HOW Fantasy: Live Event (09/11/2019) - Em terras lusitanas!

Na noite deste sábado, dia 9 de novembro, a House of Wrestling realiza um Live Event diretamente do Pavilhão Nº2 da Luz em Lisboa, Portugal.

Estes são os tópicos usados para promover o evento:


No combate principal da noite, os portugueses poderão testemunhar um confronto inédito entre William Eaver e o Openweight Champion “The Fiend” Bray Wyatt sem o título em jogo.

Em outra grande luta, temos Kevin Owens a enfrentar Andrade Almas, este acompanhado como sempre pela sua bela gaja Zelina Vega.

Outro destaque vai para o combate que vai colocar Matthew Justice frente a frente com Luchasaurus. Será que este sabe que em Portugal existe uma boa zona paleontológica?

Teremos também uma Open Challenge do HOW Champion Shane Strickland pelo título. Quem irá aceitar?

Por fim, teremos as seguintes lutas envolvendo novatos da empresa qie também contam com alguns ‘veteranos’:
- Adam Cole vs Triple H
- Nobuhiko Takada vs Shorty G
- Roman Reigns vs Bubba Ray Dudley vs Kane
- Cesaro vs CM Punk
- Marty Scurll vs Humberto Carrillo
- Chris Jericho vs Finn Bálor
- Kenny Omega vs Buddy Murphy

Confira tudo isso e muito mais, sábado, a partir das 19 horas aqui na House of Wrestling.

Nota: Podem promar até às 18 horas de sábado.

Cobertura:


O show se inicia em Portugal com bastantes aplausos do público que está entusiasmado. Humberto Carrillo é o primeiro lutador a aparecer, o qual é recebido com uma reação razoavelmente boa enquanto entra ao som de “Dale Gás”. O seu oponente de hoje, Marty Scurll, surge de seguida enquanto “One True Villain” é tocada.

Singles Match: Humberto Carrillo vs Marty Scurll

(8:15) Numa luta equilibrada, onde a velocidade de Carrillo foi determinante, o mexicano conseguiu evitar um “Crossface Chickenwing” e aplicar um “Superkick” para alcançar a vitória.

Vencedor: Humberto Carrillo

O mexicano fica comemorando a sua vitória durante alguns segundos antes de sair da arena cumprimentando alguns fãs.

Após a saída de ambos os lutadores, Nobuhiko Takada realiza a sua entrada até ao ringue com alguns aplausos dos fãs. Shorty G vem a seguir com “Elite” para realizar a sua estreia na empresa.

Singles Match: Nobuhiko Takada vs Shorty G

(9:03) Shorty G resistiu a vários golpes de impacto durante todo o combate, porém acabou cedendo a um “Cross Armbreaker” que o obrigou a desistir.

Vencedor: Nobuhiko Takada

O japonês comemora a sua vitória e cumprimenta o adversário antes de ambos abandonarem a arena.

A câmera foca os nossos convidados especiais que estão na primeira fila, sendo eles o Jamelão, Davi e Dono do Buteco. Enquanto isso acontece, um funcionário da empresa surge no stage com um pato nas mãos e o leva até perto dos convidados. Ele olha para Jamelão e diz:

Funcionário: Este pato é uma oferta nossa para você, esperamos que não o coma como aconteceu com o outro.

Ele lhe entrega o animal e Jamelão fica bastante comovido com toda a situação enquanto o público começa a gritar “Duck! Duck! Duck!”.

Após isso, toca “Metalingus” e Buddy Murphy realiza a sua entrada. Kenny Omega surge a seguir com “Devil's Sky”, recebendo um pop aceitável.

Singles Match: Buddy Murphy vs Kenny Omega

(7:52) Foi uma luta com uma grande intensidade e um ritmo tão elevado que cativou os fãs desde o início. No final, Omega tentou acertar um “V-Trigger”, mas Murphy se esquivou, aplicou um “Wheelbarrow Suplex”, e terminou com um “Murphy's Law” para conseguir a contagem de três.

Vencedor: Buddy Murphy

O “Juggernaut” comemora a sua vitória no ringue enquanto é realizada uma pequena pausa no show.

Intervalo…

Voltamos à ação com um dos combates mais aguardados da noite. Andrade “Cien” Almas é o primeiro entrar com a sua bela valet Zelina Vega, os fãs começam a entoar cantos de “És boa como o milho”. O seu adversário, Kevin Owens, aparece depois com “Fight” e com algumas vaias do público.

Singles Match: Andrade Almas vs Kevin Owens

(18:26) Esta foi a melhor luta do show até ao momento, onde vimos ambos os lutadores a dar o melhor de si. O público ainda se encontra cativado devido à luta anterior, e isso ajudou a criar um ambiente especial. Kevin Owens conseguiu obter a contagem de três após acertar um “Pop-Up Powerbomb” seguido de um “Package Piledriver”.

Vencedor: Kevin Owens

O público parece algo chocado porque um dos candidatos principais ao HOW Championship foi derrotado. Owens não dá a mínima para isso e vai embora após comemorar um pouco.

Roberto Lamas se junta aos três convidados e os cumprimenta com as orelhas. No entanto, vemos Samir Singh passando perto deles, supostamente tentando se esconder dos seus desafiantes. Lamas aproveita e faz um Roll-Up nele para a contagem de três, se tornando assim no novo WWE 24/7 Champion. Ele comemora bastante, porém Davi o trai e atinge com um computador na cabeça, dando chance a Samir de recuperar o título e fugir. Lamas é retirado da arena com ajuda de árbitros, que o levam até ao gabinete médico para ser assistido.

Roman Reigns realiza a sua entrada ao som de “The Truth Reigns”. Kane vem a seguir com “Slow Chemical”. Por fim, Bubba Ray Dudley entra enquanto toca “We're Comin' Down”.

Triple Threat Match: Roman Reigns vs Kane vs Bubba Ray Dudley

(10:40) Numa luta dominada pela força dos seus intervenientes, Bubba conseguiu aplicar um “Bubba Bomb” em Kane, porém Reigns apareceu nas suas costas e lhe acertou um “Spear” para conquistar a vitória.

Vencedor: Roman Reigns

Após a luta, Jamelão deixa o pato fugir das suas mãos e o animal começa a correr em direção do backstage. Jamelão corre atrás dele, porém o animal acaba sendo atropelado por Kevin Owens que abandonava a arena de carro. Jamelão fica triste com esse momento, mas leva o pato para a cozinha para ser servido com arroz mais tarde.

Cesaro realiza a sua entrada até ao ringue ao som de “Superhuman”, sendo recebido com um enorme pop por ser europeu. CM Punk aparece de seguida com “Cult of Personality”.

Singles Match: Cesaro vs CM Punk

(02:01) O gongo soa e imediatamente ambos wrestlers disputam posições no centro do ringue, com larga vantagem para Cesaro devido sua estatura. Punk consegue utilizar de sua técnica e equilibra a disputa, conseguindo imobilizar o braço de Cesaro ainda em pé. O Swiss Superman provoca Punk ao realizar diversos curtos kip ups ainda com o braço imobilizado - o Second City Savior larga a chave e se lança em um Jumping Leg Drop que castiga Cesaro e tenta a contagem rápida, mas Cesaro consegue o kickout antes mesmo do um.

(04:12) CM Punk controlou Cesaro com submissões no centro do ringue, evitando que o Swiss Cyborg conseguisse utilizar sua força física no combate. Punk abusava das regras e prendia Cesaro em um Sleeperhold com auxílio das cordas, porém, o suíço foi capaz de se erguer mesmo preso na submissão e arremessou Punk de volta ao tatame. Cesaro disparou contra Punk, mas o americano foi capaz de realizar um Drop Down, fazendo com que Cesaro pulasse por cima do mesmo e ao voltar, realizou um Leapfrog - mas o Swiss Cyborg mostra toda sua força ao facilmente segurar Punk em meio ao ar e o punir com um Tilt-a-Whirl Backbreaker. O suíço tenta a contagem, mas Punk escapa no 2.

(05:02) Cesaro mostrou sua confiança ao erguer Punk em um segundo Stalling Suplex, onde realizou agachamentos no meio. A crowd lusitana contava junto ao mesmo os segundos, e no momento em que derrubaria Punk, o lutador de Chicago foi capaz de escapar pelas costas de Cesaro e reverter em um Rollup! 1! 2! Cesaro consegue o kickout e imediatamente se ergue já disparando um European Uppercut - Punk mostra sua técnica ao acompanhar o movimento e revertê-lo em um Backslide e 1! 2! Cesaro consegue o kickout, porém, Punk mantém seu braço preso e o acerta com um Pepsi Twist! O Straight Edge Savior tenta a contagem e 1! 2! Cesaro resiste.

(07:20) Punk conseguia punir Cesaro com cotoveladas e chutes, provenientes de seu conhecimento das artes maciais. Ele acerta o peito do suíço com Roundhouse Kicks, mas o Swiss Cyborg se mantém imóvel e ordena que ele o acerte com mais força. Punk dispara com um Clothesline contra o peitoral de Cesaro - o suíço se mantém de pé e acerta o americano com diversos European Uppercuts até o arremessar ao corner oposto com um Irish Whip seguido por um Corner European Uppercut! Punk desabou na altura do peito de Cesaro, que o ergue novamente e o acertou com um Stiff European Uppercut e o deixou jogado contra o corner. Cesaro disparou contra o corner oposto - Punk o surpreende ao segui-lo e o acerta com um High Knee seguido por um Running Bulldog!

(9:00) Punk ergueu Cesaro com dificuldades em um Fireman's Carry, quando buscava seu finalizador, Cesaro foi capaz de escapar pelas suas costas e o puniu com um Alpamare Waterslide! Cesaro ergueu Punk e realizou sua taunt antes de se lançar em um Springboard European Uppe- Punk acerta Cesaro em meio ao ar com um Roundhouse Kick! Cesaro está completamente atordoado no centro do ringue! Punk prende o suíço rapidamente em um Anaconda Vise e intensifica a chave cada vez mais até que Cesaro é obrigado a dar tap out!

Vencedor: CM Punk

O “Best in the World” comemora a sua vitória com alguns aplausos. Depois dos lutadores abandonarem a arena, toca “Bad Reputation” e Adam Cole realiza a sua entrada com um pop imenso da crowd. Triple H vem a seguir com “The Game” e também é bem recebido pelos fãs.

Singles Match: Adam Cole vs Triple H

(12:01) Foi uma luta que colocou juventude contra veterania e isso ajudou a criar uma história no combate. Cole tentou provar que era melhor, mas a sabedoria in-ring do “The Game” o fazia sempre ter resposta para os seus golpes. No fim, Triple H conseguiu obter a vitória após aplicar um “Pedigree”.

Vencedor: Triple H

Dada a reputação do “Cerebral Assassin”, o mesmo é bastante aplaudido depois de conquistar a vitória.

Intervalo.

“Judas” ecoa pela arena fora e Chris Jericho entra para delírio dos fãs. O seu adversário, Finn Bálor, surge de seguida enquanto toca “Catch Your Breath” e também recebe um pop.

Singles Match: Chris Jericho vs Finn Bálor

(11:03) Numa boa luta, onde tudo parecia estar equilibrado, Jericho surpreendeu Bálor com um “Codebreaker” e prendeu um “Walls of Jericho” para conquistar a vitória.

Vencedor: Chris Jericho

O “Y2J” celebra a sua conquista no ringue com bastante apoio dos seus fãs.

Rato e Carlos vão visitar Lamas na enfermaria, onde o mesmo parece estar melhor. Eles começam a falar sobre o show de UFC que aconteceu hoje e sobre os seus resultados quando o Lamas grita “Eu ganhei as apostas!”. Israel, que estava passando no corredor adjacente, aparece no local e diz “Catedral pegando fogo e você falando de UFC”. Lamas se irrita e corre atrás dele, porém Arthur aparece na sua frente com o pai, o que o faz parar de correr. O pai diz ao Arthur que não pode ficar acordado até tão tarde e que tem que ir já para a cama.

Toca “Carnivore” e Austin Matelson realiza a sua entrada até ao ringue. Matthew Justice vem a seguir com “Bow Down” e é recebido com uma reação mista.

Singles Match: Austin Matelson vs Matthew Justice

(13:51) Em uma boa luta, Matelson tentou de tudo para derrotar o seu adversário, no entanto, nunca teria sucesso. Com isso, Justice alcançou a vitória após aplicar um “Mental Holocaust”.

Vencedor: Matthew Justice

Toca "Swerve's House" e Shane Strickland surge no stage para a um pop incrível da crowd portuguesa. O campeão desliza para dentro do ringue com seu cinturão ao rosto e uma máscara na outra mão, ele a coloca pendurada no poste do ringue em que se encontra enquanto Greg Hamilton anunciava o Open Challenge.

Toca “Wake Up” e Zack Ryder é quem responde ao desafio para uma boa reação por parte da plateia. Ele caminha confiante até ao ringue enquanto os fãs cantam o seu nome.

HOW Championship Match: Shane Strickland (c) vs Zack Ryder

(02:05) O combate teve seu início com um ritmo lento, com disputas de holds e clinchs no centro do ringue. Ryder conseguiu se esgueirar para as costas do campeão e o ergueu para um Waistlock Takedown - mas o Swerve mostra toda sua agilidade ao reverter em um Headlock em meio ao ar - O Broski tenta responder prendendo a cabeça do campeão com as suas pernas, mas o campeão se ergue com o Kip-Up - a crowd aplaude a sequência de agilidade enquanto o campeão está parado no centro do ringue com um sorriso. O desafiante o agarra pelos cabelos e aplica um Snapmare - Swerve consegue o Kip Up utilizando o joelho de Ryder como apoio! O Broski é pego de surpresa novamente quando o campeão aplica em um Headstand Headscissors Takedown que arremessa o desafiante para o lado oposto do ringue - com Ryder ajoelhado, o Swerve dispara um sonoro Basement Dropkick e tenta a contagem, mas o Broski consegue o kickout no 1.

(4:00) O campeão controlou o combate com chutes e cotoveladas fortes o suficiente para manter o desafiante mais tempo possível em posições de pinfall. Strickland arremessou Ryder para o corner oposto a ele e buscou se lançar em um European Uppercut - mas o Broski consegue se esquivar e pune o Swerve com um Leaping Elbow Smash no corner seguido por um Hangman's Neckbreaker! Ele tenta a contagem e 1! 2! O campeão consegue o kickout.

(7:14) Ryder conseguiu equilibrar o combate e ditou seu ritmo, Strickland conseguiu reverter a tentativa de um Back Suplex em um Backflip, se impulsionando pelas cordas e opostas e se lançando em um - Flapjack de Zack Ryder! Ryder anima a crowd lusitana e realiza um Irish Whip - mas o campeão consegue reverter em um próprio e arremessa Ryder contra o corner oposto e dispara em sua direção, mas o Broski o bloqueia com os dois joelhos e se ergue na segunda corda - Swerve é ágil suficiente e acerta a perna direita de Zack Ryder com um Roundhouse Kick, fazendo o desafiante ficar preso à segunda corda, e o acerta com um sonoro Superkick seguido por um Rope Hung Jumping DDT! Ainda atordoado pelo impacto em sua nuca, Ryder consegue evadir para o ringside - o campeão vibra junto à crowd antes de se impulsionar pelas cordas opostas para mergulhar em um Fosbury Flop!

(8:12) Swerve erguia Ryder com dificuldades no ringside para evitar o final por contagem - mas é punido por um Kneeling Facebuster no chão de concreto! Ryder retorna ao apron e se lança com um Diving Dropkick que arremessa o campeão contra a barricada de ferro! O Broski arrasta o campeão e o arremessa para dentro do ringue e desliza por baixo das cordas inferiores - Swerve o surpreende com um Rebound Body Splash! Ambos os competidores estão caídos no centro do ringue.

(10:24) Zack Ryder se ergue com dificuldades e vai de encontro com Shane Strickland, que está no apron, o desafiante busca o prender em um Suplex, mas Swerve é esguio suficiente para o circundar pelo apron e adentrar ao ringue o arremessando com um Release German Suplex! Scott se ergue já em um Rolling Thunder - ROUGH RYDER DE ZACK! O Broski tem a chance de conquistar o cinturão e vai para a contagem e 1! 2! Strickland consegue agarrar a corda inferior no último segundo! Zack Ryder não acredita que esteve tão próximo de conquistar o cinturão!

(12:00) Ryder se mostrou obstinado a conquistar o cinturão e teve uma postura mais agressiva diante o campeão, o pisoteando no corner antes de o colocar sentado na terceira corda. O Broski escalou a terceira corda, a crowd lusitana antecipava o próximo grande movimento, mas Ryder realiza sua taunt de "Woo! Woo! Woo!" e se lança em um Avalanche Hurricanrana - mas o campeão segura firme nas cordas e Ryder cai sozinho no centro do ringue! O campeão ironiza o desafiante com seu próprio "Woo! Woo! Woo!" e mergulha em um Diving Hurrincarana - Ryder o recebe com um Kneeling Powerbomb! Strickland recua para o corner próximo para se recuperar, porém, Ryder mostra sua determinação e ergue seu punho e a crowd em coro canta "Woo! Woo! Woo!" e dispara um Broski Boot avassalador contra o campeão!

(13:49) Ryder não conseguiu a contagem pois o campeão foi arremessado para o apron com o potente Broski Boot. Ryder perdia sua paciência e pisoteou o campeão antes de o erguer em um Suplex - Strickland consegue conectar seu joelho contra a visão de Ryder, que é obrigado a largar o Swerve. Ryder se enfurece e tenta disparar um Clothesline - Swerve evade por baixo do ataque e ergue o desafiante em um APRON DEATH VALLEY DRIVER! Ryder recebe todo o impacto em suas costas e consegue se arrastar para dentro do ringue, mas o campeão está caído no ringside e o referee inicia a contagem!

(14:20) O referee anunciava a contagem no 8 quando Strickland se ergue em euforia para um grande pop da crowd e se direcionou à terceira corda mais próxima de Ryder, que se sentava no ringue quando percebe o campeão mergulhando com um Swerve Stomp! 1! 2! Ryder consegue o kickout! O Swerve não abre espaço e puxa Ryder pelas pernas diretamente em um Bend The Law Driver! 1! 2! 3! Strickland retém o cinturão em Lisboa!

Vencedor: Shane Strickland

Os fãs aplaudem a exibição dos dois lutadores. Strickland recebe o seu cinturão das mãos do árbitro e cumprimenta o seu adversário antes de comemorar a sua vitória. Ryder abandona a arena cabisbaixo pela derrota, porém o público tenta animá-lo um pouco com alguns cantos. Strickland fica comemorando no ringue por alguns momentos, saindo depois da arena enquanto cumprimenta alguns fãs da fila da frente.

Após Strickland vencer a sua luta, vemos Davi se despedindo dos seus amigos dizendo “Bem, já vi a luta que queria, então vou embora para ver vídeos do Pirula”. Ele abandona a arena e Dono do Buteco não se preocupa minimamente com isso, começando a beber uma grade de latas de cerveja.

Vamos agora para o combate principal da noite. William Eaver é o primeiro lutador a entrar, enquanto toca “Personal Jesus“, e é recebido com uma reação mista por parte da crowd. “The Fiend” Bray Wyatt surge de seguida com a sua entrada arrepiante ao som de “Live in Fear”. Ele é recebido com um dos maiores pops da noite, pois os portugueses o vêem como uma das grandes atrações do show.

Singles Match: William Eaver vs Bray Wyatt

(17:32) Foi uma belíssima luta que envolveu totalmente a atenção dos fãs. Nos minutos finais, Eaver conseguiu o seu domínio e aplicou uma "Clothesline From Heaven", no entanto, Wyatt se ergueu rapidamente. Eaver está chocado com isso, mas o atinge novamente com o seu finisher. Quando ia para o pin, Wyatt "ressuscita" imediatamente, assustando o "God's Envoy". Este, se levanta e tenta atingir mais uma "Clothesline From Heaven", porém Wyatt consegue se esquivar e aplicar um "Sister Abigail" seguido de um "Mandible Claw" que acaba apagando Eaver.

Vencedor: Bray Wyatt

A vitória do “The Fiend” leva o público local ao delírio. Ele recebe o Openweight Championship, que não estava em jogo, das mãos do árbitro e fica comemorando a sua vitória sobre grandes aplausos. É com essas imagens que o show termina.

Fim de show.
Gosta da House of Wrestling? Também estamos no Instagram e Facebook, siga-nos por lá e receba nosso conteúdo direto na sua rede social.