HOW Fantasy - G1 Cup 2018 - "The Finals"

HOW Fantasy - G1 Cup 2018 - "The Finals"

Este domingo, dia 22 de julho, a House of Wrestling realiza a grande final da G1 Cup diretamente do Nippon Budokan, em Tokyo.

O grande destaque da noite vai para o combate que valerá o troféu do prestigiado torneio. Por um lado, Pete Dunne, vencedor do Block B, já está confirmado para a luta, porém, no Block A, ainda não temos certeza quanto ao vencedor. Como abertura teremos uma Triple Threat Match para conhecer o último finalista entre Edge, Daniel Bryan e Mike Bennett. Quem ganhará o ouro e a chance de se tornar campeão no Summerslam?

Outro destaque vai para a luta entre campeões que irá acontecer. O HOW Champion Davey Richards irá enfrentar o World Heavyweight Champion Christian em uma inimaginável Dream Match. Quem irá se destacar como o campeão supremo da HOW?

Confira o card do evento:

* Edge Vs Daniel Bryan Vs Mike Bennett para decidir o vencedor do Block A
* Intercontinental Championship Match: Ricochet (c) Vs Tommaso Ciampa
* Atlas Championship Match: Adam Cole (c) Vs La Sombra
* Debut Open Challenge: Lars Sullivan Vs ------
* Singles Match: Batista Vs BONE SOLDIER
* Champion Vs Champion: HOW Champion Davey Richards Vs World Heavyweight Champion Christian
* G1’s Cup Final: Pete Dunne Vs Edge/Daniel Bryan/Mike Bennett

Confira tudo isso e muito mais, domingo, a partir das 19:30 horas em exclusivo na House of Wrestling.

Cobertura



O show começa com um breve resumo de todo o torneio e destacando as lutas que iremos ter hoje. A primeira, que começará já de seguida, será para conhecer o vencedor do Block A é será entre Edge, Daniel Bryan e Mike Bennett.

O Hardcore Champion Edge realiza a sua entrada ao som de “Requiem”, seguido por Mike Bennett que entra com “Suffer unto Me”. Por fim, Daniel Bryan aparece com “Flight of the Valkyries”.

Block A Winner’s Match: Edge vs Mike Bennett vs Daniel Bryan

(21:47) Esta foi uma luta onde o público estava bem animado. Os três lutadores deram tudo de si em busca de chegar à final, mas apenas um podia vencer. Todos tiveram as suas chances de o fazer, porém se mostraram incapazes de finalizar. O combate teve o seu fim quando Daniel Bryan estava aplicando um “Yes! Lock” em Edge no centro do ringue e com Bennett caído fora do mesmo. Edge resistiu durante mais de um minuto e se preparava para desistir, mas Maria entrou em ringue e segurou a sua mão, o impedindo de desistir. Edge estava em total sofrimento até que Bennett recupera e atinge Bryan com uma forte cadeirada, o fazendo largar a manobra. O “Miracle” o atirou para fora do ringue e, após levantar Edge, ele aplicou um “Miracle in Progress” para a contagem de três. É isso mesmo, pessoal, Mike Bennett está na final!

Vencedor: Mike Bennett

Bennett se levanta lentamente com ajuda da sua esposa e ambos comemoram enquanto Bryan e Edge lamentam a sua derrota.

Comerciais…

Uma vinheta sobre Lars Sullivan é exibida no telão e o mesmo aparece enquanto “Freak” ecoa na arena. Ele fica esperando no ringue até tocar “Vortex” e Dave Crist realizar a sua entrada, aceitando a Open Challenge.



Singles Match: Lars Sullivan vs Dave Crist

(1:39) Lars impõe a sua força de forma bastante dominante e fez o que quis de Crist. Ele terminou rapidamente a luta com um “Freak Accident”.

Vencedor: Lars Sullivan

Lars não parece satisfeito e volta a levantar Crist, atirando-o de forma bastante violenta para o exterior do ringue. Ele acaba aplicando um “Freak Accident” em cima da mesa dos comentaristas e, após isso, abandona a arena.

Comerciais…

Vemos um resumo da luta entre La Sombra e Adam Cole a contar para a G1 Cup, onde”El Ídolo” surpreendeu e venceu. O mexicano entra com “Making the Difference” e é seguido pelo Atlas Champion que vem ao som de “Undisputed”.

Atlas Championship Match: Adam Cole (c) vs La Sombra

(13:05) La Sombra fez a luta da sua vida em busca de tentar capturar o seu primeiro cinturão na empresa. No entanto, Cole se mostrou resiliente e evitou a contagem de três após sofrer um “Hammerlock DDT”. O campeão acabou por reter o seu título após aplicar um “Springboard Dragonrana”.

Vencedor: Adam Cole

O ainda campeão fica comemorando a sua vitória com um sorriso irônico em seu semblante. Ele faz o seu típico grito de “ADAM COLE BAY BAY” e o público entoa também a frase.

Comerciais…

Vemos um pequeno resumo dos ataques/interferências que BONE SOLDIER fez contra Batista nos últimos dias. O “Animal” entra com “I Walk Alone” e SOLDIER vem de seguida.

Singles Match: Batista vs BONE SOLDIER

(11:49) Batista dominou durante parte da luta, castigando o seu oponente pelas suas ações pretéritas. No final, quando ele se preparava para finalizar com um “Batista Bomb”, Karl Anderson e AJ Styles vieram do público e o começaram a atacar.

Vencedor: Batista by DQ

A campainha soa e o árbitro tenta acalmar as coisas, porém o Bullet Club o empurra para fora do ringue, o colocando inconsciente e continua atacando Batista. Após um longo castigo, eles aplicam os seus finalizadores e acabam abandonando o ringue sobre audíveis vaias do público.

Comerciais…

Está na hora da luta que vale o Intercontinental Championship entre Ricochet e Tommaso Ciampa. O candidato aparece primeiro ao som de “Enemies” e é seguido pelo campeão que entra com “Live Long The King”.

Intercontinental Championship Match: Ricochet (c) Vs Tommaso Ciampa

(15:30) Esta foi uma luta bastante equilibrada entre os dois lutadores. Ao contrário da luta na G1 Cup, Ricochet se mostrou atento e não caiu nos mesmos erros, mostrando ter estudado o seu oponente. Ciampa teve perto de finalizar a luta com um “Running Knee Smash”, mas o campeão se desviou e aplicou um “Vertigo” que lhe deu a vitória.

Vencedor: Ricochet

Ricochet foi até ao corner levantar o seu título, porém Ciampa o empurrou para fora do ringue e começou a atirá-lo diversas vezes contra a barricada. De seguida, ele o levou novamente para o ringue, onde se preparava para aplicar um “Project Ciampa”, mas Daniel Bryan aparece e o impede! O “GOAT” começa a socá-lo bastante violentamente em jeito de vingança pelos ataques que sofreu durante a G1 Cup. Ciampa entretanto consegue fugir e abandona a arena com um ar algo irritado. Passados alguns segundos, Bryan também ia embora, mas Ricochet o impede e pede um microfone para falar.

Ricochet: Bryan, não vás embora, tem algo que estou há muito para falar com você. Eu e o Roman Reigns estamos há algum tempo a procurar um novo membro para substituir Chris Jericho na BIAE. Você teve grandes performances na G1 Cup e, ambos concordámos que você poderia ser esse sangue fresco a entrar no nosso dominante grupo. Aceita o…

Ricochet é interrompido por “Voices” que ecoa na arena, e Randy Orton surge bastante irritado indo em direção do ringue.

Orton: Eu estou farto destes vossos joguinhos do Reigns. Ele está com tanto medo que nem foi capaz de vir até aqui convidar o Bryan porque sabe que eu estava na arena e poderia aparecer a qualquer momento. Ricochet, ou você chama o seu líder imediatamente, ou será você a sofrer na pele aquilo que eu lhe quero fazer!

Assim que Orton terminou de proferir essas palavras, “The Truth Reigns” ecoa na arena e finalmente o “Big Dog aparece sob algumas vaias. Ele adentra no ringue e fica encarando Orton até começar a falar.

Reigns: Hey, Randy, não fique pensando que tudo gira á sua volta. Eu não apareci aqui porque sabia que o Ricochet era capaz de dar conta disto sozinho, e não porque estou fugindo de você. Eu já lhe disse que você não passa de um semi aposentado fracassado e que nada tenho a ganhar contra você, não me faça perder o meu tempo!
Orton: Fique sabendo que eu não irei lhe deixar em paz enquanto não aceitar o meu desafio. Não me importo se você anda acompanhado pelos seus amigos ou não, pois eu apenas quero lutar com você e estou disposto a tudo para o fazer.
Reigns: Espere, eu ouvi bem? Você disse ‘tudo’? Isso é algo que em já me deixa pensando em aceitar o combate, porque eu simplesmente já estou farto de aturar você e as suas birras. Quer uma luta? Então assim teremos, mas sob as minhas condições. Eu mantenho ela como uma Last Man Standing, porém quero que você coloque em jogo a sua carreira. Esta será a oportunidade que tanto esperava para terminar de vez com o inútil que você é, Randy.

Orton: Eu aceito!

Orton profere apenas essas duas palavras com um ar determinado e, após ficar encarando Reigns, ele parte para cima dele com um “Lou Thez Press” e começa a socá-lo, porém Ricochet ajuda o seu parceiro. Daniel Bryan ainda está no ringue, mas encostado a um canto sem saber o que fazer nesta situação, pois ele não estava preparado para o convite para se juntar à BIAE. Ricochet e Reigns estão agora controlando Orton e, após aplicarem um “Double Powerbomb”, a “Víbora” fica em posição de sofrer uma “Running Knee” de Bryan. Este olha para Reigns, que fica repetindo várias vezes ‘Sim ou não?’ para o “GOAT”. O público fica gritando “No”, pois sabe que a BIAE pode ser uma escolha ruim para a carreira de Bryan, deixando este bastante indeciso. Orton acaba se levantando e quando se vira...RUNNING KNEE!! Após aplicada a manobra, Bryan se aproxima de Reigns e o cumprimenta, aceitando então o convite para entrar na stable. O “Big Dog” lança um sorriso irônico antes dos três abandonarem o ringue sob vaias da crowd.

Comerciais…

Vamos agora presenciar o combate entre os dois campeões principais da empresa. O World Heavyweight Champion Christian aparece primeiro ao som de “Just Close Your Eyes”, seguido pelo HOW Champion Davey Richards que entra com “Antichrist Superstar”.

Champion vs Champion: Christian vs Davey Richards

(0:10) Davey já começa a Match tentando um Running Dropkick contra Christian no Corner, mas ele consegue desviar e vai para o outro lado do ringue. Davey se levanta e faz gestos que seu adversário escapou por pouco. Eles medem forças e Christian consegue um Headlock que rapidamente e revertido por Richards que o joga nas ropes e tenta um Thrust Kick, mas Christian se segura nas ropes e espera seu adversário partir pra cima e o acerta com o cotovelo e então completa com um Clothesline!

Davey se recompõe e fica andando pelo ringue enquanto é observado por seu adversário, ele então resolve tentar mais uma vez medir forças, porém quando Christianse aproxima, Richards acerta uma joelhada em seu estômago e começa a chutar o peito o seu peito até o Corner não dando nenhuma chance ao 'Captain Charisma' de se defender. Davey deixa Christian caído no Corner e faz sua taunt para o público e tenta um Hesitation Dropkick, mas é surpreendido quando Christian consegue rolar para fora do ringue no último segundo. Davey vai atrás dele e Christian o acerta com um Dropkick que o joga na barricada!

(14:00) Davey e Christian trocam cotoveladas no ringue. Um replay de Christian errando um Killswitch e abrindo espaço para Davey atacar sua perna incansavelmente é exibido. Davey consegue a vantagem e aplica um Spinning Elbow, logo depois ele pega impulso nas ropes para aplicar um Leaping Clothesline! Christian se levanta com dificuldades e recebe um Running Knee que o faz ajoelhar, e isso abre espaço para Richards aplicar mais Shoots Kicks em seu peito, mas seu adversário fica gritando se é só isso que ele tem, então Davey pega impulso nas ropes bastante irritado, e acaba sendo surpreendido por um Spear! Christian começa a mostrar uma reação, quando seu adversário se levanta ele aplica um Snap DDT! 1..........Kick out!

Christian vai para a top Rope e tenta um Frog Splash, porém Davey rola no último instante e o Captain Charisma vai com força ao tablado! Davey aproveita a oportunidade e tenta fechar um Kimura Lock em seu adversário, mas Christian consegue se soltar e tenta um Small Package: 1.......2......Davey se solta já fechando um Kimura Lock! Christian se desespera no centro do ringue e tenta se arrastar, mas Davey faz uma transição e fecha um Ankle Lock agora! Christian tenta ficar de pé e não consegue, então ele começa a chutar o rosto de seu adversário até ele soltar o move. Christian se levanta sentindo dores na perna e tenta partir pra cima de Richards, mas é recebido com um Leg Sweep que o joga de cara no chão!

Christian fica de joelhos e Davey pegando impulso nas cordas aplica um Shinning Wizard! Não satisfeito ele levanta seu adversário e faz um Bridging German Suplex! 1.........2.....Davey rola com Christian se levanta e muda para um Tiger Suplex! 1.........2......Davey rola novamente e faz um Overhead Released German Suplex, mas Christian consegue ficar de pé nas costas de seu adversário e aplica um Inverted DDT! 1.........2........Kick Out! Christian não acredita e se lamenta enquanto o público grita o nome de ambos os wrestlers

(26:00) Davey se prepara para aplicar um DR Driver II, mas Christian se solta e vai para o Corner tentando se manter de pé. Davey corre para em sua direção e tenta um Lariat e é recebido com um Pendulum kick! Richards tonteia e Christian se senta no Corner e aplica aplica um Diving Tornado DDT e tenta a contagem, que para no 2.

Christian se levanta com dificuldades e faz sua taunt para aplicar um Killswitch. Ele levanta Davey e tenta aplicar o golpe, mas recebe um Chop Block na perna machucada e acaba por soltar o golpe, isso abre um espaço para Richards pegar impulso nas cordas e aplicar um Dropkick em sua nuca e o jogar de cabeça no Corner! Davey aproveita e dessa vez consegue aplicar um Hesitation Dropkick em seu adversário caído no Corner! Ele o arrasta para o centro do ringue o levanta e tenta outro DR Driver e é surpreendido por outro Small Package de Christian! 1.......Davey é mais rápido e dá kickout já tentando aplicar outro Ankle Lock, mas Christian chuta o seu estômago e o empurra. Ambos estão de pé novamente, Davey tenta uma ofensiva, mas seu adversário se abaixa e finalmente Christian aplica o Killswitch! 1................2...............Davey coloca o pé nas cordas! O World Heavyweight Champion não acredita no que está vendo e deita no tablado enquanto o público grita "This is Awesome"

Christian então com suas últimas forças arrasta seu adversário para o centro do ringue e vai para o Corner. Ele tenta subir para a Top Rope, mas não consegue de primeira pelas dores, então ele tenta com uma perna só e finalmente consegue, ele faz sua taunt e tenta um Diving Headbutt, mas acaba sendo surpreendido por Davey se levantando e chutando a sua perna com tanta força, que ele perde o equilíbrio e cai com tudo na Apron! Davey puxa Christian para o centro do ringue e aplica um DR Driver II para a vitória.
(Escrito por Jeferson)

Vencedor: Davey Richards

Após a luta terminar, Christian rola para fora do ringue para recuperar. Já Richards recebe o seu cinturão das mãos do árbitro e levanta no centro do ringue para se mostrar como o supremo campeão da House of Wrestling.

Comerciais…

Chegou a hora da tão aguardada final da G1 Cup. É exibido um pequeno vídeo que mostra o percurso de ambos os lutadores durante o torneio e os seus testemunhos para a luta. Após isso, “Courtesy Call” é ouvida por toda a arena e Pete Dunne realiza a sua entrada bastante confiante nas suas capacidades. De seguida, “Suffer Unto Me” toca e Mike Bennett entra acompanhado pela sua maravilhosa esposa, Maria Kanellis. Com ambos os lutadores no ringue, Greg Hamilton faz as apresentações.

Hamilton: Senhoras e senhores, este combate está marcado para uma derrota e é pelo troféu da G1 Cup! Primeiro, de Birmingham, Inglaterra, com 93kg, o “Buiserweight”, Pete Dunne!
O público reage com um alto pop.

Hamilton: E agora, acompanhado pela primeira dama do Pro-Wrestling Maria Kanellis, de Boston, Massachusetts, com 98kg, “The Miracle”, Mike Bennett!

O público volta a reagir positivamente e o árbitro confere se ambos os lutadores estão prontos para o início do combate. Feito isso, ele manda soar a campainha.

G1’s Cup III Finals: Pete Dunne Vs Mike Bennett

(0:00) A luta começava, ambos estavam focados nela como nunca o estiveram antes. Um olhar trocado por eles diz tudo, que a vontade de vencer era maior do que nunca. A crowd estava entusiasmada e, a cada movimento por parte dos lutadores, eles se mostravam cada vez mais animada. Metade dele cantava “Pete Fucking Dunne” enquanto a outra entoava cantos de “Miracle! Clap Clap Clap”. Após alguns segundos trocando impressões, eles se aproximam e trocam um grappling bastante cuidadoso, não querendo correr riscos numa fase tão precoce do combate. Bennett está segurando a cabeça do britânico debaixo do seu braço, mas este o atira contra as cordas e aplica um “Shoulder Tackle”. O “Miracle” tomba, porém rapidamente se levanta, sendo que desta vez é ele que está sendo segurado. Ele tenta imitar os movimentos anteriores de Dunne ao atirá-lo contra as cordas, no entanto, quando o tentava derrubar, Dunne se manteve de pé e, sorrindo de forma irônica, coloca o seu punho na cara, mostrando que não cairá com tanta facilidade. Bennett não se intimida e, sem muito pensar, se dirige ao exterior do ringue, onde dá um beijo caliente a Maria Kanellis em jeito de provocação. Ele acaba voltando para o ringue após isso.

(2:38) Os ânimos acalmaram um pouco e Dunne estava no comando da match. Ele aplicou um “Pendulum Backbreaker” no seu oponente e, sem o largar, foi para um “Dragon Sleeper”. Após alguns segundos preso na manobra, Bennett conseguiu se levantar, mas acabou sendo empurrado novamente contra as cordas. Ele tentou aproveitar a velocidade ganha para acertar um “Jumping Back Elbow”, mas acabou sendo pego no ar e sofrendo um “Leg-Hook Saito Suplex”. O “Bruiserweight” foi para o pin, porém Bennett rapidamente levanta o seu ombro esquerdo evitando a contagem.

(6:03) Desta vez era o “Miracle” que estava no domínio. Após aplicar um “Neckbreaker”, ele levanta Dunne para aplicar um “Arm Stunner” e, sem nunca largar o braço direito do seu adversário, ele vai para um “Single Arm DDT”. O britânico fica com algumas queixas no braço, mas mesmo assim Bennett não para com a sua ofensiva e o prende num “Wrist Lock”, Ele acaba chegando rapidamente com as pernas às cordas, fazendo a manobra ser interrompida.

(13:41) A luta acalmou um pouco e Bennett está por cima. Ele atirou o seu oponente ás cordas para executar um “Flapjack”. Dunne, que ficou de joelhos, acabou sofrendo um “Shinning Wizard” de imediato. O “Miracle” foi para o pin, mas a contagem foi só de 1.

(18:22) Dunne conseguiu escapar de um “Sleeper Hold” ao correr para trás, fazendo Bennett embater no corner. Ele aplicou um “Belly-to-Belly” de imediato e, com o seu adversário no chão, ele subiu á terceira corda, talvez para aplicar um “Diving Stomp”, porém Bennett seria mais rápido e aproveitou a posição do seu rival para executar um “Sitout Crucifix Reverse Slam”.

(24:59) Bennett estava recuperando encostado às cordas até que Dunne corre na sua direção e aplica uma “Clothesline” que o coloca fora do ringue. O britânico acaba saindo do mesmo, mas o “Miracle” revidou e começou a socá-lo perto da barricada. Dunne não se acanhou e também começar a dar socos seguido por um “X-Plex” na apron. O “Bruiserweigth” entrou e saiu do ringue para renovar a contagem do árbitro, a qual já ia em sete. Ele se irrita por não estar conseguindo finalizar a luta e começa embatendo a cabeça de Bennett inúmeras vezes, o que abriu um corte na testa. Ambos acabam voltando ao ringue, porém Bennett está meio zonzo devido ao ferimento e acaba se encostando ao corner. Alguns médicos aparecem para verificar o seu estado e o árbitro lhe pergunta se quer continuar, Bennett recusa qualquer ajuda e os empurra, cambaleando em direção de Dunne mostrando ainda querer lutar. O britânico faz uma careta de quem não preocupa com a situação e aplica um “Bitter End” de seguida. Ele vai para o pin, mas não acaba não prendendo bem a perna devido ao braço machucado. 1...2..NÃO!! Bennett levanta o ombro mesmo antes da contagem de três! O público entoa cantos de “Holy Shit” e Dunne fica incrédulo com o kick-out.

(32:18) Dunne estava dominando e atirou o seu adversário contra o corner, aplicando uma “Corner Clothesline” de seguida. Ele voltou a ganhar balanço para tentar um “Dropkick”, porém Bennett foi mais rápido e aplicou um “Lariat” potente que fez Dunne dar uma volta no ar. O “Miracle” se levanta primeiro e, após levantar o britânico, aplicou um “Miracle in Progress”. Ele tentou o pin, 1...2.. NÃO! Dunne levanta o ombro, mas Bennett o volta a colocar de pé e aplica um “Bottom Rung” em homenagem ao seu antigo parceiro Eli Drake. Ele faz novamente o pin. 1...2.. NÃO!! O “Bruiserweight” volta a mostrar a sua resiliência e escapa antes que o árbitro batesse o 3. Bennett fica incrédulo com isso e se senta encostado no canto com as mãos na cabeça sem saber o que fazer.

(39:24) Os dois estão de pé trocando socos no centro do ringue já com bastante cansaço acumulado. Mal se aguentam de pé, mas mesmo assim parecem não querer arredar pé à conquista do ambicionado troféu. Bennett deu um soco um pouco mais forte e, após recuperar algumas forças, ele ganhou balanço para tentar uma “Lariat”, mas Dunne o atinge com um potente “Four Star Forearm”. O golpe foi bastante violento e fez Bennett cair de imediato, porém, devido á fadiga, Dunne acaba também por se deixar cair. Nenhum dos dois demonstra qualquer tipo de reação e o árbitro começa a contagem. Quando chega aos 7, ambos começam a rastejar em direção às cordas, as usando como apoio para se colocarem de pé. O público fica impressionado com a performance dos finalista do torneio e entoa cantos de “This is Awesome” intervalados por cinco palmas.

(43:50) Os dois estavam no chão após tentarem aplicar ambos uma “Clothesline”. Maria bate no tapete para dar forças ao seu marido, que acaba se levantando primeiro com algum sangue a escorrer a partir da sua testa. Ele tenta colocar o seu oponente de pé para finalizar a luta, mas o cansaço é demais para fazê-lo. Com isso, ele ficou esperando que Dunne se levantasse por si mesmo e se preparava para aplicar novamente o “Miracle in Progress”. Dunne se levanta e é posto nos ombros de Bennett, ele vai aplicar o golpe, mas não! Dunne escapa e, quando Bennett se vira, aplica um “Bitter End”. Ele não vai o pin, em vez disso, ele o prende no “Courtesy Call”. Bennett tenta de tudo para conseguir escapar da manobra, mas as cerca de 1h05 que ele esteve combatendo hoje se mostraram impiedosas e ele acabou desistindo.

G1 Cup III Winner:
Pete Dunne

A campainha tocou, porém os dois homens se mantém no tapete após uma épica batalha. O público entoa cantos de “Thank You Bennett” para o congratular pelas duas incríveis matches em que participou hoje. Ele se levanta com ajuda de Maria e se dirige até à rampa, onde agradece o apoio do público com alguns movimentos. De seguida, ele dá um enorme beijo e abraço a Maria que è bastante aplaudido. Os dois acabam por abandonar a arena com uma ovação de pé.

Pete Dunne se levanta depois bastante lentamente e se percebe que ganhou o torneio. A crowd desta vez canta “You Deserve It” enquanto ele segura o seu braço direito. O jovem lutador recebe o troféu das mãos do árbitro e o levanta bem alto. O show termina com o prêmio pousado no chão e Dunne colocando o punho na sua face.

Isto é o reinício de uma era, mas agora a pergunta paira no ar, que campeão irá o “Bruiserweight” escolher para enfrentar no SummerSlam? Fiquem ligados nos próximos episódios para o descobrir. Obrigado por terem seguido este, fiquem bem.

Sobre / Contato / Publicidade / Disclaimer / Política de Privacidade / Press Release

online / Design por: Ericki Chites