HOW Fantasy - Unbreakable (02/02/2019) - Destruição total! - House of Wrestling - Tudo sobre WWE e Wrestling em geral

HOW Fantasy - Unbreakable (02/02/2019) - Destruição total!

Na noite deste sábado, dia 2 de fevereiro, a House of Wrestling realiza o seu segundo Pay-Per View da história diretamente da Indira Ghandi Arena em Nova Deli, na Índia.

Confira os tópicos usados para promover o show:


- A rivalidade entre Zack Sabre Jr e Kevin Owens remonta ao primeiro show da House of Wrestling, onde o “Prizefigther” acabou atacando e lesionando o britânico. Os seus caminhos se separaram por algumas semanas, mas, no New Beginning, ZSJ recebeu a oportunidade de lutar pelo World Heavyweight Championship, título que foi ganho mais tarde nesse dia por KO. Owens teve vários desafios nas últimas semanas, onde defendeu o seu cinturão por duas ocasiões, resultantes pelas suas atitudes negativos, mas ele se demonstrou ser capaz de permanecer no topo. Será ele capaz de defender o WHC com sucesso frente a Zack Sabre Jr?

- Desde a fundação da empresa, Jordan Devlin tem mostrado o porquê de ser a sua maior figura ao vencer os vários combates a ele impostos. A sua invencibilidade manteve-se no New Beginning, onde venceu duas lutas para se tornar detentor do HOW Championship. No entanto, assim que pegou o cinturão pela primeira vez, uma ameaça surgiu vinda de Esparta. Chris Ridgeway o atacou durante a sua celebração e, desde então, se pronuncia como desafiante ao título máximo. Será Devlin capaz de vencer esta batalha, ou Ridgeway será demais para ele?

- Em outra das grandes lutas que acontecerá neste evento, Aleister Black vai defender o Intercontinental Championship contra Sean O’Haire. Este derrotou três outros lutadores no Chapter 5 para receber esta chance e já provou que deve ser levado a sério por Black. As brigas constantes entre ambos fez com que a luta se tornasse uma Last Man Standing e podemos dizer com toda a certeza que será uma verdadeira guerra. Quem ficará de pé no final do combate?

Pode conferir todo o card do evento e postar a sua promo clicando aqui.

Confira tudo isso e muito mais, sábado, a partir 19 horas, aqui na House of Wrestling.

Cobertura:


KICKOFF

O Kick-off começa com a típica ida até ao painel de analistas. Renee Young dá as boas-vindas e introduz os seus dois convidados: Nigel McGuinness e Mauro Ranallo. Instantes depois, eles começam a falar sobre a luta entre Wade Barrett e Buddy Murphy. Ranallo disse que o australiano tem mostrado bastante atitude nas últimas semanas e que isso lhe valerá a vitória. McGuinness diz que ele está demasiado focado na vitória, porém Barrett vai lhe causar bastantes problemas e pode mesmo vencer. Eles passam então à luta pelo título Intercontinental. Ambos concordam que será uma luta bastante violenta e que pode roubar o show. Nenhum deles lança aposta quanto ao vencedor.

Vamos para a primeira luta da noite que irá opor Dante Fox a Juice Robinson. Primeiro toca “Moon Child” e o homem da festa realiza a sua entrada. Fox aparece logo de seguida ao som de “The War Has Come”.

Singles Match: Dante Fox vs Juice Robinson

(8:03) A luta foi equilibrada e teve alguns momentos de diversão, porém, como ainda faltava quase uma hora para o show começar e tinha bastantes lugares da arena vazios, não teve grandes reações. No final, Juice tentou aplicar um “Pulp Friction”, mas Fox conseguiu o empurrar contra as cordas do ringue e o atingiu com um chute na cara. Ele espera que Robinson se levante e… “Springboard Codebreaker”. Fox faz o pin 1...2...3.

Vencedor: Dante Fox

Enquanto Dante Fox comemora a sua vitória, nós vamos novamente até ao painel, onde os convidados falam sobre a situação do HOW Championship. Ranallo acredita que Ridgeway vai dar bastante luta, mas que Devlin vai ser capaz de o superar e avançar até ao próximo desafio. Ele completa dizendo que, no dia da final da HOW Cup, ele aposta em Devlin vs Undertaker. Já McGuinness diz que Ridgeway chegou causando impacto, mas que isso não se compara ao impacto que causará com a sua vitória de hoje. Ele acrescenta ainda que não interessa o resultado da Triple Threat, pois ele permanecerá campeão mesmo depois da HOW Cup.

Voltamos à arena, onde Velveteen Dream está entrando ao som de “Velveteen”. Dean Ambrose vem logo a seguir enquanto toca “Retaliation”.

Singles Match: The Velveteen Dream vs Dean Ambrose

(10:42) Numa luta morna e sem muita atenção do público presente, Dean Ambrose venceu facilmente após aplicar dois “Dirty Deeds” em Dream, seguido do pinfall.

Vencedor: Dean Ambrose

Voltamos ao painel, onde vai ser discutido um dos temas quentes da empresa, o World Heavyweight Championship. Ranallo destaca a resiliência e determinação de ZSJ que lhe podem valer o título. Quanto a Bryan vs Rollins, ele responde que, independentemente do vencedor, uma grande luta estará acontecendo na HOW Cup. McGuinness responde arrogantemente que KO sairá como campeão e vai atropelar o vencedor da outra luta na HOW Cup como já fez no passado.

Vamos até à última luta do Kickoff. Nick Aldis é o primeiro a aparecer enquanto ouvimos “The Gilded Warrior” tocando. O seu adversário, Rey Fenix, aparece depois ao som de “Still D.R.E”.

Singles Match: Nick Aldis vs Rey Fenix

(13:20) Esta foi a melhor luta do Kickoff e opôs dois estilos completamente diferentes. Enquanto Fenix tentava surpreender com a sua velocidade e agilidade, Aldis o tentava manter no chão com golpes mais técnicos. No final, o britânico conseguiu a vitória com um “Mag Daddy Driver”.

Vencedor: Nick Aldis

Vamos por uma última vez até ao painel para falar sobre a luta entre The Rock e Brock Lesnar. Ranallo fala que Lesnar pode ser considerado favorito, porém Rock mostra mais coração que todos os seus rivais. Ele diz que o “People’s Champion” vai continuar com o título.... Ouve-se a voz de Paul Heyman que acaba surgindo no painel e começa a falar enquanto olha para Ranallo.

Heyman: Sério, Mr. Ranallo? É sério que você vai apostar contra o meu cliente? Brock Lesnar não pode ser comparado a ninguém nesta empresa, nem mesmo aos campeões principais. Quando ele entra naquele ringue, ele não se preocupa quem ou quantos está enfrentando, pois ele apenas tem um objetivo em mente. Brock Lesnar entra naquele ringue não é para entreter estas pessoas que compram ingressos para assistir o show, não. Muito pelo contrário, Brock entra naquele ringue com o objetivo de sair como vencedor após aniquilar rapidamente o seu adversário, pois apenas isso lhe garante um cheque maior no final da noite. Ele é um verdadeiro wrestler e não um ‘entertainer’ como todos os outros. E é por essa razão que, esta noite, Brock Lesnar vai realizar a sua entrada, mandar The Rock à “Suplex City” e se tornar Atlas Champion em poucos minutos antes de voltar a sair sem ligar aos fãs ou qualquer outra pessoa que se cruze com ele. E, meu amigo Ranallo, isso não é uma previsão, é um spoiler!

Paul Heyman bate ironicamente no ombro de Mauro Ranallo antes de abandonar o local. Renee Young se despede dos dois convidados e diz que o Kickoff terminou. Então vamos para uma curta pausa antes do Main Show começar.

MAIN SHOW

A intro do PPV é exibida destacando as lutas que acontecerão na noite de hoje. Vamos até à mesa de comentaristas, onde somos recebidos por Nigel McGuinness e Mauro Ranallo que fazem uma curta apresentação do show.

Uma música de guerra toca, e dezenas de espartanos adentram na arena, parando no topo da rampa. A música termina e as luzes se apagam. Por quase 1 minuto, o silêncio reinou na arena, situação que só se modificou quando "Sparta" ecoou, as luzes acenderam, e Chris Ridgeway surgiu a frente de seu exército de espartanos. Vestido com seus trajes de guerra, ele brada bem alto o grito de guerra típico de esparta (HA-OOH), grito que é acompanhado pelas dezenas de guerreiros. Eles então formam uma enorme falange e seguem em direção ao ringue. O espartano adentra no ringue, enquanto seu exército circunda o mesmo. Ele encerra a entrada bradando novamente o grito de guerra de Esparta.

O HOW Champion, Jordan Devlin, aparece logo a seguir enquanto “Broken Dreams” ecoa na arena. Ele é bem recebido pela plateia que o aplaude até chegar ao ringue. O árbitro levanta o cinturão  e manda o combate se iniciar.


HOW Championship Match: Jordan Devlin (c) vs Chris Ridgeway

(0:00) O ambiente na Indira Gandhi Arena está fervoroso e o público começa logo a entoar vários cantos no início do combate. Os lutadores se encaram fixamente durante alguns segundos antes de começarem a dar algumas voltas no ringue para se estudarem. Eles finalmente se aproximam do centro do ringue e fazem um pequeno teste de força que é ganho por Devlin. O espartano recua e fica pensando numa forma melhor de abordar o seu rival, Devlin apenas o chama novamente até ao centro para continuarem a combater. Ridgeway se aproxima então e volta a tentar um teste de força, mas desta vez foi apenas um isco para lhe dar um pontapé na zona abdominal e ganhar vantagem. Ele então aplica um “Drop Toe Hold” e começa a exercer pressão no tronco do campeão com os braços em torno dele. Devlin consegue se soltar da manobra em poucos instantes e se levanta para aplicar um “Dropkick”. O candidato acaba rolando para fora do ringue para recuperar.

(3:41) Após um início de luta mais parado, ambos os lutadores começam a acelerar um pouco o ritmo da mesma. São feitas algumas tentativas de acertar manobras e transições rápidas, porém todas elas terminam com reversals. Devlin atira o seu oponente às cordas para o atacar, mas Ridgeway é mais veloz e se esquiva, continuando a correr contra as cordas e terminando a sequência com uma “Clothesline”. O espartano o ergue e tenta um “Arm Drag”, porém Devlin se recusa a ser arremessado e reverte para um “Over-The-Shoulder Arm Drag”. Ridgeway vai parar então até perto das cordas e Devlin vai a correr na sua direção, no entanto, o candidato o atira para fora do ringue. Ele ganha balanço para um “Suicide Dive”, mas o HOW Champion o soca quando estava passando no meio das cordas. Ridgeway cai e Devlin sobe rapidamente às cordas para aplicar um “Double Foot Stomp” que o atinge em cheio. Ele faz o pin 1...2.. Ridgeway levanta o ombro antes do três.

(7:39) O campeão está no domínio e mantém Ridgeway preso num “Sleeper Hold” no chão. O candidato se levanta lentamente e consegue aplicar um “Back Drop”. Ridgeway vê o seu rival se levantando com apoio do corner e aproveita isso para aplicar um “Corner Dropkick” que faz Devlin se sentar de tão forte que foi. Ele então aplica um “Low Dropkick” nele e o puxa para o centro do ringue, onde coloca o seu joelho direito na espinha e puxa os braços de Devlin. Ele deixa a manobra presa por alguns instantes, mas o irlandês consegue soltar um dos seus braços, obrigando a largar o hold. Ele se levanta, no entanto é rapidamente recebido com um “Brainbuster”. Ridgeway faz o pin 1...2..Não!

(12:43) Ridgey está no domínio e atira o seu oponente ao corner, onde fica o atingindo com vários golpes com o seu ombro. O espartano o coloca no topo das cordas e aplica uma “Avalanche Hurricanrana” que coloca o campeão no centro do ringue. O candidato fica encostado ao corner, onde faz o seu grito de guerra e se prepara para tentar um “Sparta's Wrath”, mas Devlin é mais rápido e consegue se desviar e fazer um “School Boy”. 1...2...Não! Ridgeway se levanta de imediato e o irlandês o coloca nos ombros para um “Emerald Fusion” que é revertido em um “DDT” surpreendente do candidato. Ele faz o pin 1….2...Não!

(16:30) A ação está intensa no ringue com ambos entregando o melhor de si. Ridgeway tenta levantar o seu rival para tentar o “Olympus Victum”, mas o campeão consegue reverter em um “Small Package” que resulta em uma contagem rápida. Quando se levantam, Devlin o atinge com um “Roundhouse Kick” que deita Ridgeway ao tapete. Ele sobe ao topo das cordas e aplica um “Moonsault”, mas...o candidato levantou os seus joelhos e conseguiu fazer uma espécie de “Small Package” que acabou com uma contagem de dois.

(21:34) Devlin tenta um “Suplex”, no entanto Ridgeway consegue evitar isso prendendo a sua perna nas pernas do oponente. O espartano rapidamente começa a socar várias vezes a zona abdominal do irlandês e lhe aplica um “Pumphandle Slam”. Devlin está claramente a ficar machucado nas costas e isso é algo que pode favorecer o candidato. Este o levanta e faz o irish whip, recebendo ele com um “Lariat”. O espartano vai para o corner mandar novamente o seu grito de guerra e… SPARTA'S WRATH!! Ele faz o pin 1…...2….NÃO!! O campeão mostra resiliência e levanta o seu ombro a tempo.

(27:02) Jordan Devlin conseguiu recuperar o domínio da luta após se desviar de um golpe no corner que fez Ridgey embater com o ombro no poste. Ele aplicou um “Lung Blower” de seguida e fez o pin, chegando apenas até dois. O público está animado e puxa pelo campeão. Este castiga o seu adversário com alguns “Elbow Drops” no tapete antes de o levantar e aplicar um “Emerald Fusion”. Ele faz o pin e o público conta juntamente com o árbitro. 1….2….NÃO!! Por incrível que pareça, Ridgeway levanta o ombro mesmo antes do 3.

(34:11) Os lutadores estão exaustos e trocando socos de joelhos no centro do ringue. A crowd vaia quando é o candidato a atingir e apoia Devlin quando é este a atingir. Eles acabam se levantando em esforço e continuam trocando socos fracos, mas suficientes para causar dano nesta fase da luta. Devlin acerta um mais forte que faz Ridgeway ficar zonzo e isso lhe dá espaço para ganhar balanço com ajuda das cordas e tentar uma “Clothesline”, mas o espartano consegue se abaixar e aplica um “Powerslam” quando o campeão se vira. Ridgeway o levanta em posição de “Suplex” e...OLYMPUS VICTUM!! Ele prende a submissão na zona em que Devlin estava fragilizado. O campeão fica preso por cerca de um minuto enquanto se tenta soltar, porém os esforços não têm resultado. Ridgeway o prende com mais força e...Devlin é obrigado a desistir!!

Vencedor: Chris Ridgeway

Percebendo o que tinha acontecido, a plateia rapidamente começou a soltar uma chuva de vaias na direção do ringue, onde o novo campeão se levanta para comemorar a sua conquista. Devlin se contorce com dores na zona central do corpo que foi atacada durante a luta e alguns médicos aparecem para o assistir. Enquanto isso, o espartano recebe o seu novo cinturão das mãos do árbitro e dá o seu grito de guerra enquanto é vaiado.

Intervalo…

Buddy Murphy realiza a sua entrada até ao ringue enquanto ouvimos “Opposite Ends of the World”. Wade Barrett aparece logo de seguida ao som de “Rebel Son”. Lembramos que a luta vale uma chance de enfrentar o Atlas Champion no dia da final da HOW Cup, ou, caso os participantes estejam envolvidos na final da mesma, no dia do HOW of Fame.

Atlas Title #1 Contendership: Buddy Murphy vs Wade Barrett

(5:21) O combate teve seu início bastante violento e agressivo por parte dos dois wrestlers, Barrett suprimia Murphy no corner com diversas cotoveladas antes de o arremessar para longe com um Rolling Release Suplex. Barrett pisoteava as costas de Murphy e dominava suas costas com seu joelho na coluna do Juggernaut. Ele ergueu Murphy com violêncio e o arremessou contra as cordas, mas Murphy consegue o impulso e se esquiva por baixo dos braços de Barrett e se impulsiona novamente pelas cordas opostas e arremessa Barrett para fora do ringue com um Hurrincarana e realiza sua taunt com um dedo na boca de "silêncio".

(8:40) Buddy Murphy mostrava porque era considerado o "Juggernaut" com sua força capaz de controlar Wade Barrett. Murphy ergueu Barrett na posição de um Powerbomb mas o King Barrett se desespera e consegue se segurar nas cordas e consegue cair no apron e agarra Murphy pelos cabelos e o prende na posição de Suplex e se arremessa junto a Murphy em um Apron Superplex!

(10:20) Barrett e Murphy se mantiveram resistentes no combate e conseguiam reverter as tentativas do oponente de finalizar o combate com velocidade. Barrett mostrar sua força de brawler com poderosos socos e cotoveladas mas Murphy resistia e conseguia responder com sua sequência de chutes que terminava com um poderoso Bycicle Knee Strike que fez com que Barrett desabasse sobre as cordas e voltasse com o impulso em um Big Boot e ambos desabavam no centro do ringue.

(12:32) Ambos lutadores se ergueram em corners opostos ainda se encarando e Murphy cedeu ao calor do momento e explodiu em velocidade contra Barrett e se lançou em um - Barrett agarrou Murphy e o arremessou um Fallaway Slam - mas Murphy consegue cair na segunda corda - Barrett vira para procurar Murphy e é pego de surpresa em um Middle Rope Diving Meteora!

(13:53) Murphy conseguiu equilibrar o combate ao prender a cabeça de Barrett entre o turnbuckle e o acertar com o Superkick e o carregar até o meio do ringue e punir suas costas com um Sitout Powerbomb! 1! 2! Barrett consegue o kickout e desaba no ringside e Murphy encara a crowd enquanto eles aplaudem e se impulsiona pelas cordas e se lança em um Tope Con Hilo - MAS BARRETT CONSEGUE ESCAPAR! Murphy agoniza com dor em suas costas!

(15:20) Barrett retorna ao ringue para recomeçar a contagem enquanto Murphy tenta se afastar ainda com bastante dores, mas o King Barrett o ergue com facilidade em seus ombros e o pune com um extremamente violento Wasteland no chão! Ele arremessa Murphy para dentro do ringue que parece estar desacordado com tamanha potência e ri para crowd com desdém antes de deslizar para dentro do ringue - mas Murphy prende suas mãos e acerta sua cabeça com um Double Wristlock Knee Strike!

(16:08) Os dois lutadores se levantaram com dificuldade e Murphy disparou contra as cordas para acertar Barret com um Bycicle Kn- WINDS OF CHANGE! Murphy agoniza de dor em suas costas! Barrett observava o Juggernaut se erguer com extrema dificuldade e o acertou com um Bull Hammer em sua nuca! Ele ergue Buddy Murphy por suas bochechas e o finaliza com um Bull Hammer a curta distância! Ele vai para a contagem e 1! 2! 3!

Vencedor: Wade Barrett

O britânico comemora a sua vitória no ringue, porém… um homem aparece nas suas costas e o atinge na cabeça. Barrett acaba caindo imediatamente ao chão, onde é espezinhado e reparamos que o atacante em causa é SAMOA JOE! Murphy recupera e se levanta, ajudando Joe a atacar o seu oponente de hoje e, quando aplicam os seus finishers, o atiram para fora do ringue. Após isso, Murphy vai pegar em microfone.

Murphy: Wade Barrett, você pode ficar à vontade com essa chance de disputar o título mais fraco de toda a HOW, pois a minha ambição está acima disso. O meu objetivo é derrotar qualquer um dos 15 adversários que a HOW Cup tem para oferecer e, quando não tiver mais nenhum no meu caminho, eu irei levantar a taça e desafiar um dos campeões principais no Royal Rumble. E quanto a esta pessoa que eu tenho ao meu lado, deixei-me vos introduzir Samoa Joe, um homem sem escrúpulos que não se preocupa minimamente quem está à sua frente, pois ele está sedento por destruição. Nós os dois iremos tomar a House of Wrestling por assalto e dominar cada um dos quatro cantos desta empresa. “The Juggernaut” e o “The Destroyer” serão a partir de agora conhecidos como BO-gun, e é melhor vocês se habituarem a nós!

O australiano deixa o microfone cair e abandona a arena com Samoa Joe sob vaias da plateia enquanto Wade Barrett continua caído fora do ringue.


Intervalo…

Voltamos para a arena e “Pain” é tocada. Brock Lesnar aparece sob uma chuva de vaias acompanhado pelo seu manager, Paul Heyman. Esta faz uma introdução enquanto caminham até ao ringue.

Heyman: Senhoras e senhores, o meu nome é Paul Heyman e sou o representante da “Besta” e futuro REIGNING DEFENDING UNDISPUTED ATLAS CHAMPION BRRRRRRROCK LESNAAAAAAAAR. - Ele faz uma pausa para entrar no ringue e surgem vaias - Vocês podem reagir da forma como quiserem, pois isso não interessa minimamente ao cliente. Brock Lesnar está aqui para mandar The Rock de volta para Hollywood e se tornar detentor do cinturão que ele ainda segura. Portanto…

O campeão fartou-se da conversa de Heyman e apareceu enquanto discursava. “Electrifying” ecoa e os fãs recebem The Rock com um enorme pop. Ele se dirige rapidamente até ao ringue, onde fica encarando Lesnar. O árbitro os separa e levanta o cinturão antes de mandar iniciar a luta.

Atlas Championship Match: The Rock (c) vs Brock Lesnar (c/ Paul Heyman)

(0:00) O campeão não demonstrava medo perante a ameaça que Lesnar é e, sem muito pensar, partiu rapidamente para cima dele com vários socos rápidos que o encostaram ao corner. Apesar de um ataque inicial violento de The Rock, Lesnar o acerta com duas joelhadas fortes no abdómen que fazem o campeão ficar queixoso do local. Lesnar o levanta e o arremessa facilmente com um “German Suplex”.

(4:52) O candidato continuava a “brincar” com o seu oponente de forma fácil e com paragens de vários segundos entre cada golpe. As poucas reações que Rock tinha eram rapidamente paradas por Lesnar. Este o levanta e aplica um sétimo “German Suplex” antes de se encostar ao corner demonstrando um ar arrogante de quem tem tudo sobre controle. Rock se levanta e Lesnar vai ao seu encontro. Apesar do claro sofrimento, Rock o atinge com alguns socos que atordoam a “Besta” e corre na direção das cordas. O Atlas Champion aplica uma “Jumping Clothesline” que derruba Lesnar.

(5:40) The Rock ainda mantém um certo domínio sobre Lesnar e faz um irish whip. Quando se aproxima, Rock lhe aplica um “Samoan Drop”. Ele realiza a sua taunt enquanto Lesnar se levanta e “Rock Bottom”!! Ele faz o pin 1….2..NÃO! Lesnar levanta o ombro antes do árbitro bater pela terceira vez no chão. O campeão se levanta sem acreditar que não venceu após o sucedido e fica novamente à espera que Lesnar se levante e…”Spinebuster”! Dwayne “The Rock” Johnson faz os movimentos mais eletrizantes do esporte de entretenimento e corre na direção das cordas, mas… Lesnar se levanta do nada e aplica um “F-5”! Lesnar faz o pin 1….2...Não!! O público vai ao delírio com a resiliência de Rock que levantou o ombro a tempo.

(7:21) Lesnar volta a levantar sem dificuldades o seu oponente e realiza uma sequência de dois “Belly-to-Belly Suplexes” e três “German Suplexes”. Ele faz novamente o pin, mas Rock volta a levantar o ombro. A “Besta” fica olhando para Rock caído no chão a rastejar na sua direção. O campeão está bastante machucado e se levanta lentamente usando o corpo do seu adversário, então ele olha fixamente nos olhos de Lesnar e diz “É só isso que você tem?” antes da “Besta” o levantar impiedosamente e terminar o seu reinado com mais um potente “F-5”.

Vencedor: Brock Lesnar

Paul Heyman vai pegar o título perto do homem da campainha e entra no ringue para o entregar a Brock Lesnar. O novo campeão fica erguendo o seu cinturão sobre vaias antes de decidir abandonar a arena com o seu manager. No ringue, vemos ainda The Rock caído.

Intervalo…

The Undertaker faz a sua entrada até ao ringue ao som de “Ain’t No Grave”. Bram entra de seguida enquanto toca “ÓDDIN”. Por fim, Ted DiBiase Jr surge com “I Come From Money”. O vencedor receberá uma chance pelo HOW Championship  no dia da final da HOW Cup.

HOW Title #1 Contendership: The Undertaker vs Bram vs Ted DiBiase Jr.

(00:00) O combate se inicia com os os 3 wrestlers a se encarar. DiBiase então olha para Undertaker, e propõe que eles se unissem nesse início para deixar Bram sem condições de combater. Bram olha o desespero de seus adversários, sorri e faz um gesto com as mãos, mandando que seus adversários venham para cima. DiBiase e Undertaker correm e começam a aplicar socos e chutes no viking, porém sem grande efetividade. Bram então consegue reverter a situação e fica revezando socos em seus adversários, até que Dibiase cai no chão e rola para fora do ringue. Bram então atira Undertaker contra as cordas, encaixando um German Suplex na volta. Bram ergue Undertaker e o leva até as cordas, pega impulso e atira o mesmo para fora do ringue com um chotesline. DiBiase volta ao ringue com uma cadeira em mãos, e acerta um golpe utilizando a mesma nas costas de Bram. O viking não cai, apenas se vira com muita raiva, encarando DiBiase, porém Undertaker também retorna ao ringue com uma cadeira em mãos e acerta Bram, que desta vez cai. DiBiase e Undertaker então começam a aplicar inúmeros golpes de cadeira em Bram, o que deixa o viking bastante debilitado. Após vários golpes com cadeiras, eles levam Bram até o lado de fora do ringue e aplicam um chokeslam no mesmo, deixando ele praticamente fora do combate.

(07:32) Undertaker e DiBiase trocavam golpes no centro do ringue, enquanto Bram continuava apagado do lado de fora. DiBiase conseguiu aplicar uma boa sequência de golpes em Undertaker, finalizando com um vertical suplex, porém a contagem parou antes do 2. DiBiase ergue Undertaker, mas este último consegue reverter a situação com um soco potente no rosto. Ele leva DiBiase até o corner, e aplica um "Old School" em DiBiase, mas a contagem vai só ate 2 também. Undertaker então ergue seu adversário e tenta aplicar novamente um "Old School", mas DiBiase consegue reverter em um "Eletric Chair Drop". Ele vai para a contagem, mas ela para no 2.

(12:45) DiBiase e Undertaker trocavam golpes do lado de fora, enquanto Bram tentava se recuperar do ataque sofrido no início do combate. Undertaker havia acabado de aplicar um potente chokeslam em DiBiase na mesa dos comentaristas. Undertaker atira o mesmo para dentro do ringue e se prepara para aplicar um Tombstone Piledriver. Quando DiBiase se ergue, Undertaker avança para cima do mesmo, mas com uma incrível agilidade DiBiase encaixa sua submissão em Undertaker. O mesmo tenta se livrar do golpe, mas DiBiase coloca mais força no golpe. Undertaker finalmente consegue se desvencilhar do golpe utilizando um Stunner, um golpe que poucos imaginavam vindo dele. DiBiase parece não acreditar, então ele espera Undertaker se levantar para encaixar novamente a finalização. Assim que Undertaker se levanta, DiBiase avança, mas é surpreendido por um chokeslam. Undertaker rapidamente ergue DiBiase e aplica um Tombstone Piledriver. Ele vai para a contagem: 1...2... DiBiase se livra!

(17:10) O combate parecia chegar a seus momentos finais. A mais ou menos 1 minuto, Bram estava quase se levantando, quando foi surpreendido por um big boot de Undertaker. O mesmo então retorna ao ringue, aonde DiBiase estava caído após uma falha tentativa de encaixar um Dream Crusher, que foi revertido por Undertaker em um Powerbomb. Undertaker começa a aplicar vários pisões em DiBiase, até que ele sai do ringue e retorna com uma cadeira. Ele ergue a cadeira para atingir Undertaker, porém é surpreendido por Bram, que havia se levantado com muita raiva. Bram toma a cadeira de Undertaker e aplica um tremendo chairshot na cabeça do mesmo, que começa a jorrar sangue. Undertaker cambaleia, mas Bram o segura pelo pescoço. Então o viking sorri e aplica um Vertebreaker no mesmo, indo para a contagem: 1...2... chairshot de DiBiase em Bram! Mas esperem! Bram não sentiu o dano do golpe! Ele se senta no ringue e encara DiBiase sorrindo, enquanto Undertaker rola para fora do ringue já sem condições de combate. DiBiase olha aquilo perplexo, e tenta novamente um chairshot, porém Bram numa agilidade incrível rola para o lado. DiBiase se vira, sendo surpreendido com um potente Discus Chotesline de Bram. Bram ergue DiBiase pelo pescoço, sorrindo, e então encaixa um "Reincarnatus". DiBiase se debate, tentando fugir do golpe, mas era demais para ele, ele estava em seu limite! DiBiase apaga! Bram é o Vencedor!

Vencedor: Bram

O Viking fica celebrando a sua vitória no ringue com aplausos do público. Ele irá enfrentar Chris Ridgeway pelo HOW Championship no dia da final da HOW Cup que se celebrará mais no final deste mês.

Intervalo…

A luta que se segue será para decidir quem irá enfrentar Kevin Owens ou Zack Sabre Jr no dia da final da HOW Cup pelo World Heavyweight Championship. Daniel Bryan é o primeiro a aparecer enquanto toca “Flight Of The Valkyries”, ele é recebido bem pela plateia. “The Second Coming” ecoa na arena de seguida e Seth Rollins aparece com uma reação mista da crowd.

World Heavyweight Title #1 Contendership: Daniel Bryan vs Seth Rollins

(1:13) O gongo soa e Seth Rollins e Daniel Bryan se encaram profundamente ainda nos corners opostos. Eles circulam o ringue diversas vezes e Bryan tenta diversas vezes agarrar a perna de Rollins, mas o Architect evitou o contato nos primeiros segundos. Bryan consegue prender Rollins em um clinch e os dois se impulsionam contra as cordas e o referee os obriga a se separar. Bryan lentamente se afastou de Rollins - mas o Rollins o acerta com um chute no estômago e aplicou um Curb- Bryan consegue evadir do Stomp agarrando a perna de Rollins e o prende em um Romero Special!

(5:21) Bryan conseguiu impor seu estilo técnico que oprimiu Rollins por boa parte do combate. Ao redor dos quatro minutos, Bryan pressionou Rollins contra o corner com diversos chutes rígidos no abdômen. Bryan aplica um Irish Whip em Rollins que o arremessa para o corner oposto e dispara em sua direção - Rollins arremessa Bryan com violência contra o turnbuckle com um Reverse STO Buckle Smash! Seth sobe na segunda corda e se lança em Bryan com um Middle Rope Blockbuster! Ele tenta a contagem mas Bryan consegue o kickout.

(7:42) Bryan foi completamente controlado por Rollins que pisoteava seus braços. Rollins ergueu o "Yes! Man" na terceira corda e prendeu em um Superp- Bryan consegue acertar um Headbutt que derruba o Architect e mergulha com um Diving Front Dropkick! Rollins desaba no ringside buscando recuperar seu fôlego - mas Bryan responde com um Suicide Dive! Daniel Bryan retornou ao ringue e se impulsionou pelas cordas e se lança com um Suicide D- Rollins se recupera  e acerta Bryan com um Enzuigiri entre às cordas e aplica um Falcon Arrow do apron para o chão de concreto!

(9:05) Bryan consegue retornar ao ringue extremamente cansado enquanto Rollins escalava a terceira corda e se lança em um Frog Splash - mas Bryan consegue rolar para próximo do corner e evita o impacto! Rollins tenta perseguir Bryan que escala a terceira corda com rapidez e se lança em um Backflip desnorteando o Architect enquanto o Yes! Man se impulsiona pelas cordas - Rollins o surpreende com um Sling Blade!

(12:30) Rollins e Bryan trocaram poderosos chops e socos extremamente cansados com extrema vantagem para Bryan por ser um exímio striker que conseguiu punir Rollins com poderosos chutes e realizou seus "Yes!" Kicks e finalizando com um Roundhouse Ki- Schoolboy Superkick! Seth ergueu Daniel Bryan em um Powerbomb e correu em direção ao corner oposto - Daniel Bryan consegue reverter em um Rollup! 1! 2! Seth consegue o kickout de surpresa e recebe um poderoso Roundhouse Kick! Os dois wrestlers desabam enquanto a crowd aplaude.

(15:25) Daniel Bryan escalou a terceira corda com extrema dificuldade - mas Rollins dispara com todo seu atleticismo e escala a terceira corda e prende Bryan em um Superplex seguido por um Falcon Ar- Bryan consegue reverter em um Guillotine Choke! Bryan pressiona a nuca de Rollins com tamanha pressão e o Architect se desespera!

(16:25) Rollins foi capaz de resistir à pressão do Guillotine Choke por um minuto mas após isto ele falhou em responder ao referee que estava pronto para soar o gong- Rollins se ergue com o Bryan ainda preso e se lança pelas cordas e os dois desabam no ringside!

(16:33) Bryan conseguiu acertar um poderoso chute no peito de Rollins que o afastou, dando tempo para Bryan subir no apron e se lançar em Rollins - Rollins o mantém preso em um Powerbomb e corre em direção à barricada e o arremessa com um Barricade Powerbomb!

(17:02) Rollins conseguiu retornar ao ringue e desabou no corner enquanto observava Bryan se arrastar e se pendurar entre as cordas para vencer a contagem no 9! MAS ROLLINS RESPONDE COM UM CURB STOMP COM BRYAN PRESO NAS CORDAS! Rollins se afasta e efetua mais um Curb Stomp! Ele vai para a contagem! 1! 2! 3!

Vencedor: Seth Rollins

Seth Rollins se levanta imediatamente e abandona o ringue mostrando que ainda não está satisfeito com esta vitória. As suas expressões mostram que ele apenas quer conquistar o WHC e que está totalmente focado nisso. Vamos para intervalo com a imagem de Bryan caído no ringue.

Intervalo…

Depois de descobrirmos que Seth Rollins vai lutar pelo WHC na final da HOW Cup, está na hora de decidir quem segurará o título nessa luta. O candidato, Zack Sabre Jr é o primeiro a vir ao som de “Real Bone Master”, porém um pouco diferente do habitual. Ele está vestindo uma attire preta e com lentes pretas em seus olhos. Tudo para por alguns momentos e, sabendo que Kevin Owens vem aí, o público começa a entoar uma chuva monumental de vaias. Então toca “Fight” e o World Heavyweight Champion realiza a sua entrada, não ligando minimamente a qualquer reação da crowd. Ele caminha calmamente até ao ringue onde fica dizendo várias vezes para ZSJ que se manterá campeão após a luta. O oficial pega o cinturão das suas mãos e o levanta antes de dar início ao combate.

World Heavyweight Championship Match: Kevin Owens (c) vs Zack Sabre Jr

(1:32) Na fase inicial da luta, Owens conseguiu evitar todos os holds que ZSJ tinha tentado, apesar de ter algumas dificuldades nesse feito. Cerca de minuto e meio depois da luta começar, o inglês consegue prender um “Headlock” no campeão, porém é rapidamente atirado na direção das cordas e recebido com um “Shoulder Tackle”. Owens começa a correr na direção das cordas para tentar atacar ZSJ, porém este se abaixa e salta sobre nas duas vezes para tentar ser atacado. Quando Owens se aproxima, ele o atinge com um “Dropkick”.

(5:21) O candidato mantém KO preso em um “Fujiwara Armbar” e faz uma transição rápida para um “Ankle Lock”. Owens no entanto consegue se virar e usar a sua força de pernas para empurrar ZSJ de modo a se livrar da manobra. Para azar do britânico, a força foi tanta que, na posição em que se encontrava, foi arremessado de pescoço contra o turnbuckle. Owens se levanta e lança um pequeno sorriso irônico antes de aplicar um “Cannon Ball”. Ele faz o pin, mas a contagem é somente de 2.

(8:33) O domínio de KO continua e está pisoteando o seu adversário no chão. Ele ganha algum balanço e tenta um “Senton”, porém ZSJ se desvia e ele acaba caindo na lona. O “Technical Wizard” aproveita essa brecha para aplicar um “Tiger Suplex” quando se levanta. O campeão rola para fora do ringue, onde tenta recuperar um pouco e é recebido com vaias. No entanto, ZSJ o acompanha e atira violentamente contra os degraus de aço. Owens acaba ficando encostado a eles e, após ganhar algum balanço, ele tenta um “Penalty Kick” contra elas, mas KO escapa a tempo e ZSJ acaba batendo com a sua perna nelas, ficando machucado. O britânico fica no chão se queixando da sua perna enquanto KO solta risos encostado à barreira de proteção. O árbitro se aproxima do candidato e chama um médico para o ajudar. Após um minuto se queixando da perna, o árbitro pergunta a ele se quer continuar e ZSJ responde afirmativamente. Owens então se aproxima dele e o atira para dentro do ringue. ZSJ tenta se colocar de pé, porém as suas tentativas são falhas e acaba sempre caindo, isso faz com que Owens ria na sua cara antes de o levantar para tentar um “Fisherman Suplex”, no entanto o candidato consegue reverter para um “Small Package”. A contagem é somente de dois, porém o campeão fica surpreendido com esse reversal do seu rival, pois não esperava que ele fosse capaz de resistir com a perna machucada.

(15:22) KO passou algum tempo zombando da figura patética que o seu oponente estava fazendo ali caído sem se conseguir levantar, porém seria surpreendido por ZSJ trazer a luta para o chão, onde era a sua especialidade. Foram várias as transições rápidas que o britânico realizou e a maioria foi focada no braço esquerdo de KO. Nesta altura, ZSJ mantém um “Crossface” preso há já alguns instantes, porém Owens consegue reverter para um “Roll-Up” que faz o árbitro contar até dois. O World Heavyweight Champion é rápido o suficiente para aplicar um “Senton” antes que ZSJ possa sequer se tentar levantar.

(19:59) Após alguma insistência, o “Technical Wizard” conseguiu se levantar com ajuda das cordas. Owens vai a correr na sua direção e tenta um “Spear”, porém ZSJ consegue se esquivar a tempo de fazer o seu rival cair para fora do ringue. O britânico se encosta ao corner enquanto o árbitro faz a contagem. KO consegue entrar no ringue no sete e se dirige até o seu oponente no corner para tentar alguns chops, mas ZSJ consegue prender um “Cross Arm Breaker” com ajuda das cordas. Ele solta quando o referee chega ao quatro para evitar a desqualificação. KO fica se queixando do braço e isso dá tempo de ZSJ se aproximar dele mancando e prender um “Octopus Stretch”. O semblante do campeão demonstra agonia, mas ele consegue dar curtos passos até chegar às cordas e obrigar ZSJ a largar o golpe.

(24:22) Owens volta ao domínio após atacar a perna machucada do candidato e, sabendo dessa fraqueza, o prende em um “Figure 4 Leg Lock” que causa bastante sofrimento a ZSJ. Ele se recusa a desistir e chega às cordas com esforço, obrigando á separação. No entanto, já de pé, KO o levanta e faz o irish whip para finalizar com um “Pop-Up Powerbomb”, só que ele se esqueceu que o britânico não se aguenta de pé e este acaba cedendo a perna e ficando com o joelho no chão. Owens pensa durante breves segundos e acaba levantando ele novamente, desta vez para aplicar um “Package Piledriver” como usava nos seus tempos de ROH. Ele faz o pin 1...2...3!

Vencedor: Kevin Owens

Assim que o árbitro bate pela terceira vez no chão, uma chuva de vaias se inicia, porém Kevin Owens apenas vai pegar o seu cinturão e se dirige para o topo da rampa dizendo que aquele é o seu título e que ninguém o irá tirar de si. No ringue, alguns médicos aparecem para analisar melhor a perna de ZSJ.

Intervalo…

Está na hora do combate principal do evento que será uma brutal Last Man Standing pelo Intercontinental Championship. As luzes da arena apagam por alguns segundos e, em vez de voltar totalmente, apenas algumas velas são acesas na rampa e uma neblina surge. Um sino de cemitério começa tocando e dura cerca de um minuto. Durante esse tempo, algumas pessoas fantasiadas de zumbis aparecem e se posicionam no topo da rampa até que toca “Come On”. Sean O’Haire surge então e caminha lentamente até ao ringue acompanhado pelos ‘zumbis’ presentes. Quando esse ambiente passa, um foco aponta para o topo da rampa, onde se encontra Aleister Black com o cinturão à sua cintura. As luzes da arena escurecem e ele caminha na direção do ringue enquanto “Root of All Evil” ecoa. Quando lá chega, ele se senta no centro enquanto fica encarando o seu rival que está fora do ringue. O’Haire adentra quando o árbitro está levantando o cinturão e fica imediatamente frente a frente com Black.

Last Man Standing Match - Intercontinental Championship: Aleister Black (c) vs Sean O’Haire

(0:00) O oficial manda tocar a campainha e ambos permanecem imóveis no centro do ringue se encarando. Apesar de O’Haire ser mais alto que o campeão, Black não demonstra qualquer sinal de estar intimidado com a sua presença. O brilho dos olhos de ambos indica um sentimento de ódio mútuo que corre no sangue dos intervenientes deste grande confronto. O’Haire é o primeiro a ter iniciativa e dá um soco na face do seu oponente, porém Black apenas lança um olhar ainda mais intimidante na sua direção. Cantos de “Black Gonna Kill You” são ouvidos vindos do público e o “Devil’s Advocate” dá alguns passos para trás, se distanciando do campeão. Black apenas o segue e, quando chega perto, começa a atingi-lo com diversos chutes nas suas pernas.O candidato acaba indo parar ao corner, onde Black continua o seu ataque de fúria com chutes e socos rápidos. O’Haire é obrigado a se retirar do ringue para recuperar deste início fulminante de Black.

(1:25) O Intercontinental Champion se recusa a esperar por ele e rapidamente ganha balanço e salta por cima das cordas para cima de O’Haire. O candidato se levanta depressa e Black volta ao ringue, ele volta a ganhar balanço e O’Haire parece estar preparado desta vez para desviar. No entanto, Black dá um mortal para trás com ajuda das cordas e se senta no meio do ringue, ficando encarando ele com um semblante irônico. O “Devil’s Advocate” se irrita e entra rápido no ringue para o tentar atingir com um chute, porém Black se abaixa para esquivar. O campeão se levanta e, quando O’Haire se vira, acerta um pontapé ascendente na sua cabeça que o faz cair imediatamente. O árbitro faz a contagem, mas só chega ao 4.

(4:59) Sean O’Haire ganhou vantagem após fazer um reversal de irish whip quando Black o tentava atirar contra os degraus de aço. Com o campeão caído, ele aproveita e atira algumas cadeiras para dentro do ringue, cerca de dez, e fica com uma em mãos que utiliza para castigar o seu rival na ringside. São várias cadeiradas seguidas nas costas de Black, cada uma mais dolorosa que anterior e fazem com que o público comece a soltar vaias contra O’Haire. Ele atira a cadeira para dentro do ringue e realiza um “Biel Throw” por cima da mesa de comentaristas. O “Devil’s Advocate” entra então no ringue e monta duas fileiras com cinco cadeiras cada. Black recupera e se arrasta para dentro do ringue, onde é acertado com um “Superkick”. Depois disso, o candidato o coloca no topo do corner e tenta um “Superplex”, porém Black consegue se esquivar pelo meio das pernas de O’Haire e aproveita a sua posição para aplicar um “Powerbomb” nas cadeiras anteriormente montadas. 1….2…..3…..4…...5…..6...O’Haire se levanta com o apoio das cordas.

(11:33) Tudo parecia controlado para os lados do campeão, no entanto, quando subia ao topo das cordas para tentar “Diving Double Foot Stomp”, O’Haire se levantou e atirou uma das cadeiras que estavam no chão contra a sua cabeça, o que o fez cair desamparado para fora do ringue, no lado da rampa. O candidato rola para fora e atira violentamente Black contra a barreira de proteção por duas vezes. O’Haire o arrasta pelos cabelos em direção do topo da rampa antes de o arremessar para a parte mais baixa do stage. O “morto” então cruza a cortina e vai sozinho para o backstage, onde fica encontrando novas formas de torturar o seu adversário. Ele encontra a zona de maquiagem das mulheres que fazer parte da empresa e lá tem um espelho. Black acaba o seguindo mesmo estando com algumas dores e O’Haire, quando o vê, não pensa duas vezes e o arremessa de cabeça contra o espelho, o fazendo começar a sangrar. Com ele caído, o árbitro começa a contar. 1…..2…...3…..4…...5…..6…..7, Black se levanta!!

(18:10) Ambos os lutadores percorreram os vários corredores da arena se destruindo por completo. Foram arremessos contra caixas, paredes e outros objetos que lá se encontravam para tentar nocautear o oponente, porém sempre sem sucesso. Atualmente estão numa posição de equilíbrio em que nenhum está dominando o outro, estando a trocar alguns socos lentos. Black atira O’Haire por cima do balcão de um pequeno  bar presente no local. Ele pega em uma frigideira e, com ela na mão, atinge o “Devil’s Advocate” impiedosamente. Ele iria bater com ela novamente, porém O’Haire pega em um garfo que estava caído e rapidamente o espeta na testa machucada de Black, ficando arranhando a mesma. O campeão fica caído no chão com bastante sangue e O’Haire o atira novamente para o outro lado do balcão. O candidato o arrasta até perto de uma carrinha e o atira contra ela, deixando a mesma suja de sangue. O árbitro conta 1….2…3…4....5…..6...7…..8...Black se levanta milagrosamente!!

(25:02) Os lutadores acabam voltando para a arena em si e Black conseguiu retomar o domínio com alguma dificuldade após jogar o seu rival contra uma pilha de mesas nos bastidores. O Intercontinental Champion lhe aplica alguns pontapés no abdómen que o deixam bastante machucado. Após um “Exploder Suplex”, Black acha que está na hora de terminar a luta com um “Black Mass” e, por essa razão, fica esperando que O’Haire se coloque em posição vertical. O candidato se levanta e BLACK MASS!! O’Haire cai inconsciente no chão, fazendo com que o árbitro comece a contagem 1….2….3….4….5….6...7...8...9 NÃO!! O “Devil’s Advocate” consegue rolar e se coloca de pé após se deixar cair na parte mais baixa do stage.

(27:42) Black está cansado e irritado por não ter conseguido que o seu rival ficasse no chão por 10 segundos. Ele se aproxima de O’Haire e, com o seu pé, levanta lentamente a sua cabeça, porém… no que parecia uma nova tentativa de aplicar um “Black Mass”, o candidato respondeu com um “Low Blow” em Black. Apesar de todo a dor e cansaço que está sentindo, O’Haire começa a soltar uma gargalhada vendo o seu rival se contorcendo e segurando as suas partes baixas. Ele o ergue e aplica um “Widow Maker” que coloca o campeão no chão sem se mexer. O árbitro começa a contagem 1...2...3...4...5...6..7...8...9 Black consegue se erguer com ajuda do stage, mas deixa-se cair novamente. O semblante de O´Haire passa a ser de irritação e começa olhando em seu redor à procura de novas armas até que… encontra uma escada pousada no chão com cerca de cinco metros de altura. Ele a pega e coloca na parte mais alta do stage. O’Haire levanta o Black e o coloca em cima do stage, mais preisamente na ponta, que é uma parte relativamente mais frágil que todo o resto, e o atinge com alguns socos violentos na face. Com Black inconsciente, O’Haire tem a incrível ideia de subir ao topo da escada e, após um rápido festejo, se atira malucamente em “Seaton Bomb” para cima de Black. No entanto, o campeão consegue recuperar a tempo de se deixar cair da stage, fazendo O’Haire criar um enorme buraco na ponta do stage com a sua queda. O árbitro conta 1….2….3…..4..Black consegue se colocar verticalmente 5….6…..7….8….9.. De forma surpreendente, O’Haire conseguiu rastejar até à “parede” do buraco e se colocou sobre ela. Ele diz as palavras “Força, acaba comigo!” antes de colocar o braço para fora e fazer o dedo do meio para Black. O campeão se irrita e rapidamente o atinge com um potente “Black Mass” que faz O’Haire voltar a cair para dentro do buraco e acabar com as suas expetativas de se tornar campeão. A contagem do árbitro nem seria precisa, pois facilmente se via que Sean O’Haire não se ia mais levantar depois de toda a punição que sofreu, mas, mesmo assim, o árbitro insiste em fazê-la. 1….2...3...4...5...6...7….8….9...10! Black retém o Intercontinental Championship em cerca de 32 minutos de luta intensa!!

Vencedor: Aleister Black

O ainda campeão mal se consegue aguentar de pé, porém caminha lentamente e com algumas pequenas recaídas até à ringside para pegar o seu cinturão. O público o aplaude bastante pela sua incrível performance de hoje. Aleister Black adentra o ringue e levanta o seu cinturão para dar o evento por terminado.


Fim de show.

Sobre / Contato / Publicidade / Disclaimer / Política de Privacidade / Press Release

online / Design por: Ericki Chites