Michael Cole sobre narrar a WrestleMania: "É um dos trabalhos mais fáceis do ano" - House of Wrestling - Tudo sobre Pro Wrestling

Michael Cole sobre narrar a WrestleMania: "É um dos trabalhos mais fáceis do ano"

O comentarista da WWE Michael Cole recentemente concedeu uma entrevista ao portal USA Today para promover a WrestleMania 34. Durante a entrevista, Cole falou sobre diversos temas, entre eles sobre como ele se prepara para narrar a WrestleMania e deu sua opinião sobre Corey Graves como comentarista. Confira logo abaixo os destaques:

Sobre como ele se prepara para a narrar a WrestleMania:

"Curiosamente, para mim a WrestleMania é um dos eventos mais fáceis de narrar porque seguimos as histórias que culminam lá por meses, saber todos os detalhes que levaram os lutadores a se enfrentarem no ringue. Além disso, há muitas vezes em que, como um profissional, você não deve falar, mas para respeitar o telespectador e deixar que eles desfrutem ... por exemplo, quando a música toca, os lutadores entram e começar a descer esta enorme rampa... são momentos irrepetíveis e devemos deixar os fãs viverem eles facilmente. Quando o combate começa, você só se perde nele, se deixa levar e tudo acaba acontecendo. Grande parte do nosso trabalho este ano é focado na WrestleMania e, quando finalmente chega, você só quer aproveitar e sentir o que faz. Do ponto de vista de dados, estatísticas, etc. É claro que acessamos diferentes páginas da web para procurar informações, mas, verdade seja dita, preferimos não nos perder nesses detalhes em um evento como a WrestleMania, porque consideramos uma grande celebração".

Sobre o feedback que recebe das estrelas da WWE:

"As estrelas geralmente não dizem muito sobre o nosso trabalho, elas tendem a ser bastante respeitosas e entendem que narrar é o que fazemos para ganhar a vida 52 semanas por ano. Estou 21 anos atrás da mesa de comentaristas da WWE e a maioria das superestrelas respeita o que fazemos e respeita as histórias que tentamos contar, especialmente quando se trata da programação semanal. O Monday Night Raw é um programa de três horas, mas se você olhar para os combates que inclui, cada um geralmente dura uma média de 10 minutos, portanto, temos apenas 10 minutos para contar suas histórias. Lutadores entendem as limitações de tempo a que estamos sujeitos e nós fazemos o que podemos para explicar essas histórias enquanto nós explicamos o que está acontecendo no ringue. Além disso, alguns também são muito pró-ativos... se há algo que eles querem que mencionemos durante a luta, eles vêm e nos contam."

Sobre trabalhar com Corey Graves:

"Corey carrega a locução no sangue, sai de maneira natural. Há pessoas que, quando você escuta, você sabe que vai ser grandes comentaristas, mesmo sem experiência anterior... a primeira coisa que vem à mente é Tazz. Quando, anos atrás, comecei a trabalhar com ele no Sunday Night Heat e durante o tempo que foi parte da equipe do SmackDown, eu sabia que, graças a sua personalidade e ética de trabalho seria um grande comentarista. Com Corey aconteceu a mesma coisa ... depois de trabalhar várias vezes com ele na cabine do Performance Center, quando ele estava fazendo a transição de lutador para comentarista, eu sabia que Corey tinha esse dom, porque é muito rápido, tem experiência no ringue, foi um campeão... também é irônico, é divertido e ele dá seu toque pessoal ao que ele diz. Ele é um ótimo profissional no microfone e, desde o começo, eu sabia que ele ia ser".

Sobre / Contato / Publicidade / Disclaimer / Política de Privacidade

online / Design por: Ericki Chites