Os motivos que levaram Daniel Bryan a negar estar no Crown Jewel

Os motivos que levaram Daniel Bryan a negar estar no Crown Jewel

Apesar de não degustar do mesmo prestígio que estrelas como John Cena ou Roman Reigns tem nos corredores da empresa de Stamford, Daniel Bryan decidiu aproveitar de forma silenciosa sua experiência para mostrar ao público que também defendia seus ideais. O "The American Dragon" em um ato surpreendente recusou participar do Crown Jewel, quando estava programado para enfrentar AJ Styles e olha que não era qualquer combate: luta pelo WWE Championship. De primeiro momento, passou a acreditar-se que o assassinato do jornalista Jamal Khashoggi tinha grande relação com a decisão que havia sido tomada por Bryan. Mas aparentemente outros fatores pesaram para a decisão.

Afinal, quais são os motivos que levaram Daniel Bryan a negar voltar a terra dos sauditas? O jornalista Dave Meltzer revelou os motivos que levaram Daniel Bryan a não querer lutar no evento do último sábado.

Em uma recente edição do Wrestling Observer Newsletter, o jornalista conta que a decisão do lutador foi tomada antes mesmo do assassinato de Khashoggi. Especificamente, depois do Greatest Royal Rumble. Vale destacar que o ex-Intercontinental Champion fez parte daquela Battle Royal de 50 homens, onde acabou sendo o participante que permaneceu por mais minutos sobre o ringue (76), até que Big Cass finalmente o eliminou.

Apesar de toda a luxúria apresentada pelos sauditas, Bryan começou a dar-se conta da falta de liberdade que existia no país. Principalmente para mulheres e homossexuais. Bem como a propaganda manipuladora e o ambiente opressor que o país respirava. Após fazer o seu trabalho dentro dos ringues, Bryan saiu da Árabia Saudita com um único desejo: não voltar ao país até que a situação do regime não passasse por uma mudança.

Meltzer também destaca um importante fato: o tratamento discriminatório com o seu colega Sami Zayn. Brad Shepard relatou no dia que o Greatest Royal Rumble foi realizado que o ex-campeão do NXT não foi "convidado" por Mohamed bin Salmán, príncipe e autoridade máxima do país. Zayn não era bem-vindo na festa por conta de sua ascendência siria, um estado com o qual a Arábia Saudita não mantém boas relações há anos. Bryan viu isso como um ato totalmente racista. Agora Zayn, lesionado, pelo menos não teve que escutar de executivos da empresa de Stamford como os seus serviços foram "desprezados".

Mesmo com a ausência de Daniel Bryan, a WWE seguiu com o desejo de alguma forma transmitir o combate. Segundo Meltzer, estava sendo planejado a realização de Styles vs. Bryan em uma arena vazia. Desta forma, o duelo seria transmitido durante o Crown Jewel.

Sobre / Contato / Publicidade / Disclaimer / Política de Privacidade / Press Release

online / Design por: Ericki Chites