Last 12 #14 - O tombo de Titus O'Neil - House of Wrestling - O melhor do Wrestling!

Last 12 #14 - O tombo de Titus O'Neil


Sejam bem-vindos a mais uma edição do meu espaço semanal. Para hoje, temos uma das edições mais marcantes da história do quadro com a participação do Titus Worldslide que venceu a votação com uns incríveis 26 votos. Vamos lá cair começar.

Início da Titus Worldwide e run pelos Raw Tag Team Titles

Não é surpresa nenhuma que Titus O’Neil tem sido um jobber durante grande parte da sua carreira na WWE. Ele recrutou Apollo Crews para a sua stable, a Titus Worldwide” quando este se transferiu para o Raw no Shake-Up do ano passado. Em junho, ele também fez parceria com Akira Tozawa, o que representou talvez o momento de mais sucesso da stable. Tozawa teve algum destaque na divisão Cruiserweight e acabou por ser campeão, no entanto, o seu reinado duraria apenas 6 dias. Tozawa saiu da stable ainda em 2017 para continuar como lutador individual. Por fim, o último membro da Titus Worldwide é Dana Brooke, que atua como manager do grupo.

Eu poderia me alargar bastante nesta edição se falasse do ano completo do Titus. No entanto, vou colocar todas as suas “jobbadas” de parte e falar somente da sua run pelos Raw Tag Team Championships e a sua famosa queda.

No dia 8 de janeiro de 2018, Titus O’Neil e Apollo Crews enfrentaram os campeões de equipas, os The Bar. De forma surpreendente, Titus realizou um “Roll-up” em Sheamus para conseguir a vitória. Eles se enfrentaram mais uma vez na semana seguinte e, após Jason Jordan aparecer e distrair Sheamus, Crews fez um “Roll-up” para a Titus Worldwide vencer novamente os campeões. Essas duas vitórias levaram a uma luta envolvendo o cinturão no Raw de dia 29 de janeiro. Dessa vez, os The Bar alcançaram a vitória e se mantiveram campeões. Passadas três semanas, um novo combate ocorreu entre as duplas e, mais uma vez, os Titus Worldwide alcançaram a vitória por “Roll-up”. Eles conseguiram ganhar uma nova chance de lutar pelos títulos no Elimination Chamber, porém falharam novamente. Eles teriam um último encontro no Raw seguinte, em uma 2-out-3 Falls, mas os The Bar venceram por 2-0.

A queda lendária

Apesar da sua run pelos títulos de duplas, o maior momento do ano de Titus O’Neil ocorreu de forma pouco vulgar. No dia 27 de abril, a WWE deslocou-se até à Arábia Saudita para realizar um mega-evento de nome Greatest Royal Rumble. O combate principal do show foi uma Royal Rumble Match de 50 lutadores, sendo o maior combate realizado nessa estipulação. Já numa fase avançada da luta, talvez com uns 50 minutos, Titus O’Neil entrou com o número 39. O que parecia uma simples entrada de um jobber no combate tornou-se no melhor momento do evento. Titus corria para entrar no combate e, quando chegou na ringside, deu uma enorme queda que o fez deslizar para debaixo do ringue. Toda a gente se riu, incluindo o próprio Vince McMahon que mandou passar o insólito momento por algumas vezes. Esse acontecimento foi tão marcante que passou a integrar a gimmick do Titus. Vocês poderão assistir à queda e algumas reações no vídeo abaixo.


Considerações finais

Não existe muito que se possa dizer acerca do ano de Titus O’Neil. Foi um jobber durante grande parte dele, teve uma run pelos títulos de duplas e caiu. Talvez tenha um pequeno push nestas próximas semanas devido ao tombo, porém isso acabará por ser esquecido com o tempo.

E assim termino esta edição, pois não tenho mais nada a acrescentar. Foi curta, mas espero que tenham gostado. Não se esqueçam de votar nos comentários, pois é com base nos vossos votos que decido o protagonista da próxima edição. Tenham uma boa semana e até à próxima.
COMENTÁRIOS

Sobre / Contato / Publicidade / Disclaimer / Política de Privacidade / Press Release

online / Design por: Ericki Chites