Rumo ao Sucesso Ep1: Primeiro você sonha

Certo dia em Manaus no Amazonas, Christopher, um jovem de 17 anos, estava pensativo quanto a seu sonho de criança. Chris, como também era chamado, tinha o sonho de ser um grande lutador de Pro Wrestling, mas por morar num país onde se havia muito preconceito, isso seria difícil. Nos seus primeiros anos de vida, sua paixão sempre foi a mesma - Se tornar um Wrestler! Algo que estava muito longe de ser alcançado, seja por sua dificuldade econômica, ou pela sua falta de oportunidades ao seu redor que não lhe permitiam realizar este sonho alucinante e distante. Apesar das dificuldades, Chris era um jovem batalhador, que corria atrás de qualquer brecha que lhe dera, mesmo que isto estivesse a longos passos de serem alcançados. Sua vida pessoal era bem difícil e, Chris gostaria de viajar o mundo tornando-se conhecido, mas uma chance de apenas entrar no ringue e fazer apresentações já lhe deixaria muito feliz ao ponto de lhe encorajar a continuar nesta batalha cansativa. Sua mãe, não apoiava muita tal ideia, ela gostaria que seu filho, Christopher, de 18 anos, seguisse apenas uma carreira profissional em uma das grandes empresas que haviam em seu estado, sempre tentando coloca-lo longe desta ideia que para ela era um absurdo. Chris sempre batalhador, nunca desistiu de seu sonho. Apesar das dificuldades, Chris tinha um grande amigo chamado Blake que apoiava muito esta ideia. Ele também era um grande fã de luta-livre que gostaria de ser Wrestler, para um dia chegar à WWE, o auge para todo lutador de Wrestling Profissional.

Chris cresceu assistindo empresas de Wrestling com seu avô, que era um apaixonado pelo esporte e que antes de morrer, transmitiu toda sua paixão para seu neto. Com a grande dificuldade de crescer nesse ramo, certo dia, Chris foi atrás de uma chance nas pequenas empresas de Wrestling do Amazonas, alguns chegavam a treinar em suas próprias casas de modo a terem um bom porte físico para lá na frente, ingressarem nas empresas de maior patamar no Brasil. Junto com seu amigo Blake, Chris implorou por uma chance de participar nos treinamentos de uma empresa no interior de Manaus. Ele conversou com o dono do local e ambos foram aceitos. Com seus portes físicos de pouca estatura, alguns acharam tal ideia um pouco fora do normal e até zombaram deles. Apesar do preconceito, Blake e Chris nunca deixaram de treinar nem se quer por um dia, sempre dando tudo de si para um melhor desempenho. Blake sempre pensando a frente das situações, tinha alguns amigos com contatos no mundo do MMA e algumas portas para ele poderiam se abrir neste ramo. A ideia de seguir no mundo do Pro Wrestling poderia ir embora a qualquer momento. A carreira no Brasil era complicada e uma chance nos Estados Unidos era impossível no momento. Estava tudo muito complicado! Chris nunca deixou de pensar que não poderia ir em frente, mas as coisas estavam ficando extremamente difíceis para ele. Com a idade chegando, ele deveria fazer algo de sua vida na qual lhe rendesse algum dinheiro para sobreviver. Chris não tinha emprego no momento e estava focado apenas neste seu sonho “absurdo” que a cada dia se distanciava mais e mais. Sua mãe e pai já estavam ficando irritados, estressados e com sua obsessão de seguir esta carreira, estavam em estado de alerta sob Chris. Eles estavam deveras preocupados com Chris e seu treinamentos de horas, enquanto sua vida continuava seu um rumo.

Um "novo dia":
Sexta-feira, tarde de sol e um novo dia para treinar Pro Wrestling. Para Chris e Blake a tarde seria ótima. Eles então se dirigiram ao local de seus treinamentos semanais, mas rapidamente seriam abalados emocionalmente quando notaram que o local havia sido fechado por causa da falta de verbas para manter o local. Foi um dia horrível, um dia para esquecer. Blake, já em um novo dia, começou a se dedicar ainda mais no mundo do vale tudo, treinando em uma academia perto de sua casa, de fácil acesso. De todas as formas, ainda não conseguia deixar o pro-wrestling de lado. Enquanto estava lutando em lutas clandestinas quase a beira da morte, estava pensando no pro-wrestling. As coisas não andavam muito bem para Blake, sua obsessão pelo Pro Wrestling estava lhe custando muito. Perto de seus 19 anos, Blake resolveu sair de casa para se profissionalizar. No começo foi fácil, conseguiu se hospedar em hotéis com dinheiro de combates ilegais, combates na qual ele havia dado um tempo, mas os perrengues começaram, a vida novamente estava tentando derruba-lo.

Em um dia qualquer, fazendo compras, Blake encontrou o seu grande amigo Chris. Apaixonados pelo mesmo esporte, ambos começaram a falar imparavelmente sobre WWE e outras companhias. Em certo ponto da conversa, Blake disse que havia saído de casa pelo motivo de querer seguir uma carreira no Pro Wrestling. Chris, já sabendo da nova situação de vida de Blake, convidou-o para morar em sua casa, havia um quarto em que Blake poderia se hospedar e desta maneira, os dois poderiam tentar seguir nesta jornada juntos. A amizade foi crescendo bastante e os dois se tornaram praticamente "irmãos".

Chris sempre foi o esperto e Blake sempre o cabeça dura. Blake estava sempre pensando de todas as maneiras em um modo de arrecadar alguns reais, aproveitando até mesmo de oportunidades perigosas. Chris, por várias vezes aconselhou Blake a largar as lutas clandestinas, mas como Blake estava conseguindo um bom dinheiro, seria difícil largar deste mundo sem futuro algum. Chris sempre batalhador e sonhador, nunca desistiu de tentar uma chance no Pro-Wrestling. Em São Paulo, havia apenas uma empresa de luta-livre, mas uma oportunidade era praticamente impossível, uma vez que o sucesso era imenso e pelo menos uma vida dentro dos ringues Chris já deveria ter feito quando mais novo. Apesar de seu avô ser um grande fã do mundo das lutas, ele nunca ensinou nada a Chris a não serem nomes de golpes e de lutadores que na sua época passavam na TV. Blake, então com seu pouco sucesso nas lutas clandestinas, apesar de ganhar alguns reais, sentiu aquela paixão que batia dentro do seu peito, aquela vontade de saltar sobre um ringue, vontade que apenas encontrava-se em seus sonhos. Blake já estava farto de toda mesmice e planejamento que haviam por trás dos combates clandestinos. Os chefões da região ordenavam que Blake fizesse um combate brutal e que no final, saísse derrotado mesmo com total habilidade para vencer. Isso estava deixando-o put#!

Mas neste dia, Blake já revoltado com toda essa sujeira, resolveu vencer seu combate, resolveu quebrar a regra mais importante deste negócio, a regra de nunca descumprir uma ordem dos "chefões". Um descumprimento de ordem, que mais tarde naquela noite, poderia lhe custar á vida. Aquelas pessoas não tinham nenhum remorso em matar! Neste dia, Blake após os apagares das luzes, havia marcado um encontro com seu amigo Chris alguns quadras do lugar obscuro das lutas clandestinas. Blake só não imaginava que sobre suas costas, teriam cerca de três homens armados, prontos para matarem-no. Eles estavam ofegantes por terem perdido muito dinheiro com o resultado da última luta de Blake. Blake, desesperado e ainda muito jovem, sem saber muito para onde correr, sem saber o que fazer, foi ao encontro de seu amigo Chris, que estava em um local público onde haviam mais pessoas. Um local mais seguro que não previa nenhum desastre, pelo menos foi isso que ele imaginou, mas ele estava errado! Blake resolveu nem citar sobre as lutas clandestinas e apenas pensava em chamar a policia devido a possibilidade de qualquer incidente. Chris sem saber de nada, perguntou por várias vezes o que estava acontecendo, mas Blake sempre inquieto, apenas mandou-lhe 'calar a boca'. Alguns minutos antes dos policiais chegarem, um tiroteio tomou conta do local. Chris que estava sem saber de nada na ocasião, levou dois tiros certeiros. Blake atordoado, prestes a desmaiar, apenas captou alguns carros da policia antes de fechar os olhos e cair na escuridão.

-

Esta foi uma edição Piloto deste projeto do House of Wrestling em parceria com o Lamascaradibuja. Se você gostou e quer uma continuação, vote no formulário abaixo!

*Este é um projeto em forma de história amador e não foi desenvolvido por profissionais deste ramo (exceto as artes).*

Certo dia em Manaus no Amazonas, Christopher, um jovem de 17 anos, estava pensativo quanto a seu sonho de criança. Chris, como também era chamado, tinha o sonho de ser um grande lutador de Pro Wrestling, mas por morar num país onde se havia muito preconceito, isso seria difícil. Nos seus primeiros anos de vida, sua paixão sempre foi a mesma - Se tornar um Wrestler! Algo que estava muito longe de ser alcançado, seja por sua dificuldade econômica, ou pela sua falta de oportunidades ao seu redor que não lhe permitiam realizar este sonho alucinante e distante. Apesar das dificuldades, Chris era um jovem batalhador, que corria atrás de qualquer brecha que lhe dera, mesmo que isto estivesse a longos passos de serem alcançados. Sua vida pessoal era bem difícil e, Chris gostaria de viajar o mundo tornando-se conhecido, mas uma chance de apenas entrar no ringue e fazer apresentações já lhe deixaria muito feliz ao ponto de lhe encorajar a continuar nesta batalha cansativa. Sua mãe, não apoiava muita tal ideia, ela gostaria que seu filho, Christopher, de 18 anos, seguisse apenas uma carreira profissional em uma das grandes empresas que haviam em seu estado, sempre tentando coloca-lo longe desta ideia que para ela era um absurdo. Chris sempre batalhador, nunca desistiu de seu sonho. Apesar das dificuldades, Chris tinha um grande amigo chamado Blake que apoiava muito esta ideia. Ele também era um grande fã de luta-livre que gostaria de ser Wrestler, para um dia chegar à WWE, o auge para todo lutador de Wrestling Profissional.

Chris cresceu assistindo empresas de Wrestling com seu avô, que era um apaixonado pelo esporte e que antes de morrer, transmitiu toda sua paixão para seu neto. Com a grande dificuldade de crescer nesse ramo, certo dia, Chris foi atrás de uma chance nas pequenas empresas de Wrestling do Amazonas, alguns chegavam a treinar em suas próprias casas de modo a terem um bom porte físico para lá na frente, ingressarem nas empresas de maior patamar no Brasil. Junto com seu amigo Blake, Chris implorou por uma chance de participar nos treinamentos de uma empresa no interior de Manaus. Ele conversou com o dono do local e ambos foram aceitos. Com seus portes físicos de pouca estatura, alguns acharam tal ideia um pouco fora do normal e até zombaram deles. Apesar do preconceito, Blake e Chris nunca deixaram de treinar nem se quer por um dia, sempre dando tudo de si para um melhor desempenho. Blake sempre pensando a frente das situações, tinha alguns amigos com contatos no mundo do MMA e algumas portas para ele poderiam se abrir neste ramo. A ideia de seguir no mundo do Pro Wrestling poderia ir embora a qualquer momento. A carreira no Brasil era complicada e uma chance nos Estados Unidos era impossível no momento. Estava tudo muito complicado! Chris nunca deixou de pensar que não poderia ir em frente, mas as coisas estavam ficando extremamente difíceis para ele. Com a idade chegando, ele deveria fazer algo de sua vida na qual lhe rendesse algum dinheiro para sobreviver. Chris não tinha emprego no momento e estava focado apenas neste seu sonho “absurdo” que a cada dia se distanciava mais e mais. Sua mãe e pai já estavam ficando irritados, estressados e com sua obsessão de seguir esta carreira, estavam em estado de alerta sob Chris. Eles estavam deveras preocupados com Chris e seu treinamentos de horas, enquanto sua vida continuava seu um rumo.

Um "novo dia":
Sexta-feira, tarde de sol e um novo dia para treinar Pro Wrestling. Para Chris e Blake a tarde seria ótima. Eles então se dirigiram ao local de seus treinamentos semanais, mas rapidamente seriam abalados emocionalmente quando notaram que o local havia sido fechado por causa da falta de verbas para manter o local. Foi um dia horrível, um dia para esquecer. Blake, já em um novo dia, começou a se dedicar ainda mais no mundo do vale tudo, treinando em uma academia perto de sua casa, de fácil acesso. De todas as formas, ainda não conseguia deixar o pro-wrestling de lado. Enquanto estava lutando em lutas clandestinas quase a beira da morte, estava pensando no pro-wrestling. As coisas não andavam muito bem para Blake, sua obsessão pelo Pro Wrestling estava lhe custando muito. Perto de seus 19 anos, Blake resolveu sair de casa para se profissionalizar. No começo foi fácil, conseguiu se hospedar em hotéis com dinheiro de combates ilegais, combates na qual ele havia dado um tempo, mas os perrengues começaram, a vida novamente estava tentando derruba-lo.

Em um dia qualquer, fazendo compras, Blake encontrou o seu grande amigo Chris. Apaixonados pelo mesmo esporte, ambos começaram a falar imparavelmente sobre WWE e outras companhias. Em certo ponto da conversa, Blake disse que havia saído de casa pelo motivo de querer seguir uma carreira no Pro Wrestling. Chris, já sabendo da nova situação de vida de Blake, convidou-o para morar em sua casa, havia um quarto em que Blake poderia se hospedar e desta maneira, os dois poderiam tentar seguir nesta jornada juntos. A amizade foi crescendo bastante e os dois se tornaram praticamente "irmãos".

Chris sempre foi o esperto e Blake sempre o cabeça dura. Blake estava sempre pensando de todas as maneiras em um modo de arrecadar alguns reais, aproveitando até mesmo de oportunidades perigosas. Chris, por várias vezes aconselhou Blake a largar as lutas clandestinas, mas como Blake estava conseguindo um bom dinheiro, seria difícil largar deste mundo sem futuro algum. Chris sempre batalhador e sonhador, nunca desistiu de tentar uma chance no Pro-Wrestling. Em São Paulo, havia apenas uma empresa de luta-livre, mas uma oportunidade era praticamente impossível, uma vez que o sucesso era imenso e pelo menos uma vida dentro dos ringues Chris já deveria ter feito quando mais novo. Apesar de seu avô ser um grande fã do mundo das lutas, ele nunca ensinou nada a Chris a não serem nomes de golpes e de lutadores que na sua época passavam na TV. Blake, então com seu pouco sucesso nas lutas clandestinas, apesar de ganhar alguns reais, sentiu aquela paixão que batia dentro do seu peito, aquela vontade de saltar sobre um ringue, vontade que apenas encontrava-se em seus sonhos. Blake já estava farto de toda mesmice e planejamento que haviam por trás dos combates clandestinos. Os chefões da região ordenavam que Blake fizesse um combate brutal e que no final, saísse derrotado mesmo com total habilidade para vencer. Isso estava deixando-o put#!

Mas neste dia, Blake já revoltado com toda essa sujeira, resolveu vencer seu combate, resolveu quebrar a regra mais importante deste negócio, a regra de nunca descumprir uma ordem dos "chefões". Um descumprimento de ordem, que mais tarde naquela noite, poderia lhe custar á vida. Aquelas pessoas não tinham nenhum remorso em matar! Neste dia, Blake após os apagares das luzes, havia marcado um encontro com seu amigo Chris alguns quadras do lugar obscuro das lutas clandestinas. Blake só não imaginava que sobre suas costas, teriam cerca de três homens armados, prontos para matarem-no. Eles estavam ofegantes por terem perdido muito dinheiro com o resultado da última luta de Blake. Blake, desesperado e ainda muito jovem, sem saber muito para onde correr, sem saber o que fazer, foi ao encontro de seu amigo Chris, que estava em um local público onde haviam mais pessoas. Um local mais seguro que não previa nenhum desastre, pelo menos foi isso que ele imaginou, mas ele estava errado! Blake resolveu nem citar sobre as lutas clandestinas e apenas pensava em chamar a policia devido a possibilidade de qualquer incidente. Chris sem saber de nada, perguntou por várias vezes o que estava acontecendo, mas Blake sempre inquieto, apenas mandou-lhe 'calar a boca'. Alguns minutos antes dos policiais chegarem, um tiroteio tomou conta do local. Chris que estava sem saber de nada na ocasião, levou dois tiros certeiros. Blake atordoado, prestes a desmaiar, apenas captou alguns carros da policia antes de fechar os olhos e cair na escuridão.

-

Esta foi uma edição Piloto deste projeto do House of Wrestling em parceria com o Lamascaradibuja. Se você gostou e quer uma continuação, vote no formulário abaixo!

*Este é um projeto em forma de história amador e não foi desenvolvido por profissionais deste ramo (exceto as artes).*

Sobre / Contato / Anuncie/Advertise / Disclaimer / Política de Privacidade / Press Release

online / Design por: Ericki Chites