KENTA: "Se a NJPW não dar certo, minha carreira acabou"

Na noite deste sábado, KENTA terá sua primeira luta após seis meses fora do ringue. No primeiro dia do torneio G1 Climax 29 da New Japan Pro-Wrestling, ele enfrentará o ex-campeão IWGP Intercontinental Kota Ibushi no evento semi-principal no American Airlines Center em Dallas, Texas.

A NJPW disponibilizou em seu canal oficial do YouTube a segunda parte de sua entrevista com o lutador e, algumas declarações chamaram a atenção e uma delas foi a seguinte: “Demorei muito tempo para pensar em vir para cá. Francamente, se isso não dar certo, minha carreira acabou. Essa é a resolução que eu tomei nisso. Eu deliberadamente escolhi uma situação para mim onde não tenho desculpas, e essa é a minha mentalidade. Dito isso, quero desfrutar do pro-wrestling. Simples e claramente”

A primeira parte da entrevista com KENTA também conta com perguntas interessantes e a principal foi sobre o golpe “GTS” que ele inventou. O lutador japonês confessou que foi proibido de utilizar na WWE depois de Brian Kendrick quebrar o osso orbital e nariz.

“Quando se trata de um movimento que fiz, me chamou a atenção que a WWE não me permita utilizá-lo. Um movimento que inventei, pensei e não usei. É uma loucura não usá-lo”, declarou.

KENTA realizou sua estreia na WWE sob o nome de Hideo Itami durante o NXT TakeOver: Fatal 4-Way em 2014. Desde então, viu sua trajetória dentro da empresa ir por água abaixo em virtudes de seguidas lesões que o impossibilitaram de obter um maior destaque dentro da mesma. Em 2017, KENTA foi transferido para o 205 Live, onde ficou até deixar a WWE. No dia 9 de junho deste ano, KENTA, junto com Katsuyori Shibata, anunciou durante o show Dominion da NJPW que iria participar do G1 Climax, torneio que começa nesse final de semana e você confere a cobertura completa aqui na House of Wrestling.
Na noite deste sábado, KENTA terá sua primeira luta após seis meses fora do ringue. No primeiro dia do torneio G1 Climax 29 da New Japan Pro-Wrestling, ele enfrentará o ex-campeão IWGP Intercontinental Kota Ibushi no evento semi-principal no American Airlines Center em Dallas, Texas.

A NJPW disponibilizou em seu canal oficial do YouTube a segunda parte de sua entrevista com o lutador e, algumas declarações chamaram a atenção e uma delas foi a seguinte: “Demorei muito tempo para pensar em vir para cá. Francamente, se isso não dar certo, minha carreira acabou. Essa é a resolução que eu tomei nisso. Eu deliberadamente escolhi uma situação para mim onde não tenho desculpas, e essa é a minha mentalidade. Dito isso, quero desfrutar do pro-wrestling. Simples e claramente”

A primeira parte da entrevista com KENTA também conta com perguntas interessantes e a principal foi sobre o golpe “GTS” que ele inventou. O lutador japonês confessou que foi proibido de utilizar na WWE depois de Brian Kendrick quebrar o osso orbital e nariz.

“Quando se trata de um movimento que fiz, me chamou a atenção que a WWE não me permita utilizá-lo. Um movimento que inventei, pensei e não usei. É uma loucura não usá-lo”, declarou.

KENTA realizou sua estreia na WWE sob o nome de Hideo Itami durante o NXT TakeOver: Fatal 4-Way em 2014. Desde então, viu sua trajetória dentro da empresa ir por água abaixo em virtudes de seguidas lesões que o impossibilitaram de obter um maior destaque dentro da mesma. Em 2017, KENTA foi transferido para o 205 Live, onde ficou até deixar a WWE. No dia 9 de junho deste ano, KENTA, junto com Katsuyori Shibata, anunciou durante o show Dominion da NJPW que iria participar do G1 Climax, torneio que começa nesse final de semana e você confere a cobertura completa aqui na House of Wrestling.

Sobre / Contato / Anuncie/Advertise / Disclaimer / Política de Privacidade / Press Release

online / Design por: Ericki Chites