram um confronto que envolveu Ladders, o que tornou o combate num Ladder Match. Mesmo antes da luta começar, os New Day, que eram os anfitriões do evento, apareceram e adicionaram os regressados Hardy Boyz a ela para a maior surpresa da noite.

Foi um combate bom em que a estipulação favoreceu bastante. Teve um bom ritmo e momentos incríveis. A maluqueira dos Hardys fez-nos reviver as grandes lutas que tiveram com os Duddleys e Edge & Christian no passado. Os Hardys venceram após Matt retirar os títulos.

Minha classificação: ***¾  [3,75]

John Cena & Nikki Bella Vs The Miz & Maryse - Mixed Tag Team Match

Toda a rivalidade começou devido à inveja de Miz que disse que Cena só recebia as oportunidades devido à gerência do show pertencer à sua família. Numa brawl que envolveu Bella e Natalya, Nattie acabou por empurrar Nikki contra Maryse nos bastidores. Numa Falls Count Anywhere realizada na semana seguinte, Maryse custou o combate a Bella. Numa edição do MizTV, Maryse deu uma tapa em Cena. Bella veio em auxílio do seu companheiro, o que obrigou que o casal Miz/Maryse fugisse do ringue. Daniel Bryan oficializou a luta para a WrestleMania.

Foi um combate fraco que apenas teve um propósito, Cena pedir Bella em casamento. Pelo menos, esse momento trouxe recordações de quando foi Randy Savage a pedir matrimônio a Miss Elizabeth.

Minha classificação: ** [2,0]

Seth Rollins Vs Triple H c/Stephanie McMahon - Unsanctioned Match

Esta rivalidade começou pós-SummerSlam 2016, quando HHH custou o Universal Championship a Rollins. Este tentou chamar Hunter por várias, incluíndo no NXT TakeOver San Antonio, mas, nessa vez, foi expulso do ringue por seguranças. Num Raw, Rollins ia confrontar Triple H no ringue, porém foi surpreendido por um ataque de Samoa Joe. Ele acabou se lesionando no joelho e quase perdeu a WrestleMania, felizmente conseguiu recuperar a tempo. Rollins continuava a querer enfrentar HHH e, por essa razão, o combate ficou marcado como um Unsactioned Match.

A luta foi fraca e previsível. Ela estendeu-se por demasiado tempo, o que acabou por fazer o público perder o entusiasmo dela, especialmente por Triple H ter uma ofensiva demorada durante grande parte do combate. Um dos pontos positivos foi o selling de Seth Rollins no seu joelho que vendeu bem a sua “lesão” e que acabou mesmo por vencer.

Minha classificação: **¼ [2,25]

Bray Wyatt (c) Vs. Randy Orton - WWE Championship Match

Esta foi uma básica história de traição. No final de 2016, Orton tinha se juntado à Wyatt Family porque não conseguia superar Bray Wyatt. Eles acabaram até mesmo por vencer um título de duplas, apesar de o perderem em pouco tempo. Orton venceu o Royal Rumble, e Wyatt conquistou o WWE Championship no Elimination Chamber. No início, Orton não quis enfrentar Wyatt por ser seu “parceiro” e abdicou da sua oportunidade. Porém, ele mudaria de ideias a virar-se contra Wyatt e, após vencer AJ Styles, iria lutar pelo cinturão na WrestleMania.

Sinceramente, eu nem sei o que dizer sobre este combate, pois foi horrível em todos os aspetos. Para começar, não existia química entre ambos. Depois tivemos o desenrolar do combate que se baseou em Orton ultrapassar os jogos de psicológicos de Wyatt, uma ideia que ficou uma autêntica m**** (desculpem o palavreado, mas não existe outra palavra para descrever). E ainda tivemos os gráficos que apareceram algumas vezes no ringue, que ainda tornou tudo pior. Realmente uma grande desilusão.

Minha classificação: -** [-2.0]

Goldberg (c) Vs. Brock Lesnar - Universal Championship Match

Esta rivalidade também começou em 2016, quando Goldberg regressou à empresa doze anos após sair. Lesnar começou dizendo algumas coisas que Goldberg não gostou como que ele vivia numa fantasia. Isso levou a um primeiro combate entre ambos na Survivor Series, o qual Goldberg venceu em um minuto e vinte seis segundos. No Royal Rumble, Goldberg voltaria a humilhar Lesnar ao eliminá-lo 20 segundos após entrar. Como já referi antes, Goldberg se tornaria Universal Champion no Fastlane após derrotar Kevin Owens. Lesnar queria mais um combate, na WrestleMania, pelo cinturão, e assim aconteceu.

Esta foi uma típica luta de troca de finishers. Foi curta, rápida e algo divertida. Goldberg começou aplicar alguns Spears e Jackhammers, porém Lesnar conseguiu sair do pin aos dois e começou a aplicar vários Suplexes, terminando o combate com um F5. A luta ajudou a animar o público devido aos combates anteriores.

Minha classificação: ***½ [3.5]

Alexa Bliss (c) Vs SmackDown Live Roster - SmackDown Women's Championship Match

Bliss venceu o cinturão que se encontrava vago, devido a uma lesão de Naomi, após vencer Becky Lynch. Ela se proclamou como a melhor mulher da divisão e, por essa razão, Daniel Bryan marcou uma luta entre ela e todo o roster feminino da marca azul. No último SmackDown antes da WrestleMania, Naomi retornou e se juntou à luta pelo cinturão.

Foi uma luta curta, mas isso ajudou a esconder as fraquezas de algumas mulheres que participaram. Teve ação no momento certo, nunca deixando o ritmo cair. Como esperado, Naomi, visto que estava na sua cidade natal, acabou ganhando a luta e recuperou o cinturão.

Minha classificação: **¼ [2.25]

The Undertaker Vs Roman Reigns - No Desqualification Match

A construção para esta luta começou no Royal Rumble quando Reigns eliminou Taker e ficaram se encarando. Após o Fastlane, ambos se confrontaram no ringue, onde Taker aplicou um Chokeslam. A luta ficou oficializada na semana seguinte. Seguiu-se apenas mais um confronto entre ambos, em que Reigns aplicou um Spear.

O combate focou-se em fazer de Reigns a nova cara da empresa. Foi agradável de se ver, porém era visível que Undertaker tinha problemas sérios devido á sua idade e lesão na anca. Houve bons spots como um Spear sobre a mesa de comentaristas. Tive pena do Taker no final que acabou sofrendo vários Superman Punches e Spears até ficar “morto”.

Minha classificação: ***¾ [3.75]

Nota final do evento: **¾ [2.75]

E assim termino mais uma edição do meu quadro. Na próxima semana, voltarei a falar do ano do lutador escolhido pelo público. Espero que todos se tenham divertido neste fim de semana até agora, e que se divirtam bastante ao ver a WrestleMania. Fiquem bem!

Sobre / Contato / Publicidade / Disclaimer / Política de Privacidade / Press Release

online / Design por: Ericki Chites