Last 12 #15 - O extraordinário ano de Kazuchika Okada - House of Wrestling - O melhor do Wrestling!

Last 12 #15 - O extraordinário ano de Kazuchika Okada

Sejam bem-vindos à décima quinta edição deste espaço, onde irei falar sobre os últimos 12 meses de um grande lutador, Kazuchika Okada.

O reinado intocável 

Okada começou o ano de uma grande forma, tendo vencido nomes como Kenny Omega, Minoru Suzuki, Katsuyori Shibata ou Bad Luck Fale para reter o IWGP Heavyweight Championship. A referida luta contra Omega, que se realizou no Wrestle Kingdom 11, fez história e alcançou uma nota de ****** [6.0] no Wrestling Observer de Dave Meltzer que considerou a luta como a melhor que alguma vez viu. A luta contra Shibata também entrou para história, porém pelos motivos errados. Durante a match, Shibata acertou uma cabeçada stiff que lhe causou um hematoma subdural. O japonês colapsou nos bastidores e teve que ser submetido a uma cirurgia de emergência. Para tristeza de todos os fãs de wrestling, aquele pode ter sido o último combate da carreira de Shibata.

Após a sua match contra Bad Luck Fale, Okada fez um discurso onde anunciou que queria enfrentar novamente Kenny Omega no Dominion. Por mais uma vez, ambos os lutadores fariam história. Seria a primeira luta na empresa em 12 anos a não ter um vencedor dentro do tempo limite de 60 minutos. O empate serviu para Okada se manter como campeão. A match seria novamente bem recebida pelos fãs e por Meltzer, que lhe atribuiu uma nota de ******¼ [6.25], se tornando na luta mais bem classificada de sempre.

A sétima defesa do seu reinado ocorreu no G1 Special in USA, onde Okada colocou o IWGP Heavyweight Championship em jogo frente a Cody. O japonês venceu e continuou assim. Apesar de Cody não ser um excelente performer, Okada conseguiu tirar uma 4,5* dele, sendo a melhor luta da carreira do ex-WWE até ao momento.

Com a vitória nos Estados Unidos, Okada ganharia ainda mais ímpeto para a sua participação no G1 Climax. Durante o torneio, no Bloco B, ele conseguiu 6 vitórias, sendo elas frente a Michael Elgin, Satoshi Kojima, Juice Robinson, Tama Tonga e Toru Yano. Okada teve também um empate frente a Minoru Suzuki e ainda perderia 2 lutas, uma contra Kenny Omega e outra com EVIL. A sua match frente a Omega foi a última do seu grupo e o vencedor passaria à final. Com a derrota, Okada ficou na segunda posição do Bloco B. O combate recebeu novamente uma grande nota da parte de Meltzer, ****** [6.0].

Devido à vitória de EVIL frente a Okada no G1, o membro dos Los Ingobernables de Japon receberia uma chance pelo título pertencente ao líder da CHAOS. Okada conseguiu a vitória após aplicar um “Rainmaker” e se mantinha como campeão. Com esse triunfo, Okada passou a ter o maior reinado da história do IWGP Heavyweight Championship, passando o antigo recorde de 489 dias pertencente a Shinya Hashimoto.

Tetsuya Naito, que venceu o G1 Climax após derrotar Kenny Omega na final, teria a oportunidade de se tornar campeão no Wrestle Kingdom 12 frente a Okada. No dia anterior ao evento, o japonês também passaria a ser o lutador que mais tempo deteve o prestigiado cinturão, batendo o recorde de 1.358 de Hiroshi Tanahashi. No WK, em mais uma grande luta, Okada derrotou Naito e continuaria a ser um campeão imbatível.

Kazuchika Okada continuou a fazer grandes combates e a conquistar importantes vitórias para a sua carreira. No New Beginning em Osaka, ele derrotou SANADA em uma match impressionante. Quase um mês depois, no 46º aniversário da NJPW, Okada bateu o seu parceiro da CHAOS, Will Ospreay. No dia 1 de abril, ele enfrentou Zack Sabre Jr, que tinha vencido a New Japan Cup, e conquistou mais um triunfo.

Após a luta contra o membro da Suzuki-Gun, Okada e Hiroshi Tanahashi teriam um confronto que culminou em uma match entre ambos no Wrestling Dontaku. Okada conseguiu outra grande vitória em um combate recebido por *****½ por Meltzer, se tornando na sua quarta match a receber 5*+ em apenas 1 ano e 4 meses. Com esse triunfo, Okada também passou a ter o maior número de defesas em um reinado com o IWGP Heavyweight Championship, batendo o recorde de 11 defesas que pertencia ao próprio Tanahashi. Após a luta, Okada fez um discurso onde disse que já bateu todos os grandes nomes da empresa, mas que tinha ainda alguns assuntos pendentes com Kenny Omega, pois tinham 1 vitória para cada lado e 1 empate. Omega aceitou o desafio sob a condição de ser uma 2-out-3 Falls sem tempo limite, estipulação essa que o campeão aceitou. Por isso, no próximo dia 9 de junho,no mítico Osaka-jo Hall, teremos aquela que possivelmente será lembrada como a melhor luta de todos os tempos.

Considerações finais

Não existem palavras para descrever o quão bom é Kazuchika Okada, pois estamos perante o talvez melhor performer que existiu na indústria do Wrestling profissional. Estamos a falar de alguém que realizou mais de 20 lutas com mais de 4* em pouco mais de um ano, o que é um grande feito. O último ano dele foi completamente extraordinário, pois ele bateu todos os recordes que existem do IWGP Heavyweight Championship e realizou algumas das melhores matches de sempre. E o bom de tudo é que isso não terminará tão depressa.

É assim que eu termino esta edição sobre alguém único como Okada. Deixem o vosso voto nos comentários, pois é com base neles que eu escolho o protagonista da próxima edição. Espero que tenham gostado e que tenham uma boa semana.

COMENTÁRIOS

Sobre / Contato / Publicidade / Disclaimer / Política de Privacidade / Press Release

online / Design por: Ericki Chites