HOW Fantasy: Chapter 3 - Última parada antes do New Beginning!

Na noite desta sexta-feira, a House of Wrestling realiza o seu terceiro show, o último antes do New Beginning (que se realiza dia 28), diretamente da Movistar Arena em Santiago, no Chile.

Estes são os destaques apresentados para o show:


As quartas de final do torneio pelo HOW Championship irão terminar hoje com as seguintes lutas e, respetivamente, os seus vencedores enfrentarão Sami Zayn e Matthew Justice na próxima fase.
- Shane Strickland vs Daniel Bryan
- MJF vs The Rock

O Openweight Title vai ser um dos grandes destaques do show com duas lutas o envolvendo. De um lado, Adam Cole irá defendê-lo e, no outro, se realizará uma Triple Threat para decidir o seu candidato principal no New Beginning.
- Adam Cole (c) vs Bray Wyatt
- Sting vs Nobuhiko Takada vs Dolph Ziggler

Outras duas lutas também estão sendo anunciadas para o show, sendo elas:
- Kevin Owens vs Shawn Spears
- Jon Moxley vs Mike Bailey

Confira tudo isso e muito mais, sexta-feira, a partir das 18 horas, aqui na House of Wrestling.

Nota: Limite para promar até ás 17h de sexta.

Pode conferir o roster completo clicando aqui.

Cobertura: 


O show começa com um curto espetáculo pirotécnico seguido por uma breve introdução dos nossos comentaristas. Eles destacam as lutas que irão ocorrer hoje e falam um pouco sobre o que nos espera no New Beginning. Quando terminam, toca “Chris is Awesome” e Chris Hero caminha até ao ringue, recebendo apoio dos fãs e cumprimentando alguns deles ao passar na rampa. O público está bastante entusiasmado e começa a gritar o nome de Hero antes deste iniciar o seu discurso.

Hero: Será já daqui a oito dias que quatro forças entrarão neste ringue com a vontade de conquistar o prestigiado Intercontinental Championship. Todas elas entusiasmadas com a chance que têm de representar não só o seu continente, como todos os outros que existem na Terra. Eu trilhei o meu caminho até essa luta após vencer Seth Rollins em um grande duelo na semana passada, mas isso foi somente o primeiro passo nesta aventura. A rota até atingir o ouro continua e não será nada fácil derrotar os grandes nomes que estarão no combate. O que podem esperar da minha parte é bastante perseverança, humildade e trabalho, porque, caso eu fracasse nessa conquista, eu irei me focar cada vez mais até atingir o objetivo: o Intercontinental Championship. - os fãs aplaudem as palavras - No próximo sábado, eu irei entrar em ringue com Mike Bailey, Jon Moxley e com Bro…

A atenção de Chris Hero se voltou para o stage, onde Paul Heyman aparece com um microfone nas mãos, o interrompendo.

Heyman: Mister Hero, é com muito desagrado que venho até si, hoje, para lhe entregar notícias ruins. O senhor se retrata como um herói perante estes fãs, os iludindo com falsas conversas de ‘trabalho duro’ - ele gesticula ironicamente com essas palavras - mesmo sabendo que nem no seu melhor momento será capaz de vencer a Besta, Brock Lesnar. Ser um herói não é suficiente para uma derrubar uma Besta e você, juntamente com os outros dois, irão descobrir isso da pior e mais agonizante forma possível, sentindo no vosso corpo o verdadeiro significado de Suplex City. E, como você sabe, Mr. Hero, eu não entrego previsões, mas sim spoilers. Não adianta você tentar esconder o seu fracasso com esses seus lemas que atraem multidões, com as suas frases inspiradores que estão ao nível de gênios intelectuais como Mahatma Gandhi, pois elas não o poderão salvar. Mas sabe, Hero, eu vim aqui para lhe entregar notícias ruins e não aquilo que todos nesta arena já sabem. O que eu queria verdadeiramente dizer é que o futuro House of Wrestling Intercontinental Champion, “The Beast Incarnate”, Brock Lesnar está presente na arena e está desejoso de o conhecer pessoalmente. Desse modo, a única coisa que lhe posso desejar é sorte para chegar ao New Beginning nas melhores condições possíveis!

O representante de Brock Lesnar larga o microfone no chão e lança um sorriso maroto na direção de Chris Hero. “Nightmare” ecoa por toda a arena e Hero fica hesitante quanto ao local que Lesnar irá aparecer, porém este surge diretamente pelo stage com um ar de irritação. Ele dá os seus ‘saltinhos’ ainda no topo da rampa antes de começar a descê-la, porém Hero não espera e vai ele mesmo ter com Lesnar, fazendo uma enorme briga começar, a qual leva os fãs a uma enorme reação. Hero começou distribuindo alguns socos e cotoveladas na cara de Lesnar que o atordoam, tentando aplicar um “Rolling Cutter” de seguida. No entanto, Lesnar aproveitou a rotação a seu favor e conseguiu pegar Hero na posição certa para aplicar um dos seus tradicionais “German Suplex”.

Sabendo que está no domínio da brawl, a “Besta” solta um sorriso, o que deu tempo a Hero de recuperar e, quando Lesnar se aproximava, ele o empurra e tenta um “Discus Big Boot”. Não seria a escolha mais acertada, pois Lesnar foi mais rápido e pegou a perna de Hero a tempo de evitar ser atingido. Ele colocou rapidamente a perna em cima do seu ombro e se deixou cair de joelhos, fazendo com que Hero sentisse uma grande dor no seu membro. O “Knockout Artist” se agarra o seu joelho esquerdo enquanto solta alguns gritos de dor, porém Lesnar não se mostra minimamente preocupado com isso e o ergue para aplicar um “F-5”. Tanto Heyman como Lesnar se ficam a rir durante algum tempo antes de abandonar a arena.

Chris Hero se recupera aos poucos, ao mesmo tempo que fica com as mãos em volta do seu joelho, provavelmente sentindo algum tipo de lesão. Ele se ergue, porém a instabilidade na perna é tanta que ele volta a cair de imediato. Alguns árbitros aparecem no local para o ajudar a sair e ir no gabinete médico. O público fica aplaudindo Hero à medida que este abandona o local se apoiando nos ombros de dois árbitros quase sem colocar a sua perna esquerda no chão.


Comerciais...


Vemos Seth Rollins sentado em uma caixa de equipamentos no backstage, ele tem algumas coisas a dizer.

Rollins: Na semana passada, Chris Hero teve sorte na nossa luta e me tirou da Ladder Match pelo Intercontinental Championship, mas eu irei atrás desse cinturão novamente em breve. Não importa quem o vença na próxima semana, pois Seth Rollins está destinado a ser o seu campeão. Mudando de assunto, eu soube que The Miz estará organizando uma edição do MizTV no New Beginning e, visto que não tenho nada programado para o evento e ele não tem convidado, eu anuncio que irei estar presente no MizTV.

Rollins manda o cameraman desligar o seu equipamento, dando esse segmento por terminado.

Vamos até à arena, onde Dolph Ziggler realiza a sua entrada ao som de “ Here to Show the World”. Depois é a vez de Sting aparecer enquanto toca “Out from the Shadows”. Por fim, soa “Training Montage” e Nobuhiko Takada caminha até ao ringue.

#1 Contendership for the Openweight Title: Dolph Ziggler vs Sting vs Nobuhiko Takada

(12:42) Os três lutadores tiveram domínio da luta em ocasiões distintas, tendo cada um deles quase obtido a vitória por algumas vezes. No entanto, foi Takada a conseguir a contagem de três após se esquivar de um “Zig Zag” e aplicar um “Roundhouse Kick”.

Vencedor:
Nobuhiko Takada

O japonês faz a sua comemoração no ringue e vai lutar pelo Openweight Title no New Beginnning, que se celebra no sábado dia 28 de setembro.


Comerciais...


Voltamos ao backstage, onde The Miz bate à porta do locker room de Mike Bailey. Este a abre e ambos ficam conversando por um pouco.

Bailey:
Hey, Miz, o que você quer?

Miz: Eu soube que você iria enfrentar Jon Moxley hoje e, por essa razão, eu achei que seria melhor eu acompanhar você durante a luta.

Bailey: Miz, eu não sei o que vai na sua cabeça, mas eu não preciso de uma babysitter…

Miz: Você conheceu Moxley na semana passada da pior forma possível, você foi amarrado aqui no backstage. Não se sabe o que aquele louco pode estar preparando por aí. Além do mais, ele me estragou o MizTV e eu não posso deixar isso passar em branco. O que você diz?

Bailey: Visto dessa maneira, até é capaz de ter uma certa razão. Vou deixar você me acompanhar, mas tente não me atrapalhar durante o combate.

Mike fecha a porta do seu locker room enquanto Miz esboça algum contentamento sobre o que se passou.

Está na hora da luta valendo o Openweight Championship. O candidato, Bray Wyatt, realiza a sua entrada ao som de “Live in Fear”. O campeão, Adam Cole, aparece de seguida enquanto toca “Bad Reputation”.

Openweight Title Match: Bray Wyatt vs Adam Cole (c)
(Luta escrita por Brenno)

(0:21) O gongo soa e a crowd continua a cantar em coro "Yowie Wowie", o que irrita completamente o detentor do Openweight. Cole se apressa e encurta distância com Wyatt, que se mantém imóvel diante o campeão. Cole ameaça em alguns momentos agarrar o desafiante, porém hesita no último instante. O The Fiend inclinava sua cabeça com sua expressão psicótica, o que irritava cada vez mais o campeão - COLE COSPE NA FACE DE BRAY WYATT! A crowd pressente a reação do horripilante astro - Wyatt prepara Cole para um Sister Abigail com o beijo do batismo em sua testa - Cole consegue reverter em um Rollup! 1! 2! The Fiend consegue o kickout e se põe na posição da aranha - o campeão não se assusta dessa vez e dispara um potente Superkick que desmonta o desafiante!

(2:05) Cole conseguiu controlar Wyatt com raiva e violência, pisoteando o desafiante, evitando que ele conseguisse responder. O Panama City Playboy prendeu o The Fiend com pisões até derrubar o desafiante ao fundo do corner. Cole mostra seu lado extravagante ao realizar sua taunt ao gritar ADAM COLE BAY BA- O Fiend suprime o campeão com o Mandible Claw! Wyatt faz Cole agonizar - Cole consegue prender Bray em um Figure Four Necklock e evita a submissão. Cole pressiona a submissão enquanto se recupera do ataque surpresa, porém, Wyatt consegue escapar e mergulha em Cole com um Falling Headbutt.

(6:32) O The Fiend consegue controlar o campeão com sua agressividade sobrenatural, o arremessando contra as barricadas e pressionando sua cabeça contra os steel steps. Wyatt em certo momento foi capaz de arremessar Cole contre uma das barricadas com um Uranage Slam que arrancou uma incrível reação de surpresa da crowd. O referee realizou a contagem, mas o campeão retornou ao 9 - Wyatt tentou o finalizar novamente com um Running Senton nas costas com a contagem, mas o campeão conseguiu o kickout no 2.

(8:50) O campeão conseguia reagir à agressividade do desafiante, onde os dois trocavam chops no centro do ringue, com imensa vantagem para Wyatt que abusava das regras ao morder o rosto de Cole - o referee os separa e discute com o desafiante que empurra o mediador - Superkick de Cole! O campeão recupera seu fôlego e agarra o desafiante pela nuca - Throat Thrust do The Fiend que desestabiliza o campeão - Bray Wyatt solta gritos psicóticos e prende o campeão em um German - Cole consegue se soltar e dispara um Enzuigiri que nocauteia a aberração! Ambos competidores se arrastam para corners opostos, extremamente cansados.

(12:03) Ao se recuperarem ambos disparam ao centro do ringue e retornam a trocar socos para euforia do público presente - Cole consegue tomar vantagem e pune o The Fiend com Forearms Smash, o desafiante cede aos seus joelhos - Cole expõe seu joelho direito e se impulsiona pela corda oposta - Bray Wyatt o finaliza com um Neck Snap! Wyatt acompanha Cole se arrasta ao apron como um lagarto pelo ringue, ele ergue o campeão em um Apron DDT - o campeão consegue se separar e dispara um Superkick que atordoa Bray Wyatt! Cole escala a segunda corda externa e se lança em um PANAMA SUNRISE DO APRON PARA O CHÃO DE CONCRETO! Cole se arrasta para dentro do ringue e somente ordena o referee a realizar a contagem.

(13:02) O mediador realizou a contagem até o 9 - As luzes da arena se apagam e uma risada psicótica ecoa pela arena - as luzes retornam, porém, Bray Wyatt não está presente. Cole não sabe o que está acontecendo mas ordena que o referee finalize o combate - o referee acata a decisão do campeão - BRAY WYATT SURPREENDE ADAM COLE COM UM URANAGE SLAM CONTRA AS COSTAS DO REFEREE!

(14:10) O The Fiend arrastou o campeão pelos cabelo e ria descontroladamente - ADAM COLE ACERTA UM LOW BLOW! Wyatt desaba em seus joelhos - o que abre espaço para Adam Cole seu poderoso Last Shot! O Panama City Playboy se posicionou na segunda corda xingando Bray Wyatt e se lançou em um Panama Sun- Wyatt consegue aplicar um Takedown em Cole e impede o movimento - O The Fiend assalta violentamente o campeão com um Mandible Claw! O referee checa o braço do campeão e ele desaba!

1!

Ele checa novamente e...

2!

Ele checa novamente e..- Wyatt não deixa o braço do campeão cair completamente e o posiciona em um Sister Abigail e se posiciona completamente sobre o campeão e 1! 2! 3!


Vencedor: Bray Wyatt

Assim que a campainha toca, as luzes se apagam, ficando apenas um foco fraco percorrendo o ringue de forma rápida. O barulho característico da presença do “The Fiend” também se faz ouvir e este, se tornando no novo campeão, aparece segurando o seu cinturão no ringue enquanto o público aplaude a sua conquista.


Comerciais…


Vamos até um corredor no backstage, onde Matthew Justice está caminhando lentamente, com a cabeça baixa e semi-inclinada, estando o seu rosto coberto pelo seu cabelo. Ele profere algumas palavras palavras num tom quase inaudível, sendo portanto impossível de perceber o que está falando. Isso se prolonga até Sami Zayn se cruzar no seu caminho, o que os faz trocar alguns olhares. Os dois já se encontravam de costas quando Justice diz algumas coisas de forma lenta e macabra.

Justice: Sami Zayn, o cara que eu quase bati no primeiro show. A vida dá muitas voltas e, no New Beginning, os nossos destinos poderão voltar a se cruzar. Lhe desejo sorte na sua luta, amigo, pois eu quero terminar a brincadeira que começámos...

Zayn permaneceu parado por alguns segundos, talvez pensando no que dizer. Quando se vira e ia começar a falar, notou que ele já não se encontrava no local. O canadense parece um pouco incomodado com isso, porém acaba seguindo o seu caminho.

Voltamos à arena, onde Shane Strickland realiza a sua entrada enquanto toca “Fade”. O seu adversário no torneio, Daniel Bryan, surge logo a seguir sob vaias ao som de “Flight of the Valkyries”.

HOW Championship Tournament - Quartas-de-final: Shane Strickland vs Daniel Bryan

(0:00) Os dois lutadores se aproximam do centro do ringue, onde se ficam olhando mutuamente. Strickland, porém, não mostra qualquer tipo de reação além desse olhar, o que irrita Bryan e o faz acertar repetidas tapas na sua cara enquanto lhe chama de fraco. Strickland pega a sua mão quando o tentava atingir e, com a outra, acerta uma tapa ainda mais forte no rosto de Bryan. Este recua um pouco e parece ter ficado bastante irritado com isso e corre na direção do seu adversário, porém Strickland se desvia rapidamente e aplica um “Jumping DDT”.

(7:33) Após um início equilibrado, Bryan tomou o controle da luta e derrubou o seu adversário com um “Cravate Suplex”. Ele pega Strickland com um “Double wrist-clutch” e começa a pisoteá-lo várias vezes com alguns “Stomps” intercalados com alguns insultos aos “parasitas” que se encontram na crowd. Bryan vai para o pin, porém a mão do árbitro apenas bate duas vezes no tapete. O “World Messiah” prende o pescoço de Strickland com um “Sleeper” durante algum tempo, até o seu adversário se colocar em posição vertical e aplicar um “Back Suplex”.

(11:41) Já totalmente recuperado dos últimos minutos conturbados que passou, Strickland colocou Bryan no chão com alguns chutes. Ele o ergue e realiza o irish-whip, porém Bryan faz o reversal e se abaixa quando Strickland se aproxima. Este, assim que passa pelo adversário, se coloca fazendo o pino e aplica uma “Hurricanrana” quando ele se vira. Bryan utiliza a sua inteligência in-ring para se colocar deitado sob as cordas, aproveitando para descansar durantes alguns segundos.

(16:07) No final da luta, Strickland tentara aplicar um “Dropkick”, no entanto, Bryan se desvia e rapidamente aproveita a posição para se colocar sobre ele e prender um “LeBell Lock”. Mas, Strickland tinha a lição bem estudada e conseguiu rolar a tempo de evitar ser preso no golpe. Assim que ambos se erguem, Bryan tenta socar Strickland, porém este se desvia e rapidamente consegue aplicar um “BTL Driver”. O árbitro conta. 1….2…..3! Strickland avança!

Vencedor: Shane Strickland

Com esta vitória, o “Swerve” avança para as semifinais do torneio, onde irá enfrentar Sami Zayn. Ele comemora no ringue enquanto Bryan rola para fora desapontado.


Comerciais…


Após o retorno do show, nós vemos Daniel Bryan caminhando lentamente pelo backstage, onde se encontra desapontado e, ao mesmo tempo, irritado pelo que aconteceu. Após alguns metros, Andrade Almas e Zelina Vega surgem, zoando o “Planet Champion” pela sua derrota. Bryan para de caminhar, porém se mantém cabisbaixo por algum tempo até atingir o mexicano com uma tapa. Ele começa a falar irritado e Andrade fica a ouvi-lo, não retribuindo a tapa que sofreu.

Bryan: Você pode rir o quanto quiser, Andrade, pois você também perdeu. Mas, ao contrário de você, eu continuo importante para o ciclo que se vive nesta empresa. Quer me odeiem, ou me amem, aquelas pessoas ainda reagem aos atos que eu pratico, enquanto a você nem abrem a boca. Sabe o que isso significa? Que você não passa de um mero desconhecido que anda por aí vagueando sem que ninguém se importe. Você é apenas mais um parasita que me rodeia e eu deveria tê-lo exterminado por completo na primeira vez que nos cruzamos. Sabe uma coisa? Visto que eu, o salvador que estas pessoas precisam, não tenho combate e você, alguém puramente insignificante também não tem, eu sugiro que nos enfrentemos no New Beginning. Um para um. Sem ataques por trás. Sem desculpas. Apenas uma chance de poder calar a sua maldita boca de uma vez por todas e remeter você aonde pertence, ao lixo. E peço desculpas ao lixo por compará-lo com você, pois ele ao menos pode ser reciclado em parte, já você será sempre só lixo!

O mexicano dá dois passos atrás, deixando Zelina se aproximar de Bryan para responder ao seu desafio.

Zelina: Com que então você teve ‘bolas’ para desafiar Andrade. Isso me surpreende, pois você sempre se escondeu por detrás de um fajuto discurso. Pouco importa o que pensa acerca de Andrade, ele aceita a sua proposta e quer revelar ao mundo a farsa que você realmente é.

Assim que termina a resposta, Zelina retribui a tapa que Bryan dera a Andrade. Bryan sorri ironicamente na direção dos dois antes de prosseguir o seu caminho até ao locker room, onde vai recuperar fisicamente da sua derrota.

Na arena, toca “Hero” e Mike Bailey caminha até ao ringue acompanhado por The Miz. Após isso, o seu oponente de hoje, Jon Moxley, surge enquanto ecoa “Retaliation”.

Singles Match: Mike Bailey c/The Miz vs Jon Moxley

(13:23) A luta estava bastante equilibrada até ao final e Moxley se preparava para aplicar um “Death Rider”. No entanto, The Miz entrou rapidamente em ringue e o atacou, evitando Bailey sofrer a manobra e dando a vitória a Mox por desqualificação.

Vencedor por DQ: Jon Moxley

O árbitro manda a campainha soar rapidamente, mas Miz continua atacando Jon no ringue sem piedade. Bailey recupera sem muito perceber sobre o que aconteceu, porém, quando Miz lhe diz para ajudar a atacar Moxley, ele não hesita, pois estaria a enfraquecer um dos seus rivais no New Beginning. O público vaia as ações dos dois, porém estes não se importam com isso e continuam o seu ataque que só termina quando Miz aplica um “Skull Crushing Finale”.


Comerciais…


Vemos Chris Hero sendo atendido no gabinete médico da arena. O médico presente faz alguns movimentos com a perna esquerda do lutador, que são respondidos com alguns gemidos de dor por parte dele. A certa altura, Leonardo entra na sala e questiona o médico sobre uma possível lesão.

Médico: Bem, o Chris precisa de ser melhor examinado com algumas radiografias no hospital mais próximo, porém este diagnóstico não traz sinais muito favoráveis. As minhas suspeitas são que ele tem um estiramento leve no ligamento colateral medial, o que obrigaria a uma paragem de duas a quatro semanas. Não quero confirmar nada, mas diria que é quase certo que falhe o New Beginning. 

Leonardo mostra-se preocupado quanto à situação que está vivendo e fica pensativo durante alguns instantes.

Leonardo: Acho que não teremos escolha. Tendo em conta o que me disse, eu tenho que retirar Chris Hero da Ladder Match valendo o Intercontinental Championship.

O lutador, que se encontrava sentado em uma cama a poucos metros de onde estavam conversando, ouviu a conversa completa. Ele solta um rápido grito para chamar a atenção de Leonardo, antes de se levantar e ir até eles, mancando e se apoiando em alguns móveis da sala. Assim que se aproxima de Leonardo, ele começa a falar com um tom semi-agressivo.

Hero: Você não me pode retirar da luta devido a esta lesão. Todo o esforço que fiz nos últimos tempos para garantir a minha vaga nesse combate não pode ir em vão dessa forma. Se há algo que sempre me ensinaram é que nunca devemos recuar perante as adversidades, sejam elas quais forem. Eu não quero saber se vou a mancar até à luta, se levo muletas até ela, ou ainda se terei que amputar a perna, porque eu irei naquele ringue no New Beginning mostrar a todos o porquê de eu ser chamado de ‘Hero’. Posso não vencer, mas não vou deixar que me retirem a oportunidade de mostrar o meu valor à frente dos fãs. Então, Leonardo, se você não quer que eu compita no próximo sábado, a sua única hipótese é me demitir, pois, de qualquer outra forma, eu irei aparecer. 

Leonardo mostra que se sente desafiado com as últimas palavras do lutador, e se coloca cara-a-cara com ele antes de falar.

Leonardo: Em primeiro lugar, ninguém fala comigo nesse tom, mas vou deixar passar desta vez porque gosto da sua ambição. - ele se afasta um pouco e fica mais calmo - É de lutadores como você que eu procuro para integrar a House of Wrestling, aqueles que não desistem quando são confrontados pelo primeiro obstáculo. Dessa feita, eu o deixo competir no sábado, porém, eu não me posso responsabilizar sobre as consequências que o seu joelho pode sofrer. 

Hero: Não se precisa de preocupar, chefe, pois eu me assumo como total responsável por qualquer coisa que possa acontecer. Eu só preciso que me dê a oportunidade de ir ao ringue fazer aquilo que me motiva a levantar da cama todos os dias.

Leonardo: Bem, se você se responsabiliza pelo que pode acontecer, eu lhe dou autorização para competir no New Beginning. Antes de você sair da arena para ir ao hospital, passe no meu escritório para assinar um termo de responsabilidade para oficializar a sua participação. 

O dono da empresa abandona as instalações médicas e Hero se mostra aliviado por poder competir. O segmento termina com ele voltando a se sentar na cama para terminar de ser observado.

Vamos até à arena, onde toca “In The End” e Shawn Spears realiza a sua entrada até...Drew McIntyre o ataca por trás com uma “Clothesline” na nuca, fazendo-o cair rapidamente. O “Psicopata Escocês” o castiga com impiedosos strikes, fazendo Spears ficar quase inconsciente. Kevin Owens aparece no stage e empurra McIntyre irritado pelo facto de lhe “ter cancelado” a luta que iria ter. Os dois lutadores trocam socos no stage durante longos segundos, fazendo o público aplaudir e vaiar a cada golpe. Owens ganha vantagem após se desviar de um soco e atingir Drew com um “Superkick”. Spears, ainda meio atordoado, se levanta e fica confrontando KO antes do escocês se erguer e começar uma briga generalizada entre os três. PAC, AJ Styles, Zack Ryder, Rey Mysterio, Luke Harper e Mark Haskins acabam aparecendo pouco depois e se juntando à briga, completando assim o grupo de lutadores que participará na Gauntlet pelo Atlas Title. Eles se espalham um pouco por toda a arena com gente combatendo no stage, outros no ringue e ainda gente na ringside.

Harper e KO estão lutando perto da mesa dos comentaristas até que PAC se atira em “Somersault Plancha”, porém, ambos o conseguiram pegar no ar e aplicaram um “Double Powerbomb” em cima da mesa. No stage, Harper nocauteou Ryder com um “Discus Clothesline”. Alguns segundos depois, Haskins prendeu uma “Bridging Armbar” em Spears, que fica gritando fortemente com dores em seu braço. Os seis lutadores de pé se dirigem até ao ringue, onde ficam se confrontando. Kevin Owens acaba atirando Rey Mysterio de ombro contra o poste e o arremessa para fora do ringue de seguida. No outro lado do ‘squared circle’, Harper e McIntyre travavam uma batalha até o barbudo evitar um “Future Shock DDT” e aplicar um “Sleeper Slam” que coloca o escocês fora de ação. Os quatro se juntam no centro do ringue, onde trocam olhares mais uma vez antes de Styles acertar um “Elbow Smash” em Harper. Isto faz com que o barbudo o empurre com bastante força contra as cordas, o recebendo com um enorme “Big Boot”. Owens e Haskins assistiam esse momento e recebem um olhar intimidador por parte de Harper. Haskins não mostrou qualquer tipo medo desse olhar e rapidamente colocou KO no chão com um “Jumping Cutter”. O britânico lança um sorriso irônico para Harper e se aproxima dele, dizendo algumas palavras inaudíveis para os espectadores. Entre eles não existe contato físico, apenas um olhar capaz de congelar o mais comum dos humanos. É com essa imagem que vamos para uma curta pausa.


Comerciais…


Com a mudança de campeão Openweight e com Takada recebendo uma Title Shot, é anunciado que a luta pelo Openweight Championship será disputada entre o atual campeão Bray Wyatt, o ex-detentor do cinturão Adam Cole, o desafiante Nobuhiko Takada e ainda Orange Cassidy, visto que este estava agendado para enfrentar Wyatt no PPV.

Vamos agora para o nosso combate principal, o qual vai fechar as quartas-de-final do torneio pelo HOW Championship. Toca “Electrifying” e The Rock surge com bastante apoio dos fãs presentes na arena. Uma chuva de vaias se inicia depois quando aparece MJF ao som de “Love the Way You Hate Me”.

HOW Championship Tournament - Quartas-de-final: The Rock vs MJF

(15:19) MJF estava no domínio da luta e começou a atacar o seu adversário, que se encontrava encostado ao corner. Ele o insulta nos intervalo dos golpes, porém, quando vai tentar socá-lo, Rock consegue se desviar para trás dele. Quando o jovem lutador se vira, é recebido por um “Spinebuster”. Rock faz a sua coreografia habitual antes do “People’s Elbow”, mas, quando começa a correr, MJF rola para debaixo das cordas. O veterano se aproxima, porém MJF pega na sua cabeça e salta da apron, deixando Rock atordoado. Quando MJF regressa ao ringue, ele aplica um “South Hamptons Plunge” e encerra o combate com uma contagem de três.

Vencedor: MJF

O público vaia a vitória de Maxwell intensamente, porém o mesmo se mostra indiferente quanto a isso. Ele estará enfrentando Matthew Justice nas semifinais do torneio no New Beginning. O show se encerra com ele comemorando no ringue.

Fim de show.
Na noite desta sexta-feira, a House of Wrestling realiza o seu terceiro show, o último antes do New Beginning (que se realiza dia 28), diretamente da Movistar Arena em Santiago, no Chile.

Estes são os destaques apresentados para o show:


As quartas de final do torneio pelo HOW Championship irão terminar hoje com as seguintes lutas e, respetivamente, os seus vencedores enfrentarão Sami Zayn e Matthew Justice na próxima fase.
- Shane Strickland vs Daniel Bryan
- MJF vs The Rock

O Openweight Title vai ser um dos grandes destaques do show com duas lutas o envolvendo. De um lado, Adam Cole irá defendê-lo e, no outro, se realizará uma Triple Threat para decidir o seu candidato principal no New Beginning.
- Adam Cole (c) vs Bray Wyatt
- Sting vs Nobuhiko Takada vs Dolph Ziggler

Outras duas lutas também estão sendo anunciadas para o show, sendo elas:
- Kevin Owens vs Shawn Spears
- Jon Moxley vs Mike Bailey

Confira tudo isso e muito mais, sexta-feira, a partir das 18 horas, aqui na House of Wrestling.

Nota: Limite para promar até ás 17h de sexta.

Pode conferir o roster completo clicando aqui.

Cobertura: 


O show começa com um curto espetáculo pirotécnico seguido por uma breve introdução dos nossos comentaristas. Eles destacam as lutas que irão ocorrer hoje e falam um pouco sobre o que nos espera no New Beginning. Quando terminam, toca “Chris is Awesome” e Chris Hero caminha até ao ringue, recebendo apoio dos fãs e cumprimentando alguns deles ao passar na rampa. O público está bastante entusiasmado e começa a gritar o nome de Hero antes deste iniciar o seu discurso.

Hero: Será já daqui a oito dias que quatro forças entrarão neste ringue com a vontade de conquistar o prestigiado Intercontinental Championship. Todas elas entusiasmadas com a chance que têm de representar não só o seu continente, como todos os outros que existem na Terra. Eu trilhei o meu caminho até essa luta após vencer Seth Rollins em um grande duelo na semana passada, mas isso foi somente o primeiro passo nesta aventura. A rota até atingir o ouro continua e não será nada fácil derrotar os grandes nomes que estarão no combate. O que podem esperar da minha parte é bastante perseverança, humildade e trabalho, porque, caso eu fracasse nessa conquista, eu irei me focar cada vez mais até atingir o objetivo: o Intercontinental Championship. - os fãs aplaudem as palavras - No próximo sábado, eu irei entrar em ringue com Mike Bailey, Jon Moxley e com Bro…

A atenção de Chris Hero se voltou para o stage, onde Paul Heyman aparece com um microfone nas mãos, o interrompendo.

Heyman: Mister Hero, é com muito desagrado que venho até si, hoje, para lhe entregar notícias ruins. O senhor se retrata como um herói perante estes fãs, os iludindo com falsas conversas de ‘trabalho duro’ - ele gesticula ironicamente com essas palavras - mesmo sabendo que nem no seu melhor momento será capaz de vencer a Besta, Brock Lesnar. Ser um herói não é suficiente para uma derrubar uma Besta e você, juntamente com os outros dois, irão descobrir isso da pior e mais agonizante forma possível, sentindo no vosso corpo o verdadeiro significado de Suplex City. E, como você sabe, Mr. Hero, eu não entrego previsões, mas sim spoilers. Não adianta você tentar esconder o seu fracasso com esses seus lemas que atraem multidões, com as suas frases inspiradores que estão ao nível de gênios intelectuais como Mahatma Gandhi, pois elas não o poderão salvar. Mas sabe, Hero, eu vim aqui para lhe entregar notícias ruins e não aquilo que todos nesta arena já sabem. O que eu queria verdadeiramente dizer é que o futuro House of Wrestling Intercontinental Champion, “The Beast Incarnate”, Brock Lesnar está presente na arena e está desejoso de o conhecer pessoalmente. Desse modo, a única coisa que lhe posso desejar é sorte para chegar ao New Beginning nas melhores condições possíveis!

O representante de Brock Lesnar larga o microfone no chão e lança um sorriso maroto na direção de Chris Hero. “Nightmare” ecoa por toda a arena e Hero fica hesitante quanto ao local que Lesnar irá aparecer, porém este surge diretamente pelo stage com um ar de irritação. Ele dá os seus ‘saltinhos’ ainda no topo da rampa antes de começar a descê-la, porém Hero não espera e vai ele mesmo ter com Lesnar, fazendo uma enorme briga começar, a qual leva os fãs a uma enorme reação. Hero começou distribuindo alguns socos e cotoveladas na cara de Lesnar que o atordoam, tentando aplicar um “Rolling Cutter” de seguida. No entanto, Lesnar aproveitou a rotação a seu favor e conseguiu pegar Hero na posição certa para aplicar um dos seus tradicionais “German Suplex”.

Sabendo que está no domínio da brawl, a “Besta” solta um sorriso, o que deu tempo a Hero de recuperar e, quando Lesnar se aproximava, ele o empurra e tenta um “Discus Big Boot”. Não seria a escolha mais acertada, pois Lesnar foi mais rápido e pegou a perna de Hero a tempo de evitar ser atingido. Ele colocou rapidamente a perna em cima do seu ombro e se deixou cair de joelhos, fazendo com que Hero sentisse uma grande dor no seu membro. O “Knockout Artist” se agarra o seu joelho esquerdo enquanto solta alguns gritos de dor, porém Lesnar não se mostra minimamente preocupado com isso e o ergue para aplicar um “F-5”. Tanto Heyman como Lesnar se ficam a rir durante algum tempo antes de abandonar a arena.

Chris Hero se recupera aos poucos, ao mesmo tempo que fica com as mãos em volta do seu joelho, provavelmente sentindo algum tipo de lesão. Ele se ergue, porém a instabilidade na perna é tanta que ele volta a cair de imediato. Alguns árbitros aparecem no local para o ajudar a sair e ir no gabinete médico. O público fica aplaudindo Hero à medida que este abandona o local se apoiando nos ombros de dois árbitros quase sem colocar a sua perna esquerda no chão.


Comerciais...


Vemos Seth Rollins sentado em uma caixa de equipamentos no backstage, ele tem algumas coisas a dizer.

Rollins: Na semana passada, Chris Hero teve sorte na nossa luta e me tirou da Ladder Match pelo Intercontinental Championship, mas eu irei atrás desse cinturão novamente em breve. Não importa quem o vença na próxima semana, pois Seth Rollins está destinado a ser o seu campeão. Mudando de assunto, eu soube que The Miz estará organizando uma edição do MizTV no New Beginning e, visto que não tenho nada programado para o evento e ele não tem convidado, eu anuncio que irei estar presente no MizTV.

Rollins manda o cameraman desligar o seu equipamento, dando esse segmento por terminado.

Vamos até à arena, onde Dolph Ziggler realiza a sua entrada ao som de “ Here to Show the World”. Depois é a vez de Sting aparecer enquanto toca “Out from the Shadows”. Por fim, soa “Training Montage” e Nobuhiko Takada caminha até ao ringue.

#1 Contendership for the Openweight Title: Dolph Ziggler vs Sting vs Nobuhiko Takada

(12:42) Os três lutadores tiveram domínio da luta em ocasiões distintas, tendo cada um deles quase obtido a vitória por algumas vezes. No entanto, foi Takada a conseguir a contagem de três após se esquivar de um “Zig Zag” e aplicar um “Roundhouse Kick”.

Vencedor:
Nobuhiko Takada

O japonês faz a sua comemoração no ringue e vai lutar pelo Openweight Title no New Beginnning, que se celebra no sábado dia 28 de setembro.


Comerciais...


Voltamos ao backstage, onde The Miz bate à porta do locker room de Mike Bailey. Este a abre e ambos ficam conversando por um pouco.

Bailey:
Hey, Miz, o que você quer?

Miz: Eu soube que você iria enfrentar Jon Moxley hoje e, por essa razão, eu achei que seria melhor eu acompanhar você durante a luta.

Bailey: Miz, eu não sei o que vai na sua cabeça, mas eu não preciso de uma babysitter…

Miz: Você conheceu Moxley na semana passada da pior forma possível, você foi amarrado aqui no backstage. Não se sabe o que aquele louco pode estar preparando por aí. Além do mais, ele me estragou o MizTV e eu não posso deixar isso passar em branco. O que você diz?

Bailey: Visto dessa maneira, até é capaz de ter uma certa razão. Vou deixar você me acompanhar, mas tente não me atrapalhar durante o combate.

Mike fecha a porta do seu locker room enquanto Miz esboça algum contentamento sobre o que se passou.

Está na hora da luta valendo o Openweight Championship. O candidato, Bray Wyatt, realiza a sua entrada ao som de “Live in Fear”. O campeão, Adam Cole, aparece de seguida enquanto toca “Bad Reputation”.

Openweight Title Match: Bray Wyatt vs Adam Cole (c)
(Luta escrita por Brenno)

(0:21) O gongo soa e a crowd continua a cantar em coro "Yowie Wowie", o que irrita completamente o detentor do Openweight. Cole se apressa e encurta distância com Wyatt, que se mantém imóvel diante o campeão. Cole ameaça em alguns momentos agarrar o desafiante, porém hesita no último instante. O The Fiend inclinava sua cabeça com sua expressão psicótica, o que irritava cada vez mais o campeão - COLE COSPE NA FACE DE BRAY WYATT! A crowd pressente a reação do horripilante astro - Wyatt prepara Cole para um Sister Abigail com o beijo do batismo em sua testa - Cole consegue reverter em um Rollup! 1! 2! The Fiend consegue o kickout e se põe na posição da aranha - o campeão não se assusta dessa vez e dispara um potente Superkick que desmonta o desafiante!

(2:05) Cole conseguiu controlar Wyatt com raiva e violência, pisoteando o desafiante, evitando que ele conseguisse responder. O Panama City Playboy prendeu o The Fiend com pisões até derrubar o desafiante ao fundo do corner. Cole mostra seu lado extravagante ao realizar sua taunt ao gritar ADAM COLE BAY BA- O Fiend suprime o campeão com o Mandible Claw! Wyatt faz Cole agonizar - Cole consegue prender Bray em um Figure Four Necklock e evita a submissão. Cole pressiona a submissão enquanto se recupera do ataque surpresa, porém, Wyatt consegue escapar e mergulha em Cole com um Falling Headbutt.

(6:32) O The Fiend consegue controlar o campeão com sua agressividade sobrenatural, o arremessando contra as barricadas e pressionando sua cabeça contra os steel steps. Wyatt em certo momento foi capaz de arremessar Cole contre uma das barricadas com um Uranage Slam que arrancou uma incrível reação de surpresa da crowd. O referee realizou a contagem, mas o campeão retornou ao 9 - Wyatt tentou o finalizar novamente com um Running Senton nas costas com a contagem, mas o campeão conseguiu o kickout no 2.

(8:50) O campeão conseguia reagir à agressividade do desafiante, onde os dois trocavam chops no centro do ringue, com imensa vantagem para Wyatt que abusava das regras ao morder o rosto de Cole - o referee os separa e discute com o desafiante que empurra o mediador - Superkick de Cole! O campeão recupera seu fôlego e agarra o desafiante pela nuca - Throat Thrust do The Fiend que desestabiliza o campeão - Bray Wyatt solta gritos psicóticos e prende o campeão em um German - Cole consegue se soltar e dispara um Enzuigiri que nocauteia a aberração! Ambos competidores se arrastam para corners opostos, extremamente cansados.

(12:03) Ao se recuperarem ambos disparam ao centro do ringue e retornam a trocar socos para euforia do público presente - Cole consegue tomar vantagem e pune o The Fiend com Forearms Smash, o desafiante cede aos seus joelhos - Cole expõe seu joelho direito e se impulsiona pela corda oposta - Bray Wyatt o finaliza com um Neck Snap! Wyatt acompanha Cole se arrasta ao apron como um lagarto pelo ringue, ele ergue o campeão em um Apron DDT - o campeão consegue se separar e dispara um Superkick que atordoa Bray Wyatt! Cole escala a segunda corda externa e se lança em um PANAMA SUNRISE DO APRON PARA O CHÃO DE CONCRETO! Cole se arrasta para dentro do ringue e somente ordena o referee a realizar a contagem.

(13:02) O mediador realizou a contagem até o 9 - As luzes da arena se apagam e uma risada psicótica ecoa pela arena - as luzes retornam, porém, Bray Wyatt não está presente. Cole não sabe o que está acontecendo mas ordena que o referee finalize o combate - o referee acata a decisão do campeão - BRAY WYATT SURPREENDE ADAM COLE COM UM URANAGE SLAM CONTRA AS COSTAS DO REFEREE!

(14:10) O The Fiend arrastou o campeão pelos cabelo e ria descontroladamente - ADAM COLE ACERTA UM LOW BLOW! Wyatt desaba em seus joelhos - o que abre espaço para Adam Cole seu poderoso Last Shot! O Panama City Playboy se posicionou na segunda corda xingando Bray Wyatt e se lançou em um Panama Sun- Wyatt consegue aplicar um Takedown em Cole e impede o movimento - O The Fiend assalta violentamente o campeão com um Mandible Claw! O referee checa o braço do campeão e ele desaba!

1!

Ele checa novamente e...

2!

Ele checa novamente e..- Wyatt não deixa o braço do campeão cair completamente e o posiciona em um Sister Abigail e se posiciona completamente sobre o campeão e 1! 2! 3!


Vencedor: Bray Wyatt

Assim que a campainha toca, as luzes se apagam, ficando apenas um foco fraco percorrendo o ringue de forma rápida. O barulho característico da presença do “The Fiend” também se faz ouvir e este, se tornando no novo campeão, aparece segurando o seu cinturão no ringue enquanto o público aplaude a sua conquista.


Comerciais…


Vamos até um corredor no backstage, onde Matthew Justice está caminhando lentamente, com a cabeça baixa e semi-inclinada, estando o seu rosto coberto pelo seu cabelo. Ele profere algumas palavras palavras num tom quase inaudível, sendo portanto impossível de perceber o que está falando. Isso se prolonga até Sami Zayn se cruzar no seu caminho, o que os faz trocar alguns olhares. Os dois já se encontravam de costas quando Justice diz algumas coisas de forma lenta e macabra.

Justice: Sami Zayn, o cara que eu quase bati no primeiro show. A vida dá muitas voltas e, no New Beginning, os nossos destinos poderão voltar a se cruzar. Lhe desejo sorte na sua luta, amigo, pois eu quero terminar a brincadeira que começámos...

Zayn permaneceu parado por alguns segundos, talvez pensando no que dizer. Quando se vira e ia começar a falar, notou que ele já não se encontrava no local. O canadense parece um pouco incomodado com isso, porém acaba seguindo o seu caminho.

Voltamos à arena, onde Shane Strickland realiza a sua entrada enquanto toca “Fade”. O seu adversário no torneio, Daniel Bryan, surge logo a seguir sob vaias ao som de “Flight of the Valkyries”.

HOW Championship Tournament - Quartas-de-final: Shane Strickland vs Daniel Bryan

(0:00) Os dois lutadores se aproximam do centro do ringue, onde se ficam olhando mutuamente. Strickland, porém, não mostra qualquer tipo de reação além desse olhar, o que irrita Bryan e o faz acertar repetidas tapas na sua cara enquanto lhe chama de fraco. Strickland pega a sua mão quando o tentava atingir e, com a outra, acerta uma tapa ainda mais forte no rosto de Bryan. Este recua um pouco e parece ter ficado bastante irritado com isso e corre na direção do seu adversário, porém Strickland se desvia rapidamente e aplica um “Jumping DDT”.

(7:33) Após um início equilibrado, Bryan tomou o controle da luta e derrubou o seu adversário com um “Cravate Suplex”. Ele pega Strickland com um “Double wrist-clutch” e começa a pisoteá-lo várias vezes com alguns “Stomps” intercalados com alguns insultos aos “parasitas” que se encontram na crowd. Bryan vai para o pin, porém a mão do árbitro apenas bate duas vezes no tapete. O “World Messiah” prende o pescoço de Strickland com um “Sleeper” durante algum tempo, até o seu adversário se colocar em posição vertical e aplicar um “Back Suplex”.

(11:41) Já totalmente recuperado dos últimos minutos conturbados que passou, Strickland colocou Bryan no chão com alguns chutes. Ele o ergue e realiza o irish-whip, porém Bryan faz o reversal e se abaixa quando Strickland se aproxima. Este, assim que passa pelo adversário, se coloca fazendo o pino e aplica uma “Hurricanrana” quando ele se vira. Bryan utiliza a sua inteligência in-ring para se colocar deitado sob as cordas, aproveitando para descansar durantes alguns segundos.

(16:07) No final da luta, Strickland tentara aplicar um “Dropkick”, no entanto, Bryan se desvia e rapidamente aproveita a posição para se colocar sobre ele e prender um “LeBell Lock”. Mas, Strickland tinha a lição bem estudada e conseguiu rolar a tempo de evitar ser preso no golpe. Assim que ambos se erguem, Bryan tenta socar Strickland, porém este se desvia e rapidamente consegue aplicar um “BTL Driver”. O árbitro conta. 1….2…..3! Strickland avança!

Vencedor: Shane Strickland

Com esta vitória, o “Swerve” avança para as semifinais do torneio, onde irá enfrentar Sami Zayn. Ele comemora no ringue enquanto Bryan rola para fora desapontado.


Comerciais…


Após o retorno do show, nós vemos Daniel Bryan caminhando lentamente pelo backstage, onde se encontra desapontado e, ao mesmo tempo, irritado pelo que aconteceu. Após alguns metros, Andrade Almas e Zelina Vega surgem, zoando o “Planet Champion” pela sua derrota. Bryan para de caminhar, porém se mantém cabisbaixo por algum tempo até atingir o mexicano com uma tapa. Ele começa a falar irritado e Andrade fica a ouvi-lo, não retribuindo a tapa que sofreu.

Bryan: Você pode rir o quanto quiser, Andrade, pois você também perdeu. Mas, ao contrário de você, eu continuo importante para o ciclo que se vive nesta empresa. Quer me odeiem, ou me amem, aquelas pessoas ainda reagem aos atos que eu pratico, enquanto a você nem abrem a boca. Sabe o que isso significa? Que você não passa de um mero desconhecido que anda por aí vagueando sem que ninguém se importe. Você é apenas mais um parasita que me rodeia e eu deveria tê-lo exterminado por completo na primeira vez que nos cruzamos. Sabe uma coisa? Visto que eu, o salvador que estas pessoas precisam, não tenho combate e você, alguém puramente insignificante também não tem, eu sugiro que nos enfrentemos no New Beginning. Um para um. Sem ataques por trás. Sem desculpas. Apenas uma chance de poder calar a sua maldita boca de uma vez por todas e remeter você aonde pertence, ao lixo. E peço desculpas ao lixo por compará-lo com você, pois ele ao menos pode ser reciclado em parte, já você será sempre só lixo!

O mexicano dá dois passos atrás, deixando Zelina se aproximar de Bryan para responder ao seu desafio.

Zelina: Com que então você teve ‘bolas’ para desafiar Andrade. Isso me surpreende, pois você sempre se escondeu por detrás de um fajuto discurso. Pouco importa o que pensa acerca de Andrade, ele aceita a sua proposta e quer revelar ao mundo a farsa que você realmente é.

Assim que termina a resposta, Zelina retribui a tapa que Bryan dera a Andrade. Bryan sorri ironicamente na direção dos dois antes de prosseguir o seu caminho até ao locker room, onde vai recuperar fisicamente da sua derrota.

Na arena, toca “Hero” e Mike Bailey caminha até ao ringue acompanhado por The Miz. Após isso, o seu oponente de hoje, Jon Moxley, surge enquanto ecoa “Retaliation”.

Singles Match: Mike Bailey c/The Miz vs Jon Moxley

(13:23) A luta estava bastante equilibrada até ao final e Moxley se preparava para aplicar um “Death Rider”. No entanto, The Miz entrou rapidamente em ringue e o atacou, evitando Bailey sofrer a manobra e dando a vitória a Mox por desqualificação.

Vencedor por DQ: Jon Moxley

O árbitro manda a campainha soar rapidamente, mas Miz continua atacando Jon no ringue sem piedade. Bailey recupera sem muito perceber sobre o que aconteceu, porém, quando Miz lhe diz para ajudar a atacar Moxley, ele não hesita, pois estaria a enfraquecer um dos seus rivais no New Beginning. O público vaia as ações dos dois, porém estes não se importam com isso e continuam o seu ataque que só termina quando Miz aplica um “Skull Crushing Finale”.


Comerciais…


Vemos Chris Hero sendo atendido no gabinete médico da arena. O médico presente faz alguns movimentos com a perna esquerda do lutador, que são respondidos com alguns gemidos de dor por parte dele. A certa altura, Leonardo entra na sala e questiona o médico sobre uma possível lesão.

Médico: Bem, o Chris precisa de ser melhor examinado com algumas radiografias no hospital mais próximo, porém este diagnóstico não traz sinais muito favoráveis. As minhas suspeitas são que ele tem um estiramento leve no ligamento colateral medial, o que obrigaria a uma paragem de duas a quatro semanas. Não quero confirmar nada, mas diria que é quase certo que falhe o New Beginning. 

Leonardo mostra-se preocupado quanto à situação que está vivendo e fica pensativo durante alguns instantes.

Leonardo: Acho que não teremos escolha. Tendo em conta o que me disse, eu tenho que retirar Chris Hero da Ladder Match valendo o Intercontinental Championship.

O lutador, que se encontrava sentado em uma cama a poucos metros de onde estavam conversando, ouviu a conversa completa. Ele solta um rápido grito para chamar a atenção de Leonardo, antes de se levantar e ir até eles, mancando e se apoiando em alguns móveis da sala. Assim que se aproxima de Leonardo, ele começa a falar com um tom semi-agressivo.

Hero: Você não me pode retirar da luta devido a esta lesão. Todo o esforço que fiz nos últimos tempos para garantir a minha vaga nesse combate não pode ir em vão dessa forma. Se há algo que sempre me ensinaram é que nunca devemos recuar perante as adversidades, sejam elas quais forem. Eu não quero saber se vou a mancar até à luta, se levo muletas até ela, ou ainda se terei que amputar a perna, porque eu irei naquele ringue no New Beginning mostrar a todos o porquê de eu ser chamado de ‘Hero’. Posso não vencer, mas não vou deixar que me retirem a oportunidade de mostrar o meu valor à frente dos fãs. Então, Leonardo, se você não quer que eu compita no próximo sábado, a sua única hipótese é me demitir, pois, de qualquer outra forma, eu irei aparecer. 

Leonardo mostra que se sente desafiado com as últimas palavras do lutador, e se coloca cara-a-cara com ele antes de falar.

Leonardo: Em primeiro lugar, ninguém fala comigo nesse tom, mas vou deixar passar desta vez porque gosto da sua ambição. - ele se afasta um pouco e fica mais calmo - É de lutadores como você que eu procuro para integrar a House of Wrestling, aqueles que não desistem quando são confrontados pelo primeiro obstáculo. Dessa feita, eu o deixo competir no sábado, porém, eu não me posso responsabilizar sobre as consequências que o seu joelho pode sofrer. 

Hero: Não se precisa de preocupar, chefe, pois eu me assumo como total responsável por qualquer coisa que possa acontecer. Eu só preciso que me dê a oportunidade de ir ao ringue fazer aquilo que me motiva a levantar da cama todos os dias.

Leonardo: Bem, se você se responsabiliza pelo que pode acontecer, eu lhe dou autorização para competir no New Beginning. Antes de você sair da arena para ir ao hospital, passe no meu escritório para assinar um termo de responsabilidade para oficializar a sua participação. 

O dono da empresa abandona as instalações médicas e Hero se mostra aliviado por poder competir. O segmento termina com ele voltando a se sentar na cama para terminar de ser observado.

Vamos até à arena, onde toca “In The End” e Shawn Spears realiza a sua entrada até...Drew McIntyre o ataca por trás com uma “Clothesline” na nuca, fazendo-o cair rapidamente. O “Psicopata Escocês” o castiga com impiedosos strikes, fazendo Spears ficar quase inconsciente. Kevin Owens aparece no stage e empurra McIntyre irritado pelo facto de lhe “ter cancelado” a luta que iria ter. Os dois lutadores trocam socos no stage durante longos segundos, fazendo o público aplaudir e vaiar a cada golpe. Owens ganha vantagem após se desviar de um soco e atingir Drew com um “Superkick”. Spears, ainda meio atordoado, se levanta e fica confrontando KO antes do escocês se erguer e começar uma briga generalizada entre os três. PAC, AJ Styles, Zack Ryder, Rey Mysterio, Luke Harper e Mark Haskins acabam aparecendo pouco depois e se juntando à briga, completando assim o grupo de lutadores que participará na Gauntlet pelo Atlas Title. Eles se espalham um pouco por toda a arena com gente combatendo no stage, outros no ringue e ainda gente na ringside.

Harper e KO estão lutando perto da mesa dos comentaristas até que PAC se atira em “Somersault Plancha”, porém, ambos o conseguiram pegar no ar e aplicaram um “Double Powerbomb” em cima da mesa. No stage, Harper nocauteou Ryder com um “Discus Clothesline”. Alguns segundos depois, Haskins prendeu uma “Bridging Armbar” em Spears, que fica gritando fortemente com dores em seu braço. Os seis lutadores de pé se dirigem até ao ringue, onde ficam se confrontando. Kevin Owens acaba atirando Rey Mysterio de ombro contra o poste e o arremessa para fora do ringue de seguida. No outro lado do ‘squared circle’, Harper e McIntyre travavam uma batalha até o barbudo evitar um “Future Shock DDT” e aplicar um “Sleeper Slam” que coloca o escocês fora de ação. Os quatro se juntam no centro do ringue, onde trocam olhares mais uma vez antes de Styles acertar um “Elbow Smash” em Harper. Isto faz com que o barbudo o empurre com bastante força contra as cordas, o recebendo com um enorme “Big Boot”. Owens e Haskins assistiam esse momento e recebem um olhar intimidador por parte de Harper. Haskins não mostrou qualquer tipo medo desse olhar e rapidamente colocou KO no chão com um “Jumping Cutter”. O britânico lança um sorriso irônico para Harper e se aproxima dele, dizendo algumas palavras inaudíveis para os espectadores. Entre eles não existe contato físico, apenas um olhar capaz de congelar o mais comum dos humanos. É com essa imagem que vamos para uma curta pausa.


Comerciais…


Com a mudança de campeão Openweight e com Takada recebendo uma Title Shot, é anunciado que a luta pelo Openweight Championship será disputada entre o atual campeão Bray Wyatt, o ex-detentor do cinturão Adam Cole, o desafiante Nobuhiko Takada e ainda Orange Cassidy, visto que este estava agendado para enfrentar Wyatt no PPV.

Vamos agora para o nosso combate principal, o qual vai fechar as quartas-de-final do torneio pelo HOW Championship. Toca “Electrifying” e The Rock surge com bastante apoio dos fãs presentes na arena. Uma chuva de vaias se inicia depois quando aparece MJF ao som de “Love the Way You Hate Me”.

HOW Championship Tournament - Quartas-de-final: The Rock vs MJF

(15:19) MJF estava no domínio da luta e começou a atacar o seu adversário, que se encontrava encostado ao corner. Ele o insulta nos intervalo dos golpes, porém, quando vai tentar socá-lo, Rock consegue se desviar para trás dele. Quando o jovem lutador se vira, é recebido por um “Spinebuster”. Rock faz a sua coreografia habitual antes do “People’s Elbow”, mas, quando começa a correr, MJF rola para debaixo das cordas. O veterano se aproxima, porém MJF pega na sua cabeça e salta da apron, deixando Rock atordoado. Quando MJF regressa ao ringue, ele aplica um “South Hamptons Plunge” e encerra o combate com uma contagem de três.

Vencedor: MJF

O público vaia a vitória de Maxwell intensamente, porém o mesmo se mostra indiferente quanto a isso. Ele estará enfrentando Matthew Justice nas semifinais do torneio no New Beginning. O show se encerra com ele comemorando no ringue.

Fim de show.

Sobre / Contato / Anuncie/Advertise / Disclaimer / Política de Privacidade / Press Release

online / Design por: Ericki Chites