HOW Fantasy: Chapter 10 - HOW Championship novamente em disputa! - House of Wrestling - Tudo sobre WWE

HOW Fantasy: Chapter 10 - HOW Championship novamente em disputa!

Neste sábado, dia 16 de março, a House of Wrestling realiza mais um dos seus shows semanais diretamente do Ticketpro Dome em Joanesburgo, na África do Sul.

Confira os tópicos usados para promover o show:


- Como grande destaque desta semana, vamos ter Bram defendendo novamente o seu HOW Championship. O Viking abriu uma nova Open Challenge e quem lhe respondeu, nas redes sociais, foi não um, mas dois lutadores, sendo eles Tetsuya Naito e Sean O’Haire. Conseguirá Bram alcançar mais uma defesa, ou perderá no seu próprio jogo? E como irá Jordan Devlin responder a esses desafios abertos do campeão?

- Na semana passada, Brock Lesnar rejeitou ficar frente a frente com Seth Rollins por ter medo de o machucar gravemente antes da sua luta pelo World Heavyweight Championship. No entanto, o campeão foi atrás do mesmo no backstage e conseguiu o atacar antes que fugisse. Como irá essa história continuar?

- Aleister Black conseguiu mais uma defesa bem sucedida na semana passada frente a Dean Ambrose, e aguarda por saber contra quem irá definitivamente defender no Royal Rumble. Após várias lutas, The Miz e Daniel Bryan foram considerados candidatos, porém Nick Aldis poderá se juntar a eles caso vença Bryan neste show. Irá a luta virar uma Fatal 4-Way?

- KENTA realizou o seu debut na semana passada, se juntando à Ring Guardians. No backstage, ele acabou atacando Tetsuya Naito após alegadas provocações deste. Qual será a continuação desta possível feud?

- Falando ainda na Ring Guardians, Neville e Samoa Joe atacaram de forma brutal Jinder Mahal e os Singh Brothers na semana passada, durante uma festa Punjabi. Devido a isso, uma 2-on-3 Handicap Match ficou marcada para este show.

- No último show, Rey Mysterio, o atual candidato ao NexGen Title, perdeu para Buddy Murphy após ter uma pequena discussão com o campeão, AJ Styles. Hoje, ele terá um novo desafio pela frente, desta vez contra Taiji Ishimori. Também AJ Styles estará em ação contra Dolph Ziggler.

- Parece que tivemos a formação de uma grande aliança na semana passada quando Mark Haskins debutou salvando Bram e Chris Ridgeway. Teremos avanços quanto a ela?

- The Rock retornou na semana passada avisando que iria invocar a sua revanche pelo Atlas Championship. Nesse mesmo momento, o campeão, Brock Lesnar, apareceu e disse que estaria defendendo o cinturão na próxima semana numa Triple Threat frente a Rock e Wade Barrett. O ‘Great One’ prometeu ir hoje até ao ringue para promover a luta.

- O caminho até ao Royal Rumble continua e teremos mais duas lutas de preparação para esse grande combate, sendo elas: Johnny Gargano vs Buddy Murphy e El Desperado vs Kenny Omega.

Confira tudo isso e muito mais, sábado, a partir das 19 horas, aqui na House of Wrestling.

Deverá promar até ás 18 horas do dia de realização do show.

Pode ver o Roster completo clicando aqui.

Cobertura:


O show é iniciado com a repetição de alguns dos momentos mais marcantes da semana passada. São destacados, por exemplo, o debut da Ring Guardians, as duas defesas de título e o início de uma aliança entre Bram, Chris Ridgeway e Mark Haskins.

Toca “Electrifying” e The Rock surge com bastante apoio da crowd. Ele realiza a sua típica entrada até ao ringue, parecendo estar bastante confiante, e pede um microfone para discursar.

Rock: Sabe bem estar de regresso após todo este tempo ausente, e finalmente posso dizer FINALLY, THE ROCK HAS COME BACK TO HOW. - os fãs aplaudem - Os últimos tempos não têm corrido bem ao The Rock, porém está na hora disso mudar. Na próxima semana, Rocky vai usar a sua cláusula de revanche para voltar a se tornar Atlas Champion contra Wade Barrett e Brock Lesnar. The Rock não se preocupa em quantos traseiros terá que chutar, pois ele só quer aquele cinturão ao seu ombro...uma vez mais. 

Ele faz uma curta pausa imposta pela reação positiva. The Rock solta um sorriso antes de prosseguir com o seu discurso. No entanto, quando voltar a falar, toca “Rebel Son” e Wade Barrett aparece sob algumas vaias da plateia, se dirigindo até ao ringue.

Barrett: Você deveria ter vergonha na sua cara por estar tirando uma vez mais as oportunidades dos mais novos. Olhe bem para a sua figura patética, não passa de um semi aposentado que fracassa a cada chance que tem. Você venceu aquele cinturão numa mera Battle Royal e perdeu na segunda defesa para Lesnar, acho que isso chega para entender que você não é merecedor de segurar um título. Está na hora de você voltar para Hollywood, de onde nunca deveria ter saído, pelo menos lá consegue fazer algo bem. E eu juro que, se você me custar a vitória na próxima semana, eu irei fazê-lo arrepender-se profundamente e acertar a sua cabeça com tantos Bull Hammers, que você nunca mais irá entrar num ringue de novo.

Rock: Se você se acha capaz disso, então tente fazê-lo agora!

O ‘Brahma Bull’ larga o microfone e começa a dar a sua característica sequência de socos no inglês. Barrett tenta reagir, porém é arremessado contra as cordas e recebido com um potente “Spinebuster”. Com o ‘King’ caído no centro do ringue, Rock faz as suas teatralidades antes de tentar aplicar o “People’s Elbow”, no entanto, quando começa a correr, Barrett rola para fora do ringue, evitando então sofrer o golpe. Os dois lutadores ficam se encarando até que o britânico decide sair da arena.

Vamos até ao Locker Room de El Desperado, onde ele se encontra olhando para a sua ring gear preta com riscas douradas. Enquanto o faz, começa a falar um pouco.

Desperado: Estas roupas representam o meu passado de mentiras e insucesso, e eu não quero mais viver isso. Está na hora de me reerguer e honrar o meu nome e, por essa razão, sinto que tenho que me livrar disto.

O japonês leva as suas roupas pretas até a lixeira do locker room e as coloca lá. Desperado estará em ação já a seguir a uma curta pausa.

Comerciais…

Kenny realiza a sua entrada ao som de “Devil's Sky”, onde estará enfrentando El Desperado. O japonês aparece de seguida com “Aguja de Abeja” e traz uma attire branca com riscas douradas, mostrando que realmente está mudando.

Singles Match: Kenny Omega vs El Desperado

(07:32) El Desperado se mostrou bastante confiante após sua última vitória e, por essa razão, praticamente não abriu chances para Kenny Omega. O combate chegou ao fim após um potente “Guitarra de la Muerta".

Vencedor: El Desperado

El Desperado comemora bastante sua segunda vitória consecutiva. O público aplaudiu o mesmo, que retribuía os aplausos com beijos para o público.

A comemoração é rapidamente interrompida porque vamos até ao backstage, onde Triple H estava chegando ao estacionamento, porém Andrade ‘Cien’ Almas o estava esperando e o começou a atacar. O mexicano começou a socar HHH assim que ele saiu do seu carro e o atirou contra a viatura de seguida. Almas parece estar irritado pelo ataque que Hunter lhe causou na semana passada e o coloca em cima do veículo, onde aplica um “HammerLock DDT”. Ele solta algumas palavras, porém foram em espanhol e com uma pronúncia bastante rápida que foi possível entender o que disse. Ele abandona o local, deixando Triple H caído em cima do carro.

Comerciais...

Bram se preparava no locker room, preparava as ataduras em suas mãos, até que Chris Ridgeway entra e pergunta se eles podem conversar.

Ridgeway: Eu queria agradecer, agradecer por sua bela atitude na semana anterior, me salvando daquele ataque covarde.... Mas além disso, eu também quero lhe fazer uma pergunta: Porquê? Porque me ajudar? Porque salvar aquele que é considerado seu maior rival dentro dessa empresa? Porque ajudar um cara que ofendeu não só você, mas todo uma herança que você carrega?

Bram: Quando eu olhei aqueles três te atacando, meu suposto rival, eu pensei se você recebia mesmo aquilo. Mas então eu me lembrei que nos tratamos com mútuo respeito desde o primeiro dia. Talvez tenhamos exagerado um pouco antes de lutarmos pelo título, mas esse é o nosso negócio, fazemos isso não só para nós mesmos. Eu sabia que tinha que fazer algo, mas meu corpo se moveu sozinho e eu agradeço por ele ter feito isso, pois foi a coisa certa. Homens tem motivos ocultos para o que lutarem. Eu sei os seus, e você os meus. Mas nós não sabemos os dele.

Bram apontou para Haskins, que estava do outro lado do locker room, ele percebeu o olhar dos dois e esboçou um sorriso. Ele se levantou e foi até eles.

Haskins: A minha história vocês já sabem. Nada muito fora do contexto da de vocês próprios. Mas em razão de eu ter ajudado os dois, foi por respeito. Vocês foram um dos motivos que me incentivaram a estar aqui hoje, e para mim, foi um prazer ajudar, mas não desejo ver que aquela pequena união tenha durado apenas alguns minutos. Pois juntos, nós podemos conquistar essa empresa toda, vocês são literalmente o primeiro e o segundo lugar dentre os melhores atualmente, e mesmo que não admitam isso, o mundo inteiro sabe. Jordan Devlin acabou de formar a Ring Guardians e querendo ou não, eles podem influenciar no resultado final da sua luta no Royal Rumble Bram. E isso não é um perigo apenas para você, mas sim para Ridgeway, para mim e mais importante ainda é para o restante do roster, tem que existir uma força que além de dominar, lute contra isso. E não tem ninguém mais capaz além de nós três.

Bram: Eu concordo com o novato. Se nos unirmos, seremos invencíveis, uma força a defender e a conquistar. Mas... como iremos nos chamar?

Ridgeway: Bem, antigamente existia um grito de guerra bastante utilizado, tanto pelos espartanos quanto pelos romanos..."Se vis pacem, parabellum”, ou traduzindo “se você quer paz, prepare-se para a guerra. Uma sociedade forte, que é menos propensa a ser atacada por inimigos. É exatamente isso que representamos, é exatamente isso que nós somos! A Ring Guardians nasceu com o claro intuito de nos derrubar, eles não escondem isso mesmo falando de forma indireta em alguns casos. Eles querem fazer com que todos esqueçam nossas histórias e origens, mas o que eles mais desejam é o mesmo topo que dividimos. Não é mera ilusão eles sonharem, se eles souberem se unir para a sua causa, podem se tornar muito perigosos. Mesmo eles sendo quatro e nós apenas três... somos os três melhores desta empresa, os mais fortes em todos os aspectos, e juntos somos invencíveis.

Bram: Então é isso senhores... Hoje seremos conhecidos como Parabellum, para nossos futuros inimigos, eu os desejo sensatez em seus julgamentos.

Os três em alto e uníssono falaram juntos a frase que os moldou.

“Se Vis Pacem, Parabellum”

Mark Haskins sai do locker room por razões que desconhecemos enquanto Chris Ridgeway e Bram continuam conversando, desta vez sobre o combate principal de hoje pelo HOW Championship. No entanto, passados alguns instantes, eles ouvem alguns barulhos de pancadaria fora da divisão e decidem ir espreitar o que é. É aí que encontram o seu parceiro caído no chão sem vestígios de alguém que o possa ter atacado por perto. Eles ajudam ele a se levantar e perguntam se viu quem fez aquilo, porém ele diz que foi pelas costas e não se apercebeu quem foi. O segmento termina com os dois levando Haskins de volta ao locker room.

Está na hora de ter mais um combate no show. Toca “Stressed Out” e Taiji Ishimori é o primeiro a aparecer. De seguida, Rey Mysterio entra ao som de “Aquí Estoy” e parece focado em se redimir da derrota da semana passada.

Singles Match: Taiji Ishimori vs Rey Mysterio

(08:00) Foi um combate morno, com poucas oportunidades para os dois lados. O combate chegou ao fim após Taiji Ishimori tentar aplicar um “End of War", que foi revertido com êxito por Mysterio, que consegue atirar seu adversário em direção as cordas, onde ele aplica um “619” para obter a vitória.

Vencedor: Rey Mysterio

Rey Mysterio fica comemorando no ringue sua vitória até que toca “Phenomenal” e AJ Styles realiza a sua entrada até ao ringue. O NexGen Champion e o candidato ao seu título ficam se confrontando por algum tempo até o mexicano decidir rumar ao backstage.

Comerciais...

AJ Styles se manteve no ringue durante o intervalo para a sua luta, que se vai realizar agora. Toca “I am Perfection” e o seu adversário, Dolph Ziggler, realiza a sua entrada de seguida.

Singles Match: NexGen Champion AJ Styles vs Dolph Ziggler

(02:19) Os dois começam o combate se estudando bastante, até entrarem em um clinch, no qual Styles leva a melhor e consegue atirar seu adversário ao chão com um “Arm Drag", prendendo o braço de Ziggler em seguida. Ele mantém a posição por alguns segundos, até Ziggler conseguir se levantar e se livrar de Styles com o auxílio das cordas, encaixando um “Dropkick" em seguida. Styles se levanta rapidamente e encara Ziggler, antes de entrarem novamente em um clinch, no qual desta vez é Ziggler que se sobressai, girando para as costas de Styles e o derrubando para a lona. Ziggler permanece com a manobra até Styles se erguer e atirar Ziggler contra as cordas, se abaixando quando o mesmo retorna, para então conectar um “Dropkick", que faz com que Ziggler role para fora do ringue.

(11:51) Os dois wrestler realizavam um ótimo combate, com reais chances para os dois lados. Ao final do combate, Ziggler foi para cima de Styles, na tentativa de encaixar um “Superkick", porém Styles consegue escapar e acertar um “Pele Kick", que faz Ziggler cambalear. Styles, vendo a situação de seu adversário, aproveita e consegue encaixar um “Styles Clash", que lhe dá a vitória.

Vencedor: AJ Styles

O campeão fica comemorando a sua vitória no ringue sob aplausos da crowd.

Chris Ridgeway caminhava pelo backstage, ele viu um homem vindo em sua direção, este se tratava de Joe Hendry. Quando os dois passam ombro a ombro em direções opostas, Hendry direciona um insulto a Chris.

Hendry: Para que a pressa cãozinho?

Chris Ridgeway parou subitamente sem virar seu rosto para Hendry, que agora estava de frente para as costas de Ridgeway.

Hendry: Eu ofendi o guerreiro? Ou apenas o fiz acordar para o que ele realmente é?

Ridgeway então finalmente se vira e caminha para perto de Hendry, ficando muito próximo a ele e então fala pausadamente.

Ridgeway: Para um garoto que subiu graças a bondade do campeão, você está muito folgado. Se você acha que provocar os outros Reis, Guerreiros, ou seja lá o que você chama...vai acabar do mesmo modo que o Bram limpou o chão com o seu rosto.

Chris então vira as costas para Hendry e segue seu caminho, enquanto Joe fechou seu semblante em frustração com as palavras recebidas do Espartano.
Comerciais…

Undertaker caminhou até a Stage, sem a sua Theme Music, ele já portava o microfone em mãos e apenas solicitou a atenção e silêncio da crowd.

Taker: Sabem o que é ficar frustrado? Não é um sentimento bom, não. Faz com que nos sintamos inferiores e rebaixados perante outras pessoas. E é algo que nenhum ser humano gosta de ter como experiência. Eu sou um deles, assim como todos aqui. E é por isso que eu venho anunciar, que quem atacou Mark Haskins mais cedo... foi eu.

A crowd o vaia fortemente! Quando as mesmas cessaram um pouco ele retornou a falar.

Taker: Vocês me vaiam. Mas vão concordar com tudo o que eu disse anteriormente e com o virá a seguir. Eu estou frustrado com Mark Haskins, sim. Pelo simples motivo de sua presença. Ele mal chega a empresa e já está alçado ao topo junto dos dois homens mais perigosos da empresa. Eu perdi para Bram duas vezes. Nas duas em me frustrei, mas pela derrota, por não ter sido forte o bastante para vencer. Chris Ridgeway e eu lutamos na semana passada, e estava indo tudo bem até dois patetas aparecerem e atacarem ele. Mas eu gostei muito, sejamos sinceros. Mas... minha frustração chegou ao ápice quando esse pirralho chegou para ajudá-los. Fazendo um entrada triunfal como se fosse um super astro do esporte. Mas a questão é... Quem é Mark Haskins? E por que logo ele já está entre os melhores? O que ele fez para merecer isso? Eu lhes respondo, nada. Ele apenas chegou até aqui roubando um lugar que era para ser meu. Eu sou um dos homens mais perigosos dessa empresa, e não venho sido bem reconhecido durante muito tempo. Agora me digam, quem merece o topo? Aquele que está aqui todas as noites ralando a bunda por todos vocês... ou o novato que nunca fez nada de importante na carreira e já quis o lugar que muitos lutam há muito tempo para ter?

A crowd vaiava, mas muitos se calaram em dúvida do que fazer perante a lógica excelente que Undertaker impôs a eles. No mesmo instante ele jogou o microfone no chão e voltou para o Backstage.

Comerciais…

Dean Ambrose preparava-se no locker room, ele calçava suas botas, mas então ele avistou um câmera e então decidiu dar um breve pronunciamento sobre a Royal Rumble Match.

Ambrose: O momento está chegando. Uma batalha gigante que espera a todos nós. Vocês já se depararam com a nostalgia de poder chutar o rabo de outras vinte e nove caras? Ahhh eu fico muito excitado com isso, pois a melhor parte é o grand finale. Quem vencer pode escolher lutar ou pelo World Heavyweight Championship ou pelo House Of Wrestling Championship. Seth Rollins e Bram, eu os aconselho a tomarem muito cuidado, pois eu vou fazê-los enlouquecer.

Ele esboça uma risada sádica e após este momento vamos até ao ringue, onde Buddy Murphy está fazendo a sua entrada. O seu adversário, Johnny Gargano, aparece de seguida ao som de “Addicted to Pain”

Singles Match: Buddy Murphy vs Johnny Gargano

(01:00) Os dois wrestler giram pelo ringue, antes de entrarem em um clinch. Eles trocam força por alguns segundos, aonde Gargano consegue girar para as costas de Murphy, o prendendo pela cintura. Murphy levanta e torce o braço de Gargano, girando para as costas do mesmo. Gargano consegue esticar seu braço, ficando a uma certa distância de Murphy, com isso ele consegue dar uma cambalhota no chão, com isso ele toma novamente a vantagem, derrubando Murphy, prendendo-o pelo braço também. Murphy não demora a se levantar, ainda com seu braço preso ele anda para trás, utilizando as cordas para se livrar de Gargano. O mesmo se abaixa quando Gargano retorna, tentando encaixar um “Arm Drag" na volta, porém Gargano pula por cima de Murphy, tentando aplicar um “Running Knee" na volta, porém Murphy rola para o chão. Os dois wrestlers ficam trocando olhares enquanto o público aplaudiu aquela bela apresentação.

(13:23) O público se animava com o belo combate que Murphy e Gargano entregavam. Os dois já haviam aplicado seus respectivos finalizadores, porém não conseguiram fechar o combate. Os dois sabiam que apenas um único deslize, um mísero segundo de distração poderia causar a sua derrota, e foi isso que aconteceu. Murphy estava no domínio do combate já à algum tempo, após conseguir encaixar um “Murphy’s Law", que Gargano conseguiu o kick-out antes do 3. Murphy se preparava para aplicar novamente seu finalizador, ele então ergue Gargano e o coloca em posição, mas Gargano mostra uma grande resiliência e reverte o golpe em um “Hurricanrana", que atira Murphy para o meio do ringue. Gargano se ergue rapidamente, e vendo seu adversário de joelhos, corre e aplica um “Superkick". Ele vai para a contagem, mas Murphy escapa antes do 3. Gargano se levanta rapidamente, e vai para o apron do ringue, esperando Murphy se levantar. Assim que ele se levanta, Gargano o atinge com um “Slingshot DDT", encaixando em seguida um “Gargano Escape". Murphy resiste por quase 1 minuto, mas se vê sem forças e é obrigado a desistir.

Vencedor: Johnny Gargano

O público aplaude fortemente a bela exibição dos dois. Gargano comemora bastante, mas de repente ele vai até Murphy e estica a sua mão, num sinal de reconhecimento pelo ótimo combate que ele realizou. Murphy aperta a mão do mesmo, erguendo o braço de Gargano para o alto antes de sair do ringue. Gargano então continua comemorando com o público.

Comerciais…

Paul Heyman aparece na Stage e começou a falar enquanto caminhava até o ringue.

Heyman: Senhoras e senhores, meu nome é Paul Heyman. E venho esta noite fazer um pronunciamento em nome do meu cliente Brock Lesnar. Como todos vimos na semana passada Seth Rollins atacou o meu cliente Brock Lesnar, mesmo que o meu cliente tenha deixado claro que estava evitando contato com Rollins para proteger ele até o Royal Rumble. Mas o atual campeão ou é muito burro ou muito estúpido. Talvez os dois... Mas enfim, ele atacou o meu cliente Brock Lesnar e isso acabou por deixar a Besta Incarnada furiosa. E agora, o meu cliente não está preocupado de “machucar” Seth Rollins antes do Royal Rumble.

É então que Seth Rollins entra com o microfone em mãos e rindo de Paul Heyman.

Rollins: Paul... é sério mesmo? Eu irritei o filhote de bulldog? Isso me deixa feliz, pois parece que ele finalmente se tocou que não pode me vencer. E essa falácia toda de que ele não queria me machucar é ridícula! Se ele agora quer me bater, onde ele está? Eu estou na arena o dia todo e a coisa mais próxima que vi do Brock é a porra da sua bunda gorda Paul Hey...

Brock Lesnar atacou Seth Rollins pelas costas, não o deixando terminar a frase. Ele levantou Rollins que estava caído no chão e aplicou um F5!! Não satisfeito, ele colocou o Kingslayer novamente em seus ombros e o levou até a mesa de comentários e lá aplicou um segundo F5!! Deixando Rollins ferido sob a mesma.

Após isso Heyman foi até Lesnar e ergueu o braço do Atlas Champion para a crowd que o vaiava.

Comerciais...

Renee Young fala diretamente do Backstage com Aleister Black.

Young: Estou aqui com o Intercontinental Champion, Aleister Black! Aleister, o que você tem a dizer sobre os seus oponentes no Royal Rumble? Todos sabemos que você tem uma tarefa difícil.

Aleister: A mim não interessa com quantos terei que lutar, não é de meu interesse o número, mas sim as suas forças. Quanto mais forte, mais será bem-vindo a lutar contra mim. Eu busco apenas os melhores. Se meus oponentes são ou não esse “bom”, terão de provar a mim no Royal Rumble. Contudo, eles são apenas mais um no meu caminho para as cinco defesas que me dão acesso ao HOW Championship. Quem estiver em meu caminho, seja quem for...Will Fade To BLACK.

Aleister deixa o backstage, e Renee aparentava estar satisfeita com a entrevista cedida por Black.

Toca “Sher” e Jinder Mahal aparece junto com os Singh Brothers. Os seus oponentes, Samoa Joe e Neville, aparecem com “Destroyer” e “Break Orbit”, respetivamente, logo de seguida.

3-on-2 Handicap Match: Jinder Mahal & Singh Brothers vs Ring Guardians (Samoa Joe & Neville)

(03:33) Foi um combate onde Jinder Mahal e os Singh Brothers não conseguiram sequer atingir um golpe contra Samoa Joe e Neville. Os lutadores oficiais no momento eram Neville e Sunil Singh. Neville atira Sunil para fora do ringue, enquanto Joe atirava Samir, que tentou atacar Neville pelas costas. Neville e Joe se entreolham, antes de voarem em cima dos Singh Brother através das cordas. Mahal, que assistia aquilo do seu corner tenta escapar silenciosamente, mas é surpreendido por Joe, que o atira para dentro do ringue, onde Mahal sofreu uma bela combinação de um “Muscle Buster" e um “Red Arrow", que fez o mesmo cair inconsciente do lado de fora do ringue. Os Singh Brothers tentam retornar ao ringue para ajudar Mahal, mas são surpreendidos pelos finalizados de seus adversários, que fazem com que os dois desistam do combate, e como Sunil era o lutador oficial, isso decretou a vitória de Joe e Neville.

Vencedores: Samoa Joe e Neville

Joe e Neville nem chegam a comemorar a vitória. Eles atiram os Singh Brothers para fora do ringue, ao lado de Mahal, e com isso saem da arena.

Comerciais...

Toca “Stardust” e Tetsuya Naito realiza a sua entrada até ao ringue, estando tranquilo como sempre. Ele se senta no topo do corner enquanto começa a discursar.

Naito: Na semana passada, houve uma pessoa que me atacou no backstage em uma tentativa de me atingir, mas ele fracassou. KENTA pensa que pode abalar o inabalável, porém já devia de saber que eu estou sempre ‘Tranquilo’, pois acredito que o Destino irá fazer com que ele se arrependa das suas ações. Mas depois eu penso, estamos em uma empresa de wrestling com um ringue, então porque não o usamos para resolver as nossas divergências. Tem milhares de fãs em todas as arenas prontos para ver esse tipo de ação, a boa arte do wrestling que nós dois podemos usar para resolver tudo isso. Pode ser um verdadeiro espetáculo, porém só não poderá ser hoje, porque já tenho uma luta marcada pelo HOW Championship mais logo. Apareça, KENTA, e vamos decidir onde e quando fazer isso.

Faz-se sentir uma pausa até que “Art & Life” ecoa arena fora e KENTA surge no stage. O japonês caminha até ao ringue, onde Naito permanece sentado sob o corner bastante calmo com tudo isso.

KENTA: Não sei como você está tranquilo sabendo que irá ter a sua bunda chutada neste ringue em breve, mas eu lhe dou uma certeza, após o nosso combate, mais tranquilo você estará, pois ficará imóvel em uma cama de hospital por algum tempo. Você fala do Destino, mas todos sabemos que não é ele que vai salvar você quando estiver combatendo contra mim. Você diz que não pode fazê-lo hoje, porém você apenas diz isso porque tem medo de me enfrentar.

Naito se levanta do corner e se dirige ao centro do ringue, onde fica frente a frente com KENTA.

Naito: Não tenho medo de você, apenas tenho coisas mais importantes que fazer hoje como me tornar HOW Champion. Aqui entre nós, sabemos que você só me atacou na semana passada porque teme ser esquecido rapidamente pelo público…

KENTA se irrita com essas palavras e dá um soco no seu rival. Naito leva a mão ao rosto e sorri ironicamente. Parece que uma briga pode começar a qualquer momento e, por essa razão, toca “Voices” e Randy Orton surge no stage.

Orton: Estava no meu gabinete e posso dizer que estou gostando do que estou vendo neste ringue. Temos dois dos melhores talentos da empresa acendendo a chama para um grande combate e sabem? Acho que é o tipo de luta que merece um grande palco, e é por essa razão que estou marcando ela para o Royal Rumble. Mas essas não é a única luta que quero marcar, pois, após ver os acontecimentos de hoje, informo que Chris Ridgeway estará enfrentando Joe Hendry e que Mark Haskins estará lutando contra Undertaker.

O público aplaude essa decisão e ambos os lutadores se voltam a confrontar no ringue até que...no telão aparece Kevin Owens segurando a filha de Randy Orton, Alanna, que tinha sido convidada pelo pai a assistir ao primeiro show no seu comando a partir de um camarote no backstage. A garota indefesa tenta se soltar, porém sem sucesso e KO começa a discursar com Orton olhando para aquilo sem saber no que pensar.

KO: Randy, veja bem quem eu tenho aqui. Na semana passada, você quis entrar no meu jogo ao marcar um combate entre nós no Royal Rumble, mas, sabe, acho que você sabia que não estava fazendo isso por si. Você só aceitou a luta para poder se vingar de Leonardo, mas, o que você não sabia é que, ao fazer isso, estaria a entrar numa guerra que vai além de você ou Leonardo. Veja aqui a sua filha, tentando escapar dos problemas que você arranjou, pois se meteu onde nunca devia ter metido, na minha batalha contra Leonardo. Você sabe que eu estou certo, que as minhas ações sempre foram realizadas pelo bem e que eu sou o lutador mais perigoso desta maldita empresa. No entanto, você age como se isso não fosse verdade e está, tal como Leonardo, tentando mostrar que sou o vilão da nossa história. Fique sabendo que, no Royal Rumble, esta pessoa que está aqui vai olhar para você caído no ringue passando a maior desilusão da sua carreira e a caminho de uma cama de hospital. E, quando isso acontecer, eu irei reconquistar o título que nunca deveria ter saído do meu ombro!

Owens solta Alanna, que corre traumatizada com este ‘rapto’ do rival do seu pai. Orton corre imediatamente para o backstage à procura dela enquanto KO abandona o local. É com isso que vamos para uma curta pausa.

Comerciais…

Daniel Bryan realiza a sua entrada até ao ringue com “Flight Of The Valkyries”. Nick Aldis aparece de seguida acompanhado por The Miz e, se vencer a luta, se juntará ao combate pelo IC Title no Royal Rumble.

Singles Match: Daniel Bryan vs Nick Aldis c/ The Miz

(00:22) O combate mal havia começado e Miz já fez a primeira interferência, puxando o pé de Daniel Bryan, enquanto ele girava pelo ringue buscando uma brecha de Nick Aldis. Bryan se vira para discutir com Miz, porém é surpreendido por Aldis, que o atira contra o corner e começa a aplicar diversos socos e chops. Ele finaliza a sequência de golpes com um “Belly to Back Suplex”, porém Bryan escapa logo após a contagem de 1.

(07:47) Aldis dominava o combate, muito pela ajuda de Miz, que conseguia distrações constantes para atrapalhar Bryan em uma possível reação. Isso finalmente muda quando o árbitro vai chamar a atenção de Miz por mais uma interferência, no caso tentando retirar a proteção do corner. Aldis vendo aquilo levanta Bryan para tentar aplicar algum golpe ilegal, mas Bryan consegue reverter e atira Aldis contra as cordas, o atingindo na volta com um “Leaping Elbow Strike". Aldis rola para fora do ringue, com Miz indo em sua direção para ajudá-lo a se levantar, porém os dois são surpreendidos por Daniel Bryan, que aplica um “Suicide Dive". Não satisfeito, Bryan retorna ao ringue, corre em direção as cordas e aplica outro “Suicide Dive". Bryan então ergue Aldis e o atira para dentro do ringue para realizar o pin, porém Aldis escapa após a contagem de 2.

(16:00) Agora é Bryan que dominava o combate. Ele havia encaixando uma bela sequência de Dropkicks no corner, finalizando a sequência com uma sequência de 10 “Yes kicks" no chão. Ele então toma distância e aplica um “Running Knee". Ele vai para a contagem: 1...2... Miz puxa o juiz para fora do ringue! Bryan não acredita no que aconteceu! O juiz começa a discutir com Miz, o expulsando do combate... OMG! DANIEL BRYAN APLICOU UM “DIVING PLANCHA", PORÉM MIZ PUXOU O ÁRBITRO, E EM VEZ DE MIZ SER O ALVO, O ÁRBITRO ACABOU SENDO O ATINGIDO, FICANDO INCONSCIENTE!

(16:30) Miz aproveitando da distração causada, pegou Bryan pelas costas e aplicou um “skull crushing finale” do lado de fora do ringue. Ele então atira Bryan para dentro do ringue, e ele e Aldis começam a castigar Bryan com diversos “stomps" ao longo de seu corpo, principalmente em suas pernas e braços, para assim debilitar Bryan e impedir do mesmo encaixar seus finalizadores. Miz então pede para que Aldis erga Bryan, o que o mesmo faz. Miz então se distancia para o corner, toma bastante impulso, se preparando para aplicar o finalizador de Bryan. Ele então começa a correr e... DANIEL BRYAN PUXA ALDIS, E MIZ CONECTA O RUNNING KNEE EM SEU ALIADO! Miz coloca as mãos na cabeça quando percebe que deixou seu aliado praticamente nocauteado, ele tenta partir para cima de Bryan, mas é recebido com um “Missile Dropkick", que faz Miz desabar no ringue. Bryan então aplica vários “Yes Kicks", com o público gritando em alto e bom tom após cada chute, finalizando a sequência com um potente “Roundhouse Kick", que faz Miz rolar para fora do ringue. Bryan então desce do ringue, levanta o juiz e o atira para dentro do ringue, retornando logo em seguida. Ele então encosta suas costas do corner e começa a realizar suas chants: YES! YES! YES! YES!.... RUNNING KNEE EM NICK ALDIS! BRYAN NÃO PERDE TEMPO E ENCAIXA UM YES LOCK EM ALDIS, QUE NÃO ESBOÇA NENHUMA REAÇÃO, A NÃO SER 3 LEVES TAPAS NA LONA, QUE DEMONSTRAM SUA DESISTÊNCIA!

Vencedor: Daniel Bryan

Bryan demora a se erguer, devido ao cansaço do combate. O público gritava bem alto o nome de Bryan enquanto ele se levantava. Quando ele finalmente se ergue, ele sobe em um dos corners, e começa a comemorar com o público.

Comerciais...

Está na hora do combate principal da noite, que valerá o HOW Championship. Sean O’Haire é o primeiro a aparecer enquanto toca “Come On”. Tetsuya Naito vem a seguir com “Stardust”. Por fim, o campeão, Bram, aparece ao som de “ÓDINN”.

HOW Championship Match: Sean O’Haire vs Tetsuya Naito vs Bram (c)

(00:00) O público gritava o nome de Bram, o que fez que com os adversários ficassem um pouco assustados. Bram olha para os dois sorrindo, e faz um sinal com as mãos, chamando seus adversários. Naito e O'Haire correm para cima de Bram, porém são recebidos literalmente de braços abertos por Bram, que abriu os braços para atingir os dois oponentes ao mesmo tempo. Cada um se arrasta em direção a um corner, Bram então chama o apoio do público e começa uma enorme sequência de “Clotheslines”. Bram finaliza o momento puxando os dois adversários para o centro do ringue, aplicando um “Double Suplex".

(04:14) Bram mantinha seu domínio sobre os dois adversários, não abrindo brechas para que uma reação pudesse acontecer. O'Haire estava se recompondo do lado de fora do ringue, enquanto Naito era bastante castigado dentro do ringue já à quase 3 minutos sem descanso. O mais incrível disso tudo era que Bram ainda mantinha o fôlego inicial do combate, era como se a luta tivesse acabado de começar. Bram atirou Naito contra a lona com um “German Suplex”, indo para o pin, porém Naito escapa após o 2. Bram sorri, erguendo seu adversário novamente, dessa vez ele o atira contra as cordas, correndo na direção oposta para poder aplicar um “Shoulder Tackle, porém O'Haire adentra no ringue e surpreende Bram com um “Sitout Spinebuster". Ele tenta a contagem, porém o campeão escapa antes do 1. O'Haire então começa a castigar Bram com diversos “Stomps", até o erguer e o atirar contra as cordas, aplicando um “Spin Kick” quando Bram retornava. O golpe fez Bram balançar, mas não cair, porém isso abriu uma brecha para que O'Haire aplicasse um “Sitout Powerbomb”. O'Haire tenta novamente o pin, porém Bram novamente escapa, dessa vez antes da contagem de 2. O'Haire coça a cabeça, pois sabia que teria que fazer muito mais do que aquilo para derrotar o viking.

(09:26) O'Haire castigava o campeão de todas as formas possíveis, utilizando de praticamente todos o seu arsenal de golpes, mas nada foi capaz de derrotar o viking. O'Haire então decide utilizar sua última carta, ele espera Bram se levantar para tentar encaixar um “Widow Maker", porém Bram consegue reverter o finalizador de seu oponente em um “DDT". Bram tenta o pin, porém Naito aparece e aplica um “Somersault Senton", quebrando a contagem.

(12:09) Naito estava na vantagem agora. Bram recuperava suas forças do lado de fora do ringue, enquanto Naito castigava O'Haire. Naito estava no apron, aguardando que O'Haire se levantasse. Assim que ele se levanta, Naito voa na direção do mesmo, aplicando um “Springboard Missile Dropkick”, que faz O'Haire cair sentado próximo ao corner.  Naito então se aproxima e castiga seu adversário com vários “Stomps", parando apenas quando o árbitro ordena que ele se afaste. Naito então ergue O'Haire e o coloca no topo da terceira corda, aplicando alguns socos no mesmo para que ele não tentasse reagir. Naito sobe no topo da terceira corda, se prepara para aplicar um “Frankensteiner” e... Não! O'Haire agarra Naito no meio da manobra e o atira com toda a força contra a lona com um potente “Powerbomb"! Ele não perde tempo, ergue Naito e.... WIDOW MAKER!!! O'Haire vai para o pin: 1...2...Não! Bram aparece no último segundo, pulando sobre os adversários para impedir a contagem.

(16:31) O'Haire e Bram trocavam socos no meio do ringue, sendo que o apoio ia inteiramente para Bram. Com isso, ele consegue tomar a vantagem, aplicando alguns “Chops" potentes em seu adversário, que cambaleia com a força dos golpes de Bram. O mesmo não pensa duas vezes e corre em direção as cordas, porém O'Haire se recupera a tempo, aplicando um “Superkick", que faz Bram ficar sem rumo. Dessa vez é O'Haire que corre em direção as cordas, porém também é surpreendido, com Bram aplicando um “Clothesline" que vira O'Haire do avesso. Naito, que se recuperava do lado de fora, adentra rapidamente no ringue e.... DESTINO EM BRAM! Ele vai para a contagem: 1...2... Não! Bram escapa! Naito demora quase 1 minuto para conseguir se recompor, porém assim que o faz, ele ergue O'Haire e.... DESTINO! Ele vai para o pin: 1...2...NÃO! O'Haire também escapa! Naito não acredita no que está acontecendo! Ele se lamenta no chão, porém não vê que atrás dele estava Bram, explodindo em raiva pelo golpe traiçoeiro que havia levado. Assim que Naito se levanta, Bram o agarra e... VERTEBREAKER! Pin: 1...2..NÃO! NAITO ESCAPA! O público vai a loucura com o belíssimo combate que os 3 lutadores realizavam.

(21:49) Os 3 wrestler se encontravam em pé dentro do ringue, trocando socos. Bram aplicava um soco em Naito, que aplicava em O'Haire, que aplicava em Bram, e assim o ciclo se repetiu por pelo menos 10 vezes até Bram conseguir a vantagem e começar a disparar socos contra os dois oponentes. Ele cerca os dois nas cordas, tomando impulso para atirá-los para fora, porém é surpreendido, e quem acaba indo parar do lado de fora é ele. O'Haire e Naito se entreolham, e resolvem atacar Bram juntos. Eles pisoteiam Bram com toda a força que possuem, porém parece não funcionar, pois Bram vagarosamente se levantava. Os dois oponentes tentavam arranjar mais força em seus golpes, porém nada parecia surtir efeito em Bram, que era bastante impulsionado pelo público. Quando Bram finalmente se ergue, ele segura a cabeça de seus dois oponentes, chocando-as. O estrondo foi tão grande que ecoou por toda a arena. Bram atira O'Haire para dentro do ringue, enquanto Naito estava inconsciente do lado de fora. Bram então olha para O'Haire, e clama pelo apoio do público, que responde da forma mais fervorosa possível. Bram então ergue O'Haire e... VERTEBREAKER! Mas espere! O campeão não realizou a contagem! Ele fica olhando para o público, apontando para O'Haire e fazendo o sinal de “Mais um" com o dedo, ao qual o público clama! Bram sorri e ergue O'Haire novamente e... VERTEBREAKER!!! O'Haire está nocauteado! Bram então se agacha para aplicar o “Reincarnatus”..... OMG! NAITO APARECE E APLICA UMA CADEIRADA EM BRAM! O MESMO CAI NO CHÃO DE DOR! NAITO SE APROVEITA DA SITUAÇÃO, ERGUE O'HAIRE RAPIDAMENTE E... DESTINOOOOO!!! ELE VAI PARA O PIN: 1...2...3!

Vencedor e novo campeão: Tetsuya Naito

Assim que o juiz bate pela terceira vez no ringue, a arena se silencia. O que ninguém esperava aconteceu: Bram caiu diante de seus próprios desafios! A arena solta uma enorme vaia para as atitudes de Naito, que ainda estava perplexo pelo feito que acabou de realizar. Ele só acredita quando o árbitro entrega o título em suas mãos, erguendo seu braço em seguida, onde o público solta uma vaia ainda maior! Bram se recompõe, ele também não acreditava que havia perdido. O'Haire estava saindo em uma maca direto para o hospital mais próximo, enquanto Naito saia comemorando sozinho rampa acima em direção aos backstages.

O único restante no ringue era Bram, que estava desolado por ter perdido seu título. O público então começa a aplaudir Bram imensamente, realizando inclusive as famosas “Palmas do Trovão”. Bram então se levanta e fica olhando para o público, enquanto Haskins e Ridgeway descem a rampa em direção ao ringue. Os dois adentram no ringue e erguem os braços de Bram para o delírio do público. Bram então retribui a ação, e dessa vez ele que ergue os braços de seus parceiros, também para o delírio do público. Os três então saem do ringue e sobem a rampa lentamente, agradecendo o apoio do público. Eles então param no topo da mesma, se viram para o público, e erguendo os braços gritam em alto e bom tom: SE VIS PACEM, PARABELLUM!

Quando os três homens se viram, Jordan Devlin surge e solta uma risada irônica direcionada para Bram, antes de voltar a sair da arena. É com isso que o show termina.

Fim de show.

_________________________________

Por mais que me tenha dedicado a este projeto, mais que na primeira vez que peguei nele, sinto que tudo o que aconteceu no último sábado é suficiente para terminar com ele. Para quem não sabe, houve uma confusão no grupo de WhatsApp (por causa de nada) que levou à saída de vários lutadores do roster, o que estragou metade de todos os meus planos para os próximos tempos. A juntar a alguns promadores que se encontram inativos, é inviável continuar com o fantasy, pois ficaria com grandes lacunas e com um booking (bastante) incoerente, além de me ter desanimado bastante para continuar. Quero agradecer a todos que fizeram parte do projeto e me lamentar por este fim “trágico”, afinal era algo que eu não queria que acabasse nesta altura.

Para quem quiser continuar a participar em fantasys como este, eu recomendo dois projetos de duas pessoas que têm/tiveram ligação ao HOW Fantasy. O primeiro é a UDW (pode acessar clicando aqui) que é comandada pelo Murilo, mais conhecido por interpretar Davey Richards e Bram aqui. O outro é a HWF (pode acessar clicando aqui) e é gerido pelo Jeferson, ex-participante e booker deste fantasy. São pessoas bastante competentes no que fazem, então não sintam medo em participar nos seus projetos.

Se quiser, pode também entrar no nosso grupo de WhatsApp, assim sempre pode manter contato com as pessoas que participavam neste projeto. Para o fazer, clique aqui.


Neste sábado, dia 16 de março, a House of Wrestling realiza mais um dos seus shows semanais diretamente do Ticketpro Dome em Joanesburgo, na África do Sul.

Confira os tópicos usados para promover o show:


- Como grande destaque desta semana, vamos ter Bram defendendo novamente o seu HOW Championship. O Viking abriu uma nova Open Challenge e quem lhe respondeu, nas redes sociais, foi não um, mas dois lutadores, sendo eles Tetsuya Naito e Sean O’Haire. Conseguirá Bram alcançar mais uma defesa, ou perderá no seu próprio jogo? E como irá Jordan Devlin responder a esses desafios abertos do campeão?

- Na semana passada, Brock Lesnar rejeitou ficar frente a frente com Seth Rollins por ter medo de o machucar gravemente antes da sua luta pelo World Heavyweight Championship. No entanto, o campeão foi atrás do mesmo no backstage e conseguiu o atacar antes que fugisse. Como irá essa história continuar?

- Aleister Black conseguiu mais uma defesa bem sucedida na semana passada frente a Dean Ambrose, e aguarda por saber contra quem irá definitivamente defender no Royal Rumble. Após várias lutas, The Miz e Daniel Bryan foram considerados candidatos, porém Nick Aldis poderá se juntar a eles caso vença Bryan neste show. Irá a luta virar uma Fatal 4-Way?

- KENTA realizou o seu debut na semana passada, se juntando à Ring Guardians. No backstage, ele acabou atacando Tetsuya Naito após alegadas provocações deste. Qual será a continuação desta possível feud?

- Falando ainda na Ring Guardians, Neville e Samoa Joe atacaram de forma brutal Jinder Mahal e os Singh Brothers na semana passada, durante uma festa Punjabi. Devido a isso, uma 2-on-3 Handicap Match ficou marcada para este show.

- No último show, Rey Mysterio, o atual candidato ao NexGen Title, perdeu para Buddy Murphy após ter uma pequena discussão com o campeão, AJ Styles. Hoje, ele terá um novo desafio pela frente, desta vez contra Taiji Ishimori. Também AJ Styles estará em ação contra Dolph Ziggler.

- Parece que tivemos a formação de uma grande aliança na semana passada quando Mark Haskins debutou salvando Bram e Chris Ridgeway. Teremos avanços quanto a ela?

- The Rock retornou na semana passada avisando que iria invocar a sua revanche pelo Atlas Championship. Nesse mesmo momento, o campeão, Brock Lesnar, apareceu e disse que estaria defendendo o cinturão na próxima semana numa Triple Threat frente a Rock e Wade Barrett. O ‘Great One’ prometeu ir hoje até ao ringue para promover a luta.

- O caminho até ao Royal Rumble continua e teremos mais duas lutas de preparação para esse grande combate, sendo elas: Johnny Gargano vs Buddy Murphy e El Desperado vs Kenny Omega.

Confira tudo isso e muito mais, sábado, a partir das 19 horas, aqui na House of Wrestling.

Deverá promar até ás 18 horas do dia de realização do show.

Pode ver o Roster completo clicando aqui.

Cobertura:


O show é iniciado com a repetição de alguns dos momentos mais marcantes da semana passada. São destacados, por exemplo, o debut da Ring Guardians, as duas defesas de título e o início de uma aliança entre Bram, Chris Ridgeway e Mark Haskins.

Toca “Electrifying” e The Rock surge com bastante apoio da crowd. Ele realiza a sua típica entrada até ao ringue, parecendo estar bastante confiante, e pede um microfone para discursar.

Rock: Sabe bem estar de regresso após todo este tempo ausente, e finalmente posso dizer FINALLY, THE ROCK HAS COME BACK TO HOW. - os fãs aplaudem - Os últimos tempos não têm corrido bem ao The Rock, porém está na hora disso mudar. Na próxima semana, Rocky vai usar a sua cláusula de revanche para voltar a se tornar Atlas Champion contra Wade Barrett e Brock Lesnar. The Rock não se preocupa em quantos traseiros terá que chutar, pois ele só quer aquele cinturão ao seu ombro...uma vez mais. 

Ele faz uma curta pausa imposta pela reação positiva. The Rock solta um sorriso antes de prosseguir com o seu discurso. No entanto, quando voltar a falar, toca “Rebel Son” e Wade Barrett aparece sob algumas vaias da plateia, se dirigindo até ao ringue.

Barrett: Você deveria ter vergonha na sua cara por estar tirando uma vez mais as oportunidades dos mais novos. Olhe bem para a sua figura patética, não passa de um semi aposentado que fracassa a cada chance que tem. Você venceu aquele cinturão numa mera Battle Royal e perdeu na segunda defesa para Lesnar, acho que isso chega para entender que você não é merecedor de segurar um título. Está na hora de você voltar para Hollywood, de onde nunca deveria ter saído, pelo menos lá consegue fazer algo bem. E eu juro que, se você me custar a vitória na próxima semana, eu irei fazê-lo arrepender-se profundamente e acertar a sua cabeça com tantos Bull Hammers, que você nunca mais irá entrar num ringue de novo.

Rock: Se você se acha capaz disso, então tente fazê-lo agora!

O ‘Brahma Bull’ larga o microfone e começa a dar a sua característica sequência de socos no inglês. Barrett tenta reagir, porém é arremessado contra as cordas e recebido com um potente “Spinebuster”. Com o ‘King’ caído no centro do ringue, Rock faz as suas teatralidades antes de tentar aplicar o “People’s Elbow”, no entanto, quando começa a correr, Barrett rola para fora do ringue, evitando então sofrer o golpe. Os dois lutadores ficam se encarando até que o britânico decide sair da arena.

Vamos até ao Locker Room de El Desperado, onde ele se encontra olhando para a sua ring gear preta com riscas douradas. Enquanto o faz, começa a falar um pouco.

Desperado: Estas roupas representam o meu passado de mentiras e insucesso, e eu não quero mais viver isso. Está na hora de me reerguer e honrar o meu nome e, por essa razão, sinto que tenho que me livrar disto.

O japonês leva as suas roupas pretas até a lixeira do locker room e as coloca lá. Desperado estará em ação já a seguir a uma curta pausa.

Comerciais…

Kenny realiza a sua entrada ao som de “Devil's Sky”, onde estará enfrentando El Desperado. O japonês aparece de seguida com “Aguja de Abeja” e traz uma attire branca com riscas douradas, mostrando que realmente está mudando.

Singles Match: Kenny Omega vs El Desperado

(07:32) El Desperado se mostrou bastante confiante após sua última vitória e, por essa razão, praticamente não abriu chances para Kenny Omega. O combate chegou ao fim após um potente “Guitarra de la Muerta".

Vencedor: El Desperado

El Desperado comemora bastante sua segunda vitória consecutiva. O público aplaudiu o mesmo, que retribuía os aplausos com beijos para o público.

A comemoração é rapidamente interrompida porque vamos até ao backstage, onde Triple H estava chegando ao estacionamento, porém Andrade ‘Cien’ Almas o estava esperando e o começou a atacar. O mexicano começou a socar HHH assim que ele saiu do seu carro e o atirou contra a viatura de seguida. Almas parece estar irritado pelo ataque que Hunter lhe causou na semana passada e o coloca em cima do veículo, onde aplica um “HammerLock DDT”. Ele solta algumas palavras, porém foram em espanhol e com uma pronúncia bastante rápida que foi possível entender o que disse. Ele abandona o local, deixando Triple H caído em cima do carro.

Comerciais...

Bram se preparava no locker room, preparava as ataduras em suas mãos, até que Chris Ridgeway entra e pergunta se eles podem conversar.

Ridgeway: Eu queria agradecer, agradecer por sua bela atitude na semana anterior, me salvando daquele ataque covarde.... Mas além disso, eu também quero lhe fazer uma pergunta: Porquê? Porque me ajudar? Porque salvar aquele que é considerado seu maior rival dentro dessa empresa? Porque ajudar um cara que ofendeu não só você, mas todo uma herança que você carrega?

Bram: Quando eu olhei aqueles três te atacando, meu suposto rival, eu pensei se você recebia mesmo aquilo. Mas então eu me lembrei que nos tratamos com mútuo respeito desde o primeiro dia. Talvez tenhamos exagerado um pouco antes de lutarmos pelo título, mas esse é o nosso negócio, fazemos isso não só para nós mesmos. Eu sabia que tinha que fazer algo, mas meu corpo se moveu sozinho e eu agradeço por ele ter feito isso, pois foi a coisa certa. Homens tem motivos ocultos para o que lutarem. Eu sei os seus, e você os meus. Mas nós não sabemos os dele.

Bram apontou para Haskins, que estava do outro lado do locker room, ele percebeu o olhar dos dois e esboçou um sorriso. Ele se levantou e foi até eles.

Haskins: A minha história vocês já sabem. Nada muito fora do contexto da de vocês próprios. Mas em razão de eu ter ajudado os dois, foi por respeito. Vocês foram um dos motivos que me incentivaram a estar aqui hoje, e para mim, foi um prazer ajudar, mas não desejo ver que aquela pequena união tenha durado apenas alguns minutos. Pois juntos, nós podemos conquistar essa empresa toda, vocês são literalmente o primeiro e o segundo lugar dentre os melhores atualmente, e mesmo que não admitam isso, o mundo inteiro sabe. Jordan Devlin acabou de formar a Ring Guardians e querendo ou não, eles podem influenciar no resultado final da sua luta no Royal Rumble Bram. E isso não é um perigo apenas para você, mas sim para Ridgeway, para mim e mais importante ainda é para o restante do roster, tem que existir uma força que além de dominar, lute contra isso. E não tem ninguém mais capaz além de nós três.

Bram: Eu concordo com o novato. Se nos unirmos, seremos invencíveis, uma força a defender e a conquistar. Mas... como iremos nos chamar?

Ridgeway: Bem, antigamente existia um grito de guerra bastante utilizado, tanto pelos espartanos quanto pelos romanos..."Se vis pacem, parabellum”, ou traduzindo “se você quer paz, prepare-se para a guerra. Uma sociedade forte, que é menos propensa a ser atacada por inimigos. É exatamente isso que representamos, é exatamente isso que nós somos! A Ring Guardians nasceu com o claro intuito de nos derrubar, eles não escondem isso mesmo falando de forma indireta em alguns casos. Eles querem fazer com que todos esqueçam nossas histórias e origens, mas o que eles mais desejam é o mesmo topo que dividimos. Não é mera ilusão eles sonharem, se eles souberem se unir para a sua causa, podem se tornar muito perigosos. Mesmo eles sendo quatro e nós apenas três... somos os três melhores desta empresa, os mais fortes em todos os aspectos, e juntos somos invencíveis.

Bram: Então é isso senhores... Hoje seremos conhecidos como Parabellum, para nossos futuros inimigos, eu os desejo sensatez em seus julgamentos.

Os três em alto e uníssono falaram juntos a frase que os moldou.

“Se Vis Pacem, Parabellum”

Mark Haskins sai do locker room por razões que desconhecemos enquanto Chris Ridgeway e Bram continuam conversando, desta vez sobre o combate principal de hoje pelo HOW Championship. No entanto, passados alguns instantes, eles ouvem alguns barulhos de pancadaria fora da divisão e decidem ir espreitar o que é. É aí que encontram o seu parceiro caído no chão sem vestígios de alguém que o possa ter atacado por perto. Eles ajudam ele a se levantar e perguntam se viu quem fez aquilo, porém ele diz que foi pelas costas e não se apercebeu quem foi. O segmento termina com os dois levando Haskins de volta ao locker room.

Está na hora de ter mais um combate no show. Toca “Stressed Out” e Taiji Ishimori é o primeiro a aparecer. De seguida, Rey Mysterio entra ao som de “Aquí Estoy” e parece focado em se redimir da derrota da semana passada.

Singles Match: Taiji Ishimori vs Rey Mysterio

(08:00) Foi um combate morno, com poucas oportunidades para os dois lados. O combate chegou ao fim após Taiji Ishimori tentar aplicar um “End of War", que foi revertido com êxito por Mysterio, que consegue atirar seu adversário em direção as cordas, onde ele aplica um “619” para obter a vitória.

Vencedor: Rey Mysterio

Rey Mysterio fica comemorando no ringue sua vitória até que toca “Phenomenal” e AJ Styles realiza a sua entrada até ao ringue. O NexGen Champion e o candidato ao seu título ficam se confrontando por algum tempo até o mexicano decidir rumar ao backstage.

Comerciais...

AJ Styles se manteve no ringue durante o intervalo para a sua luta, que se vai realizar agora. Toca “I am Perfection” e o seu adversário, Dolph Ziggler, realiza a sua entrada de seguida.

Singles Match: NexGen Champion AJ Styles vs Dolph Ziggler

(02:19) Os dois começam o combate se estudando bastante, até entrarem em um clinch, no qual Styles leva a melhor e consegue atirar seu adversário ao chão com um “Arm Drag", prendendo o braço de Ziggler em seguida. Ele mantém a posição por alguns segundos, até Ziggler conseguir se levantar e se livrar de Styles com o auxílio das cordas, encaixando um “Dropkick" em seguida. Styles se levanta rapidamente e encara Ziggler, antes de entrarem novamente em um clinch, no qual desta vez é Ziggler que se sobressai, girando para as costas de Styles e o derrubando para a lona. Ziggler permanece com a manobra até Styles se erguer e atirar Ziggler contra as cordas, se abaixando quando o mesmo retorna, para então conectar um “Dropkick", que faz com que Ziggler role para fora do ringue.

(11:51) Os dois wrestler realizavam um ótimo combate, com reais chances para os dois lados. Ao final do combate, Ziggler foi para cima de Styles, na tentativa de encaixar um “Superkick", porém Styles consegue escapar e acertar um “Pele Kick", que faz Ziggler cambalear. Styles, vendo a situação de seu adversário, aproveita e consegue encaixar um “Styles Clash", que lhe dá a vitória.

Vencedor: AJ Styles

O campeão fica comemorando a sua vitória no ringue sob aplausos da crowd.

Chris Ridgeway caminhava pelo backstage, ele viu um homem vindo em sua direção, este se tratava de Joe Hendry. Quando os dois passam ombro a ombro em direções opostas, Hendry direciona um insulto a Chris.

Hendry: Para que a pressa cãozinho?

Chris Ridgeway parou subitamente sem virar seu rosto para Hendry, que agora estava de frente para as costas de Ridgeway.

Hendry: Eu ofendi o guerreiro? Ou apenas o fiz acordar para o que ele realmente é?

Ridgeway então finalmente se vira e caminha para perto de Hendry, ficando muito próximo a ele e então fala pausadamente.

Ridgeway: Para um garoto que subiu graças a bondade do campeão, você está muito folgado. Se você acha que provocar os outros Reis, Guerreiros, ou seja lá o que você chama...vai acabar do mesmo modo que o Bram limpou o chão com o seu rosto.

Chris então vira as costas para Hendry e segue seu caminho, enquanto Joe fechou seu semblante em frustração com as palavras recebidas do Espartano.
Comerciais…

Undertaker caminhou até a Stage, sem a sua Theme Music, ele já portava o microfone em mãos e apenas solicitou a atenção e silêncio da crowd.

Taker: Sabem o que é ficar frustrado? Não é um sentimento bom, não. Faz com que nos sintamos inferiores e rebaixados perante outras pessoas. E é algo que nenhum ser humano gosta de ter como experiência. Eu sou um deles, assim como todos aqui. E é por isso que eu venho anunciar, que quem atacou Mark Haskins mais cedo... foi eu.

A crowd o vaia fortemente! Quando as mesmas cessaram um pouco ele retornou a falar.

Taker: Vocês me vaiam. Mas vão concordar com tudo o que eu disse anteriormente e com o virá a seguir. Eu estou frustrado com Mark Haskins, sim. Pelo simples motivo de sua presença. Ele mal chega a empresa e já está alçado ao topo junto dos dois homens mais perigosos da empresa. Eu perdi para Bram duas vezes. Nas duas em me frustrei, mas pela derrota, por não ter sido forte o bastante para vencer. Chris Ridgeway e eu lutamos na semana passada, e estava indo tudo bem até dois patetas aparecerem e atacarem ele. Mas eu gostei muito, sejamos sinceros. Mas... minha frustração chegou ao ápice quando esse pirralho chegou para ajudá-los. Fazendo um entrada triunfal como se fosse um super astro do esporte. Mas a questão é... Quem é Mark Haskins? E por que logo ele já está entre os melhores? O que ele fez para merecer isso? Eu lhes respondo, nada. Ele apenas chegou até aqui roubando um lugar que era para ser meu. Eu sou um dos homens mais perigosos dessa empresa, e não venho sido bem reconhecido durante muito tempo. Agora me digam, quem merece o topo? Aquele que está aqui todas as noites ralando a bunda por todos vocês... ou o novato que nunca fez nada de importante na carreira e já quis o lugar que muitos lutam há muito tempo para ter?

A crowd vaiava, mas muitos se calaram em dúvida do que fazer perante a lógica excelente que Undertaker impôs a eles. No mesmo instante ele jogou o microfone no chão e voltou para o Backstage.

Comerciais…

Dean Ambrose preparava-se no locker room, ele calçava suas botas, mas então ele avistou um câmera e então decidiu dar um breve pronunciamento sobre a Royal Rumble Match.

Ambrose: O momento está chegando. Uma batalha gigante que espera a todos nós. Vocês já se depararam com a nostalgia de poder chutar o rabo de outras vinte e nove caras? Ahhh eu fico muito excitado com isso, pois a melhor parte é o grand finale. Quem vencer pode escolher lutar ou pelo World Heavyweight Championship ou pelo House Of Wrestling Championship. Seth Rollins e Bram, eu os aconselho a tomarem muito cuidado, pois eu vou fazê-los enlouquecer.

Ele esboça uma risada sádica e após este momento vamos até ao ringue, onde Buddy Murphy está fazendo a sua entrada. O seu adversário, Johnny Gargano, aparece de seguida ao som de “Addicted to Pain”

Singles Match: Buddy Murphy vs Johnny Gargano

(01:00) Os dois wrestler giram pelo ringue, antes de entrarem em um clinch. Eles trocam força por alguns segundos, aonde Gargano consegue girar para as costas de Murphy, o prendendo pela cintura. Murphy levanta e torce o braço de Gargano, girando para as costas do mesmo. Gargano consegue esticar seu braço, ficando a uma certa distância de Murphy, com isso ele consegue dar uma cambalhota no chão, com isso ele toma novamente a vantagem, derrubando Murphy, prendendo-o pelo braço também. Murphy não demora a se levantar, ainda com seu braço preso ele anda para trás, utilizando as cordas para se livrar de Gargano. O mesmo se abaixa quando Gargano retorna, tentando encaixar um “Arm Drag" na volta, porém Gargano pula por cima de Murphy, tentando aplicar um “Running Knee" na volta, porém Murphy rola para o chão. Os dois wrestlers ficam trocando olhares enquanto o público aplaudiu aquela bela apresentação.

(13:23) O público se animava com o belo combate que Murphy e Gargano entregavam. Os dois já haviam aplicado seus respectivos finalizadores, porém não conseguiram fechar o combate. Os dois sabiam que apenas um único deslize, um mísero segundo de distração poderia causar a sua derrota, e foi isso que aconteceu. Murphy estava no domínio do combate já à algum tempo, após conseguir encaixar um “Murphy’s Law", que Gargano conseguiu o kick-out antes do 3. Murphy se preparava para aplicar novamente seu finalizador, ele então ergue Gargano e o coloca em posição, mas Gargano mostra uma grande resiliência e reverte o golpe em um “Hurricanrana", que atira Murphy para o meio do ringue. Gargano se ergue rapidamente, e vendo seu adversário de joelhos, corre e aplica um “Superkick". Ele vai para a contagem, mas Murphy escapa antes do 3. Gargano se levanta rapidamente, e vai para o apron do ringue, esperando Murphy se levantar. Assim que ele se levanta, Gargano o atinge com um “Slingshot DDT", encaixando em seguida um “Gargano Escape". Murphy resiste por quase 1 minuto, mas se vê sem forças e é obrigado a desistir.

Vencedor: Johnny Gargano

O público aplaude fortemente a bela exibição dos dois. Gargano comemora bastante, mas de repente ele vai até Murphy e estica a sua mão, num sinal de reconhecimento pelo ótimo combate que ele realizou. Murphy aperta a mão do mesmo, erguendo o braço de Gargano para o alto antes de sair do ringue. Gargano então continua comemorando com o público.

Comerciais…

Paul Heyman aparece na Stage e começou a falar enquanto caminhava até o ringue.

Heyman: Senhoras e senhores, meu nome é Paul Heyman. E venho esta noite fazer um pronunciamento em nome do meu cliente Brock Lesnar. Como todos vimos na semana passada Seth Rollins atacou o meu cliente Brock Lesnar, mesmo que o meu cliente tenha deixado claro que estava evitando contato com Rollins para proteger ele até o Royal Rumble. Mas o atual campeão ou é muito burro ou muito estúpido. Talvez os dois... Mas enfim, ele atacou o meu cliente Brock Lesnar e isso acabou por deixar a Besta Incarnada furiosa. E agora, o meu cliente não está preocupado de “machucar” Seth Rollins antes do Royal Rumble.

É então que Seth Rollins entra com o microfone em mãos e rindo de Paul Heyman.

Rollins: Paul... é sério mesmo? Eu irritei o filhote de bulldog? Isso me deixa feliz, pois parece que ele finalmente se tocou que não pode me vencer. E essa falácia toda de que ele não queria me machucar é ridícula! Se ele agora quer me bater, onde ele está? Eu estou na arena o dia todo e a coisa mais próxima que vi do Brock é a porra da sua bunda gorda Paul Hey...

Brock Lesnar atacou Seth Rollins pelas costas, não o deixando terminar a frase. Ele levantou Rollins que estava caído no chão e aplicou um F5!! Não satisfeito, ele colocou o Kingslayer novamente em seus ombros e o levou até a mesa de comentários e lá aplicou um segundo F5!! Deixando Rollins ferido sob a mesma.

Após isso Heyman foi até Lesnar e ergueu o braço do Atlas Champion para a crowd que o vaiava.

Comerciais...

Renee Young fala diretamente do Backstage com Aleister Black.

Young: Estou aqui com o Intercontinental Champion, Aleister Black! Aleister, o que você tem a dizer sobre os seus oponentes no Royal Rumble? Todos sabemos que você tem uma tarefa difícil.

Aleister: A mim não interessa com quantos terei que lutar, não é de meu interesse o número, mas sim as suas forças. Quanto mais forte, mais será bem-vindo a lutar contra mim. Eu busco apenas os melhores. Se meus oponentes são ou não esse “bom”, terão de provar a mim no Royal Rumble. Contudo, eles são apenas mais um no meu caminho para as cinco defesas que me dão acesso ao HOW Championship. Quem estiver em meu caminho, seja quem for...Will Fade To BLACK.

Aleister deixa o backstage, e Renee aparentava estar satisfeita com a entrevista cedida por Black.

Toca “Sher” e Jinder Mahal aparece junto com os Singh Brothers. Os seus oponentes, Samoa Joe e Neville, aparecem com “Destroyer” e “Break Orbit”, respetivamente, logo de seguida.

3-on-2 Handicap Match: Jinder Mahal & Singh Brothers vs Ring Guardians (Samoa Joe & Neville)

(03:33) Foi um combate onde Jinder Mahal e os Singh Brothers não conseguiram sequer atingir um golpe contra Samoa Joe e Neville. Os lutadores oficiais no momento eram Neville e Sunil Singh. Neville atira Sunil para fora do ringue, enquanto Joe atirava Samir, que tentou atacar Neville pelas costas. Neville e Joe se entreolham, antes de voarem em cima dos Singh Brother através das cordas. Mahal, que assistia aquilo do seu corner tenta escapar silenciosamente, mas é surpreendido por Joe, que o atira para dentro do ringue, onde Mahal sofreu uma bela combinação de um “Muscle Buster" e um “Red Arrow", que fez o mesmo cair inconsciente do lado de fora do ringue. Os Singh Brothers tentam retornar ao ringue para ajudar Mahal, mas são surpreendidos pelos finalizados de seus adversários, que fazem com que os dois desistam do combate, e como Sunil era o lutador oficial, isso decretou a vitória de Joe e Neville.

Vencedores: Samoa Joe e Neville

Joe e Neville nem chegam a comemorar a vitória. Eles atiram os Singh Brothers para fora do ringue, ao lado de Mahal, e com isso saem da arena.

Comerciais...

Toca “Stardust” e Tetsuya Naito realiza a sua entrada até ao ringue, estando tranquilo como sempre. Ele se senta no topo do corner enquanto começa a discursar.

Naito: Na semana passada, houve uma pessoa que me atacou no backstage em uma tentativa de me atingir, mas ele fracassou. KENTA pensa que pode abalar o inabalável, porém já devia de saber que eu estou sempre ‘Tranquilo’, pois acredito que o Destino irá fazer com que ele se arrependa das suas ações. Mas depois eu penso, estamos em uma empresa de wrestling com um ringue, então porque não o usamos para resolver as nossas divergências. Tem milhares de fãs em todas as arenas prontos para ver esse tipo de ação, a boa arte do wrestling que nós dois podemos usar para resolver tudo isso. Pode ser um verdadeiro espetáculo, porém só não poderá ser hoje, porque já tenho uma luta marcada pelo HOW Championship mais logo. Apareça, KENTA, e vamos decidir onde e quando fazer isso.

Faz-se sentir uma pausa até que “Art & Life” ecoa arena fora e KENTA surge no stage. O japonês caminha até ao ringue, onde Naito permanece sentado sob o corner bastante calmo com tudo isso.

KENTA: Não sei como você está tranquilo sabendo que irá ter a sua bunda chutada neste ringue em breve, mas eu lhe dou uma certeza, após o nosso combate, mais tranquilo você estará, pois ficará imóvel em uma cama de hospital por algum tempo. Você fala do Destino, mas todos sabemos que não é ele que vai salvar você quando estiver combatendo contra mim. Você diz que não pode fazê-lo hoje, porém você apenas diz isso porque tem medo de me enfrentar.

Naito se levanta do corner e se dirige ao centro do ringue, onde fica frente a frente com KENTA.

Naito: Não tenho medo de você, apenas tenho coisas mais importantes que fazer hoje como me tornar HOW Champion. Aqui entre nós, sabemos que você só me atacou na semana passada porque teme ser esquecido rapidamente pelo público…

KENTA se irrita com essas palavras e dá um soco no seu rival. Naito leva a mão ao rosto e sorri ironicamente. Parece que uma briga pode começar a qualquer momento e, por essa razão, toca “Voices” e Randy Orton surge no stage.

Orton: Estava no meu gabinete e posso dizer que estou gostando do que estou vendo neste ringue. Temos dois dos melhores talentos da empresa acendendo a chama para um grande combate e sabem? Acho que é o tipo de luta que merece um grande palco, e é por essa razão que estou marcando ela para o Royal Rumble. Mas essas não é a única luta que quero marcar, pois, após ver os acontecimentos de hoje, informo que Chris Ridgeway estará enfrentando Joe Hendry e que Mark Haskins estará lutando contra Undertaker.

O público aplaude essa decisão e ambos os lutadores se voltam a confrontar no ringue até que...no telão aparece Kevin Owens segurando a filha de Randy Orton, Alanna, que tinha sido convidada pelo pai a assistir ao primeiro show no seu comando a partir de um camarote no backstage. A garota indefesa tenta se soltar, porém sem sucesso e KO começa a discursar com Orton olhando para aquilo sem saber no que pensar.

KO: Randy, veja bem quem eu tenho aqui. Na semana passada, você quis entrar no meu jogo ao marcar um combate entre nós no Royal Rumble, mas, sabe, acho que você sabia que não estava fazendo isso por si. Você só aceitou a luta para poder se vingar de Leonardo, mas, o que você não sabia é que, ao fazer isso, estaria a entrar numa guerra que vai além de você ou Leonardo. Veja aqui a sua filha, tentando escapar dos problemas que você arranjou, pois se meteu onde nunca devia ter metido, na minha batalha contra Leonardo. Você sabe que eu estou certo, que as minhas ações sempre foram realizadas pelo bem e que eu sou o lutador mais perigoso desta maldita empresa. No entanto, você age como se isso não fosse verdade e está, tal como Leonardo, tentando mostrar que sou o vilão da nossa história. Fique sabendo que, no Royal Rumble, esta pessoa que está aqui vai olhar para você caído no ringue passando a maior desilusão da sua carreira e a caminho de uma cama de hospital. E, quando isso acontecer, eu irei reconquistar o título que nunca deveria ter saído do meu ombro!

Owens solta Alanna, que corre traumatizada com este ‘rapto’ do rival do seu pai. Orton corre imediatamente para o backstage à procura dela enquanto KO abandona o local. É com isso que vamos para uma curta pausa.

Comerciais…

Daniel Bryan realiza a sua entrada até ao ringue com “Flight Of The Valkyries”. Nick Aldis aparece de seguida acompanhado por The Miz e, se vencer a luta, se juntará ao combate pelo IC Title no Royal Rumble.

Singles Match: Daniel Bryan vs Nick Aldis c/ The Miz

(00:22) O combate mal havia começado e Miz já fez a primeira interferência, puxando o pé de Daniel Bryan, enquanto ele girava pelo ringue buscando uma brecha de Nick Aldis. Bryan se vira para discutir com Miz, porém é surpreendido por Aldis, que o atira contra o corner e começa a aplicar diversos socos e chops. Ele finaliza a sequência de golpes com um “Belly to Back Suplex”, porém Bryan escapa logo após a contagem de 1.

(07:47) Aldis dominava o combate, muito pela ajuda de Miz, que conseguia distrações constantes para atrapalhar Bryan em uma possível reação. Isso finalmente muda quando o árbitro vai chamar a atenção de Miz por mais uma interferência, no caso tentando retirar a proteção do corner. Aldis vendo aquilo levanta Bryan para tentar aplicar algum golpe ilegal, mas Bryan consegue reverter e atira Aldis contra as cordas, o atingindo na volta com um “Leaping Elbow Strike". Aldis rola para fora do ringue, com Miz indo em sua direção para ajudá-lo a se levantar, porém os dois são surpreendidos por Daniel Bryan, que aplica um “Suicide Dive". Não satisfeito, Bryan retorna ao ringue, corre em direção as cordas e aplica outro “Suicide Dive". Bryan então ergue Aldis e o atira para dentro do ringue para realizar o pin, porém Aldis escapa após a contagem de 2.

(16:00) Agora é Bryan que dominava o combate. Ele havia encaixando uma bela sequência de Dropkicks no corner, finalizando a sequência com uma sequência de 10 “Yes kicks" no chão. Ele então toma distância e aplica um “Running Knee". Ele vai para a contagem: 1...2... Miz puxa o juiz para fora do ringue! Bryan não acredita no que aconteceu! O juiz começa a discutir com Miz, o expulsando do combate... OMG! DANIEL BRYAN APLICOU UM “DIVING PLANCHA", PORÉM MIZ PUXOU O ÁRBITRO, E EM VEZ DE MIZ SER O ALVO, O ÁRBITRO ACABOU SENDO O ATINGIDO, FICANDO INCONSCIENTE!

(16:30) Miz aproveitando da distração causada, pegou Bryan pelas costas e aplicou um “skull crushing finale” do lado de fora do ringue. Ele então atira Bryan para dentro do ringue, e ele e Aldis começam a castigar Bryan com diversos “stomps" ao longo de seu corpo, principalmente em suas pernas e braços, para assim debilitar Bryan e impedir do mesmo encaixar seus finalizadores. Miz então pede para que Aldis erga Bryan, o que o mesmo faz. Miz então se distancia para o corner, toma bastante impulso, se preparando para aplicar o finalizador de Bryan. Ele então começa a correr e... DANIEL BRYAN PUXA ALDIS, E MIZ CONECTA O RUNNING KNEE EM SEU ALIADO! Miz coloca as mãos na cabeça quando percebe que deixou seu aliado praticamente nocauteado, ele tenta partir para cima de Bryan, mas é recebido com um “Missile Dropkick", que faz Miz desabar no ringue. Bryan então aplica vários “Yes Kicks", com o público gritando em alto e bom tom após cada chute, finalizando a sequência com um potente “Roundhouse Kick", que faz Miz rolar para fora do ringue. Bryan então desce do ringue, levanta o juiz e o atira para dentro do ringue, retornando logo em seguida. Ele então encosta suas costas do corner e começa a realizar suas chants: YES! YES! YES! YES!.... RUNNING KNEE EM NICK ALDIS! BRYAN NÃO PERDE TEMPO E ENCAIXA UM YES LOCK EM ALDIS, QUE NÃO ESBOÇA NENHUMA REAÇÃO, A NÃO SER 3 LEVES TAPAS NA LONA, QUE DEMONSTRAM SUA DESISTÊNCIA!

Vencedor: Daniel Bryan

Bryan demora a se erguer, devido ao cansaço do combate. O público gritava bem alto o nome de Bryan enquanto ele se levantava. Quando ele finalmente se ergue, ele sobe em um dos corners, e começa a comemorar com o público.

Comerciais...

Está na hora do combate principal da noite, que valerá o HOW Championship. Sean O’Haire é o primeiro a aparecer enquanto toca “Come On”. Tetsuya Naito vem a seguir com “Stardust”. Por fim, o campeão, Bram, aparece ao som de “ÓDINN”.

HOW Championship Match: Sean O’Haire vs Tetsuya Naito vs Bram (c)

(00:00) O público gritava o nome de Bram, o que fez que com os adversários ficassem um pouco assustados. Bram olha para os dois sorrindo, e faz um sinal com as mãos, chamando seus adversários. Naito e O'Haire correm para cima de Bram, porém são recebidos literalmente de braços abertos por Bram, que abriu os braços para atingir os dois oponentes ao mesmo tempo. Cada um se arrasta em direção a um corner, Bram então chama o apoio do público e começa uma enorme sequência de “Clotheslines”. Bram finaliza o momento puxando os dois adversários para o centro do ringue, aplicando um “Double Suplex".

(04:14) Bram mantinha seu domínio sobre os dois adversários, não abrindo brechas para que uma reação pudesse acontecer. O'Haire estava se recompondo do lado de fora do ringue, enquanto Naito era bastante castigado dentro do ringue já à quase 3 minutos sem descanso. O mais incrível disso tudo era que Bram ainda mantinha o fôlego inicial do combate, era como se a luta tivesse acabado de começar. Bram atirou Naito contra a lona com um “German Suplex”, indo para o pin, porém Naito escapa após o 2. Bram sorri, erguendo seu adversário novamente, dessa vez ele o atira contra as cordas, correndo na direção oposta para poder aplicar um “Shoulder Tackle, porém O'Haire adentra no ringue e surpreende Bram com um “Sitout Spinebuster". Ele tenta a contagem, porém o campeão escapa antes do 1. O'Haire então começa a castigar Bram com diversos “Stomps", até o erguer e o atirar contra as cordas, aplicando um “Spin Kick” quando Bram retornava. O golpe fez Bram balançar, mas não cair, porém isso abriu uma brecha para que O'Haire aplicasse um “Sitout Powerbomb”. O'Haire tenta novamente o pin, porém Bram novamente escapa, dessa vez antes da contagem de 2. O'Haire coça a cabeça, pois sabia que teria que fazer muito mais do que aquilo para derrotar o viking.

(09:26) O'Haire castigava o campeão de todas as formas possíveis, utilizando de praticamente todos o seu arsenal de golpes, mas nada foi capaz de derrotar o viking. O'Haire então decide utilizar sua última carta, ele espera Bram se levantar para tentar encaixar um “Widow Maker", porém Bram consegue reverter o finalizador de seu oponente em um “DDT". Bram tenta o pin, porém Naito aparece e aplica um “Somersault Senton", quebrando a contagem.

(12:09) Naito estava na vantagem agora. Bram recuperava suas forças do lado de fora do ringue, enquanto Naito castigava O'Haire. Naito estava no apron, aguardando que O'Haire se levantasse. Assim que ele se levanta, Naito voa na direção do mesmo, aplicando um “Springboard Missile Dropkick”, que faz O'Haire cair sentado próximo ao corner.  Naito então se aproxima e castiga seu adversário com vários “Stomps", parando apenas quando o árbitro ordena que ele se afaste. Naito então ergue O'Haire e o coloca no topo da terceira corda, aplicando alguns socos no mesmo para que ele não tentasse reagir. Naito sobe no topo da terceira corda, se prepara para aplicar um “Frankensteiner” e... Não! O'Haire agarra Naito no meio da manobra e o atira com toda a força contra a lona com um potente “Powerbomb"! Ele não perde tempo, ergue Naito e.... WIDOW MAKER!!! O'Haire vai para o pin: 1...2...Não! Bram aparece no último segundo, pulando sobre os adversários para impedir a contagem.

(16:31) O'Haire e Bram trocavam socos no meio do ringue, sendo que o apoio ia inteiramente para Bram. Com isso, ele consegue tomar a vantagem, aplicando alguns “Chops" potentes em seu adversário, que cambaleia com a força dos golpes de Bram. O mesmo não pensa duas vezes e corre em direção as cordas, porém O'Haire se recupera a tempo, aplicando um “Superkick", que faz Bram ficar sem rumo. Dessa vez é O'Haire que corre em direção as cordas, porém também é surpreendido, com Bram aplicando um “Clothesline" que vira O'Haire do avesso. Naito, que se recuperava do lado de fora, adentra rapidamente no ringue e.... DESTINO EM BRAM! Ele vai para a contagem: 1...2... Não! Bram escapa! Naito demora quase 1 minuto para conseguir se recompor, porém assim que o faz, ele ergue O'Haire e.... DESTINO! Ele vai para o pin: 1...2...NÃO! O'Haire também escapa! Naito não acredita no que está acontecendo! Ele se lamenta no chão, porém não vê que atrás dele estava Bram, explodindo em raiva pelo golpe traiçoeiro que havia levado. Assim que Naito se levanta, Bram o agarra e... VERTEBREAKER! Pin: 1...2..NÃO! NAITO ESCAPA! O público vai a loucura com o belíssimo combate que os 3 lutadores realizavam.

(21:49) Os 3 wrestler se encontravam em pé dentro do ringue, trocando socos. Bram aplicava um soco em Naito, que aplicava em O'Haire, que aplicava em Bram, e assim o ciclo se repetiu por pelo menos 10 vezes até Bram conseguir a vantagem e começar a disparar socos contra os dois oponentes. Ele cerca os dois nas cordas, tomando impulso para atirá-los para fora, porém é surpreendido, e quem acaba indo parar do lado de fora é ele. O'Haire e Naito se entreolham, e resolvem atacar Bram juntos. Eles pisoteiam Bram com toda a força que possuem, porém parece não funcionar, pois Bram vagarosamente se levantava. Os dois oponentes tentavam arranjar mais força em seus golpes, porém nada parecia surtir efeito em Bram, que era bastante impulsionado pelo público. Quando Bram finalmente se ergue, ele segura a cabeça de seus dois oponentes, chocando-as. O estrondo foi tão grande que ecoou por toda a arena. Bram atira O'Haire para dentro do ringue, enquanto Naito estava inconsciente do lado de fora. Bram então olha para O'Haire, e clama pelo apoio do público, que responde da forma mais fervorosa possível. Bram então ergue O'Haire e... VERTEBREAKER! Mas espere! O campeão não realizou a contagem! Ele fica olhando para o público, apontando para O'Haire e fazendo o sinal de “Mais um" com o dedo, ao qual o público clama! Bram sorri e ergue O'Haire novamente e... VERTEBREAKER!!! O'Haire está nocauteado! Bram então se agacha para aplicar o “Reincarnatus”..... OMG! NAITO APARECE E APLICA UMA CADEIRADA EM BRAM! O MESMO CAI NO CHÃO DE DOR! NAITO SE APROVEITA DA SITUAÇÃO, ERGUE O'HAIRE RAPIDAMENTE E... DESTINOOOOO!!! ELE VAI PARA O PIN: 1...2...3!

Vencedor e novo campeão: Tetsuya Naito

Assim que o juiz bate pela terceira vez no ringue, a arena se silencia. O que ninguém esperava aconteceu: Bram caiu diante de seus próprios desafios! A arena solta uma enorme vaia para as atitudes de Naito, que ainda estava perplexo pelo feito que acabou de realizar. Ele só acredita quando o árbitro entrega o título em suas mãos, erguendo seu braço em seguida, onde o público solta uma vaia ainda maior! Bram se recompõe, ele também não acreditava que havia perdido. O'Haire estava saindo em uma maca direto para o hospital mais próximo, enquanto Naito saia comemorando sozinho rampa acima em direção aos backstages.

O único restante no ringue era Bram, que estava desolado por ter perdido seu título. O público então começa a aplaudir Bram imensamente, realizando inclusive as famosas “Palmas do Trovão”. Bram então se levanta e fica olhando para o público, enquanto Haskins e Ridgeway descem a rampa em direção ao ringue. Os dois adentram no ringue e erguem os braços de Bram para o delírio do público. Bram então retribui a ação, e dessa vez ele que ergue os braços de seus parceiros, também para o delírio do público. Os três então saem do ringue e sobem a rampa lentamente, agradecendo o apoio do público. Eles então param no topo da mesma, se viram para o público, e erguendo os braços gritam em alto e bom tom: SE VIS PACEM, PARABELLUM!

Quando os três homens se viram, Jordan Devlin surge e solta uma risada irônica direcionada para Bram, antes de voltar a sair da arena. É com isso que o show termina.

Fim de show.

_________________________________

Por mais que me tenha dedicado a este projeto, mais que na primeira vez que peguei nele, sinto que tudo o que aconteceu no último sábado é suficiente para terminar com ele. Para quem não sabe, houve uma confusão no grupo de WhatsApp (por causa de nada) que levou à saída de vários lutadores do roster, o que estragou metade de todos os meus planos para os próximos tempos. A juntar a alguns promadores que se encontram inativos, é inviável continuar com o fantasy, pois ficaria com grandes lacunas e com um booking (bastante) incoerente, além de me ter desanimado bastante para continuar. Quero agradecer a todos que fizeram parte do projeto e me lamentar por este fim “trágico”, afinal era algo que eu não queria que acabasse nesta altura.

Para quem quiser continuar a participar em fantasys como este, eu recomendo dois projetos de duas pessoas que têm/tiveram ligação ao HOW Fantasy. O primeiro é a UDW (pode acessar clicando aqui) que é comandada pelo Murilo, mais conhecido por interpretar Davey Richards e Bram aqui. O outro é a HWF (pode acessar clicando aqui) e é gerido pelo Jeferson, ex-participante e booker deste fantasy. São pessoas bastante competentes no que fazem, então não sintam medo em participar nos seus projetos.

Se quiser, pode também entrar no nosso grupo de WhatsApp, assim sempre pode manter contato com as pessoas que participavam neste projeto. Para o fazer, clique aqui.


Sobre / Contato / Anuncie/Advertise / Disclaimer / Política de Privacidade / Press Release

online / Design por: Ericki Chites