HOW Star Ratings - WWE Backlash 2018 - House of Wrestling - O melhor do Wrestling!

HOW Star Ratings - WWE Backlash 2018

Olá galerinha da House of Wrestling, aqui quem escreve para vocês é Josué Elias, colunista da HOW, trazendo mais um HOW Star Ratings, dessa vez com a intenção de analisar os combates que ocorreram no último PPV da WWE, o BackLash, que ocorreu no último domingo, dia 6 de Maio desse ano. Então, sem mais enrolações, vamos para as análises:


WWE Intercontinental Championship Match: Seth Rollins (c) (w) vs. The Miz - 4.25


Storytelling: 0.50
In-Ring Execution: 1.00
Match Psychology: 1.00
Timing: 1.00
Innovation: 0.75


Resultado: Chega de The Miz na rota pelo Título Intercontinental. Ninguém aguenta mais e é melhor que ele bata o recorde daqui a alguns anos, num booking bem pensado e preparado. Muito melhor do que ficar empurrando ele goela a baixo quando ninguém mais aguenta ver ele com o título. Seth Rollins ter mantido é a escolha correta, gostando ou não da escolha. The Miz saturou no ano passado e esse ano é bom tentar outros rumos. 

Combate: Foi esplendoroso, principalmente pela atuação magnífica no Match Psychology que ambos protagonizaram. Foi tudo meticulosamente bem colocado na sequência dos eventos apresentados. A venda da lesão na perna de Seth Rollins se tornou atrativa ao desenvolvimento do combate, não quebrou o ritmo, e se tornou influente e determinante no rumo do combate. Os dois kickouts nos momentos ápices do combate foram explosivos no que se refere ao envolvimento da Crowd, que esteve presente durante todo o combate, em vista da identificação que ambos conseguiram ter com o público, seja com as vibrações negativas contra The Miz, seja com as vibrações positivas a favor de Seth Rollins. Faltou mais elementos de história pro combate se tornar mais lúdico e diferencial do que foi, apesar de que a história em si que foi contada tenha sido muito boa.

WWE Raw Women's Championship Match: Nia Jax (c) (w) vs. Alexa Bliss - 1.75


Storytelling: 0.50
In-Ring Execution: 0.25
Match Psychology: 0.25
Timing: 0.50
Innovation: 0.25


Resultado: Novamente, não havia motivo para uma mudança agora. Nia Jax é uma Personagem dominante de forma natural e convincente, então, o mínimo para ser compatível com o que ela merece e com o que é mais interessante pro reinado e para a divisão feminina agora, é que ela leve o título por mais alguns meses. Enquanto isso, Alexa Bliss pode ficar de molho por enquanto.

Combate: Muito fraco e sem nenhuma empolgação. Nada feito no combate serviu para empolgar. Os poucos momentos que pensávamos que ia sair algo diferente, ou pelo menos algo clichê da terceira corda, não saiu. A maioria dos movimentos foram comuns demais, até por conta da diferença de pesos limitar bastante o Move Set da Alexa Bliss.

WWE United States Championship Match: Jeff Hardy (c) (w) vs. Randy Orton - 2.50


Storytelling: 0.50
In-Ring Execution: 0.50
Match Psychology: 0.50
Timing: 0.50
Innovation: 0.50


Resultado: Mais uma retenção de título, mas dessa vez num combate onde o resultado não era tão previsível quanto os outros. Apesar de que eu não sei qual é o propósito ainda de Jeff Hardy ser campeão, como ele venceu Orton, acredita-se que ele desempenhará no futuro o papel de elevar algum jovem talento. Cien Almas? Talvez.

Combate: Muito apático, com um ritmo muito sonolento e sem nenhuma empolgação. Ao menos, a química entre ambos estava boa, mas eles não conseguiam energizar a Match e acabou que ela não saiu da mera normalidade. Sem muitos defeitos mas também sem nenhuma qualidade a se destacar. Jeff Hardy até trouxe momentos interessantes, como a voadora do lado de fora do ringue e a sequência final com o Twist of Fate e o Swanton Bomb. Randy Orton ficou responsável pela aplicação de dois belos Dropkicks e parou por aí. Novamente a preguiça parece ter tomado conta de Orton.

Single Match: Big Cass vs. Daniel Bryan (w) - 2.00


Storytelling: 0.25
In-Ring Execution: 0.50
Match Psychology: 0.50
Timing: 0.50
Innovation: 0.25


Resultado: Era natural que Daniel Bryan vencesse. Saíram rumores de que a WWE estava planejando um grande Push pro Big Cass para estabelecê-lo como um gigante dominante do SmackDown, em contraponto ao Braun Strowman do Raw. Sinceramente, eu não via necessidade disso pro SmackDown, e se quiserem um gigante dominante lá, que seja um nome mais Hypado e sem usar o Daniel Bryan para elevá-lo, já que ele acabou de retornar e está precisando de uma moral.

Combate: Mais do mesmo. Nenhum dos dois mostraram algo diferente do habitual e a luta permaneceu morna do início ao fim. Não fosse a Crowd gritando a cada movimento de Daniel, a empolgação desse combate se reduziria a zero. Aliás, não conseguiram fazer com que o Cass tivesse seu papel bem definido na Match. Uma estratégia interessante seria ver o Big Cass dominando Daniel de forma ''assustadora'', para gerar preocupação com o mesmo, e aumentar as expectativas para um final ''feliz''. Não fizeram isso e nem sequer se preocuparam em mostrar algum embate que demonstrasse a diferença física de ambos.

WWE SmackDown Women's Championship Match: Carmella (c) (w) vs. Charlotte - 1.75


Storytelling: 0.25
In-Ring Execution: 0.50
Match Psychology: 0.25
Timing: 0.25
Innovation: 0.50


Resultado: Tenho que confessar que eu não curto muito a Carmella com o título. Acredito que para a vencedora no MITB, foi até um momento bom a utilização do contrato. Mas o meu problema é com a Carmella. Acho que muita gente poderia estar no lugar dela agora. Só que isso são águas passadas, pois querendo ou não, sabíamos que a hora dela iria chegar. E mesmo eu não gostando dela com o título, uma forma de adiar enfrentamentos melhores para PPV's maiores é ela permanecer com o título. Tomara que seja por enquanto e que ela passe o título para Wrestler's que merecem e precisam mais dele.

Combate: Novamente a WWE parece ter tido a intenção de apresentar algo que fizesse a gente arrancar os olhos de tão ruim. Sinceramente, perde até o gosto de avaliar isso. E olha que não foi apenas culpa da WWE por não ter dado um tempo decente, ou por ter gasto 16 minutos do Show com um segmento (ala Monday Night Raw) irrelevante que serviu apenas para diminuir o próprio Elias Samson e tirar tempo de outros combates. Carmella atuou muito mal na aplicação dos golpes e sua variação no Chain Wrestling é quase inexistente, de forma que suas chaves travavam qualquer possibilidade de desenvolvimento do combate. Charlotte novamente, por mais grande Wrestler que seja, pecando feio no Selling dos golpes. Se duvida, basta rever o Sell que ela fez no Slam revertido da Carmella. De erros em erros, o combate que não tinha uma proposta clara e envolvente simplesmente ruiu e decepcionou até as expectativas do mais pessimista fã de Pro Wrestling possível. E nem preciso falar da forma anti climática que terminou esse combate. Uma dor na perna (que veio do nada) por aterrissar de um Moonsault da terceira corda, foi o suficiente para a Charlotte não conseguir sair de Roll-Up em que o juiz em vez de contar 3 segundos, contou 3 anos. Estamos às vésperas da Copa do Mundo no Qatar e a Charlotte ainda não saiu do Roll-Up. (Para quem não entendeu, é uma sátira à forma mal aplicada desse Roll-Up e à escolha da WE por esse final broxante).

WWE World Championship No Disqualification Match: AJ Styles (c) vs. Shinsuke Nakamura - 3.25


Storytelling: 0.25
In-Ring Execution: 0.75
Match Psychology: 0.50
Timing: 1.00
Innovation: 0.50


Resultado: Até o que está bom a WWE consegue estragar. O combate se desenhava bem, o clima de expectativa para quem seria o vencedor começava a se formar, a empolgação do público com o combate começava a tomar forma. E o que acontece? Ambos são desqualificados num combate SEM DESQUALIFICAÇÃO por ficarem 10 segundos no chão. Se alguém conseguir explicar eu ficaria agradecido, pois pelo que não me falhe a memória, ficar 10 segundos no chão é desqualificação. Mais uma vez a WWE resolve cagar o que era incagável. A WWE consegue alcançar um nível único de caganisse. Daqui a pouco eles vão conseguir superar a TNA no quesito.

Combate: O combate apresentou diversos problemas ao longo do caminho. Mas mesmo com os problemas, por um momento parecia que ele ia engrenar e que veríamos uma verdadeira obra prima. Fomos tapeados mais uma vez. Assim que o combate começou a tomar corpo de uma 4 Stars, decidem terminar o combate de um jeito que estragou não só o Storytelling (pelo simples fato do final não fazer nenhum sentido) como também o Match Psychlogy, que para manter a perfeição, precisava de um desfecho que levasse o público ao delírio. A escolha da WWE por esse final foi tão sem noção, que mesmo o empate significando a retenção de AJ Styles, o Wrestler mais Over com o público da WWE nos últimos dois anos, o público vaiou. E não vaiou por conta do resultado. Vaiou pela péssima qualidade do produto apresentado. Esse combate e esse Show não valeu o ingresso que nenhum deles pagaram. Um absurdo! E se você não assistiu esse combate, não perca seu tempo. Vá assistir Grey's Anatomy que você ganha muito mais.

Tag Team Match: Kevin Owens & Sami Zayn vs. Braun Strowman & Bobby Lashlay - 1.00


Storytelling: 0.25
In-Ring Execution: 0.25
Match Psychology: 0.25
Timing: 0.25
Innovation: 0.00


Resultado: Mais do que normal a vitória de Bobby Lashlay e Braun Strowman. Estranho seria se acontecesse o contrário. Mas colocarem uma certa tensão no relacionamento entre Sami Zayn e Kevin Owens parece ser um caminho interessante, ainda que seja difícil, imaginar ambos como Heel rivalizando entre si. É provável que um deles faça uma Face Turn para que essa rivalidade amadureça, e alguma coisa me diz que vai ser o Kevin Owens, já que ele nunca foi testado como Face e já que o público gosta dele. Isso é algo que eu como Booker não faria, porém, parece ser o caminho mais provável.

Combate: Uma verdadeira obra prima (ironia)! Basicamente foi um combate PPV que mais parecia um combate de Show semanal que serviu unicamente para mostrar para a gente ''Ah, olha só, parece que Sami e Owens vão rivalizar''. Bobby Lashlay e Braun não conseguiram fazer nenhum movimento interessante e Sami e Owens não fizeram absolutamente nada na partida. Não deram condições nenhuma para desenvolver algo realmente bom, e a qúimica entre as Tags foi simplesmente inexistente. Não fizeram nem mesmo um final um pouco mais bem elaborado para dar um Pop ao público. Lamentável!

Single Match: Roman Reigns (w) vs. Samoa Joe - 2.25


Storytelling: 0.50
In-Ring Execution: 0.50
Match Psychology: 0.50
Timing: 0.25
Innovation: 0.50

Resultado de imagem para roman reigns vs samoa joe backlash 2018

Resultado: Samoa Joe dificultou a vida de Roman Reigns, não vendeu fácil a sua derrota, e ao menos isso a WWE acertou. O resultado é questionável, pois o Samoa Joe está voltando, e seria interessante dá essa moral agora pro Samoa Joe, para ir em peso para uma disputa pelo Título Intercontinental. Porém, estamos falando de Roman Reigns, que é um dos adversários mais difíceis de ser batido, então, já era de se esperar que ele vencesse. Se era o ideal, duvido muito. Se for para ele perder seu terceiro combate pro Lesnar, não acho que tenha sido uma vitória que valha a pena. 

Combate: Tinha tudo para ser um grande combate. Mas como Main Event de um dos piores PPV's dos últimos anos, esse combate serviu apenas para confirmar que o Main Roster da WWE precisa urgentemente de melhoras. O que fizeram com Samoa Joe? Samoa Joe que tem um Move Set bastante intenso não usou nem 3% de seus moves. Seu move mais utilizado foi um Head Lock interminável, que quebrou o clima inicial da Match, que já começou com um Spot de Joe em Reigns em cima da mesa dos comentaristas. Não faz sentido você cortar esse clima construído inicialmente com um Head Lock broxante que demora mais de 2 minutos. Colocaram o ''estilo WWE'' no Wrestling de Samoa Joe e estragaram ele no Main Roster, que de mais interessante faz um mero Suicide Dive. O Finisher dele é tão mal preparado pro Clímax da Match que o Coquina Clutch já está enjoativo e ineficiente para gerar alguma vibração positiva do público. Roman Reigns fez o de sempre, com o acréscimo de um Spine Buster que não fez efeito nenhum de tão mal aplicado. Não fizeram uma história envolvente e não inovaram em praticamente nada. Entregaram mais do mesmo, um clichê barato, sem sal e demorado, sem ritmo algum. O combate parecia uma eternidade com menos de 10 minutos e fizeram tudo no tempo errado. Apressaram o Spear e os Comeback's quando o público ainda nem havia ingerido as etapas de introdução e desenvolvimento do Clímax. Jogaram fora uma excelente oportunidade de termos um grande combate.


Então galera, esse foi o HOW Star Ratings de hoje, e desculpa pela demora para sair, mas o importante é que saiu. Vou ver se entrego o mais rápido possível a análise dos combates do Dontaku Day 2 da NJPW, onde tivemos o grande enfrentamento entre Tanahashi e Okada. Será que o Meltzer exagerou no 5.50? Será que foi para tudo isso? Veremos!

Sobre / Contato / Publicidade / Disclaimer / Política de Privacidade / Press Release

online / Design por: Ericki Chites